conecte-se conosco


Segurança

Pescador sai para catar caranguejo e é encontrado morto em Vitória

Publicado

José Mário de Araújo era um dos pescadores mais antigos do bairro Maria Ortiz, na capital

Morreu, aos 70 anos, um dos pescadores mais antigos do bairro Maria Ortiz, em Vitória. O senhor José Mário de Araújo saiu de casa, nesta quinta-feira (16), bem cedo para catar caranguejo. Era uma prática que ele realizava desde os sete anos de idade. Como não retornou cedo, os parentes ficaram preocupados. O corpo do pescador foi encontrado por volta das 19h, pelo Corpo de Bombeiros, em uma área do mangue que fica a cerca de 30 minutos da margem.

A família contou que José Mário tinha o hábito de sair para catar caranguejo e sempre voltava para o almoço. Por volta das nove horas da manhã, uma das filhas do aposentado ligou para saber se estava tudo bem. Esse foi o último contato da família com o pescador.

A família ficou preocupada com o sumiço do idoso, o neto da vítima contou que um tio, que também é pescador, foi ao manguezal para procurá-lo. “Ele saiu à procura e nada de encontrar. Encontrou o barquinho dele a meia hora de remo e a bolsinha boiando, só que a maré estava cheia, já estava entardecendo e ele estava sem lanterna. Meu tio voltou e acionamos os Bombeiros e 19h acharam o meu avô sem vida”, contou Pablo Fernandes dos Santos.

A família contou que o idoso era acostumado com o mangue. Começou na cata do caranguejo ainda menino e era um dos pescadores mais antigos da região. “Meu avô desde os sete anos de idade faz a prática da cata do caranguejo. Era o mais antigo da cidade, 63 anos na cata do caranguejo”, disse o neto.

Os familiares não sabem o que aconteceu com o idoso, mas acreditam que ele pode ter passado mal no barco. O pescador tinha completado 70 anos no início deste mês. No último domingo, a família se reuniu para celebrar a vida de José Mário. Na ocasião, o neto aproveitou para homenagear o avô.

“Ele fez aniversário no dia 05 de abril e fizemos um bolinho para família no domingo, sem nada de aglomeração. Eu fiz uma homenagem para o meu avô, agradecendo pelo homem que foi e a criação que ele deu para a família”, disse Pablo.

José Mário era pai, avô e bisavô. Sempre tirou o sustento da cata do caranguejo. Para a família, agora fica a admiração e a saudade. “O que vale é o legado que ele deixou para nós. Toda criação, honestidade. Então é isso que a gente tem que levar para a vida. É um sentimento de tristeza, mas a gente fica feliz pela forma que ele nos criou. Foi um homem de verdade”, declarou o neto.

Leia mais:  Sejus e Copas dialogam sobre iniciativas de atenção à saúde psicossocial dos profissionais
publicidade

Segurança

Mototaxista de 43 anos é morto á tiros em São Gabriel da Palha

Publicado

O crime aconteceu no final da noite detsa quarta-feira (5), próximo a quadra de esportes do bairro Boa Vista, em São Gabriel da Palha, segundo informações da Polícia Militar, o CCO foi acionado por volta das 23h20min com a informação que havia um motoqueiro baleado no local.

Ao chegar no local os policiais constataram que se tratava de um mototaxista e já estava sem vida, segundo a PM, o mototaxista foi identificado por Marcelo Pelegrini, 43 anos, ele estava caído com sua moto sobre o corpo e foi atingido por disparos de arma de fogo. Durante o trabalho da perícia foi encontrado em seu bolso 2 papelotes de cocaína e um envólucro com 59 pedras de crack.

A PM recebeu uma denúncia anônima informando que o mototaxista estava parado próximo a quadro de esportes falando no telefone quando um indivíduo em uma moto se aproximou e efetuou cerca de quatro disparos, em seguida fugiu em direção ao bairro Santa Helena. O local do crime, segundo a PM tem uma atuação intensa do tráfico de drogas.

Investigadores da Polícia Civil estiveram no local em busca de informações que auxilie na investigação. Qualquer informação pode ser passada de forma anônima pelo 181 ou 3727-3770.

Leia mais:  Criminosos são perseguidos após dispararem contra viatura descaracterizada em Cariacica
Continue lendo

Segurança

Corpo de jovem é encontrado parcialmente carbonizado em lavoura de café

Publicado

A vítima foi até a cidade de Mantenópolis na companhia de um amigo para resolver algumas pendências. A motivação do crime ainda é desconhecida

O corpo de um homem foi encontrado nesta quarta-feira (03), parcialmente carbonizado em uma lavoura de café, em Mantenópolis, no noroeste do Espírito Santo. A vítima foi identificada como João Pedro Vargas, de 25 anos. 

De acordo com a Polícia Militar, uma pessoa encontrou o corpo e acionou a equipe. A polícia informou que, após o corpo ser encontrado, o amigo da vítima foi até o local e reconheceu o rapaz pelas roupas. 

A Polícia Civil foi questionada sobre a investigação do caso, mas até a publicação desta reportagem, não foi dado um retorno. Assim que informações forem enviadas, o conteúdo será atualizado. 

Leia mais:  Sejus recebe representantes de esposas e familiares de presos
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana