conecte-se conosco


Pinga fogo

Pinga-Fogo – 2ª Quinzena de Novembro

Publicado

A eleição acabou e que o resultado quase não surpreendeu.

As eleições municipais em São Mateus deram o que se desconfiava que daria e, por isso, o atual prefeito foi reeleito para um mandato de mais quatro anos. Na oposição ficou a maioria contrária ao vencedor, mas devido a sua fragmentação, os seus mais de 36 mil votos não foram contabilizados para superarem os pouco mais de 20 mil do vencedor do pleito. Surge assim a necessidade de se começar a pensar em segundo turno para todas as cidades, independentemente do número de eleitores.

==============================================================

Desta vez não virou

Eleição em São Mateus não é para amador. Acontece de tudo um pouco e o resultado final é quase sempre contrário do que o município sonhou e necessita. Quase sempre um “marciano” assume o poder demonstrando o seu despreparo, porém, com a aquiescência da maioria do eleitorado. Acredita-se que isso é feito para que as “candinhas de plantão” tenham assunto para os quatro anos conversando fiado nas esquinas, becos e sarjetas da cidade.

A oposição ainda teve alguma esperança pregando o voto útil no segundo, neste caso Carlinhos Lyrio (Podemos), esperando a grande virada. E, para frustação daqueles que esperavam dele virar, ele não virou. Daniel não virou e manteve à frente.

Penduricalhos ideológicos?

Em Vitória o eleitor vai para o segundo turno tendo como opções o delegado Pasolini (Republicano) e o petista João Coser. Um é o novo na política e o outro já foi prefeito e deputado. A preferência pelo Pasolini prende-se ao fato do receio de uma vitória do Coser trazer para a Prefeitura de Vitória a petisada espalhada pelo estado e pelo país.

Política desbotada

Em 2022 os representantes dos seus “donos” políticos estarão a postos tentando convencer o eleitorado mateense a votar nos de fora em detrimento dos de dentro. Para muitos Jorge Silva é de fora, pois só faz o jogo dos adversários do município. Renovação de A a Z é a nova ideia. Pelo menos nesse período de ressaca eleitoral. Depois esquece e vira tudo o “mesmo do mesmo”.

Simbolismo inútil

Transferir de maneira simbólica a capital do estado para o Porto histórico de São Mateus não muda em nada para quem vive naquele bairro. Nem como propaganda tem servido mais. O que a população do lugar deseja é a recuperação do casario e fazer chegar os serviços básicos para o bairro. O resto tem pouca importância para o dia-a-dia dos seus moradores.

EM TEMPO

• Observadores da política de São Mateus, creditam como maior responsável pela derrota da oposição ao ex-deputado Jorge Silva (SD). Pensou no interesse pessoal em detrimento do município que se diz amar.

• Em 2022 os que traíram os interesses do município de São Mateus vão ter a cara de pau de aparecer para pedir voto? Não deixaremos esquecer os seus nomes. O trabalho agora é votar em gente da terra e que nunca esteve em cargo legislativo estadual e federal. Chega de apostar em quem já foi. Renovação é a palavra chave.

• Em breve as festas voltarão para alegria do povão! Viva a bandalha!!!

Leia mais:  1ª Quinzena de Janeiro
publicidade

Pinga fogo

Pinga-Fogo_Dezembro

Publicado

Por Zene Lagace

 

Quem trava o País

O STF parece que desistiu da sua primeira e única razão de ser que é a de guardião da Constituição. Vem fazendo papel de executivo e de legislativo e também achando que pode mandar na vida das pessoas. A alta Corte deve tomar cuidado com uma sempre possível reação popular… A atuação do STF tem sido pífia e seus ministros passaram a ser motivo de chacota da sociedade brasileira. O caso da eleição da presidência da Câmara e do Senado foi algo hilário, uma alta Corte se reunir para discutir a constitucionalidade da Constituição. É motivo de gargalhada, de rolar de rir, tamanho o suprassumo da ignorância e inutilidade da sua ação.

A “alta” Corte brasileira é hoje um arremedo de credibilidade como um dos poderes da República.

====================================================================

Formação do time

O prefeito reeleito de São Mateus, Daniel Santana (PSDB), está recrutando seus aliados para tocar a sua administração. Dos onze vereadores eleitos a conversa que rola nos bastidores da política local é que já tem oito no seu time e acha o suficiente para tocar o barco. Os três que ficarão de fora, nem boia salva-vidas quer oferecer a eles. Quer deixá-los à deriva.

Com maioria na Câmara de Vereadores, o prefeito vai nadar de braçada e seus projetos, polêmicos ou não, têm possibilidade de passara batido.

Nova ou requentada?

As eleições estaduais e nacionais só acontecem em 2022, mas já tem pré-candidatos se movimentando para o pleito futuro. Em São Mateus alguns já se sabe que vão ser candidatos e isso ficou claro nos esquemas das últimas eleições municipais. Esquemas para os de fora e os de dentro do município. Mas o eleitorado consciente (?) de São Mateus já percebeu que algumas pré-candidaturas não são novas, são requentadas.

Os gafanhotos

Agora em 2020 eles atuaram com seus braços no município representados por alguns dos seus representantes, mas em 2022 eles virão para, com esses representantes (cabos eleitorais), cooptar os votos dos mateenses. A nuvem de gafanhotos virá buscar seus votos e depois de levá-los, só voltará quatro anos depois. Mas deixarão, nesse período, seus representantes para continuarem a fazer o trabalho bem remunerado para eles.

O Paraíso é aqui

O Estado do Espírito Santo é mesmo um lugar abençoado. Aqui, diferentemente do restante do País, não há corrupção e, consequentemente, ninguém vai preso. Qual político tirou cadeia por aqui, exceto Carlos Gratz? Só da gente honesta nas terras capixabas e por isso temos orgulhos dos nossos políticos. Vão todos para o céu. Aleluia!

 

Leia mais:  Pinga Fogo

EM TEMPO

Chega de vadiagem. As aulas presenciais têm que voltar com urgência.

• O Crivella foi aliado do Bolsonaro no primeiro momento, assim como Lula foi aliado, amigo e “sócio” do Sergio Cabral e sua quadrilha. Na política não tem ingênuo. Todos têm seus pecados.

• O que não se deseja da atual administração municipal de Vitória é que ressuscite o ex-governador Paulo Hartung como candidato para o governo estadual em 2022.

• A demora da instalação e funcionamento do porto, em Urussuquara, não preocupa quem adquiriu terras em seu entorno. Os que tinham informações privilegiadas e que colocaram seus laranjas para comprarem as glebas continuam assistindo à valorização dos seus feudos…

Continue lendo

Pinga fogo

Pinga-fogo – 1ª Quinzena Novembro

Publicado

Por Zene Lagace

Disneylândia em São Mateus

Alguém já disse que São Mateus não é para amadores. Por aqui aparecem cada figura que acaba virando prefeito da cidade. É o caso do atual mandatário do município que em uma de suas entrevistas para uma rádio local agradeceu e pediu o voto aos “eleitores mirins”, as criancinhas mateenses. Talvez seja por isso que em uma dessas pesquisas supostamente Mandrake, ele aparece em primeiro lugar com o voto, quem sabe, dos pequeninos.

Esse fato foi motivo de gozação e o município e sua população alvos de chacota, como se em São Mateus só houvesse ignorante, se espelhando no atual prefeito.

A continuar com essa insanidade de cooptação das crianças, o jingle da campanha do candidato a reeleição está entre o Bilú Tetéia e o Ilariê.

====================================================================

Espécies raras da fauna e flora eleitoral

Em época de eleições aparecem muitas espécies querendo dar o seu recado da maneira mais criativa ou ridícula, numa tentativa de sensibilizar o eleitor e conquistar o seu voto. Uns colocam chapéu que não só cobre a cabeça, mas o corpo e a alma; outro saiu montado a cavalo e, acaba até encontrando dificuldade para estacionar o animal pelas ruas por onde passa. Tem também aquele ousado que diz, caso for eleito, que vai arruma a vida da família e que o povo é apenas um detalhe. Existe outro que não fala, mas o seu papagaio de pirata fala por ele. Aliás, o papagaio pode acabar eleito, o que não é nenhum absurdo, basta observar os políticos que temos por esse Brasil.

Ô meu, me dá o meu!

O Fundo Eleitoral tem serventia além da conta de ajudar partidos com o suado recurso público. Serve para engordar as burras de alguns maus feitores. A história relata que um foi negociar o valor em esferas superiores como forma de se alinhar a uma corrente política. Separou o seu faz-me rir e o troco deu para a divisão antropofágica dos candidatos do seu partido. Na cidade aonde mora se posa como gente séria, mesmo que isso seja fake.

Arrastão abriu franquia?

Tem candidato que quando entra em bairros de sua cidade mais parece um arrastão. Faz barulho, solta fogos, bota cachorro para correr, atrapalha o sono e a tranquilidade de morador e, quando é recebido com repulsa pelos eleitores conscientes, quer brigar, dando uma de fanfarrão.

Isso não acontece em Marte. Acontece em São Mateus.

Capeta prepara churrasqueira para assar “gatos humanos” (políticos corruptos)

Caso Deus votasse em São Mateus, teria dificuldade em escolher o seu candidato. Como Ele não vota, qualquer um pode ser abençoado pelo “eleitorado porra-louca” achando que todos são japoneses, que todos são iguais. O inferno está aguardando os maus. O homem de capa vermelha e garfo gigante quer espetar esses políticos mentirosos. A fornalha está sendo aquecida esperando a clientela.

Meu garoto!

Gepeto tem candidato em São Mateus. Não é de pau, mas tem a cara-de-pau e conta mentira igual ao boneco de madeira Pinóquio. E tem nome… Pinóquio Santana.

 

Leia mais:  Pinga-fogo - 1ª Quinzena Novembro

EM TEMPO

• Alguns empresários ficam atrás da bomba esperando que alguém ganhe as eleições para eles. Depois aparecem para cobrar aquilo que não lhe é devido.

• A República brasileira ainda não foi consolidada. E nem poderia, pois foi proclamada através de um golpe, de uma mentira e sem qualquer participação popular. A Monarquia e o imperador Pedro II tinham a simpatia, o respeito e a admiração do brasileiro. Qual político tem isso nesses anos todos de republiqueta? Fascista e ditador não vale.

• Concorrência desleal ambulante x comerciante/lojista. Nas ruas e avenidas da cidade de São Mateus basta ter uma barraca, alguns produtos piratas e se estabelecer sobre as calçadas e praças. Até o prefeito tem tendas, adquiridas com, segundo denúncias e das bocas de Matiiiildes, recursos destinados ao combate da covid-19.

• A velha política ainda impera em São Mateus. Quando será sepultada juntamente com seus protagonistas?

• Mesmo que fosse uma ação imprescindível para tirar o prefeito da disputa em que tenta a reeleição, tem candidato que nunca abriria mão da sua candidatura em benefício do desenvolvimento de São Mateus. Vaidade, egoísmo e interesses inconfessáveis.

Leia mais:  Pinga Fogo – 22 de Junho
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana