conecte-se conosco


Segurança

PM apreende adolescente com submetralhadora, munições e drogas em São Gabriel da Palha

Publicado

Policiais militares da 3° Companhia do 2° Batalhão, com o apoio do 8° Batalhão, apreenderam na noite de sábado (24), uma submetralhadora de fabricação caseira, dois pedaços de maconha, 26 buchas da mesma substância, cinco pedras de crack, 39 munições, além de R$ 2.034,00 em espécie proveniente do tráfico, durante a Operação Força Tarefa III, em São Gabriel da Palha. Um adolescente de 15 anos foi apreendido durante a ação.

A apreensão aconteceu após informações do Serviço de Inteligência da Unidade de que dois indivíduos estariam traficando e portando armas de fogo no bairro Santa Helena. As equipes de serviço montaram uma operação e realizaram incursão por um beco da Rua Dário Zantelli, onde visualizaram os suspeitos. A dupla, ao perceber a aproximação policial, empreendeu fuga por um matagal e foi acompanhada por uma trilha pelos policiais.

Foi feito um cerco em torno de residências onde possivelmente os suspeitos teriam se escondido e após buscas foi encontrado um dos indivíduos escondido debaixo da cama de um quarto. Ele foi abordado e, embaixo do colchão, foi localizada a submetralhadora calibre 380 de fabricação caseira com 30 munições do mesmo calibre.

Leia mais:  Operação Sentinela é realizada pela PM em Mantenópolis

O abordado apontou onde os entorpecentes estariam escondidos. Os militares prosseguiram ao local e visualizaram uma parte da droga em cima da mesa da cozinha e o dinheiro dentro de uma bolsa. Em continuidade às buscas, foi encontrado o restante dos entorpecentes enterrados no fundo do quintal da casa, além de munições que estavam no caminho. No local nenhum suspeito foi localizado.

O adolescente e todos os materiais apreendidos foram encaminhados ao plantão policial de Barra de São Francisco.

publicidade

Segurança

Corpo com sinais de estrangulamento é encontrado dentro de saco plástico em Viana

Publicado

O corpo estava dentro de um saco plástico preto. A vítima é um homem que estava sem documentos e, por isso, ele ainda não foi identificado pela polícia

Um corpo foi encontrado nas proximidades da estação de tratamento de esgoto do bairro Arlindo Vilaschi, em Viana, na madrugada desta sexta-feira (19). A situação chamou a atenção de quem passava pela região.

O corpo estava dentro de um saco plástico preto. A vítima é um homem que estava sem documentos e, por isso, ele ainda não foi identificado pela polícia.

Segundo a polícia, o corpo foi encontrado por volta das 5 horas desta sexta, por moradores que passavam na região. O homem teve as pernas cortadas e o criminoso teria tentado estrangular a vítima com uma camisa.

A Polícia Militar e a perícia da Polícia Civil foram acionadas e estiveram no local, mas a motivação do crime ainda é um mistério.

O corpo foi encaminhado para o Departamento Médico Legal (DML) de Vitória e o caso será investigado.

Leia mais:  Sejus retoma visitas sociais presenciais na próxima segunda-feira (21)
Continue lendo

Segurança

Operação contra corrupção e tráfico de drogas cumpre mandados no ES

Publicado

Ao todo, estão sendo cumpridos dois mandados de prisão e 31 mandados de busca e apreensão em casas, empresas e escritórios

A Receita Federal e a Polícia Federal deflagraram, na manhã desta quarta-feira (17), a Operação Ártemis, com o propósito de desarticular possível organização criminosa composta por agentes públicos, empresários e relacionados, que tinha por finalidade a suposta prática de crimes relacionados ao comércio exterior, corrupção, tráfico de drogas e lavagem de dinheiro.

Estão sendo cumpridos dois mandados de prisão e 31 mandados de busca e apreensão em residências, empresas e escritórios, expedidos pela 2ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, dos quais 26 desses apontam para empresários e outras pessoas relacionadas. 

Além de Vitória, no Espírito Santo, as ações ocorrem nos municípios do Rio de Janeiro e Itaguaí, no Rio de Janeiro, Santos e São Vicente, em São Paulo, Belo Horizonte, em Minas Gerais, e Maceió, em Alagoas.

Na Receita Federal, a investigação foi conduzida por sua Corregedoria e teve início em 2020, a partir das ações corretivas coordenadas no Porto de Itaguaí pela Superintendência da Receita Federal na 7ª Região Fiscal (RJ/ES).

Leia mais:  MPES denuncia homem e mulher por homicídio em zona rural

Por parte da Receita Federal, a operação tem a participação de 25 auditores-fiscais e 23 analistas tributários, e conta com o apoio de duas equipes especializadas: a Divisão de Repressão ao Contrabando e Descaminho da Superintendência da 7ª Região Fiscal e a Equipe Nacional de Pronta Resposta.

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana