conecte-se conosco


Segurança

Polícia fecha boate em Cariacica que desobedeceu decreto estadual sobre Novo Coronavírus

Publicado

Durante as buscas, os policiais apreenderam cerca de R$ 23 mil e uma pistola com a numeração raspada. O empresário foi preso e autuado em flagrante por posse ilegal de arma

A Delegacia de Costumes e Diversões (Decodi) fechou uma casa noturna localizada no município deCariacica, na última quarta-feira (18), após receber uma denúncia anônima. O estabelecimento desrespeitou o decreto do governo do Estado, divulgado no dia (17), que proibia a abertura de cinemas, casas de shows e boates como medida de prevenção à disseminação do Novo Coronavírus (Covid-19).

“A denúncia informava que a boate estava em pleno funcionamento, ignorando completamente o decreto estadual e colocando em risco clientes, funcionários e até mesmo os vizinhos. O local funciona 24 horas e, quando abordamos o proprietário, ele afirmou que desconhecia o decreto “, disse o titular da Decodi, o delegado Márcio Braga.

Os clientes e funcionários foram liberados e orientados a irem para casa. O proprietário recebeu esclarecimentos sobre a proibição de funcionamento e a boate foi notificada pela Decodi para que não reabra enquanto durarem as medidas de prevenção ao Coronavírus.

Leia mais:  Família encontra granada antiga na Praia do Canto e Esquadrão Antibombas é acionado

No entanto, durante as buscas, os policiais apreenderam aproximadamente R$ 23 mil e uma pistola com a numeração raspada. O empresário acabou preso e autuado em flagrante por posse ilegal de arma de fogo de uso restrito e foi encaminhado ao Centro de Triagem de Viana.

“A Decodi pede colaboração dos donos de boates e casas noturnas, pois o momento é de sacrifícios e colaboração de todos, e quem desrespeita o decreto estadual pode responder por crime de desobediência. A população também pode ajudar a fiscalizar, e denúncias podem ser feitas por telefone, no Disque Denúncia 181, ou pela página www.disquedenuncia181.es.gov.br. Todos devemos nos ajudar nesse momento”, afirmou o delegado.

O fechamento de eventos culturais foi uma das medidas de segurança adotadas contra o Novo Coronavírus definidas na terça-feira, em reunião na Sala de Situação de Emergência em Saúde Pública. Por 30 dias está proibida a abertura de cinemas, casas de shows e boates, além da realização de eventos de qualquer natureza. Reuniões particulares estão permitidas, desde que a aglomeração máxima seja de 100 pessoas em local com pelo menos três vezes a capacidade.

Leia mais:  Inscrições para concurso da PMES terminam nesta quinta-feira

publicidade

Segurança

Corpo com sinais de estrangulamento é encontrado dentro de saco plástico em Viana

Publicado

O corpo estava dentro de um saco plástico preto. A vítima é um homem que estava sem documentos e, por isso, ele ainda não foi identificado pela polícia

Um corpo foi encontrado nas proximidades da estação de tratamento de esgoto do bairro Arlindo Vilaschi, em Viana, na madrugada desta sexta-feira (19). A situação chamou a atenção de quem passava pela região.

O corpo estava dentro de um saco plástico preto. A vítima é um homem que estava sem documentos e, por isso, ele ainda não foi identificado pela polícia.

Segundo a polícia, o corpo foi encontrado por volta das 5 horas desta sexta, por moradores que passavam na região. O homem teve as pernas cortadas e o criminoso teria tentado estrangular a vítima com uma camisa.

A Polícia Militar e a perícia da Polícia Civil foram acionadas e estiveram no local, mas a motivação do crime ainda é um mistério.

O corpo foi encaminhado para o Departamento Médico Legal (DML) de Vitória e o caso será investigado.

Leia mais:  Família encontra granada antiga na Praia do Canto e Esquadrão Antibombas é acionado
Continue lendo

Segurança

Operação contra corrupção e tráfico de drogas cumpre mandados no ES

Publicado

Ao todo, estão sendo cumpridos dois mandados de prisão e 31 mandados de busca e apreensão em casas, empresas e escritórios

A Receita Federal e a Polícia Federal deflagraram, na manhã desta quarta-feira (17), a Operação Ártemis, com o propósito de desarticular possível organização criminosa composta por agentes públicos, empresários e relacionados, que tinha por finalidade a suposta prática de crimes relacionados ao comércio exterior, corrupção, tráfico de drogas e lavagem de dinheiro.

Estão sendo cumpridos dois mandados de prisão e 31 mandados de busca e apreensão em residências, empresas e escritórios, expedidos pela 2ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, dos quais 26 desses apontam para empresários e outras pessoas relacionadas. 

Além de Vitória, no Espírito Santo, as ações ocorrem nos municípios do Rio de Janeiro e Itaguaí, no Rio de Janeiro, Santos e São Vicente, em São Paulo, Belo Horizonte, em Minas Gerais, e Maceió, em Alagoas.

Na Receita Federal, a investigação foi conduzida por sua Corregedoria e teve início em 2020, a partir das ações corretivas coordenadas no Porto de Itaguaí pela Superintendência da Receita Federal na 7ª Região Fiscal (RJ/ES).

Leia mais:  Homem encontra R$ 7.800 em notas falsas e entrega para a Polícia Federal

Por parte da Receita Federal, a operação tem a participação de 25 auditores-fiscais e 23 analistas tributários, e conta com o apoio de duas equipes especializadas: a Divisão de Repressão ao Contrabando e Descaminho da Superintendência da 7ª Região Fiscal e a Equipe Nacional de Pronta Resposta.

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana