conecte-se conosco


Segurança

Polícia Militar recebe 40 novas viaturas para reforçar combate ao crime

Publicado

O Governo do Estado realizou, na tarde desta quinta-feira (13), a entrega de 40 novas viaturas para a Polícia Militar do Espírito Santo (PMES), em solenidade no Quartel do Comando-Geral da Corporação, em Maruípe, Vitória. Os novos veículos, do tipo caminhonetes Mitsubishi L200, irão compor a frota da PMES, que vem sendo totalmente renovada, dentro do Programa Estado Presente em Defesa da Vida.

Do total entregue, 30 viaturas serão destinadas para as atividades de patrulhamento ordinário, patrulhamento rural, Força Tática e policiamento especializado. Os veículos têm motorização diesel, tração 4×4, rádios comunicadores digitais, sinalizadores em led modelo reto, sirene no compartimento do motor, cofre para transporte de conduzidos, segunda bateria para maior eficiência elétrica, para-choques de propulsão e câmera e sensor de estacionamento.


As Unidades Operacionais e municípios atendidos serão: 1º Batalhão (Vitória), 6º Batalhão (Serra), 10º Batalhão (Guarapari), 11ª Companhia Independente (Viana), 12ª Companhia Independente (Vitória), 13ª Companhia Independente (Vila Velha), 14ª Companhia Independente (Serra), 3º Batalhão (Alegre), 9ª Companhia Independente (Marataízes), 10ª Companhia Independente (Anchieta), 2º Batalhão (Nova Venécia), 8º Batalhão (Colatina), 11º Batalhão (Barra de São Francisco), 5º Batalhão (Aracruz), 13º Batalhão (São Mateus), 14º Batalhão (Ibatiba), 2ª Companhia Independente (Afonso Cláudio), 6ª Companhia Independente (Domingos Martins), 8ª Companhia Independente (Santa Teresa) e a unidade especializada do Regimento de Polícia Montada (RPMont).

O valor unitário de cada veículo é de R$ 215.500,00, perfazendo o total de R$ 6.465.000,00 investidos com recursos do Tesouro Estadual. Também serão entregues 10 caminhonetes para as atividades de patrulhamento especializado com cães das PMES, atendendo ao Batalhão de Ações com Cães (BAC) e as Unidades da Grande Vitória que têm o K9.

Leia mais:  Morre delegado André Landeira, titular da Delegacia de Campo Grande

Os veículos foram adaptados com estrutura para o transporte seguro dos cães policiais no banco traseiro do veículo, assim como compartimento destinado ao transporte de materiais de apoio ao cão, na parte traseira do veículo, ao lado do cofre para transporte de detido e também pontos de fixação de armamento longo no interior do veículo.

As Unidades Operacionais da Grande Vitória que receberão as novas viaturas, além do Batalhão de Ações com Cães, são 1º Batalhão (Vitória), 4º Batalhão (Vila Velha), 6º Batalhão (Serra), 7º Batalhão (Cariacica), 12ª Companhia Independente (Vitória), 13ª Companhia Independente (Vila Velha) e 14ª Companhia Independente (Serra). O valor unitário investido foi de 199.674,00 com o montante total de R$ 1.996.740,00, com verbas oriundas do Tesouro Estadual.

Durante a entrega das novas viaturas, o governador do Estado, Renato Casagrande, enfatizou o trabalho de reestruturação das forças de segurança pública. “Estamos aqui para mais uma entrega de viaturas. Desde o início de 2019, foram entregues 734 novas viaturas apenas para a Polícia Militar. Estamos renovando a nossa frota para melhorar as condições de trabalho para nossos policiais. A Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros também receberam novas viaturas neste período. Nosso trabalho é pautado em ações tradicionais como esta, mas também na inovação, a exemplo do Cerco Inteligente que lançamos hoje. Agradeço as nossas forças de segurança pelo trabalho intenso que está dando resultado: tivemos o triênio com o menor número de homicídios da história do Espírito Santo”, destacou.

Leia mais:  Missionária é baleada em Ulisses Guimarães; mulher protegeu amiga e criança com o corpo

“Nosso governador diz que não tem sentido termos veículos, estrutura física e tecnologia sucateadas nas nossas forças de segurança. Mas não só diz, faz: investindo valores históricos nas nossas instituições, dando mais dignidade ao nosso policial, que hoje anda em viatura nova, com toda a estrutura para combate ao crime em qualquer município. Já são muitas entregas importantes, como tivemos hoje com o Cerco Inteligente, além de novos armamentos, computação embarcada nas viaturas e a Central de Teleflagrante. Assim vamos modificando e modernizando a forma de fazer Segurança Pública no Espírito Santo”, afirmou o secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, coronel Alexandre Ramalho.

O comandante-geral da PMES, coronel Douglas Caus, também lembrou que já foram entregues mais de 700 novas viaturas adquiridas na atual gestão. “São investimentos importantes que dão ao nosso policial uma melhor estrutura para combater a criminalidade no Espírito Santo. Não à toa fechamos com o menor número de homicídios para um triênio no Estado, em 26 anos de série histórica. Nossa gestão segue trabalhando muito pela instituição Polícia Militar, sempre com apoio do governador”, declarou.

publicidade

Segurança

Idosa cai em golpe do bilhete premiado em Camburi e transfere R$ 200 mil para suspeitos

Publicado

Dois homens e uma mulher participaram do crime e acabaram detidos na Serra, enquanto tentavam sacar o valor

Uma senhora de 75 anos foi vítima do “golpe do bilhete premiado” nesta terça-feira (28), enquanto caminhava no calçadão da Praia de Camburi, em Vitória. A idosa acabou transferindo R$ 200 mil para a conta de um dos suspeitos, dois homens e uma mulher, que acabaram detidos na Serra.

A vítima foi abordada pelos dois homens, que se aproximaram e disseram que um deles tinha um bilhete premiado da loteria. De acordo com a polícia, o prêmio seria de R$ 2,9 milhões.

Com tanto dinheiro para receber, os dois suspeitos fizeram uma proposta para a idosa: pediram que ela fizesse uma transferência bancária no valor de R$ 200 mil e garantiram que depois a senhora receberia um valor maior.

Ela foi levada de carro por eles até uma agência bancária, no bairro Parque Residencial Laranjeiras, na Serra, onde realizou a transferência. Em seguida, foi convencida a aguardar enquanto os dois homens seguiam para outra agência do bairro, para fazer o saque.

Leia mais:  Morre delegado André Landeira, titular da Delegacia de Campo Grande

Assim que eles partiram, a idosa ligou para um funcionário da empresa da família e pediu que fosse puxado o extrato da conta. De acordo com a polícia, o colaborador chegou a perguntar o motivo, mas ela desconversou e desligou. Ele então checou o extrato e verificou que ela havia feito a transferência de valor elevado.

O funcionário ficou desconfiado de que ela pudesse ter caído em um golpe e seguiu às pressas para a agência onde a idosa estava para tentar evitar o prejuízo. Lá pediu ao gerente o bloqueio da conta e acionou a Polícia Militar.

Na sequência, buscas foram feitas e os suspeitos foram detidos na porta de outra agência bancária, após tentarem sacar o dinheiro. Além dos dois homens, foi detida também uma mulher.

Os suspeitos já foram identificados. Confira nomes e quais foram as participações:

• Kalita Vianna Sarmento Soares, de 34 anos, teria entrado na segunda agência com o segundo suspeito;

• Carlos Henrique Caixeiro e Souza, de 32 anos. Os dados da conta dele foram passados para a idosa. Ele alega que não sabia que as informações seriam para um golpe.

Leia mais:  Missionária é baleada em Ulisses Guimarães; mulher protegeu amiga e criança com o corpo

• Álvaro Lopes Naschi, de 35 anos. Ele aguardava Kalita e Carlos em um carro, na porta da segunda agência.

De acordo com a Polícia Civil, os três foram autuados em flagrante por estelionato e encaminhados ao sistema prisional. Álvaro já teve passagem criminal, entre dezembro de 2017 a abril de 2019, por falta de pagamento de pensão alimentícia.

Continue lendo

Segurança

Empresário preso em Vila Velha era entusiasta fitness e ostentava vida de luxo

Publicado

No laboratório clandestino, foi apreendido maquinário, insumos, arma, munições, balança, bomba de vácuo e grande quantidade de substância anabolizante, em geral de uso veterinário

Um suspeito de 29 anos foi preso na última sexta-feira (24) por manter laboratório clandestino de anabolizantes em Vila Velha. A fábrica, que produzia e distribuía material para todo o Brasil, também fechada pelo Departamento Especializado em Narcóticos (Denarc). O suspeito teria obtido grande lucro no período, ostentando uma vida de luxo. Ainda foi constatado que o homem não tinha formação acadêmica e era um entusiasta da vida fitness.

No local, foi apreendido maquinário, insumos, arma, munições, balança de precisão, bomba de vácuo, tanque de esterilização e grande quantidade de substância anabolizante, em geral de uso veterinário. 

Em coletiva de imprensa realizada nesta segunda-feira (27), foi informado que o homem contava com uma loja de suplementos no bairro Santa Mônica, em Vila Velha, além de manter ativa a fábrica clandestina, no bairro Guaranhuns. No local, foram apreendidas 250 ampolas prontas para serem comercializadas.

O esquema criminoso foi mantido por pelo menos cinco anos, com anabolizantes vendidos a preços elevados, chegando a R$ 350 cada. O valor total obtido ainda não foi calculado. No carro importado em seu nome, a polícia encontrou uma arma calibre 38 e oito munições.

No laboratório os policiais encontraram embalagens, tubos de ensaio, medicamentos, impressora, diversos insumos para produção de anabolizantes, além de caixas com a logomarca da empresa.

Leia mais:  Polícia encontra mais de 50kg de maconha dentro de carro em Vila Velha

Já o suspeito seria um entusiasta da vida fitness, que fabricava os produtos e prescrevia receitas, baseando-se apenas no que aprendeu com a rotina de exercícios que praticava.

Em entrevista, o delegado titular da Denarc, Tarcísio Otoni, informou que o caso chegou ao conhecimento da polícia por denúncia anônima.

“Fizemos levantamentos e a equipe do Denarc identificou o momento em que o indivíduo fazia entrega do anabolizante para o motoboy realizar entregas. Em estado de flagrância, o departamento entrou no que seria um depósito, mas se deparou com um verdadeiro laboratório clandestino, com maquinário, insumos e embalagens. Ele tinha uma marca própria que vendia para todo o Brasil”, disse.

Para driblar efeitos colaterais dos anabolizantes, o suspeito ainda receitava e vendia medicamentos de uso controlado, em especial os relacionados a disfunções sexuais.

Segundo a PC, o suspeito foi preso em flagrante e investigações são feitas para saber se outras pessoas participaram do crime. A polícia orienta que pessoas que fizeram uso dos produtos e se sentiram mal devem procurar a delegacia.

Leia mais:  Estado lança aplicativo SOS Marias para mulheres vítimas de violência doméstica
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana