conecte-se conosco


São Mateus

Portocity, um grande projeto defendido como propulsor do desenvolvimento de São Mateus

Publicado

O presidente da Câmara de Vereadores é um importante aliado nessa empreitada desenvolvimentista

O município de São Mateus padece da ausência de investimentos e projetos que possam, no futuro, lhe proporcionar um salto para o desenvolvimento.

Essa é a visão de muitos mateenses e do atual presidente da Câmara Municipal de Vereadores, Jorge Recla de Jesus (PP), o Jorginho Cabeção. Ele, por acreditar nessa possibilidade que já começa a ganhar corpo para virar realidade em futuro próximo, procurou dar todo o apoio do Legislativo – por ele presidido e com a anuência e apoio dos seus pares – para que ficasse em evidência para a população a importância desse investimento para o município, para a região e para o Estado do Espírito Santo. Para isso realizou várias audiências públicas e eventos como forma de levar ao conhecimento de todos o projeto e tirar todas as dúvidas e serem respondidos os questionamentos feitos pelo cidadão e esclarecidos pelos responsáveis pelo megaprojeto do Portocity, tendo à frente o seu coordenador José Roberto.

O presidente e a Câmara têm a exata noção dos problemas que afetam o município e as demandas não cumpridas e que continuam represadas sem ter a resposta do Executivo. Investimentos não têm aparecido e os que possivelmente poderiam aqui serem aplicados foram parar em outras localidades por falta de vontade política e até de descaso por parte da administração pública, tendo sob a sua responsabilidade o prefeito Daniel Santana Barbosa.

Jorginho tem sido um defensor do projeto que já obteve a autorização para seu implemento em nível federal, uma vez que o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, autorizou a construção do porto.

Leia mais:  Divulgada pesquisa eleitoral para prefeitura de São Mateus
publicidade

São Mateus

Conta rejeitada do ex-prefeito Amadeu Boroto pode tornar pré-candidatura um sonho impossível

Publicado

A maioria dos vereadores de São Mateus rejeitou mais uma das contas do ex-prefeito Amadeu, desafeto do atual, Daniel Barbosa. O sonho de uma futura candidatura ficou mais distante

O ex-prefeito Amadeu Boroto vê cada vez mais distante a possibilidade de participar das próximas eleições. Por 10 votos a 1 a Câmara Municipal de Vereadores rejeitou as contas do exercício 2015/2016, aprovando parecer do Tribunal Contas do Estado do Espírito Santo (TCE-ES), pela sua reprovação.

A maioria dos vereadores acatou os pareceres prévios do TCE-ES que “apontaram o descumprimento do limite do gasto de pessoal, no 1º quadrimestre de 2015, quando o Executivo registrou gasto de 55,23% da receita corrente líquida com a folha de pagamento, sendo o limite de 54%. Pelas normas da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), o município deveria ter alcançado a adequação ao limite até o 2º quadrimestre de 2016, quando, em vez de redução, o limite com pessoal alcançou mais de 60% da Lei de Responsabilidade Fiscal”.

Para o presidente da Câmara, Paulo Fundão (PP), disse que o Legislativo apenas se pautou pelo que foi detectado de irregularidades pelos técnicos do Tribunal nos exercícios 2015/2016, que tem como configuração um ato de improbidade administrativa.

De acordo com Paulo Fundão, “o TCE-ES esmiuçou as contas e tinham inúmeras irregularidades” que ferem a Lei de Responsabilidades. Afirmou ainda que “um servidor que ganhava 6 mil reais por mês recebeu, no ano de 2014, 100 mil reais. Mas em 2015, sem qualquer aumento salarial, esse mesmo servidor recebeu 289 mil. Esse mesmo funcionário, no ano de 2016, ‘pasmem’, sem nenhum aumento, auferiu 351 mil reais, um valor de 30 mil reais por mês, sendo um servidor comissionado, o que é ilegal e sem qualquer fundamento. Então esta Casa tem a obrigação de votar conforme o Tribunal de Contas. Existe, diante do que falei aqui, inúmeras ações de improbidade administrativa que correm na justiça estadual e também na justiça federal em face justamente dessas irregularidades”.

Diante da rejeição das contas do ex-prefeito, uma possível intenção de voltar à política fica prejudicada, até porque pode ser enquadrado na Lei da Ficha Limpa que o deixa inelegível por oito anos.

Segundo algumas lideranças políticas mateenses, existe perseguição política contra o ex-prefeito patrocinada pelo prefeito Daniel Santana, que conta com maioria de votos em plenário da Câmara. O único vereador que defendeu Amadeu Boroto foi Carlinhos Simião, uma voz solitária a favor da aprovação das contas do ex-gestor mateense.

Outra questão que essas lideranças ouvidas pela reportagem e que não quiseram se identificar, “é curioso que as contas do atual prefeito são aprovadas sem qualquer questionamento, apesar dos inúmeros rumores de irregularidades durante os quatro primeiros anos do seu mandato”.

O JN tentou falar com o ex-prefeito, mas não houve retorno as tentativas de contato feitas pela reportagem.

Leia mais:  Eliezer foi a Brasília e gravou vídeo com o vice-presidente da República
Continue lendo

São Mateus

Projeto para reduzir violência contra a mulher é lançado em São Mateus

Publicado

Projeto “Homem que é Homem” é da Prefeitura de São Mateus em parceria com a Polícia Civil

A Prefeitura de São Mateus, em parceria com a Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), lançou nesta quinta-feira (29) o projeto “Homem que é Homem”, cuja finalidade é reduzir o índice e reincidência de violência contra a mulher. O projeto foi idealizado por psicólogas, assistentes sociais e outros profissionais da PCES, e sua execução está vinculada à Secretaria Municipal de Assistência Social. 

“O projeto foca na violência no aspecto cultural e vai ser trabalhado através da educação. Não dá para o homem enfrentar esse problema sem reavaliar as suas ações. O projeto é uma semente que estamos lançando. Em outros lugares em que o projeto já atua, a reincidência é baixa, o homem tende a não voltar a cometer novamente a violência” – exemplificou a coordenadora da Seção de Projetos Educacionais, Prevenção e Estudo da Violência (SPEV), Natália Tenório Sampaio.

 

PÚBLICO-ALVO

O programa é direcionado a homens que supostamente cometeram algum tipo de violência doméstica. A metodologia de trabalho do projeto em São Mateus pretende realizar três ciclos, contendo oito encontros em cada ciclo, que irá acontecer nas quartas-feiras, das 19h às 21h, com atividades como: rodas de conversa, palestras, dinâmicas de grupo, debates, apresentações de vídeos, entre outras atividades.

DANIEL PREGA “TOLERÂNCIA ZERO” CONTRA A VIOLÊNCIA

“Nossa tolerância com a violência doméstica tem que ser zero. Defendo a Periferia, pois vim de lá, e foi lá que meu pai me ensinou que homem que é homem não bate em mulher. Minha mãe era tudo pra mim, nós não seríamos nada sem as mulheres” – destacou Daniel. 

O prefeito lembrou ainda que o Município está doando ao Governo do Estado um terreno para a construção da sede própria da Delegacia de Polícia Civil, que abrigará a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher.

MOMENTO HISTÓRICO

A secretaria de Assistência Social, Marinalva Broedel, relatou a preocupação do prefeito Daniel especialmente na defesa da mulher, da criança e do idoso. “Esse momento é histórico e vai fazer a diferença no Município, vamos trabalhar na prevenção e efetivar as políticas públicas. O compromisso do prefeito é garantir direitos e transformar realidades. Nossa equipe está preparada e ativa para atender todas as demandas.” 

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA NO MUNICÍPIO

Em 2020 o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) de São Mateus recebeu da Delegacia de Polícia Civil cerca de 120 encaminhamentos de mulheres vítimas de violência doméstica. Neste ano, até o mês de julho, já somam mais de 50 casos recebidos. É nesse cenário que o Município adere ao projeto “Homem que é Homem”.

PRESENÇAS

A solenidade contou também com as presenças da gerente de Proteção à Mulher, delegada Michelle Meira Costa; a delegada Cláudia Dematte de Freitas Coutinho; o superintendente de Polícia Regional Norte, delegado João Francisco Filho; representando a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher de São Mateus, delegada Gabriela Zaché dos Santos; representando a 18ª Delegacia Regional de São Mateus, Delegado Leonardo Aksacki Malacarne; secretários municipais e vereadores.

Leia mais:  Empresa de ônibus deixa usuários a pé em São Mateus
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana