conecte-se conosco


São Mateus

Pré-candidata Marli Gongô, uma voz feminina na Câmara de Vereadores de São Mateus

Publicado

Ela tem uma história de vida sofrida, foi vítima de feminicídio, de estupro e preconceito

Muito se fala da importância da participação feminina na política brasileira. Em São Mateus, Marli Gongô sabe dessa importância e, por isso, resolveu, após aceitar conselho e incentivo de amigos, a colocar seu nome como pré-candidata a vereador para disputar a próxima eleição municipal de novembro.

Ela conhece a política da perspectiva do eleitor, mas agora quer ter essa oportunidade pelo olhar do candidato e, por isso atendendo insistência de pessoas que conhece o seu trabalho junto às comunidades, a sua caminhada a fez encarar mais esse desafio e acabou por se lançar pré-candidata a vereadora pelo PRTB.

Marli Gongô é de família muito conhecida, pioneira em terras mateenses. O seu contato com a participação na política vem do fato de sempre ter trabalhado para candidatos a vereador e prefeito, “desde os tempos do finado Wilson Gomes”, afirma. Na sua história de vida tem muito sofrimento. Foi vítima de marido alcoólatra, teve uma filha que nasceu de um estupro, sofreu muita violência. Isso não a fez desistir da vontade de viver e nem de lutar para criar duas filhas, de ser mãe dedicada, mulher guerreira e defensora das mulheres que vivem em situação de vulnerabilidade. Chegou a ser candidata, certa vez, mas desistiu por motivo de saúde nessa primeira iniciativa, mesmo assim obteve 283 votos.

Caso se eleja, vai trabalhar em prol da mulher, ser uma voz feminina na Câmara de Vereadores. Defende a participação feminina em todos os segmentos da sociedade, principalmente na vida política do município, fazendo valer seus direitos sem, no entanto, deixar de cumprir seus deveres de cidadã. Mas ainda estamos em desigualdade social, apesar de ter tido mulheres no Congresso Nacional, uma que foi presidente e que já ocupam cargos de destaque na vida empresarial.

Marli Gongô pretende elaborar projeto que favoreçam as crianças e jovens de São Mateus que estão em situação vulnerável, que estão nas drogas e também tem o sonho de apoiar entidades que possam cuidar e dar assistência as mulheres vítimas da violência. “Tenho parentes que foram usuários de drogas, que morreram vítimas da violência”, disse ela lembrando que o atual prefeito não tem feita nenhuma ação através de políticas públicas voltadas para os jovens terem outras opções. Deseja cobrar da Prefeitura lugar onde as mães que trabalham possam deixar seus filhos. Marli recorda também dos preconceitos que sofreu. Foi vítima de discriminação que até gerou processo, pois foi chamada de macaca, por ser negra e mulher.

“Às vezes, sem generalizar, muitas mães são obrigadas a trabalhar e sem poder dar maior atenção aos filhos, estes acabam adotados pelo tráfico e é preciso que o Estado e não só a prefeitura participem da implementação de atividades para jovens, que possam ocupar seu tempo e também criar nos bairros locais que possam acolher essas crianças e jovens onde possam receber alimentação e atividades sócio educacionais”, afirma. “Quero legislar para que mulheres, crianças, jovens e todos possam ter seus direitos respeitados”, finaliza Marli Gongô, pré-candidata a vereadora que, segundo tem destacado, deseja ser uma voz feminina em prol da população mateense.

Leia mais:  Estudante apresenta a vereadores estudo que estimula projetos de iniciativa popular
publicidade

São Mateus

Multirão de vacinação contra Covid no Boa Vista, Guriri e Zona Rural de São Mateus

Publicado

Nesta sexta-feira (17) as equipes de vacinação continuam a aplicação da 1ª dose para os adolescentes de 12 a 17 anos com deficiência permanente, com comorbidades, gestantes, puérperas, lactantes e privados de liberdade. Também recebem a 1ª dose os jovens de 15 a 17 anos sem comorbidades. 

LAUDO E ORIENTAÇÕES

Os adolescentes com comorbidades devem apresentar laudo médico. As equipes pedem que, se possível, os menores de idade estejam acompanhados dos pais ou responsáveis. Para ser imunizado, basta levar um documento com foto, Cartão de Vacinação, Cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) ou CPF.

DOSE DE REFORÇO

A 3ª dose (dose de reforço) é aplicada nos idosos acima de 60 anos com 5 meses de intervalo da 2ª dose. A vacinação de pessoas imunossuprimidas também continua no cronograma de imunização. O público-alvo acamado ou com dificuldades para locomoção vai receber a aplicação das vacinas em casa. 

CRONOGRAMA: SEXTA-FEIRA – 17/09

Localidade: Bairro Boa Vista

Horário: 8h às 15h

Local: Assembleia de Deus

Público-alvo:

*1ª dose: adolescentes de 12 anos a 17 anos (com comorbidades)

*1ª dose: adolescentes de 15 a 17 anos (sem comorbidades)

*2ª dose da vacina Coronavac

*2ª dose da vacina Pfizer (prazo de 70 dias após a 1ª dose no cartão)

*Dose de reforço: idosos acima de 60 anos (prazo de 5 meses após a 2ª dose no cartão)

*Dose de reforço: imunossuprimidos (prazo de 28 dias após a segunda dose) 

 

Leia mais:  Estudante apresenta a vereadores estudo que estimula projetos de iniciativa popular

Localidade: Guriri Sul

Horário: 8h às 11h

Local: Centro de Vivência do Idoso

Público-alvo:

*1ª dose: adolescentes de 12 anos a 14 anos (com comorbidades)

*1ª dose: adolescentes de 15 a 17 anos (sem comorbidades)

 

Localidade: Guriri Sul

Horário: 13h às 15h30

Local: Igreja São Daniel Comboni

Público-alvo:

*1ª dose: adolescentes de 12 anos a 14 anos (com comorbidades)

*1ª dose: adolescentes de 15 a 17 anos (sem comorbidades)

 

Localidade: Clínica de Hemodiálise

Horário: 10h às 12h – 15h às 16h30

Local: Hospital Roberto Silvares

Público-alvo:

*Dose de reforço: imunossuprimidos (prazo de 28 dias após a segunda dose) 

 

Localidade: Nestor Gomes (KM 41)

Horário: 8h às 14h

Local: Aprung (atrás do Posto de Saúde)

Público-alvo:

*1ª dose para maiores de 20 anos

*2ª dose de Coronavac

 

Localidade: Nova Aymorés (KM 35)

Horário: 9h às 12h

Local: Unidade Básica de Saúde (UBS)

Público-alvo:

*2ª dose de Coronavac

 

Localidade: KM 23

Horário: 9h às 12h

Local: Unidade Básica de Saúde (UBS)

Público-alvo:

*2ª dose de Coronavac

 

Leia mais:  Hospital Roberto Silvares de São Mateus se torna referência em atendimento de casos suspeitos de Coronavírus

Localidade: KM 29

Horário: 9h às 12h

Local: Unidade Básica de Saúde (UBS)

Público-alvo:

*2ª dose de Coronavac

Continue lendo

São Mateus

São Mateus inicia vacinação contra COVID para adolescentes

Publicado

As vacinas serão disponibilizadas para adolescentes a partir de 12 anos com comorbidades e acima de 15 anos sem comorbidades

São Mateus deu mais um importante passo na vacinação contra Covid. Nesta quinta-feira (16) a Secretaria Municipal de Saúde inicia a aplicação da 1ª dose para os adolescentes de 12 a 17 anos com deficiência permanente, com comorbidades, gestantes, puérperas, lactantes e privados de liberdade. Também recebem a 1ª dose os adolescentes de 15 a 17 anos sem comorbidades. 

 

3ª DOSE PARA MAIORES DE 60 ANOS

A 3ª dose (dose de reforço) reduziu a idade do público-alvo e agora vacina idosos acima de 60 anos com 5 meses de intervalo da 2ª dose. A vacinação de pessoas imunossuprimidas também continua no cronograma de imunização. O público-alvo acamado ou com dificuldades para locomoção vai receber a aplicação das vacinas em casa. Para ser imunizado, basta levar um documento com foto, Cartão de Vacinação, Cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) ou CPF.

 

CRONOGRAMA: QUINTA-FEIRA – 16/09

Localidade: Bairro Boa Vista

Horário: 8h às 15h

Local: Assembleia de Deus

Público-alvo:

*1ª dose para adolescentes de 12 anos a 17 anos (com comorbidades)

*1ª dose para adolescentes de 15 a 17 anos (sem comorbidades)

*2ª dose da vacina Coronavac

*2ª dose da vacina Pfizer (prazo de 70 dias após a 1ª dose no cartão)

*Dose de reforço para idosos acima de 60 anos (prazo de 5 meses após a 2ª dose no cartão)

*Dose de reforço para imunossuprimidos (prazo de 28 dias após a segunda dose) 

 

Leia mais:  Hospital Roberto Silvares de São Mateus se torna referência em atendimento de casos suspeitos de Coronavírus

Localidade: Bairro Sernamby

Horário: 16h15 às 19h30

Local: Unidade Básica de Saúde (UBS)

Público-alvo:

*1ª dose para adolescentes de 12 anos a 17 anos (com comorbidades)

*1ª dose para adolescentes de 15 a 17 anos (sem comorbidades)

*Dose de reforço para imunossuprimidos (prazo de 28 dias após a segunda dose) 

 

Localidade: Bairro Vila Nova

Horário: 16h às 20h

Local: Unidade Básica de Saúde (UBS)

Público-alvo:

*1ª dose para adolescentes de 12 anos a 17 anos (com comorbidades)

*1ª dose para adolescentes de 15 a 17 anos (sem comorbidades)

 

Localidade: Centro de Detenção Provisória (CDP)

Horário: 8h às 15h

Local: CDP de São Mateus

Público-alvo:

2ª dose para pessoas privadas de liberdade

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana