conecte-se conosco


São Mateus

Preços em Guriri estão na estratosfera e moradores reclamam do Procon

Publicado

São Mateus – Em um momento de profunda dificuldade em que incerteza é sentimento corrente junto as famílias em quarentena, sem possibilidade de trabalharem na formalidade ou informalidade e muito menos em condições de saírem de suas casas por conta do risco de contaminação, aparecem os gananciosos, os egoístas, os oportunistas para ganharem alguns tostões com a desgraça alheia.

Existem denúncias de moradores do balneário de Guriri (bairro da cidade de São Mateus) que estão revoltados com o aumento exorbitante dos preços dos produtos e, pior, com o Procon, órgão fiscalizador que “é omisso e inoperância no município”.

“Alguns comerciantes estão praticando preços abusivos e o Procon do município, que tem em seus quadros funcionários por indicação política, não toma nenhuma atitude”, diz revoltado um morador de Guriri. “Virou um cabide de emprego para os aliados dos políticos ligados à administração municipal”, completa.

A reportagem procurou entrar em contato com o Procon de São Mateus para obter informações sobre a fiscalização na cidade e em Guriri, relacionada aos preços abusivos, mas não fomos atendidos. “Talvez por estar em quarentena há muito tempo, porque não funciona e pode fechar ou indicarem gente que não seja puxa-saco de político”, destacou um morador da ilha por 30 anos e que prefere não ter seu nome divulgado na reportagem.

Com relação a quarentena, muitos questionam a realização dos eventos carnavalescos que levaram multidões para as ruas e se aglomeraram em trios e blocos, mais parecendo que tudo foi escondido como forma de se pensar na economia e não em ações preventivas contra o vírus que já estava circulando no Brasil. “Na China o coronavírus foi detectado ano passado”, disse outro morador que, segundo ele, havia lido em sites de notícias do exterior.

A maioria dos moradores ouvidos concordam que deva existir a quarentena, mas que os preços dos alimentos não ultrapassam o razoável. “É covardia o que estão fazendo com as pessoas em um momento como o que estamos vivendo”, finaliza o morador lembrando que os que exploram hoje e ainda se alegram, podem sofrer no futuro, quando as pessoas deixarem de comprar em seus estabelecimentos comerciais”, usou de futurologia…

Leia mais:  Eliezer foi a Brasília e gravou vídeo com o vice-presidente da República
publicidade

São Mateus

Partidos protocolam impeachment de Daniel e esperam que a Câmara cumpra o seu papel

Publicado

Jeziel (advogado), Nillis (PL), Eliezer (PRTB) e Eguinado (PCdoB).

PRTB, PP, PCdoB e PL foram os únicos que defendem a cassação do prefeito e estranham omissão de lideranças e entidades

Numa ação de respeito e responsabilidade com o destino do município de São Mateus, apenas quatro partidos políticos de São Mateus protocolaram o pedido de impeachment do prefeito afastado, Daniel Santana, na Câmara de Vereadores. O fato aconteceu nesta segunda-feira (25) e os partidos PRTB, PL, PCdoB e PP, juntamente com o advogado Jeziel Oliveira de Almeida estiveram representados pelos seus presidentes municipais. Outro pedido de impeachment foi protocolado semana passada.

O que fato que vem causando estranheza para a população mateense é a omissão de lideranças e entidades em favor dos interesses do município, uma vez que o fato que gerou o afastamento do prefeito foi gravíssimo e levou a Polícia Federal a dar voz de prisão, não só ao chefe do Executivo como a vários de seus assessores.

“Por onde andam o deputado e os outros candidatos nessa hora? ”, questionou José Maurício dos Santos, aposentado, morador do bairro Santo Antônio. “Nos causa indignação também que a justiça, a OAB, Ministério Público do Estado, outros partidos políticos e até mesmo o Tribunal de Contas deram às costas para São Mateus”, completou.

Eliezer Nardoto (PRTB), Nillis Castberg (PL), Cassio Caldeira (PP) e Eguinaldo Santana (PCdoB) foram os únicos que se apresentaram em defesa do município e fizeram valer o papel político de seus partidos que desejam cumprir o seu papel em sintonia com a maioria da população mateense. “Agora esperamos que a Câmara de Vereadores cumpra o seu papel”, disse Eliezer, acreditando que o Legislativo saberá fazer o que todos esperam que faça, “que é ser justo com a nossa demanda apresentada nesta segunda-feira”, enfatizou.

Podemos justifica ausência

De acordo com os presidentes dos partidos que protocolaram o pedido de impeachment na Câmara Municipal, o presidente do Podemos, Valdemir Andrade de Santana, não esteve presente e não assinou o documento por estar fora da sede do município e no lugar que se encontrava, Nova Lima, a comunicação por celular foi o empecilho para avisá-lo do horário, em que todos estariam dando entrada no documento pedindo a cassação do prefeito afastado Daniel da Açaí.

Leia mais:  Morador de São Mateus que cancelou passagens e receberia 10% do valor será indenizado
Continue lendo

São Mateus

Câmara define apoio para ONG de proteção a pets em São Mateus

Publicado

São Mateus – A Câmara Municipal integrará a parceria firmada entre a Prefeitura de São Mateus e a organização não-governamental Voluntários Independentes pelo Amigo (Vipa) na proteção animal. O apoio foi oficializado na última quinta-feira (21) numa reunião entre o prefeito em exercício Ailton Caffeu, o presidente da Câmara Municipal Paulo Fundão e dirigentes do Vipa, no Centro Administrativo da Prefeitura, no Bairro Carapina.

Em mensagem publicada na rede social Instagram, após a reunião com os representantes dos poderes Executivo e Legislativo, a presidente da ONG de proteção animal que tem sede em Guriri, Maria da Conceição Gonçalves Felizardo, conhecida como Ceiça, compartilhou confiança na parceria.

“Saímos com boas notícias e com esperança de que o apoio virá através da união do Município (Prefeitura) e da Câmara. Na reunião ficou combinado que o Vipa apresentará um plano de trabalho detalhando as necessidades e o mesmo será enviado para análise da Prefeitura e aprovação da Câmara. Uma luz de esperança se acende. Todos pela causa animal” – escreveu Ceiça.

Em mensagem na sexta-feira (22), o presidente Paulo Fundão reiterou a parceria. “Coloquei-me à disposição para ajudar e a Câmara Municipal contribuirá com 50 mil reais, transferindo à Prefeitura para ajudar o Vipa” – destaca o vereador.

Nas redes sociais, internautas elogiaram a iniciativa que une Vipa, Prefeitura e Câmara Municipal. Muitos conclamaram ajuda para o socorro a animais abandonados à própria sorte pelas ruas, “machucados, maltratados e com fome”.

Houve quem inclusive lançou preces a Deus e pedido de intercessão também a São Francisco de Assis, considerado protetor dos animais. Entre tantos comentários, muitos parabéns para os voluntários do Vipa, principalmente à presidente Ceiça, por não desanimar diante da crueldade que atinge animais em São Mateus. Há relatos de abandonos recorrentes em bairros mais afastados do Centro, para evitar que os animais retornem à casa dos donos.

Na repercussão da reunião entre a ONG e os chefes dos poderes Executivo e Legislativo de São Mateus foi conclamada ainda a implantação de um centro de controle de zoonoses no Município.

HOSPITAL VETERINÁRIO
Esta semana, a Câmara Municipal aprovou por unanimidade a Indicação n° 726/2021, que requer a implantação de um hospital veterinário público em São Mateus. A proposta partiu do presidente do Legislativo Municipal, vereador Paulo Fundão, e foi aprovada na sessão da última terça-feira (19).

Leia mais:  Morador de São Mateus que cancelou passagens e receberia 10% do valor será indenizado
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana