conecte-se conosco


São Mateus

Prefeito capricha na festa e deixa os bairros e a população de ressaca

Publicado

Por Paulo Borges

Gostar de carnaval e até realizá-lo com o apoio da municipalidade não é nenhum problema. O verdadeiro problema está no fato de um governante só investir em festas, trios elétricos, bandas de gosto e talento duvidosos contratadas a peso de ouro e um carnaval milionário. Mas não para aí. Do outro lado fica a população pagando seus impostos e não recebendo nenhuma benfeitoria para seus bairros. E mais, tudo isso sob os auspícios da omissão do Ministério Público, de entidades e autoridades constituídas que cruzaram os braços e não promovem ações para mudar o cenário vivido pela população. E tem mais ainda para fomentar toda essa insanidade. Trata-se das lideranças em nível estadual e federal que, infelizmente, trabalham futuras candidaturas, achando que a população hoje abandonada vai lhes dar o direito de continuar nos seus mandatos. Na ocasião é compromisso de muitos relembrar daqueles que estiveram contra e dos que se colocaram ao lado da população.

Tudo isso vem se passando no município de São Mateus, onde a desordem levou ao caos político-administrativo que se instalou há pouco mais de três anos. A economia despenca, os investimentos não aportam no município e os que ainda insistem em investir no lugar já estão pensando em mudar de ares, procurar outras regiões para efetivar futuros projetos de vida e profissional.

Para quem chega à cidade de São Mateus se assusta com o que vê. A começar pela praça Mesquita Neto, no centro, perto da rodoviária. Ali é o paraíso da esculhambação, das drogas, da imundice, dos camelos e suas barracas e da sujeira. Aliás, o retrato da desordem político-administrativa implantado pelo governo municipal.

Mas não é só na praça. O “paraíso” se estende aos bairros, principalmente aos periféricos onde o tal “prefeito da periferia” não levou nenhuma benfeitoria. Em todos os bairros o abandono é quem se instalou. Os serviços não existem e, quando não a coleta deficiente do lixo. Postos de saúde sem médicos, atendimento deficiente por falta de profissionais e as escolas que só funcionam a contento por competência e esforços de professores, diretores e os pais de alunos.

O prefeito de São Mateus, Daniel Santana (PSDB), é empresário de eventos e proprietário de trios elétricos. Nesse segmento ele investe pesado. O balneário de Guriri tem sido “vítima” desse investimento. Vítima porque os moradores não usufruem desse pseudo-investimento coletivo que não passa de favorecimento ao prefeito e seus asseclas. Só a orla foi cuidada, pois por ali circulam os cinco trios contratados a peso de universo com a justificativa de se fazer o melhor carnaval do estado. Uma justificativa cínica, covarde para com a população mateense que assiste petrificada seus recursos indo para o ralo da incompetência, da irresponsabilidade de um prefeito que a grande obra do seu governo é a destruição do município e dos seus valores morais e éticos.

O carnaval está passando. O rescaldo quando for feito causará consequências desastrosas para São Mateus, que mesmo tendo nome do santo não está conseguindo conter tanto descalabro administrativo e melhorar a qualidade de vida da sua população.

Leia mais:  Mauro Peruchi entra na disputa eleitoral para prefeito de São Mateus concorrendo pelo Rede
publicidade

São Mateus

Multirão de vacinação contra Covid no Boa Vista, Guriri e Zona Rural de São Mateus

Publicado

Nesta sexta-feira (17) as equipes de vacinação continuam a aplicação da 1ª dose para os adolescentes de 12 a 17 anos com deficiência permanente, com comorbidades, gestantes, puérperas, lactantes e privados de liberdade. Também recebem a 1ª dose os jovens de 15 a 17 anos sem comorbidades. 

LAUDO E ORIENTAÇÕES

Os adolescentes com comorbidades devem apresentar laudo médico. As equipes pedem que, se possível, os menores de idade estejam acompanhados dos pais ou responsáveis. Para ser imunizado, basta levar um documento com foto, Cartão de Vacinação, Cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) ou CPF.

DOSE DE REFORÇO

A 3ª dose (dose de reforço) é aplicada nos idosos acima de 60 anos com 5 meses de intervalo da 2ª dose. A vacinação de pessoas imunossuprimidas também continua no cronograma de imunização. O público-alvo acamado ou com dificuldades para locomoção vai receber a aplicação das vacinas em casa. 

CRONOGRAMA: SEXTA-FEIRA – 17/09

Localidade: Bairro Boa Vista

Horário: 8h às 15h

Local: Assembleia de Deus

Público-alvo:

*1ª dose: adolescentes de 12 anos a 17 anos (com comorbidades)

*1ª dose: adolescentes de 15 a 17 anos (sem comorbidades)

*2ª dose da vacina Coronavac

*2ª dose da vacina Pfizer (prazo de 70 dias após a 1ª dose no cartão)

*Dose de reforço: idosos acima de 60 anos (prazo de 5 meses após a 2ª dose no cartão)

*Dose de reforço: imunossuprimidos (prazo de 28 dias após a segunda dose) 

 

Leia mais:  Prefeito entrega ambulância e faz homenagem aos servidores da saúde

Localidade: Guriri Sul

Horário: 8h às 11h

Local: Centro de Vivência do Idoso

Público-alvo:

*1ª dose: adolescentes de 12 anos a 14 anos (com comorbidades)

*1ª dose: adolescentes de 15 a 17 anos (sem comorbidades)

 

Localidade: Guriri Sul

Horário: 13h às 15h30

Local: Igreja São Daniel Comboni

Público-alvo:

*1ª dose: adolescentes de 12 anos a 14 anos (com comorbidades)

*1ª dose: adolescentes de 15 a 17 anos (sem comorbidades)

 

Localidade: Clínica de Hemodiálise

Horário: 10h às 12h – 15h às 16h30

Local: Hospital Roberto Silvares

Público-alvo:

*Dose de reforço: imunossuprimidos (prazo de 28 dias após a segunda dose) 

 

Localidade: Nestor Gomes (KM 41)

Horário: 8h às 14h

Local: Aprung (atrás do Posto de Saúde)

Público-alvo:

*1ª dose para maiores de 20 anos

*2ª dose de Coronavac

 

Localidade: Nova Aymorés (KM 35)

Horário: 9h às 12h

Local: Unidade Básica de Saúde (UBS)

Público-alvo:

*2ª dose de Coronavac

 

Localidade: KM 23

Horário: 9h às 12h

Local: Unidade Básica de Saúde (UBS)

Público-alvo:

*2ª dose de Coronavac

 

Leia mais:  Ações eleitoreiras do prefeito não enganam moradores do bairro Liberdade

Localidade: KM 29

Horário: 9h às 12h

Local: Unidade Básica de Saúde (UBS)

Público-alvo:

*2ª dose de Coronavac

Continue lendo

São Mateus

São Mateus inicia vacinação contra COVID para adolescentes

Publicado

As vacinas serão disponibilizadas para adolescentes a partir de 12 anos com comorbidades e acima de 15 anos sem comorbidades

São Mateus deu mais um importante passo na vacinação contra Covid. Nesta quinta-feira (16) a Secretaria Municipal de Saúde inicia a aplicação da 1ª dose para os adolescentes de 12 a 17 anos com deficiência permanente, com comorbidades, gestantes, puérperas, lactantes e privados de liberdade. Também recebem a 1ª dose os adolescentes de 15 a 17 anos sem comorbidades. 

 

3ª DOSE PARA MAIORES DE 60 ANOS

A 3ª dose (dose de reforço) reduziu a idade do público-alvo e agora vacina idosos acima de 60 anos com 5 meses de intervalo da 2ª dose. A vacinação de pessoas imunossuprimidas também continua no cronograma de imunização. O público-alvo acamado ou com dificuldades para locomoção vai receber a aplicação das vacinas em casa. Para ser imunizado, basta levar um documento com foto, Cartão de Vacinação, Cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) ou CPF.

 

CRONOGRAMA: QUINTA-FEIRA – 16/09

Localidade: Bairro Boa Vista

Horário: 8h às 15h

Local: Assembleia de Deus

Público-alvo:

*1ª dose para adolescentes de 12 anos a 17 anos (com comorbidades)

*1ª dose para adolescentes de 15 a 17 anos (sem comorbidades)

*2ª dose da vacina Coronavac

*2ª dose da vacina Pfizer (prazo de 70 dias após a 1ª dose no cartão)

*Dose de reforço para idosos acima de 60 anos (prazo de 5 meses após a 2ª dose no cartão)

*Dose de reforço para imunossuprimidos (prazo de 28 dias após a segunda dose) 

 

Leia mais:  São Mateus segue em risco moderado pelo novo Mapa de Risco Covid-19

Localidade: Bairro Sernamby

Horário: 16h15 às 19h30

Local: Unidade Básica de Saúde (UBS)

Público-alvo:

*1ª dose para adolescentes de 12 anos a 17 anos (com comorbidades)

*1ª dose para adolescentes de 15 a 17 anos (sem comorbidades)

*Dose de reforço para imunossuprimidos (prazo de 28 dias após a segunda dose) 

 

Localidade: Bairro Vila Nova

Horário: 16h às 20h

Local: Unidade Básica de Saúde (UBS)

Público-alvo:

*1ª dose para adolescentes de 12 anos a 17 anos (com comorbidades)

*1ª dose para adolescentes de 15 a 17 anos (sem comorbidades)

 

Localidade: Centro de Detenção Provisória (CDP)

Horário: 8h às 15h

Local: CDP de São Mateus

Público-alvo:

2ª dose para pessoas privadas de liberdade

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana