conecte-se conosco


Cidades

Prefeito de Guarapari disse que vai ter Réveillon

Publicado

Do Correspondente Paulo Borges

Guarapari – Apesar de tudo que se diz sobre os eventos grandiosos que devem ser cancelados ou com nova sistemática de realização, o prefeito, Edson Magalhães, disse que no seu município vai haver réveillon e carnaval.

A pandemia do novo coronavírus tem feito com que eventos tradicionais, como réveillon e carnaval, tenham sua programação cancelada ou adiada em diversas cidades brasileiras. O famoso Réveillon de Copacabana, no Rio de Janeiro, por exemplo, terá sua programação modificada, justamente para não gerar aglomerações. O carnaval carioca e o de Salvador, na Bahia, também correm o risco de serem alterados e podem ser adiados para a metade de 2021.

Entretanto, no que depender do prefeito de Guarapari, Edson Magalhães, as festividades na Cidade Saúde devem ser mantidas. Durante uma transmissão ao vivo feita pelas redes sociais da prefeitura, na noite de segunda-feira (10), Magalhães afirmou que não pretende cancelar as programações do réveillon e do carnaval no município.

“Acho que foi muito intempestivo, da parte de gestores municipais e até de governadores, cancelar réveillon e carnaval. Eu não vou fazer isso, porque tem uma vacina em estudo. Essa vacina a partir de dezembro deve chegar ao nosso país e também a outros países. Então quero crer que nós vamos ter o réveillon, o carnaval e um belíssimo verão em Guarapari”, afirmou.

Ainda durante a transmissão, o prefeito defendeu uma maior flexibilização das atividades econômicas no município, especialmente do comércio. “Acho que já está na hora de começar a abrir mais Guarapari. Sou totalmente favorável. Nós abrimos o comércio no dia de sábado. O comércio de Guarapari é muito forte. É um comércio muito aberto e que não depende somente das pessoas daqui. Temos pessoas que vêm de Alfredo Chaves, Anchieta, Iconha, Piúma e até Viana. E a gente quer fortalecer esse comércio”.

Segundo o prefeito, essa maior flexibilização é possível desde que as pessoas respeitem as medidas de prevenção à covid-19. “As pessoas têm que ter esse comportamento e esse compromisso de usar máscara, álcool em gel. Se você fizer esse dever de casa, acho que tudo em Guarapari pode voltar à vida normal. Então acho que já está na hora de abrir isso aí, de forma gradativa”. Edson Magalhães também falou sobre o polêmico decreto municipal publicado por ele, no mês passado, que permitia que restaurantes, pizzarias, cafeterias e hamburguerias do município pudessem realizar atendimento presencial do público até as 22 horas, de segunda a sexta-feira. O decreto, no entanto, foi suspenso pela Justiça, após um pedido do Ministério Público Estadual (MPES).

“Infelizmente nós tivemos uma ação proposta pelo Ministério Público. A Procuradoria-Geral do Estado também ameaçou entrar com uma ação e nós então tivemos que seguir uma decisão judicial. Fizemos uma medida cautelar ao tribunal, para que ele reconheça a autonomia do gestor público”, disse o prefeito.

Guarapari está classificado como município de risco moderado para a covid-19, conforme a matriz de risco elaborada pelo governo do Estado. Dessa forma, de acordo com as novas regras anunciadas pelo governador Casagrande, na última quinta-feira (06), os restaurantes da cidade podem funcionar todos os dias da semana, porém somente até as 18

horas. O funcionamento desses estabelecimentos sem restrição de dia e hora só é permitido em municípios de risco baixo.

Leia mais:  Palestras sobre qualidade de produtos e serviços são adiadas por conta do coronavirus
publicidade

Cidades

Entrevista / Lívia Barcelos, nova presidente da 12ª Subseção da OAB

Publicado

Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil terá a primeira mulher na presidência

Trata-se da advogada Lívia Batista Barcelos que foi eleita com 77% dos votos para a presidência da 12ª Subseção que abrange São Mateus, Jaguaré, Pedro Canário e Conceição da Barra. Sua posse acontecerá em janeiro do próximo ano e o fato inédito é ter a primeira mulher à frente da OAB, cuja subseção tem sua sede em São Mateus. Ela formada em Direito e pós-graduada em Direito Processual Civil e especialista em Direito do Trabalho, Processual do Trabalho e Previdenciário.

Sua motivação é grande e um dos seus projetos é a criação de novas comissões e abrir inscrições para as já existentes, planeja ações para jovens advogados. Garante que todas as propostas apresentadas durante a campanha serão executadas porque acredita que é senso comum, o que facilita as suas implementações.

A advogada Lívia Barcelos concedeu entrevista ao Jornal do Norte. Confira.

É mesmo verdadeiro o fato de que é a primeira mulher a assumir a presidência da 12ª Subseção?

– Sim, é verdade. Sou a primeira mulher a assumir a presidência da 12ª Subseção da OAB que abrange os municípios de São Mateus, Jaguaré, Conceição da Barra e Pedro Canário.

Na sua opinião, qual o maior problema enfrentado pela categoria na região em que atua a subseção?

– Os principais problemas são a morosidade da justiça e a falta de servidores nas Comarcas.

Quais as principais ações a serem implementadas em sua gestão?

– Vamos criar novas comissões e abrir inscrições para as comissões já existentes; colocaremos em prática um projeto voltado a jovem advocacia.

Espera encontrar alguma resistência às mudanças que deseja executar?

– Todas as propostas que apresentamos na campanha são executáveis. Por isso, creio que não haverá resistência que dificulte a sua efetivação.

Existem muitas reclamações sobre a ausência do juiz durante todos os dias da semana nas comarcas. Como resolver essa situação?

– Essa questão já foi pacificada. Sempre tem juízes na comarca. O que ocorria era que não existia juiz em algumas Varas e a melhor forma de se resolver é abrindo um diálogo com o Tribunal e mostrando a necessidade de um magistrado em cada cartório.

Como espera encontrar a 12ª Subseção da OAB, quando assumir a sua presidência?

– Assumo em janeiro de 2022 e estamos no período de transição. A subseção foi muito bem administrada pelo Dr. Patrick e seus membros da diretoria. Um avanço importante da atual gestão foi a inauguração da nova sede.

Quais os pontos que foram esquecidos pela diretoria que agora finda o seu mandato?

– A diretoria cumpriu com aquilo que se propôs a fazer, mas não devemos esquecer que passamos e estamos passando por um período de pandemia em que fóruns ficaram fechados por quase um ano. Esse fato atrapalhou um pouco a execução de alguns projetos. Mas, tivemos a inauguração da nova sede e a luta contra a integração das comarcas de Jaguaré e Pedro Canário que não aconteceram. Foi uma grande vitória para a 12ª Subseção da OAB.

Leia mais:  Palácio Anchieta recebe espetáculo ‘Outubro Rosa. A prevenção é essencial’
Continue lendo

Cidades

Sefaz registra aumento do comércio durante Black Friday

Publicado

As transações realizadas pelo comércio durante a Black Friday, no Espírito Santo, apresentaram um volume de, aproximadamente, R$ 741 milhões, sendo R$ 394 milhões referentes ao comércio presencial e R$ 347 milhões ao e-commerce. É o que aponta a avaliação feita pela Gerência de Atendimento ao Contribuinte (Geaco) e a Gerência Fiscal (Gefis), da Secretaria da Fazenda (Sefaz). 

“O volume transacionado durante a Black Friday, neste ano, foi representativo por dois motivos principais: o primeiro é o aumento de 54% nas vendas do e-commerce – no ano passado, foram R$ 225 milhões –, muito superior à inflação do período. Logo, podemos dizer que houve aumento real nas vendas. O segundo ponto é que essa data foi muito boa também em 2020, quando houve a vigência do auxílio emergencial, ou seja, a comparação já se deu sobre uma base forte”, analisou o gerente de Atendimento ao Contribuinte, Augusto Dibai.

Os dados apontam que produtos alimentícios também tiveram destaque nesta Black Friday. Foram mais de R$ 6 milhões gastos em diversos rótulos de cervejas, além vendas consideráveis de produtos, como leite, arroz, chocolates, óleo de soja, entre outros.

“Nos casos de eletrônicos ou linha branca, observamos que o e-commerce congrega o maior volume de vendas. Um único modelo de smartphone apresentou R$ 4,7 milhões em vendas”, acrescentou o auditor fiscal e subgerente de Setores Econômicos, Lucas Calvi de Souza.

Nesta Black Friday, a Sefaz analisou vendas no comércio de rua do Espírito Santo e também vendas on-line para consumidores localizados em municípios capixabas.

Leia mais:  Defesa Civil de Linhares recebe doação em equipamentos promovida pela Fundação Renova
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana