conecte-se conosco


Política e Governo

Prefeito Guerino Zanon acompanha embarque da primeira carga de café solúvel da Cacique para a Ásia

Publicado

O café solúvel da Companhia Café Cacique está de malas prontas. Partiu nessa terça-feira (19) com destino a Singapura, na Ásia, o primeiro contêiner carregado com 21 toneladas de café solúvel produzido no parque fabril da empresa no distrito de Bebedouro, em Linhares.

O momento foi acompanhado pelo prefeito de Linhares Guerino Zanon, pelo secretário de Agricultura Franco Fiorot, pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, Luiz Fernando Lorenzoni, pela diretoria, controladores Horácio Coimbra, João Paulo Coimbra e Rodrigo Coimbra além de colaboradores da empresa.

O embarque foi cuidadosamente preparado com destino ao Porto de Vitória e de lá parte para Singapura. Dentro de 30 dias, o café solúvel produzido em Linhares, estará à disposição dos asiáticos, que poderão disponibilizá-los ao mercado consumidor. O momento foi comemorado pela direção da empresa.

“Nesses dois anos de tantos desafios, ficamos ainda mais orgulhosos por todo o esforço e dedicação e temos certeza de que esse será o primeiro de muitos embarques para todo o mundo!”, destacou Valdeci Tomadon, Gerente de Produção da Planta em Linhares.

O prefeito Guerino Zanon destacou o momento como histórico para Linhares e para o Espírito Santo. “Nossos agradecimentos a todos que contribuíram para este momento histórico, em especial ao ex-governador Paulo Hartung que por duas vezes, a época, me acompanhou na sede da Companhia Café Cacique em Londrina, no Paraná. Agradecimentos especiais também a toda diretoria da empresa por acreditarem e escolherem Linhares para sediar esse grande e importante empreendimento industrial”, disse.

Zanon também pontuou a importância econômica e social que a produção de café solúvel pela Companhia Café Cacique traz para Linhares e para o Espírito Santo. “Estamos falando de obras físicas, mas, sobretudo, uma obra humana em que se encontram esperanças e trabalho de pessoas. É Linhares dando a sua contribuição para o desenvolvimento do Espírito Santo e do Brasil, gerando oportunidades para os linharenses e capixabas”.

O secretário de Agricultura de Linhares, Franco Fiorot, acredita que o primeiro embarque de café solúvel para o país asiático consolida o Município como um grande polo produtor de café conilon no Brasil e contribui para a valorização do grão produzido não somente em Linhares, mas em todo o Espírito Santo que passa ser mais consumido no mundo.

“A qualidade do conilon produzido no Espírito Santo tem se destacado na Ásia e na Europa, e essa qualidade está na muda, vai até a colheita e passa pelos processos pós-colheita. Também pesa as novas variedades de plantas. Esse momento significa que os cafés linharense e capixaba estão nos principais rótulos do mundo, seja como produto ou compondo o blend”, ressalta.

Leia mais:  Iniciativa de Majeski direciona R$ 10 milhões para estudantes do Nossa Bolsa
publicidade

Política e Governo

MP Eleitoral dá parecer pela cassação da Chapa de Prefeito e Vice de Itaguaçu

Publicado

A Promotoria Eleitoral ligada à 16ª Zona Eleitoral deu parecer favorável à cassação do diploma do prefeito de Itaguaçu, Uesley Corteletti, e da vice-prefeita, Ana Brigida, por “incursão em prática vedada pela lei eleitoral, com o emprego de recursos na campanha que transitaram à margem do que dispõe notadamente o artigo 22 da Lei nº 9.504/97”.

O MPE considerou que há provas de que os investigados “incorreram, sim, em práticas irregulares na campanha, quais sejam: o uso de veículos de maneira isolada, apartada de carreatas, caminhadas, passeatas, reuniões e comícios; a utilização de carro de som, sem declaração do gasto; a realização de caminhadas com o uso de carro de som cujo gasto não se declarou”.

No parecer, o promotor Antonio Carlos Horvath ainda relatou que: “Quanto à realização de comício na antevéspera da eleição, quando já se tinha proibida tal prática em decisão judicial proferida pelo juízo da 16ª Zona Eleitoral, percebe-se que houve, sim, a despeito de ausentes os demandados na ocasião, reunião pública, contando com a utilização de minitrio, nos quais se vê alguém fazendo as vezes de locutor do evento”.

A ação foi proposta pela coligação “União para o progresso de Itaguaçu” que alega que houve, por parte da campanha do prefeito, emprego de organização paramilitar, entre outras coisas. No dia 14 de novembro, véspera da eleição, a PM abordou e apreendeu em poder de Valdecir Chieppe Filho, conhecido como “Cachorrão”, dois simulacros de pistola, um cassetete, uma capa de colete balístico, um giroflex móvel, R$ 8.800,25 em espécie, envelopes de depósitos bancários e R$ 70 em notas falsas. A ação pede a cassação do diploma e novas eleições.

Segundo o parecer do MPE, ainda “apreenderam-se materiais de campanha dos demandados e uma espécie de dossiê de diversos correligionários da coligação adversária, contendo fotografias, endereços, etc. O vínculo havido entre Valdecir Chieppe Filho e o demandado Uesley Roque Corteletti Thon é confirmado por eles mesmos, mas sob a alegação de que se tratava de uma contratação para segurança particular do então candidato”.

Leia mais:  Convênios para operação e manutenção da Rede de Monitoramento de Qualidade do Ar são renovados
Continue lendo

Política e Governo

Orçamento do Estado para 2022 deve ser votado hoje na Comissão de Finanças

Publicado

Está marcada para esta segunda-feira (06) a votação na Comissão de Finanças da Assembleia do Orçamento do Estado para 2022. A peça orçamentária, no valor de R$ 20,3 bilhões, recebeu mais de 1.300 emendas dos parlamentares.

O relator da peça é o deputado Freitas, que também preside a Comissão de Finanças. Ele chegou a pedir mais tempo para apresentar o relatório, devido ao número alto de emendas, mas o regimento interno da Casa diz que o parecer deve ser apresentado e votado até o dia 5 de dezembro (que nesse ano caiu num domingo, ontem) na comissão. Por isso, ficou para hoje.

Freitas já tinha informado (no último dia 16) que iria votar na comissão e enviar a peça orçamentária para o plenário hoje. A partir daí, o presidente da Ales, Erick Musso, define a data em que a matéria será votada, podendo inclusive ser hoje mesmo. A votação do Orçamento é condição para que os deputados saiam para o recesso parlamentar.

Esse ano houve um acordo entre o governo e os parlamentares e eles poderão indicar, cada um, R$ 1,5 milhão de emenda parlamentar (antes era R$ 1 milhão) a ser paga no ano que vem. O que atende a pedidos dos deputados em boa hora, já que ano que vem é ano eleitoral e a maioria vai tentar a reeleição.

Leia mais:  Convênios para operação e manutenção da Rede de Monitoramento de Qualidade do Ar são renovados
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana