conecte-se conosco


Política e Governo

Prêmio Cafés Especiais do Espírito Santo elege os melhores cafés capixabas

Publicado

Os melhores cafés especiais capixabas foram eleitos pelo Prêmio Cafés Especiais do Espírito Santo, nesta quarta-feira (02). A solenidade aconteceu no Centro Cultural e Turístico de Venda Nova do Imigrante, com transmissão pelo canal do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), no YouTube. Com público restrito e cumprimento dos protocolos de prevenção ao novo Coronavírus (Covid-19), a premiação teve a participação do governador do Estado, Renato Casagrande.

A premiação de R$ 110 mil foi destinada aos 1º, 2º e 3º lugares das categorias Conilon e Arábica. A premiação também contemplou o quesito sustentabilidade na produção de cafés especiais com o total de R$ 20 mil divididos entre cafeicultores que conquistaram os 1º, 2º e 3º lugares em ambas categorias.

Na categoria Conilon, os vencedores foram respectivamente Luiz Claudio de Souza, de Muqui, com nota 86.4; Aurio Barbosa Quadra, de Alegre, com nota 84.83; e Antônio Cesar Landi, de Jerônimo Monteiro, com nota 83.5. Os campeões da categoria Arábia foram respetivamente Wiliam Dalvi Sartori, de Castelo, com nota 87.96; José Antônio Debona Romão, de Castelo, com nota 87.86; Valdeir Mauro se Paula, de Brejetuba, com nota 87.84.

Os cafeicultores que apresentaram práticas sustentáveis na produção de cafés especiais também foram premiados em 1º, 2º e 3º lugares na categoria Sustentabilidade. Venceram respectivamente na categoria Conilon os cafeicultores Luiz Claudio de Souza, de Muqui; Aurio Barbosa Quadra, de Alegre; e Leandro Barbosa Quadro, também de Alegre. Os vencedores em sustentabilidade de Arábica foram Elzio Sartori, de Castelo; José Alexandre de Abreu Lacerda, de Dores do Rio Preto; e Estevão Denizar de Abreu, de Marechal Floriano.


O Prêmio Cafés Especiais do Espírito Santo é o primeiro concurso promovido pelo Governo do Estado que contempla as categorias de cafés arábica e conilon, além do reconhecimento pelas práticas sustentáveis na produção. A iniciativa tem como objetivo reconhecer e premiar os melhores cafés especiais no Espírito Santo e incentivar a produção de cafés de qualidade.

Em sua fala, o governador Renato Casagrande lembrou que os cafeicultores capixabas estão obtendo excelentes resultados em concursos nacionais e até internacionais de qualidade. “Isso mostra o profissionalismo dos produtores capixabas e que em toda a cadeia produtiva temos especialistas altamente capacitados. Desde a produção até a degustação, temos os melhores extencionistas e pesquisadores do mundo em nosso Estado. Temos um conjunto que é de referência”, disse.

Casagrande prosseguiu: “Em qualquer cafeteria do Brasil, os baristas conhecem os cafés capixabas. Nos últimos anos demos um salto de qualidade e isso incorpora renda, gera emprego, qualidade de vida para o produtor e oportunidades a quem trabalha nessa área. Até pouco tempo atrás, eu, que sou filho de agricultor e posso afirmar, o jovem saía do campo. Hoje em dia, as pessoas têm orgulho em trabalhar na agricultura. Os filhos que tinham desaparecido do campo estão voltando, pois sabem que têm tecnologia, têm mais reconhecimento e quem trabalha com qualidade tem retorno financeiro.”

O diretor-presidente do Incaper, Antônio Machado, destacou o crescimento da cafeicultura capixaba na produção de cafés especiais. O consumo geral de café cresce cerca de 1,5% ao ano enquanto o consumo de cafés de especiais cresce cerca de 15%. “Temos o principal: os nossos produtores que fazem a diferença no Estado e em nível mundial. A parte técnica entregue aos produtores pelo Incaper muito nos orgulha. Toda essa gama de cafeicultores finalistas já são campeões. No próximo ano estamos juntos novamente”, afirmou.

A cafeicultura é a principal atividade do agronegócio capixaba com 130 mil famílias envolvidas, de acordo com o secretário de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca, Paulo Foletto.

“Sem dúvida, o prêmio valoriza não só a qualidade dos cafés produzidos no Estado, mas também a importância que o produtor rural tem nesse processo. Recentemente, fomos campeões na Semana Internacional do Café, conquistando o primeiro lugar como melhor café do Brasil na categoria Arábica e o segundo no Conilon. Isso mostra o quanto o Espírito Santo é uma potência na produção de cafés especiais, principalmente, em um ano conturbado pela pandemia do novo Coronavírus. Não podemos deixar de agradecer aos nossos parceiros que não mediram esforços para a realização desse evento”, pontuou Foletto.

A premiação é oferecida com o patrocínio da Syngenta, da Nescafé, do Banco do Estado do Espírito Santo (Banestes), do Sindicato e Organização das Cooperativas Brasileiras do Espírito Santo (OCB-ES), do Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob-ES) e da empresa Fertilizantes Heringer. O Prêmio também conta com o apoio da Fundação de Desenvolvimento Agropecuário do Espírito Santo (Fundagres), do Centro do Comércio de Café de Vitória (CCCV), além de outras empresas, instituições e entidades do ramo.

Mostra de café de qualidade

Leia mais:  Convênio com Governo Federal garante construção de terminal de passageiros do Aeroporto de Linhares

As 20 amostras finalistas de conilon e arábica, que totalizam 40 diferentes cafés, foram inseridas na Mostra Anual de Cafés Especiais do Espírito Santo, que acontece no mesmo dia da premiação. O objetivo é promover uma rodada de negócios entre cafeicultores e compradores.

“Satisfação muito grande com a realização de um prêmio inovador, com um conceito de geração de valor para além dos primeiros colocados, por meio da mostra anual e da rodada de negócios. Importante destacar que, com esse prêmio, o Espírito Santo se coloca com um dos poucos no País a premiar arábica e conilon”, acrescentou o subsecretário de Estado de Aquicultura, Pesca e Desenvolvimento Rural Sustentável, Michel Tesch Simon.

publicidade

Política e Governo

Suporte econômico: operações de crédito emergencial atingem mais de R$ 720 milhões liberados pelo Banestes

Publicado

Em pouco mais de um ano e meio do início da pandemia da Covid-19, as linhas de crédito emergencial operadas pelo Banestes atingem mais de R$ 720 milhões em operações para empreendedores.

O Banco do Estado do Espírito Santo (Banestes), que tem mantido a relevante atuação de principal banco credor do Espírito Santo no acesso às linhas especiais de crédito emergencial, como medidas de suporte econômico em decorrência da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19) divulgou, nesta semana, o balanço atualizado das operações. Já são mais de R$ 720 milhões liberados nas linhas de crédito emergencial, em mais de 21 mil operações.

São beneficiadas pelas medidas de acesso ao crédito facilitado e com condições diferenciadas as empresas capixabas de todos os portes: micro, pequenos e médios empreendedores, além das grandes empresas e também o setor industrial. 

“O Banestes tem desempenhado um importante papel de incentivo à economia e permanece atuando como o principal banco credor do Estado no acesso às linhas especiais de crédito emergencial, lançadas como medida econômica para enfrentamento da pandemia, em parceria com o Governo do Estado, por meio do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), do Programa Nossocrédito e da Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes), para a concessão de microcrédito”, ressaltou do diretor-presidente do Banestes, José Amarildo Casagrande.

As operações de crédito emergencial pelo Banestes tiveram início em março de 2020, a partir do avanço da primeira onda da pandemia da Covid-19 no Estado, que, em decorrência das importantes medidas de isolamento social, impactaram no andamento das atividades econômicas.

“Agimos rápido em busca de soluções que dessem suporte aos negócios, à manutenção dos empregos e à solidez do nosso Estado. Além das linhas especiais para os empreendedores, também lançamos soluções de suporte aos clientes pessoa física e repactuamos mais de R$ 580 milhões em operações de crédito. Atingimos, neste mês, a marca de mais de R$ 720 milhões liberados, em mais de 21 mil operações. Esse volume representa o sólido comprometimento do Banestes com o povo capixaba. Permanecemos atentos aos cuidados com os nossos colaboradores e clientes, com a manutenção dos nossos serviços e com a sustentabilidade do nosso banco”, destacou Amarildo Casagrande.

As informações sobre as linhas de crédito emergencial operadas pelo Banestes, assim como sobre as outras soluções financeiras disponíveis como medidas de enfrentamento à pandemia, estão disponíveis para acesso à população pelo site www.banestes.com.br/estamosjuntos. No site, também é possível acessar as informações para contato com o banco.

Números do 1º semestre

No primeiro semestre de 2021, o Banestes registrou lucro líquido total de R$ 114 milhões. O lucro líquido recorrente foi de R$ 109 milhões, o que, ao comparar os resultados recorrentes do primeiro semestre de 2021 com o período equivalente a 2020 (R$ 87 milhões), o crescimento foi de 25,0%.

Sob a forma de juros sobre capital próprio, no primeiro semestre do ano foi destinado ao acionista controlador, o Estado do Espírito Santo, a quantia de R$ 33 milhões, valor aplicado conforme as prioridades de investimentos definidas no orçamento Estadual.

Crédito Emergencial Banestes:

  • Em 1 ano e 08 meses, mais de R$ 720 milhões liberados em crédito emergencial para empresas de todos os portes e microempreendedores capixabas;
  • Mais de 21 mil operações emergenciais realizadas;
  • Mais de R$ 583 milhões em renegociações de contratos de crédito;
  • Informações detalhadas sobre linhas de crédito e outros auxílios disponíveis em www.banestes.com.br/estamosjuntos.

Leia mais:  Musso ressalta relação entre Poderes
Continue lendo

Política e Governo

Governador apresenta Plano de Investimentos a prefeitos e lideranças da região Litoral Sul

Publicado

O governador do Estado, Renato Casagrande, realizou, na manhã desta quinta-feira (16), um encontro com prefeitos e lideranças da região Litoral Sul. Durante a reunião de trabalho, realizada no município de Anchieta, foi apresentado o Plano de Investimentos 2020/2021, do Governo do Estado. Desde o início de agosto, o governador vem realizando encontros semanais com vereadores e agora inicia essas agendas com prefeitos e lideranças de todas as microrregiões do Espírito Santo.

Participaram desse primeiro encontro os prefeitos e lideranças dos municípios de Alfredo Chaves, Iconha, Rio Novo do Sul, Anchieta, Piúma, Marataízes, Presidente Kennedy e Itapemirim.

Para o governador, é importante apresentar os investimentos que estão sendo realizados, assim como entender as principais demandas para investimentos futuros. “Estamos apresentando o que estamos fazendo e também falando sobre o que ainda vamos realizar. Agora, com a pandemia mais controlada, podemos realizar esses encontros, em que expomos de forma clara e transparente onde estamos alocando os recursos públicos e quais são os nossos principais investimentos”, disse.

Casagrande destacou que os encontros servem também para ouvir de prefeitos, vereadores e demais lideranças quais são as principais demandas dos municípios. “É importante receber essas demandas para que a gente possa mudar a vida das pessoas, que é a nossa principal função enquanto gestor público. Essa região, em especial, sofreu muito com as fortes chuvas, principalmente as cidades de Iconha e Alfredo Chaves, que foram alvo de um trabalho de reconstrução no último ano por parte do Governo do Estado”, pontuou.

O governador prosseguiu: “Temos diversas outras obras nessa região, como em Costa Azul, em Iriri, Castelhanos e na chegada de Anchieta. Em breve vamos dar a ordem de serviço da recuperação de Meaípe e da orla de Piúma, além de um contorno para a cidade. Vamos continuar realizando importantes investimentos para mudar a vida do capixaba.”

O prefeito de Cachoeiro de Itapemirim, Vitor Coelho, que preside a Associação dos Municípios do Espírito Santo (Amunes), parabenizou o Governo do Estado pelos investimentos realizados nos municípios. “Fico feliz em ver os números dos investimentos do Estado, que estão crescendo de forma exponencial ano a ano. Como é bom ser capixaba nesse momento e ver como o Governo do Estado está investindo e desenvolvendo os municípios. Quero que cada município cresça cada vez mais para fortalecer o Espírito Santo e termos ainda mais visibilidade no cenário nacional”, declarou.

O prefeito anfitrião do encontro, Fabricio Petri, agradeceu a reunião e elogiou a iniciativa de apresentar os investimentos aos prefeitos. “Nossa gratidão ao governador por realizar reuniões setorizadas, pois é fundamental sabermos onde estão sendo realizados os investimentos e apresentar nossas principais demandas. Com muito comprometimento, o Governo do Estado vem realizando investimentos em todos os municípios. São investimentos nítidos, em que o morador sente na pele”, afirmou.

A vice-governadora Jacqueline Moraes participou do encontro e citou algumas ações do Governo do Estado, destacando o Programa Agenda Mulher, coordenado no âmbito da Vice-Governadoria. “O programa representa a voz das mulheres no centro do poder do Espírito Santo. Precisamos reduzir a violência, mobilizando também os homens para esse debate”, ponderou.

Também estiveram presentes o secretário de Estado de Governo, Gilson Daniel; os deputados estaduais Janete de Sá, Emilio Mameri, Coronel Alexandre Quintino e Luciano Machado; os prefeitos Tininho Batista (Marataízes), Tiago Peçanha (Itapemirim), Fernando Lafayete (Alfredo Chaves), Paulo Cola (Piúma), Gedson Paulino (Iconha), Nei Castelari (Rio Novo do Sul) e Dorlei Fontão (Presidente Kennedy); além de secretários municipais, vereadores e lideranças.

Leia mais:  "Este não é um debate religioso, eu tenho que cumprir com a lei", diz presidente da OAB-ES sobre aborto em vítima de estupro
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana