conecte-se conosco


Cidades

Procon-ES e EDP debatem melhorias para negociação de dívidas com consumidor

Publicado

Representantes do Instituto Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-ES) e da EDP Espírito Santo se reuniram, na última semana, com o objetivo de traçar melhores condições de negociação de dívidas para o consumidor capixaba.

Durante a reunião, o gestor operacional da EDP Espírito Santo, Jorge Vilchez Guerreiros, se comprometeu a apresentar taxas diferenciadas de negociação para o consumidor inscrito na tarifa social e um percentual abaixo de 50% de entrada para demais consumidores que desejam negociar as dívidas e limpar o nome.

Também foi abordada pelo Procon a necessidade de criação de um canal de negociação direto com o órgão de defesa do consumidor, o que já está sendo estruturado pela empresa.

O diretor-presidente do Procon-ES, Rogério Athayde, ressaltou que essa é uma conquista muito grande, pois diariamente nos balcões de atendimento do Instituto muitos consumidores se queixam da dificuldade em negociar uma dívida com a empresa, devido à entrada alta de 50% no valor da dívida, o que comprometeria muito o orçamento.

“Durante a reunião, a empresa apresentou propostas de redução do percentual de entrada e também informou que pretende praticar taxas diferenciadas para quem conta com o benefício da tarifa social. A partir de agora, vai ser possível instituir um plano de pagamento para que esse consumidor volte para o mercado de consumo”, acrescentou Athayde.

Leia mais:  Técnicos serão capacitados para atuarem em projetos de restauração florestal no ES

O diretor-presidente do Procon disse ainda que grande parte dos consumidores nem sabem que tem direito ao benefício da tarifa social. “O Procon também faz esse papel social de orientação aos direitos dos consumidores”, destacou.

Também participaram da reunião representando o Procon-ES, além da diretora jurídica, Andréa Munhós Ferreira Barroso; o gerente de atendimento, Lucas Carneiro Costa; o contabilista, Ronaldo Moreira de Aquino; e o analista comercial da EDP Espírito Santo, Orlando Sena.

publicidade

Cidades

Crianças e Adolescentes atendidas no Cras realizam visita às polícias civil e militar em Jaguaré

Publicado

Policiais apresentaram o trabalho dos agentes de segurança para os jovens

Crianças e adolescentes do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos – SFCV do Centro de Referência em Assistência Social – Cras, participaram de uma roda de conversa com os policiais em uma visita à 18ª Companhia Independente de Polícia Militar de Jaguaré e à Delegacia de Polícia Civil do município.

A visita teve o objetivo de levar as crianças a conhecer o trabalho das polícias e sua importância na sociedade, além de criar aproximação e construção de conceitos corretos sobre as forças de segurança.

Cerca de 40 crianças visitaram o espaço físico, a rotina de trabalho que envolve o atendimento, investigação, ronda, e tudo mais que envolve as ações das polícias civil e militar.

Após muita interação no bate papo com os policiais, em que os agentes responderam perguntas dos jovens sobre as ações de segurança, houve um momento de andar na viatura e ter contato com instrumentos de trabalho dos policiais como distintivo, colete à prova de bala e outros.

Leia mais:  Antes e depois: loja em Iconha é reformada após destruição na enchente de janeiro

Continue lendo

Cidades

Suzano anuncia intenção de construir fábrica de papel tissue e conversão em Aracruz (ES)

Publicado

Projeto, ainda sujeito à aprovação do Conselho de Administração da empresa, terá capacidade produtiva de 60 mil toneladas anuais

A Suzanoreferência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto, anuncia a intenção de construir uma fábrica de papel tissue e conversão em Aracruz, município localizado no norte do Espírito Santo. O projeto, ainda sujeito à aprovação por parte do Conselho de Administração da companhia, prevê que a unidade terá capacidade para produzir 60 mil toneladas anuais de tissue, produto a ser convertido em papel higiênico e papel toalha.

Inicialmente estimado em cerca de R$ 600 milhões, o projeto levará dois anos até estar concluído. Durante o período das obras, a previsão é de que sejam gerados 300 postos de trabalho. Após o início da produção, cerca de 200 colaboradores e colaboradoras, diretos e indiretos, trabalharão na unidade.

“A intenção de construirmos uma nova fábrica reforça o compromisso da Suzano com o desenvolvimento do Espírito Santo. No final de 2019, anunciamos investimento de quase R$ 1 bilhão no estado, incluindo a construção de uma fábrica em Cachoeiro de Itapemirim. A unidade entrou em operação no início de 2021 e agora, menos de um ano e meio depois, anunciamos o plano de viabilizar mais um importante investimento no estado”, afirma Walter Schalka, presidente da Suzano.

Leia mais:  Técnicos serão capacitados para atuarem em projetos de restauração florestal no ES

A construção de uma fábrica de papel tissue e conversão em Aracruz está alinhada à estratégia da Suzano de avançar nos elos da cadeia, sempre com vantagem competitiva, e garantir o abastecimento ao crescente mercado brasileiro de produtos sanitários. Em Cachoeiro de Itapemirim, por exemplo, a Suzano tem capacidade para converter papel tissue em 30 mil toneladas anuais de papéis higiênicos, o que equivale a 1 milhão de rolos por dia.

O projeto em Aracruz está sujeito à verificação de condições precedentes e ainda será submetido à análise do Conselho de Administração da Suzano e das autoridades locais competentes.

“Já estivemos presentes nos investimentos anteriores da Suzano, que contou com uso de crédito de ICMS, e continuando com a nossa política de atração criamos ambiente para que a empresa tivesse outro investimento em nosso Estado. Para nós a Suzano é uma empresa estratégica para o Estado. Temos política de uso de crédito de exportação que permite que a empresa faça negociações no mercado, desde que a atividade que seja ampliada gere emprego e ICMS. O que importa para nós é que os empreendedores tenham confiança em vir e estar no Espírito Santo. Nossa tarefa é gerar oportunidades aos capixabas”, afirma o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande.

A Suzano emprega direta e indiretamente cerca de 5 mil pessoas em território capixaba. Mais recente fábrica construída pela Suzano, a unidade de Cachoeiro de Itapemirim é a quinta linha de produção da unidade de bens de consumo da Suzano, responsável pela fabricação de itens como papéis higiênicos, guardanapos e papéis-toalha. A companhia possui fábricas de produção de tissue em Belém (PA), Mucuri (BA) e Imperatriz (MA), além de unidades de conversão em Maracanaú (CE) e Cachoeiro de Itapemirim.

Leia mais:  Inscrições para o Pré-Enem Digital terminam nesta quinta-feira (25)

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana