conecte-se conosco


Brasil

Procurador é preso no DF após atirar contra cunhado e acertar a mãe

Publicado

Polícia Militar apreendeu cerca de nove armas e diversas munições em casa no Lago Sul. Segundo advogado da família, armamentos são do pai do suspeito, militar já falecido.

Um servidor público federal foi preso em flagrante, no sábado (23), após discutir com o cunhado, tentar atirar contra ele e acabar ferindo a própria mãe, no Lago Sul – área nobre no Distrito Federal. A mulher, atingida no braço, foi encaminhada para o Hospital de Base, consciente e estável.

O caso ocorreu em uma casa na QI 28, onde os PMs encontraram nove armas de fogo, uma espingarda de pressão e centenas de munições de vários calibres. A Polícia Civil recolheu o armamento, e a casa passou por perícia. O caso é investigado pela 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul).

Henrique Celso Gonçalves Marini e Souza atua como procurador e também é piloto de avião comercial. Segundo o Portal da Transparência do governo federal, ele trabalha na Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero).

A defesa da família também afirmou que as armas apreendidas na casa eram do pai do servidor público, um militar, já falecido, mas que ninguém na casa tem porte de arma.

Polícia Militar apreende armas em casa onde homem teria baleado a própria mãe acidentalmente — Foto: PMDF/Divulgação

Polícia Militar apreende armas em casa onde homem teria baleado a própria mãe acidentalmente.

‘Legítima defesa’

Ainda de acordo com o advogado, houve um “desentendimento”, e o homem detido agiu “em legítima defesa”. O advogado disse ainda que o cunhado do servidor sabia onde as armas estavam e, ao imaginar que o familiar fosse atirar, Henrique disparou primeiro, atingindo a mãe, “sem querer”.

A PM afirma que foi chamada para o local do crime após alguém da casa ligar para o 190, informando que uma senhora tinha sido ferida pelo próprio filho e que ele fazia outros parentes reféns.

Um dos policiais militares que atendeu a ocorrência, o aspirante José Paulo Brás Martinez da Silva, afirma que o homem resistiu à abordagem da corporação.

“O indivíduo que realizou o disparo se trancou em um quarto, e a equipe policial iniciou a negociação pra rendição dele. Após 1h30 de negociação, finalmente o indivíduo se entregou por livre e espontânea vontade”, disse.

De acordo com a polícia, havia uma garrafa de whisky no quarto, e o homem além de estar sob efeito de álcool, pode ter tido um surto psicótico.

“O indivíduo alega que houve uma discussão familiar entre ele e o cunhado dele. [Disse] que não desejava atingir a mãe, mas que, por um erro na execução, ele acabou atingindo ela”, conta o PM.

publicidade

Brasil

Setores de petróleo e minério puxam queda da produção industrial capixaba 

Publicado

Ainda que negativo, o resultado do ES no semestre (-1,2%) foi melhor do que a média nacional, que teve retração de 2,2% no mesmo período  

A indústria geral capixaba retraiu 1,2% no primeiro semestre do ano, na comparação com o mesmo período do ano passado. A queda foi resultado do desempenho da indústria extrativa (-12,6%), que foi impactada pela menor produção de petróleo, gás natural e minério de ferro.  

Ainda que negativo, o resultado do Espírito Santo no semestre foi melhor do que a média nacional que teve recuo de 2,2% no mesmo período. Os dados da Produção Industrial Regional (PIM-PF) foram divulgados na terça-feira (9/8) pelo IBGE e compilados pelo Observatório da Indústria da Findes. 

De acordo com dados da Agência Nacional de Petróleo (ANP), a extração de óleo no Espírito Santo recuou 30,1% no primeiro semestre deste ano, enquanto a de gás natural reduziu em 31,9%.  

A presidente da Findes, Cris Samorini, explica que a expectativa para o desempenho da indústria nacional e capixaba para os próximos meses é mais positiva.  

“Temos alguns bons indicadores que estamos acompanhando. Entre eles a criação de mais de 200 mil postos de trabalho formais na indústria nacional e de 4,8 mil apenas no nosso Estado.” 

Cris pondera ainda que caso as medidas governamentais de estímulo fiscal sejam mantidas, como a redução do IPI, isso irá contribuir para fortalecer a indústria capixaba e nacional.  

“O governo federal havia anunciado a redução do IPI, mas nesta semana fomos surpreendidos com a decisão liminar do ministro do STF Alexandre de Moraes de suspender os benefícios. Isso muito nos preocupa, uma vez que trará grande impacto na indústria nacional, afetando o ritmo de retomada da economia e, por consequência, a geração de empregos.” 

Cenário nacional 

Os ramos industriais que registraram os piores desempenhos foram: veículos automotores, reboques e carrocerias (-5,4%); produtos de metal (-12,1%); produtos de borracha e de material plástico (-10,0%); e máquinas, aparelhos e materiais elétricos (-14,6%).

Por Siumara Gonçalves, com informações do Observatório da Indústria da Findes 

Continue lendo

Brasil

Petrobras reduz em R$ 0,22 o preço do diesel nas distribuidoras

Publicado

Decisão derruba de R$ 5,41 para R$ 5,19 o valor de venda do combustível a partir desta sexta-feira (12)

A Petrobras anunciou nesta quinta-feira (11) uma redução de 4,07% no preço do diesel A (puro) nas distribuidoras a partir de amanhã (12). Com a segunda redução em uma semana, o valor do combustível passará R$ 5,41 para 5,19 por litro, uma redução de R$ 0,22 por litro.

Considerando a mistura obrigatória de 90% de diesel A e 10% de biodiesel para a composição do diesel vendido nos postos, a Petrobras afirma que a parcela que recebe do valor final do preço ao consumidor passará de R$ 4,87, em média, para R$ 4,67 a cada litro vendido na bomba.

De acordo com a estatal, a nova redução “acompanha a evolução dos preços de referência, que se estabilizaram em patamar inferior para o diesel, e é coerente com a prática de preços da Petrobras, que busca o equilíbrio dos seus preços com o mercado global, mas sem o repasse para os preços internos da volatilidade conjuntural das cotações internacionais e da taxa de câmbio”.

Leia mais:  PF faz ação contra esquema de venda de decisões judiciais na Bahia

As duas reduções no preço do combustível no período de sete dias ocorrem após um intervalo sem reajustes no preço do combustível desde o início de maio do ano passado. Com as determinações, o preço do diesel nas distribuidoras caiu 7,5% (R$ 0,42), de R$ 5,61 para R$ 5,19.

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana