conecte-se conosco


Cidades

Produtores rurais recebem assistência técnica em quatro municípios capixabas 

Publicado

Mais de 170 famílias residentes em comunidades rurais recebem os serviços de Ater em Linhares, Baixo Guandu, Colatina e Marilândia

Produtores rurais de quatro municípios capixabas impactados pelo rompimento da barragem de Fundão (MG) estão recebendo os serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater), que vão auxiliar no processo de fortalecimento e retomada das atividades agropecuárias. Ao todo, mais de 170 famílias capixabas residentes em comunidades rurais atingidas de Linhares, Baixo Guandu, Colatina e Marilândia serão atendidas. 

Dados do Censo Agropecuário do IBGE (2017) indicam que a agricultura familiar é responsável por aproximadamente 70% dos alimentos produzidos no país e gera renda para 70% das famílias que vivem no campo. 

As ações reparatórias de Ater darão suporte ao processo de retomada das atividades agropecuárias e à readequação ambiental nas propriedades rurais impactadas, bem como à aplicação de práticas sustentáveis de produção de alimentos e formas de conservação de solo e água. 

As ações iniciadas em fevereiro deste ano tiveram de ser paralisadas no mês seguinte, por conta da pandemia de Covid-19, e foram retomadas em maio, seguindo todos os protocolos de saúde e segurança para evitar a propagação do coronavírus. 

Leia mais:  Banestes realiza mutirão de renegociação de dívidas itinerante

Com o retorno das atividades, os produtores recebem consultorias técnicas especializadas para melhorarem a gestão das propriedades e tornarem suas formas de produção mais sustentáveis. O trabalho é realizado pela Plural Cooperativa Consultoria Pesquisa e Serviços, que foi selecionada por meio do edital Ater Sustentabilidade Capixaba.

“A instituição dará suporte aos produtores rurais, para melhorar a utilização dos recursos naturais e a produção agropecuária em cada imóvel rural, aliando o conhecimento técnico que possuem ao já tradicionalmente utilizado pelas famílias rurais”, diz Raliston Becali, engenheiro de Uso Sustentável da Terra (UST) da Fundação Renova.

A iniciativa do Programa de Retomada das Atividades Agropecuárias da Fundação Renova atende à cláusula 125c do Termo de Transação e de Ajuste de Conduta (TTAC). Elas seguem as diretrizes e os princípios estabelecidos pela lei federal 12.188/2010, que institui a Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (PNATER).

Sobre a Fundação Renova

A Fundação Renova é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos, constituída com o exclusivo propósito de gerir e executar os programas e ações de reparação e compensação dos danos causados pelo rompimento da barragem de Fundão.

Leia mais:  Apresentado estudo para área de educação ambiental no Morro do Cruzeiro

A Fundação foi instituída por meio de um Termo de Transação e de Ajustamento de Conduta (TTAC), assinado entre Samarco, suas acionistas Vale e BHP, os governos federal e dos estados de Minas Gerais e do Espírito Santo, além de uma série de autarquias, fundações e institutos (como Ibama, Instituto Chico Mendes, Agência Nacional de Águas, Instituto Estadual de Florestas, Funai, Secretarias de Meio Ambiente, dentre outros), em março de 2016.

publicidade

Cidades

Suzano destina R$ 4 milhões a projetos de fomento à geração de trabalho e renda no norte do ES

Publicado

Por meio do Edital de Ideias e Projetos, a empresa vai selecionar iniciativas a serem contempladas e as inscrições começaram no dia 15/8

Fomentar iniciativas que estimulem a criação e o fortalecimento de negócios locais em São Mateus e em Conceição da Barra, contribuindo para a geração de trabalho e renda. Este é o objetivo do Edital de Ideias e Projetos que a Suzano, referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto, lança nesta segunda-feira (15/8), destinando R$ 4 milhões aos projetos que vierem a ser selecionados.  A iniciativa faz parte do Programa de Incubação e Aceleração de Negócios e Empreendedores Locais. A inscrição de projetos para pleitear recursos começou nesta segunda-feira (15) e vai até o dia 16/9.

A iniciativa da Suzano conta com a parceria da Transforma.ai, instituição especializada na gestão estratégica de investimentos sociais privados, desenvolvimento local e educação ambiental. O objetivo é desenvolver ideias e projetos de organizações da sociedade civil, cooperativas, pequenas empresas, microempreendedores individuais (MEIs) e grupos organizados não formais com foco na geração de trabalho e renda.

Os projetos apoiados devem se enquadrar em uma das áreas abrangidas: Produção Rural Sustentável, Empreendedorismo ou Conservação Ambiental. Ao se inscrever, os grupos devem considerar projetos que já estejam realizando ou que gostariam de realizar em suas respectivas comunidades. Além do aporte financeiro, o edital prevê um ciclo de formação em Empreendedorismo e Gestão de Negócios para os representantes das iniciativas contempladas.

A seleção de projetos vai priorizar iniciativas que tenham foco em pessoas em situação de vulnerabilidade social, iniciativas lideradas por mulheres, jovens, moradores de comunidades tradicionais. Os projetos selecionados terão prazo de execução de até seis meses, com início imediato logo após a assinatura do Termo de Participação, prevista para outubro próximo.

Leia mais:  Detran lança canal de atendimento com área de Habilitação

O Edital de Ideias e Projetos é mais uma das iniciativas da Suzano que estão em linha com o compromisso da empresa de contribuir para que 200 mil pessoas saiam da condição de pobreza até 2030, nas áreas de atuação da companhia. No Brasil, são consideradas abaixo da linha de pobreza pessoas com renda per capita menor que R$ 518,00 ao mês e é essa realidade que a Suzano quer ajudar a transformar.

“Estamos sempre buscando renovar nossa forma de produzir, consumir, compartilhar valor e promover o equilíbrio social. É essa crença que nos leva a desenvolver iniciativas como esta, em que buscamos oferecer às pessoas condições para que possam ter a sua própria renda e melhor qualidade de vida”, observa Douglas Peixoto, coordenador de Desenvolvimento Social da Suzano.

Como inscrever

As propostas devem ser enviadas pelo site www.editalsuzano.prosas.com.br até as 17h do dia 16 de setembro. Dúvidas podem ser esclarecidas pelo e-mail [email protected]

Cronograma

Inscrições: 15 de agosto a 16 de setembro

Seleção dos projetos: 19 a 30 de setembro

Período de implementação das ideias: 3 de outubro/2022 a 2 de junho de 2023

Acompanhamento formativo: 1º a 24 de fevereiro de 2023

Leia mais:  Prefeito franscisquense sanciona lei que prorroga e parcelas débitos municipais

Valor máximo por projeto

O valor máximo por ideia selecionada varia de acordo com o perfil do proponente:

  • Grupos informais (compostos por, no mínimo, 5 pessoas, sendo pelo menos um maior de 18 anos de idade): até R$ 15 mil
  • Microempreendedores Individuais (MEIs) e Microempresas cadastradas no Simples Nacional com faturamento anual de até R$ 120 mil: até R$ 20 mil
  • Organizações da Sociedade Civil (por exemplo: associações comunitárias, associações de produtores e produtoras, associações de artesãos e artesãs, associações quilombolas, institutos e fundações e cooperativas): até R$ 30 mil

Sobre a Suzano  A Suzano é referência global no desenvolvimento de soluções sustentáveis e inovadoras, de origem renovável, e tem como propósito renovar a vida a partir da árvore. Maior fabricante de celulose de eucalipto do mundo e uma das maiores produtoras de papéis da América Latina, atende mais de 2 bilhões de pessoas a partir de 11 fábricas em operação no Brasil, além da joint operation Veracel. Com 98 anos de história e uma capacidade instalada de 10,9 milhões de toneladas de celulose de mercado e 1,4 milhão de toneladas de papéis por ano, exporta para mais de 100 países. Tem sua atuação pautada na Inovabilidade – Inovação a serviço da Sustentabilidade – e nos mais elevados níveis de práticas socioambientais e de Governança Corporativa, com ações negociadas nas bolsas do Brasil e dos Estados Unidos. Para mais informações, acesse: www.suzano.com.br

Continue lendo

Cidades

Prepare o casaco! Previsão é de muito frio para o fim de semana no ES

Publicado

A mudança é provocada pelo ar polar que chega forte a partir da sexta-feira (19) e a semana termina gelada

Os últimos dias têm sido de tempo quente, mas com ventos e temperaturas amenas no Espírito Santo. Durante as madrugadas, o calor do inverno dá lugar ao friozinho, principalmente nas áreas mais altas no Estado.

De acordo com a Climatempo, uma nova frente fria se aproxima da região Sudeste do país e pode provocar muito frio na região da Grande Vitória no sábado (16). A mudança é provocada pelo ar polar que chega forte a partir da sexta-feira (19) e a semana termina gelada.

Segundo a empresa, nesta terça-feira (16), grande parte do Espírito Santo tem um dia de muito sol e sem chuva. O ar seco e quente continua prevalecendo e a umidade do ar pode ficar abaixo dos 20% no litoral norte do Espírito Santo, onde há chances de chuva rápida.

É na quinta-feira (18) que o tempo mudará de vez na Região Sudeste, causado pelo avanço de uma potente frente fria, associada ao seu ciclone extratropical. Não estão descartados alguns temporais e ventania, e depois da chuva, virá o frio intenso.

Leia mais:  Lagoa de Linhares amanhece com milhares de peixes mortos

Na sexta-feira (19), há previsão de pancadas de chuva e raios, que poderão ser moderadas a fortes a partir da tarde para o Espírito Santo. O sábado (20) será muito frio na Grande Vitória e no centro-sul capixaba.

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana