conecte-se conosco


Cidades

Projeto Caiman, vale a pena conhecer

Publicado

Vitória – Com sua sede localizada na antiga Fazendinha, o Projeto Caiman merece uma visita dos capixabas e, principalmente dos privilegiados moradores do bairro Jardim Camburi, da capital do Espírito Santo.

Centro Ecológico Projeto Caiman | ES, Brasil

É um projeto de pesquisa e conservação das populações da espécie símbolo da Mata Atlântica que é o jacaré-de-papo-amarelo. Essas pesquisas geram dados técnico-científicos de saúde e ecologia dessa espécie. A iniciativa desse projeto é do Instituto Marcos Daniel, que conta com a parceria da Arcelor Mittal Tubarão e diversas outras entidades governamentais e não governamentais ligadas a conservação da natureza no Brasil.

Centro Ecológico Projeto Caiman | ES, Brasil

Surgiram recentemente algumas dúvidas sobre a relação do Projeto Caiman com a Prefeitura de Vitória, no que diz respeito a natureza da parceria e sua atuação.

É necessário dizer como forma de entendimento e esclarecimento, que a Secretaria Municipal de Meio Ambiente criou o Refúgio de Vida Silvestre Mata Paludosa (Revis) incorporando nele o Parque da Fazendinha, o que fez com que o parque tenha o status de Unidade de Conservação por causa da sua importância ecológica. É importante frisar que a Mata Paludosa é o último remanescente desse tipo de ecossistema na cidade de Vitória, daí a sua importância ecológica.

Parque da Fazendinha vai ganhar centro de conservação e pesquisa de jacarés  – Notícia – Prefeitura de Vitória

O parque da Fazendinha não existe mais, até porque se chama agora Refúgio da vida silvestre Mata Paludosa e é pautado por uma lei federal, o Sistema Nacional de Unidades de Conservação. Sendo assim, a Fazendinha não mais existe como parque urbano e é muito mais que isso, é uma Unidade de Conservação Municipal de Vitória e será sempre público e não vai fechar ou ser privatizada, conforme nos informou seus técnicos.

Projeto Caiman Lança Seu Segundo Livro

Uma outra questão que foi alvo de “infundadas afirmações” foi alardear que os animais da fazendinha seriam doados e que só restariam fotos de jacarés. Na verdade, a disseminação dessa mentira é fruto da ignorância e perseguição de alguns com relação ao projeto e ao novo e juridicamente legal status da Unidade. De acordo com a lei federal aquele lugar é para proteção da fauna silvestre e não é compatível com a permanência de animais domésticos como patos, gansos e galinhas. O Refúgio de Vida Silvestre Mata Paludosa (Revis) é dos seus habitantes naturais e se o visitante prestar atenção ao visitar a Unidade, vai poder observar os saguis, teiús, lontras, gambas, cachorros-do-mato, tartarugas-de-água-doce, garças, martim-pescadores, pica-paus, mergulhões e grande variedades de animais silvestres.

É bom enfatizar que o projeto Caiman é uma iniciativa do Instituto Marcos Daniel, que é uma instituição técnico-científica sem fins lucrativos e que atua desde 2004, sediada em Vitória e reconhecida como Oscip pelo Ministério da Justiça.

Independente da mudança de parque para Revis, o Projeto Caiman e a Prefeitura de Vitória firmaram um acordo de cooperação para desenvolver um polo de ciência, turismo, lazer e educação ambiental na área da Unidade, agora chamado Centro Ecológico projeto Caiman.

“É importante destacar que não recebemos nenhum dinheiro da Prefeitura”, afirma Yhuri Nóbrega, diretor-responsável pelo projeto que tem em torno de 15 funcionários que desenvolvem ações socioeducativas e de pesquisa o que tem encantado crianças e visitantes. Algumas benfeitorias estão sendo feitas e os recursos oficiais não fazem parte dessas iniciativas. O trabalho feito pela equipe tem merecido elogios.

Projeto Caiman | Espírito Santo, Brasil

Ao longo da parceria entre a Prefeitura Municipal de Vitória e o Projeto Caiman, foi instalado na REVIS Mata Paludosa, um polo de ciência e educação ambiental. Deste polo de desenvolvimento científico, já foram produzidas dezenas de descobertas científicas e ações para a conservação da biodiversidade brasileira. Além de centenas de escolas e famílias da região metropolitana de Vitória atendidas pelo programa de educação ambiental desenvolvido no local, sempre de forma gratuita a população.

Centro Ecológico Projeto Caiman | ES, Brasil

O Projeto Caiman é uma verdadeira unanimidade quando se fala em conservação da biodiversidade. É uma iniciativa considerada uma referência internacional na proteção da flora e fauna. Em 2021 chegou a marca de mais de 1 milhão de pessoas atendidas pelo programa de educação ambiental e difusão científica.

É de fato um grande ganho para a ciência e proteção da natureza capixaba. Atraindo visitantes de diferentes países para conhecer Vitória e a REVIS da vida silvestre Mata Paludosa, localizada em Jardim Camburi.

Dúvidas sobre a parceria entre o Projeto Caiman e a Prefeitura de Vitória? Não caia em Fake News, procure sempre os meios oficiais!!! A secretaria de meio ambiente e o Projeto Caiman estarão aptos a esclarecer qualquer questionamento.

Leia mais:  Vila Velha - Cramvive já acolheu 748 mulheres vítimas de violência doméstica
publicidade

Cidades

Escola de Vitória realiza roda de conversa on-line sobre violência contra mulher

Publicado

A Escola Estadual de Ensino Médio (EEEM) Arnulpho Mattos, localizada em Vitória, promoveu uma live pelo Google Meet, a fim de problematizar e dialogar sobre a violência contra a mulher. A ação educativa faz parte do projeto “Conversas Filosociológicas: vozes femininas em foco”, que tem como objetivo um diálogo maior e interdisciplinar sobre temáticas relevantes da área de humanas.  

O encontro contou com a exibição de um curta-metragem sobre violência doméstica, o “Dentro de Casa”, seguido de considerações da atriz Cinthia Caetano, protagonista do curta, e de Adriane Nunes, professora da Rede Estadual e coordenadora do Cineclube Valente, que apoiou a ação. 

Além de abordar a violência contra a mulher, Cinthia Caetano falou sobre a experiência na gravação do curta e Adriane Nunes destacou a importância do cinema e do cineclubismo para a educação. Também foi realizado um debate com a participação dos estudantes sobre o tema. Entre os assuntos abordados estavam a preocupação com o aumento nos casos de violência contra a mulher no período da pandemia e também as dificuldades de as vítimas denunciarem os agressores. 

“As palestrantes chamaram atenção para os traços culturais que envolvem esse tipo de violência e a necessidade de desnaturalizar essas práticas. Destacamos ainda o fato de que não só meninas, mas também os meninos estarem assistindo a live, demonstrando sensibilidade e disposição para aprender. O momento terminou com uma apresentação surpresa de Cinthia Caetano, cantando uma música relacionada ao assunto, que sensibilizou a todos”, disse a pedagoga da Escola Arnulpho Mattos, Eliane Saiter Zorzal. 

Leia mais:  Fábrica de eletrodomésticos irá investir R$ 287 milhões em Linhares
Continue lendo

Cidades

Prefeitura de Barra de São Francisco segue firme com a meta de lavar as ruas da cidade diariamente

Publicado

As ruas de Barra de São Francisco estão sendo lavadas por funcionários da Secretaria de Limpeza e Serviços da prefeitura com o carro pipa. A lavagem de ruas tem por objetivo manter a cidade sempre limpa para evitar contrair doenças respiratórias, entre outras.

“Nossa meta é a de manter as ruas da cidade limpas, para tanto precisamos da colaboração da população no sentido de não jogar lixo e entulho nas ruas e rios de nossa cidade”, disse o prefeito Enivaldo dos Anjos.

Leia mais:  Força pela Vida combate mistura de álcool e direção em blitze na Grande Vitória
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana