conecte-se conosco


São Mateus

Projetos da Unilivre podem render R$ 265 milhões para São Mateus

Publicado

São Mateus – Um programa de desenvolvimento sustentável que pode viabilizar até R$ 265 milhões para aplicação nas demandas de São Mateus. Foi essa possibilidade concreta que, a convite do vereador presidente Paulo Fundão, uma equipe da Universidade Livre do Meio Ambiente (Unilivre) mostrou aos demais parlamentares, em reunião da Câmara Municipal.

A palestra do coordenador de Projetos, Inovação Tecnológica e Sustentabilidade Ambiental, professor Francisco Gevaerd, e da vice-presidente da Unilivre, professora Zania Diorio, foi acompanhada com atenção pelos vereadores Adeci de Sena (quem primeiro tomou conhecimento dos projetos e os apresentou a Paulo Fundão), Carlinho Simião, Gilton Gomes, Delermano Suim e Ciety Cerqueira, e da suplente Preta do Nascimento. Também estiveram presentes os secretários municipais Delcimar Gonçalves (Planejamento, Captação de Recursos e Desenvolvimento Econômico) e Glória Araújo (Pesca e Aquicultura).

Após uma recepção entusiasmada do presidente da Câmara, o professor Francisco começou detalhando cada um dos sete projetos que integram o programa de desenvolvimento sustentável elaborado pela Unilivre para desenvolver São Mateus. De acordo com ele, Vila Velha e Serra também encaminham ações no mesmo sentido.

Os projetos estão divididos em urbanismo sustentável, aquicultura, gestão inteligente, educação ambiental, biogás/reciclagem de resíduos sólidos orgânicos, distrito industrial sustentável/atração de indústrias e energia renovável/geração de energia solar.

Em urbanismo sustentável, a Unilivre propõe projeto para captação de R$ 150 milhões, para aplicação na abertura permanente da Barra Nova e da Barra Seca, com recuperação de área atingida pelas marés, no litoral sul mateense. Prevê ainda pavimentação e pontes em vias secundárias do Município, comunicação e melhoria dos espaços urbanos e culturais. De acordo com o professor Francisco, a fonte de financiamento deve ser o fundo criado com transferências da Fundação Renova, junto ao Governo do Estado, para reparação/compensação de danos coletivos às comunidades atingidas por vazamentos de resíduos de minérios.

Em aquicultura, com benefícios diretos ao Distrito de Nativo de Barra Nova, estão sugeridos instalação de escola de aquicultura, atracadouro e central de processamento de pescados e moluscos, com as mesmas fontes de recursos, calculados em R$ 50 milhões.

Leia mais:  Vereadores vão liberar 200 mil para Prefeitura adquirir cestas básicas e materiais de higiene pessoal para famílias carentes

O professor Francisco Gevaerd salientou ainda a importância de fixar a Barra do Rio Cricaré, obra de interesse dos munícipios de São Mateus e Conceição da Barra, com enrocamento mudando o curso das correntes. “Vamos abrir o estuário para atividades de aquicultura e, o mais importante, a recuperação da qualidade das águas do Rio São Mateus (Cricaré) para o abastecimento perene dos dois municípios”.

O professor salientou que a Unilivre e também a Fundação Instituto de Administração (FIA) podem detalhar cada um dos projetos, mostrando o potencial de execução.

A professora Zania Diorio reforçou a capacidade técnica e logística da Unilivre para atuar em diversos lugares do Brasil e do mundo. “Nosso DNA é educação e formação. E formação só acontece quando você promove o desenvolvimento” – completou Zania, que esteve acompanhada da advogada Geovani Dziubate.

ENTUSIASMO

A proposta da Unilivre gerou entusiasmo entre os vereadores. O presidente Paulo Fundão lembrou que a equipe já esteve na Câmara, em reunião com ele e o vereador Adeci de Sena. “A gente tem que fazer esta parceria”, disse. Ele salientou ainda que a parceria, para ser bem-sucedida, deve envolver a Câmara Municipal, a Prefeitura de São Mateus e a Unilivre. Por conta disso, agradeceu a participação dos secretários Delcimar Gonçalves e Glória da Pesca.

Conforme apurado junto ao professor Francisco Gevaerd, o Governo do Estado tem em torno de R$ 2 bilhões, num fundo de compensação da Renova, para aplicar somente nos municípios atingidos pela lama da Samarco. “Não podemos, de forma alguma, deixar de ter aqui esses investimentos”, frisou o presidente da Câmara. “Quero esta parceria do Legislativo com Executivo e a Unilivre. É de interesse deste Parlamento que esses projetos saiam do papel e venham beneficiar a nossa sociedade” – completou Paulo Fundão.

O secretário Delcimar disse que o Município tem muito a ganhar nessa parceria. “Queremos aqui firmar esta parceria pelo desenvolvimento de São Mateus: progresso com geração de empregos e renda”.

O vereador Adeci de Sena lembrou que a luta por reparações coletiva e individual começou dias após a tragédia de Mariana. “Temos que estar unidos”, conclamou, lembrando os resultados já colhidos pelo setor pesqueiro oriundos da união da categoria na luta por justas indenizações.

Leia mais:  Corpo de Bombeiros Militar realiza treinamento para surfistas de Guriri

Também motivado, o vereador Delermano Suim salientou que é preciso união dos munícipes e planejamento técnico. Recordou que São Mateus precisa garantir abastecimento de água potável e também atuar para conter erosão marinha, especialmente em Barra Nova.

Nascido e criado no Nativo, o vereador Carlinho Simião recordou da luta comunitária para conquistar o asfalto no acesso à comunidade, e dos desafios para ampliar os benefícios àquela comunidade, pioneira na produção de petróleo no Estado do Espírito Santo.

A secretária Glória da Pesca explicou que, com união, o setor pesqueiro conseguiu eleger um representante para a Câmara Municipal e ainda conquistou a Secretaria de Pesca. Contudo ponderou que os projetos, se colocados em execução, beneficiarão todo o Município. “Fomos abraçados pelo nosso prefeito e por todos os vereadores”, frisou, enaltecendo especialmente a serenidade do atual parlamento. “Em tão pouco tempo, com a união desta Câmara, estamos sendo abraçados. Nunca tive o prazer de estar sentado onde estou. Isso é de nos emocionar”.

A vereadora Ciety reforçou que a luta deve ser coletiva, beneficiando principalmente as comunidades diretamente atingidas pela lama da Samarco. O vereador Gilton Gomes disse que está pronto para contribuir, e conclamou a Unilivre a ajudar o Município a superar seus problemas.

Integrante do Cecunes, o militante político Eguinaldo Andrade salientou que é preciso ter atenção na aplicação dos recursos, para que não sejam destinados a obras e serviços que possam ser abandonados no futuro. Afirmou ainda que estava feliz por saber que havia projetos com indicação de fontes de recursos.

OUTROS PROJETOS
Na parte final da reunião, os secretários municipais e os vereadores destacaram outros projetos que estão em andamento para beneficiar a população mateense, em especial a faixa litorânea, com destaque para Barra Nova e o manguezal do entorno, que pode inclusive ganhar ponte, mirante e passarelas.

publicidade

São Mateus

Oficina de educação ambiental acontece em São Mateus

Publicado

O Grupo de Trabalho responsável pela construção da Política Municipal de Educação Ambiental (PMEA – Decreto nº 13.873/2022), promove na próxima terça-feira (05), às 18h30, no Centro Comunitário Daniel Comboni, a segunda oficina participativa para a construção da política. São convidados os moradores dos seguintes bairros: Alvorada, Aroeira, Ayrton Senna, Parque das Brisas, Vila dos Ventos, Bonsucesso, Colina, São Miguel, Litorâneo, Jambeiro, Villages, Morada do Lago, Nova São Mateus, Novo Horizonte, Santa Tereza (Ponte), Santo Antônio, São Pedro, Vila Nova, Vila Verde e Vitória.

Segundo a organização, as oficinas são espaços para que a população tenha oportunidade de trazer propostas sobre Educação Ambiental. “Os participantes são convidados a refletir qual a Educação Ambiental que eles pensam para o Município. Depois, divididos em grupos por temas, identificam as potencialidades e fragilidades de cada um, a fim de fazer propostas para a PMEA. Até o final do ano, o Grupo, junto aos delegados eleitos em cada oficina, proporá uma minuta de Projeto de Lei que será validada em audiência pública, para então, a Prefeitura, encaminhar à Câmara para aprovação” – detalha Nóslen Motta de Andrade, coordenador do Grupo de Trabalho.

Leia mais:  Vereador se diz discriminado como pré-candidato a prefeito de São Mateus pelo PSB

AGENDA DE OFICINAS

Ao todo o município realizará nove oficinas. A próxima acontece no dia no dia 26 de julho onde serão ouvidos os professores das Redes de Ensino Municipal, Estadual e Privada, a partir das 14h, no Auditório do Batalhão da PM.

Continue lendo

São Mateus

Paulo Fundão: “São Mateus tem tudo para ser o Eldorado do Norte”

Publicado

São Mateus – À espera da assinatura, a qualquer momento, da ordem de serviço para a construção do Complexo de Saúde do Norte, que inclui o novo Hospital Roberto Silvares, o presidente da Câmara Municipal, vereador Paulo Fundão, é só gratidão ao governador Renato Casagrande. Ao participar da recepção ao chefe do Executivo Estadual, sábado (25), em Guriri, Paulo Fundão destacou o ambiente de harmonia que voltou a imperar no Município, fruto da convergência dos vereadores e do prefeito Daniel Santana para o desenvolvimento de São Mateus e o bem-estar da população mateense.

Em pronunciamento na sessão de terça-feira (28), o presidente da Câmara reiterou os agradecimentos a Casagrande pela liberação do pacotão de obras para São Mateus, cujo investimento supera R$ 80 milhões, e também o anúncio previsto para esta semana do início das obras do Complexo de Saúde do Norte, com investimento próximo de R$ 300 milhões.

“São Mateus tem tudo para ser o Eldorado do Norte, para ter aquilo a que faz por merecer. Isso é de extrema felicidade pra mim. Desde antes da minha eleição, sempre preguei a união para conseguirmos juntos o desenvolvimento do nosso Município” – enfatiza Paulo Fundão. O presidente da Câmara entende que os investimentos do Governo do Estado demonstram que o Parlamento Municipal trilha o caminho certo, “junto com o prefeito Daniel Santana, chefe do Executivo, em harmonia e convergência em prol da sociedade mateense”.

Paulo Fundão lembra ainda que esse ambiente de tranquilidade construído pela Câmara Municipal na atual legislatura contribuiu decisivamente para o Município registrar um superávit de mais de R$ 50 milhões em 2021 e com estimativa de novo superávit de R$ 70 milhões em 2022. “Tudo isso vai se juntar aos investimentos que o governador anunciou para se transformar em obras em benefício do povo de São Mateus”.

Ao agradecer também a vice-governadora Jacqueline Moraes, os deputados Marcelo Santos, Alexandre Quintino, Freitas, Marcelo Santos e Da Vitória (federal), entre outros, e à senadora Rose de Freitas, Paulo Fundão lembrou que o pacotão de R$ 80 milhões em obras tem conquistas dos vereadores, em articulações diretas com as secretarias estaduais instaladas em Vitória, em benefícios dos mateenses da área urbana e também de comunidades rurais.

“Hoje podemos afirmar categoricamente que São Mateus será um canteiro de obras. Com harmonia entre todos os 11 vereadores, este Parlamento soube lidar com as tempestades e deu a estabilidade política que o Município há muito tempo não via. Passamos por momentos turbulentos, mas Deus nos deu cautela. Tenho orgulho de todos os vereadores. Todos trabalharam para o Município prevalecer acima das divergências. Este parlamento vai deixar um legado” – completou o presidente da Câmara.

COMPLEXO DE SAÚDE

Leia mais:  Comunidade de Meleiras está abandonada pelas prefeituras de São Mateus e Conceição da Barra

Com ordem de serviço prevista para esta semana, o Complexo de Saúde do Norte terá investimento de R$ 300 milhões e reunirá diversos serviços de saúde, além de um hospital geral com 260 leitos. Nele funcionará um novo Centro Regional de Especialidade (CRE), uma nova Farmácia Cidadã Estadual, o novo Hemocentro Regional e a nova sede da Superintendência Regional de Saúde Norte. Com previsão de conclusão para o final de 2025, será erguido no Km 71 da rodovia BR-101, numa área de 80.822 metros quadrados próximo do CDP.

CONHEÇA O PACOTÃO DE OBRAS PARA SÃO MATEUS

Ao destacar São Mateus como município-polo da região, o governador Renato Casagrande agradeceu ao presidente Paulo Fundão e aos demais parlamentares mateenses pelo apoio ao desenvolvimento. Casagrande reforçou que, com essa compreensão, “quem investe em São Mateus, investe em todo o norte capixaba”.

E mesmo com o pé machucado, o governador mostrou desenvoltura para inflar a autoestima dos mateenses no anúncio do pacotão de obras, que beneficia os quatro cantos do Município de São Mateus. A cereja do bolo foi a autorização para o início das obras de macrodrenagem de Guriri. Mas foram autorizados também repasses para construção de quatro unidades básicas de saúde, reforma e ampliação de escolas, além de obras de calçamento rural e novos equipamentos esportivos.

As obras de macrodrenagem no balneário de Guriri terão galerias de concreto, proporcionando um escoamento mais eficiente das águas pluviais, direcionando-as para o Rio Mariricu. Serão construídos 4.170 metros de galerias de drenagem, além da pavimentação de três avenidas de Guriri, com investimento de R$ 33 milhões.

Também foi assinado um convênio para obras de pavimentação das Avenidas Barão do Rio Branco e Barão de Timbuhy, das ruas Othovarino Duarte dos Santos, Zenor Pedrosa Rocha, Nicanor Motta, Henrique Ayres, Salvador Cardoso, Roberto Arnizaut Silvares, Eugênio Neves Cunha, Wallas Batista de Oliveira, Américo Silvares, Travessa Silvares e Dr. Ademar de Oliveira Neves e da Avenida Fernando Jogaib, todas localizadas no Bairro Nova São Mateus. Nesta ação, o valor do investimento é de R$ 7,5 milhões.

Leia mais:  Câmara aprova seis projetos de lei, 19 indicações e dois votos de pesar

Além disso, o Município receberá seis caminhões-pipa, no valor total de R$ 2,42 milhões. O Programa de Calçamento Rural deve mudar a realidade de cinco comunidades rurais: Paulista, Nova Lima, Gameleira, Nativo e São Miguel. Além disso, foram assinadas ordens de fornecimentos de cinco pontes rurais e equipamentos agrícolas, além do anúncio do edital para o projeto da Barragem Bamburral. O valor total desses investimentos é de R$ 3,6 milhões.

Por meio do Fundo Cidades, o Governo do Estado vai transferir R$ 7,84 milhões para o Fundo Municipal de Investimentos de São Mateus, para serem aplicados na pavimentação de ruas e avenidas no Bairro Liberdade, bem como na revitalização da pavimentação da Rua Antônio Costa Leal, mais conhecida como Ladeira da Rua 40, no Forno Velho (Cohab); e para a perfuração de poço artesiano em Itauninhas.

O Município vai receber ainda R$ 150 mil para a aquisição de equipamentos, recursos tecnológicos e mobiliários para o polo da Universidade Aberta do Brasil. Ainda na educação, São Mateus terá o repasse de R$ 6,6 milhões, por meio do Funpaes, para reforma e ampliação das escolas municipais de ensino fundamental Dora Arnizaut Silvares (Caic), Herinéa Lima Oliveira e Maria Aparecida dos Santos Silva Filadelfo.

Na área da saúde, o governador Renato Casagrande anunciou o repasse de R$ 5,58 milhões para a construção de quatro Unidades Básicas de Saúde (UBS), localizadas nos bairros Morada do Ribeirão, Guriri Sul, Aviação e Parque das Brisas.

Na oportunidade, foram assinadas ainda as ordens de serviço para a construção de um Campo Bom de Bola no Bairro Bom Sucesso e uma Praça Saudável no Bairro Vila Nova, além do acordo de cooperação técnica para a revitalização do campo do Bairro Carapina. Esses investimentos estão avaliados em R$ 2,2 milhões.

(Com informações da Secom-ES)

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana