conecte-se conosco


Cidades

Propostas de financiamento da linha de crédito emergencial Bandes e Banestes chegam a R$ 282,3 milhões

Publicado

O Banco irá seguir as orientações do decreto estadual, garantindo o atendimento presencial em casos emergenciais e também via canais digitais e de telefone

Vitória – A linha de crédito emergencial trabalhada em conjunto pelo Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes) e Banco do Estado do Espírito Santo (Banestes), os dois bancos públicos capixabas, recebeu cerca de R$ 282,3 milhões em propostas de financiamento de empresas de todo o Estado. Os recursos fazem parte das medidas econômicas estruturadas para minimizar os impactos econômicos causados na região pelo novo Coronavírus.

O diretor-presidente do Bandes, Maurício Cézar Duque, destaca que as ações do banco fazem parte das iniciativas de recuperação econômica e estímulo às atividades produtivas adotadas pelo Governo do Espírito Santo.

“As instituições agiram de forma ágil para disponibilizar recursos de uma linha de crédito emergencial com o objetivo de assegurar a manutenção dos negócios. Os recursos atendem a negócios impactados de imediato com o isolamento e menor circulação de pessoas. O Bandes, como parceiro dos empreendedores capixabas, neste cenário de crise, exerce sua missão de banco de desenvolvimento”, enfatiza Duque.

Para o diretor-presidente do Banestes, José Amarildo Casagrande, é imprescindível a atuação dos bancos estaduais com ações voltadas para dar assistência aos empresários afetados pela pandemia e também para toda a população capixaba. “Sabemos que os impactos econômicos são uma consequência das necessárias medidas de isolamento. Então, nosso papel é estudar diariamente e oferecer à população formas de amenizar tais impactos. A linha de crédito emergencial em parceria com o Bandes tem cumprido esse papel para a sociedade, e o Banestes tem ofertado ainda outras soluções para alívio das contas aos capixabas, tanto pessoas físicas quanto jurídicas”, ressalta Amarildo Casagrande.

Apenas no Bandes são R$ 84,2 milhões em projetos de financiamento em fase de protocolo e em análise de enquadramento. Deste montante, 40,2% dos projetos são de empreendimentos ligados à indústria, o setor de serviços responde por 40,1% das propostas, seguido pelo setor de comércio com 19,7% das solicitações que estão sendo conduzidas pela equipe comercial do banco de desenvolvimento.

Para a linha de crédito, o Banestes disponibilizou o montante total de R$ 250 milhões em recursos para contratação. Deste valor, o banco já finalizou processos de crédito no valor total aproximado de R$ 11,5 milhões e está em fase de análise de mais de 470 propostas que juntas somam o montante de R$ 162,1 milhões. Há ainda projetos que serão atendidos com recursos dos dois bancos, estes somam o montante de R$ 24,5 milhões.

Os recursos atendem a negócios em setores impactados de imediato com o isolamento e menor circulação de pessoas. O atendimento aos empresários interessados é feito de forma conjunta por um comitê, com analistas do Bandes e do Banestes. A medida possibilita maior agilidade e flexibilidade para o atendimento. Tradicionalmente, os dois bancos públicos estaduais disponibilizam recursos financeiros por meio de suas linhas de crédito orientado para que as empresas ganhem “fôlego” para enfrentar adversidades econômicas, ambientais e sociais.

A medida visa contribuir com a manutenção da capacidade financeira dos estabelecimentos atingidos e aliviar as contas até que o pico da pandemia seja superado. A linha de crédito emergencial oferece capital de giro e recursos financeiros essenciais para a manutenção das atividades das empresas. As condições das linhas de crédito variam de acordo com o tamanho e o faturamento das empresas.

O empresário terá à disposição atendimento personalizado da equipe do banco, podendo tirar dúvidas sobre a contratação dos recursos pela central de atendimento do Bandes pelo site da instituição no link bandes.com.br/emergencial ou pela rede de agências e SAC Banestes (0800 727 0474).

Linha de Crédito Emergencial Bandes/Banestes

Direcionada às empresas de segmentos que sofreram perdas em decorrência da pandemia do Covid-19.

Condições operacionais:

  • Valor do financiamento: conforme capacidade de contratação da empresa
  • Taxa: a partir de 0,32% + CDI ao mês
  • Carência: até 6 meses
  • Prazo de pagamento: até 48 meses

Leia mais:  Governador Casagrande assina ordem de serviço para início de obras em Nova Venécia
publicidade

Cidades

EDP e Prefeitura lançam programa Comunidade IN em Jabaeté

Publicado

A Prefeitura de Vila Velha, em parceria com a EDP lançou, na manhã desta sexta-feira (14), em cerimônia híbrida, o programa Comunidade IN, que irá realizar ações para promover o desenvolvimento sustentável do bairro Jabaeté, na região da Grande Terra Vermelha.
 
O prefeito Arnaldinho Borgo, acompanhado da secretária de Planejamento e Projetos Estruturantes, Menara Cavalcante, recebeu no gabinete Fernando Saliba, diretor da EDP no Espírito Santo, para assinatura do acordo. 

“ O trabalho que a EDP vai realizar em parceria conosco é essencial para reduzir as desigualdades na cidade, somando expertise da concessionária com nosso time, que vai levar ações sociais, inovações para consumo de energia ou implantação de ideias para que essas pessoas tenham acesso à energia. É um conjunto de esforços para cuidar de quem mais precisa”, comentou o prefeito.
 
O programa tem como eixo central a inovação social, com uma participação ativa da comunidade para o levantamento de temas prioritários e execução de projetos que atendam as necessidades locais.  

O Comunidade IN se baseia no conceito de cidades inteligentes, que propõe realizar intervenções que possam despertar um processo de transformação e consolidação da comunidade. O papel da EDP, por meio do Instituto EDP, entidade responsável pelas iniciativas socioculturais da EDP, vai desde executar ações alinhadas com sua estratégia e expertise, até a mobilização de parcerias para a realização das iniciativas propostas. 

“Na EDP temos o propósito de ‘usar nossa energia para cuidar sempre melhor’ e isso envolve contribuir para o bem-estar social das localidades onde a empresa atua. O projeto poderá impactar a vida de mais de 640 famílias da comunidade e terá a participação ativa dos moradores e liderança comunitária responsáveis por planejar as ações de forma colaborativa, para melhorar a qualidade de vida no bairro”, afirmou Fernando Saliba, diretor da EDP no Espírito Santo. 

Ao longo de três anos, o programa Comunidade IN promoverá ações sobre o consumo responsável de energia, destinação correta do lixo, reformas de moradias, aceleração de propostas locais de geração de emprego e renda, além da atenção à educação básica e profissional, tendo como protagonista dessas mudanças a própria comunidade.

Leia mais:  Postes que estavam no meio de estrada de Presidente Kennedy são retirados
Continue lendo

Cidades

Prefeitura e Corpo de Bombeiros entregam cestas básicas às famílias ilhadas de Areal

Publicado

Linhares – A Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (COMPDEC), da Prefeitura de Linhares, tem dado prosseguimento às ações que visam mitigar os impactos da cheia do rio Doce sobre a população ribeirinha e as famílias que vivem em áreas rurais, que estão inundadas.

Visualização da imagem

Nesta sexta-feira (14), a Prefeitura de Linhares, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e da Defesa Civil, e o Corpo de Bombeiros realizaram a entrega de 100 cestas básicas – doadas pela instituição militar –, destinadas às famílias que estão ilhadas em Areal, distrito de Regência, e demais comunidades da região.

Visualização da imagem

“Hoje, recebemos 100 cestas básicas doadas pelo Corpo de Bombeiros, que estão sendo entregues às famílias que estão ilhadas em fazendas e comunidades rurais. Já nos abrigos do bairro Conceição e Araçá, estamos oferecendo, além da alimentação, material de higiene, colchão, roupa de cama e banho. Também recebemos doações de roupas, que serão distribuídas às famílias acolhidas”, informa a secretária de Assistência Social, Luciana Mantovaneli Amorim.

Visualização da imagem

A operação contou com o apoio do helicóptero do Núcleo de Operações e Transporte Aéreo da Secretaria da Casa Militar (Notaer), que continua dando suporte às ações de resgate e socorro aos moradores das comunidades rurais inundadas pela cheia do rio Doce. Na tarde desta sexta, o nível do rio recuou para 5,40 metros e a tendência é diminuir nas próximas horas, conforme a Defesa Civil.

“Estamos reforçando o suporte que o Município tem oferecido, desde o início da cheia do rio Doce, através do empenho de todas as nossas secretarias. A princípio, damos assistência e proteção às famílias impactadas para, posteriormente, recuperarmos as estradas que dão acesso às comunidades do interior”, destaca o prefeito de Linhares, Guerino Zanon.

No momento, cinco famílias estão abrigadas no ginásio poliesportivo do bairro Araçá, sendo 15 adultos e oito crianças – duas famílias resgatadas preferiram permanecer na casa de parentes. Já no ginásio do bairro Conceição, há 13 famílias, que totalizam 25 adultos e 10 crianças.

Leia mais:  Vítima fatal da covid-19 no ES era hipertenso e obeso
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana