conecte-se conosco


Segurança

Quadrilha de colombianos e equatorianos é presa suspeita de agiotagem no ES

Publicado

Ao todo, 13 pessoas foram detidas em Vila Velha durante a operação Cartagena

Mais de R$ 280 mil em notas promissórias foram encontrados em um apartamento do bairro Itaparica, em Vila Velha. O imóvel era de um dos 13 suspeitos de agiotagem presos nesta quinta-feira (10) durante a Operação Cartagena, realizada pela Polícia Civil. 

Aparelhos de celular, documentos de veículos, uma caderneta com anotações da movimentação financeira e centenas de cartões de visitas que ofereciam empréstimos também foram apreendidos. O material era utilizado por uma quadrilha de colombianos e equatorianos que ofereciam empréstimos a comerciantes e moradores do Espirito Santo com juros abusivos.

Dos 13 detidos, 12 eram imigrantes e um deles está no Brasil ilegalmente. De acordo com o secretário de Segurança Pública e Defesa Social, Alexandre Ramalho, a organização criminosa internacional agia com violência na Grande Vitória e no interior do Estado.

“Era uma organização criminosa internacional para explorar pessoas humildes. No verso do cartão de visitas, estava descrito como funcionava o crime. Não conseguir pagar pela dívida deixava as pessoas fragilizadas e em cima dessa fragilidade, as pessoas atuavam. Também há investigações de tentativa de homicídio, tortura, transtorno psicológico, de recolher bens materiais”, explicou. 

Dentre os detidos, havia uma mulher brasileira. As investigações apontam que ela seria responsável por abordar as pessoas e oferecer o empréstimo. A promessa era de dinheiro fácil e sem burocracia, mas a cobrança era feita diariamente. Quem não tinha o dinheiro para pagar, além da dívida ficar acumulada e com juros abusivos, sofria ameaças dos suspeitos.

Segundo o delegado titular do Departamento Especializado de Investigações Criminais, João Francisco, como há o envolvimento de estrangeiros no crime, a Polícia Federal também está ajudando nas investigações. O chefe da quadrilha estaria morando em outro país. “A mulher abordava as pessoas e informava que, caso ela não conseguisse pagar, podia renegociar. As investigações vão continuar”, reforçou. 

A Operação Cartagena contou com cerca de 50 agentes e cumpriu mandados de busca, apreensão e prisão, em Vila Velha, Aracruz, no norte do estado, e Itaipava, distrito de Itapemirim, município do Sul do Espírito Santo. 

Leia mais:  Plano Estadual de Segurança Pública é entregue durante reunião do Programa Estado Presente
publicidade

Segurança

Homem é preso em flagrante com R$ 50 mil em notas falsas em Vila Velha

Publicado

O suspeito foi preso em flagrante no momento em que retirava o pacote com as cédulas em uma agência dos Correios no bairro Santa Mônica, em Vila Velha

Um homem foi preso em flagrante por aquisição de cédulas falsas na tarde desta sexta-feira (30), em Vila Velha. O dinheiro falso estava sendo enviado pelos Correios. O suspeito foi preso no momento em que tentava retirar a encomenda em uma das agências.

A prisão aconteceu após um trabalho conjunto entre Polícia Federal e Coordenação de Segurança Corporativa dos Correios no Espirito Santo. 

As investigações tiveram início após uma notícia crime ter sido repassada pela área de segurança dos Correios, a qual detectava um pacote destinado à Vila Velha e que nele teriam cédulas falsas.

Durante as investigações, foi descoberto que o investigado iria se apresentar no Centro de Distribuição Domiciliar (CDD) dos Correios no bairro Santa Mônica, em Vila Velha, para retirar a encomenda. 

No local, o suspeito foi preso em flagrante. No interior do pacote foi encontrada uma grande quantidade de cédulas falsas distribuídas em notas de R$ 100, R$50 e R$ 20,. Todo o material foi apreendido.

O preso confessou o crime. Segundo ele, dentro do pacote havia aproximadamente R$ 50 mil em cédulas falsas.

Após a apreensão das notas foi observado que não se tratava de uma falsificação grosseira e, por isso seria capaz de enganar qualquer pessoa.

As cédulas foram adquiridas pela internet (por meio de um grupo de Whatsapp) e encaminhadas de outro estado. 

Agora, a investigação vai prosseguir com a realização da perícia das cédulas e do material apreendido.

O suspeito vai responder pelo crime de adquirir ou guardar cédulas falsas. A pena varia de três a 12 anos de prisão.

Lei sobre falsificação de cédulas

Art. 289 – Falsificar, fabricando-a ou alterando-a, moeda metálica ou papel-moeda de curso legal no país ou no estrangeiro:

Pena – reclusão, de três a doze anos, e multa.

§ 1º – Nas mesmas penas incorre quem, por conta própria ou alheia, importa ou exporta, adquire, vende, troca, cede, empresta, guarda ou introduz na circulação moeda falsa.

Leia mais:  BPMA apreende 39 aves nos municípios de Governador Lindemberg e Colatina
Continue lendo

Segurança

Secretário de Segurança do ES e prefeito sofrem acidente em rodovia no Sul do Estado

Publicado

Alexandre Ramalho e o prefeito de Presidente Kennedy, Dorlei Fontão, cumpriam agenda na região, quando o carro em que eles estavam foi atingido por um caminhão-baú

O secretário de Estado de Segurança Pública do Espírito Santo, Alexandre Ramalho, o prefeito de Presidente Kennedy, Dorlei Fontão, e outras duas pessoas se envolveram em um acidente, na tarde desta quinta-feira (29), na rodovia ES-060, no município do Sul do Estado.

O prefeito e o secretário visitaram a Escola Municipal de Marobá, que será no futuro uma Escola Cívico-Militar, e a divisa entre o Espírito Santo e o Rio de Janeiro, onde será instalado um posto da Polícia Rodoviária Estadual (PRE-ES).

O acidente aconteceu, por volta das 15h30, quando eles voltavam para o município para visitar um terceiro local. O carro onde estava a comitiva do secretário e do prefeito foi atingido por um caminhão-baú. 

O motorista do caminhão perdeu o controle e bateu em uma árvore. Ele chegou a ficar desacordado por alguns minutos. 

De acordo com a Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp), no carro estavam, além do secretário e do prefeito, o subsecretário interino de Integração Institucional, coronel Marcio Celante, e um integrante da equipe de segurança do secretário, que dirigia o veículo. 

O motorista do carro oficial se feriu levemente. Já os demais ocupantes saíram ilesos.

A prefeitura informou que o estado de saúde do prefeito Dorlei Fontão é estável. Ele foi levado para o Pronto Atendimento Municipal de Presidente Kennedy.

Leia mais:  BPMA resgata serpente dentro de veículo
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana