conecte-se conosco


Camisa 10

Queniano ultrapassa rival na ‘última passada’ e vence a São Silvestre

Publicado

Kibiwot Kandie ficou atrás de Jacob Kiplim na maior parte da prova, mas acabou superando o adversário a centímetros da linha de chegada

Se a prova feminina foi totalmente sem equilíbrio, com a queniana Brigid Kosgei “sobrando” e confirmando sua vitória com bastante tranquilidade, a 95ª edição da São Silvestre entre os homens foi com bastante emoção.

Na manhã desta terça-feira, dia 31 de dezembro, o queniano Kibiwot Kandie e o ugandense Jacob Kiplimo se revezaram na liderança da prova ao longo de pelo menos os 10 km iniciais do circuito.

Multidão se divertiu na São Silvestre no último dia de 2019

Depois disso, porém, Kiplimo, de apenas 19 anos, impôs um ritmo mais forte e parecia correr tranquilo para a vitória.

Só não contava com a arrancada de Kandie nos metros finais, com direito a uma ultrapassagem literalmente no último metro de prova.

O queniano ainda bateu o recorde da São Silvestre: 42min59seg, superando a marca que pertencia ao também queniano Paul Tergat, de 43min12seg, em 1995.

Entre os brasileiros, o melhor foi Daniel Ferreira do Nascimento, que terminou na 12ª colocação. A última vez que um atleta nascido no país venceu a São Silvestre foi em 2010, quando Marílson Gomes dos Santos se sagrou tricampeão (2003/2005/2010)

A partir desta 95ª edição, a prova de São Silvestre passa a ser da categoria Road Race Bronze Label da World Athletics, novo nome da Associação Internacional de Federações de Atletismo (IAAF, na sigla em inglês), entrando para o rol das principais corridas do mundo.

Veja os primeiros colocados e o melhor brasileiro:

1° – Kibiwott Kandie (71) – tempo: 42’59”
2° – Jacob Kiplimo – tempo: 43′
3° – Titus Ekiru (1) – tempo: 43’54”
4° – Geofry Kipchumba (52) – tempo: 45’10”
5° – Joseph Panga (64) – tempo: 45’33
12º – Daniel Ferreira do Nascimento

Leia mais:  Brasil vence o Uruguai, mantém 100% nas Eliminatórias e ganha opções
publicidade

Camisa 10

Globo coloca jogo do Flamengo para ‘barrar’ crescimento do SBT com Seleção Brasileira na Copa América

Publicado

O Flamengo foi peça chave na manobra da Globo para travar o crescimento do SBT com a transmissão do jogo da Seleção Brasileira contra a Venezuela, domingo, às 18h, pela abertura da Copa América. O confronto entre Fluminense e Bragantino, marcado anteriormente para às 16h do mesmo dia, sofreu alterações. Agora, a Globo irá transmitir Flamengo x América-MG no mesmo horário, enquanto o duelo do rival carioca passou para às 20h30.

Assim, para impedir que a emissora de Silvio Santos assuma a liderança em audiência com o jogo da Seleção pela competição sul-americana sediada no Brasil, o Grupo Globo espera criar larga vantagem ao assumir praças no Rio de Janeiro, Distrito Federal e estados da região Norte e Nordeste.

Já para o confronto entre Atlético-MG e São Paulo, às 16h, a Globo reservou os estados de São Paulo e Minas Gerais para exibir ao vivo o duelo. Grêmio x Athletico-PR vai ao ar para o Rio Grande do Sul.

Com a Seleção Brasileira entrando em campo próximo às 18h, a expectativa da rede carioca é diminuir a migração de audiência de torcedores que acompanhavam as partidas do Brasileirão para o SBT.

Leia mais:  Brasil domina mundo do futebol com 1,2 mil atletas no exterior
Continue lendo

Camisa 10

Ex-atacante de Flamengo e Santos morre em acidente

Publicado

Segundo informações da Polícia Militar, o ex-jogador Diogo perdeu controle de sua moto e bateu em um poste. Ele iniciou sua carreira no Santos e passou pelo Flamengo em 2004. Seu último time foi o Grêmio Maringá

O ex-jogador Diogo, 38 anos, que teve passagem pelo Flamengo e pela base do Santos, morreu na noite desta quarta-feira, em um acidente de moto, na cidade de Maringá, no norte do Paraná.

Segundo informações da Polícia Militar de Maringá, Diogo estava dirigindo uma moto, quando perdeu o controle e bateu em um poste de energia elétrica. Ele teve traumatismo craniano, não resistiu aos ferimentos e morreu na hora.

Diogo jogou pelo Teófilo Otoni, de Minas Gerais — Foto: Divulgação

A morte do jogador foi lamentada pelo Flamengo, em suas redes oficiais. O ex-jogador atuou pelo time em 2004 e é lembrado pela torcida flamenguista por conta de seu primeiro jogo vestindo a camisa rubro-negra, contra o CRB, pela Copa do Brasil. Ele começou nas categorias de base Santos e não chegou a jogar pelo profissional. Depois passou por diversos clubes do Brasil e seu último time foi o Grêmio Maringá, em 2017.

Leia mais:  Homens são presos acusados de roubar relíquias de Ayrton Senna
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana