conecte-se conosco


Cidades

Retomada das atividades da Samarco gera expectativas para diversos setores da economia

Publicado

Após o desastre da barragem de Mariana, a mineradora retomou as atividades no Espírito Santo

Mesmo com a capacidade reduzida, comerciantes de Anchieta estão animados com a volta das operações da Samarco. A economia do município do Sul do Espírito Santo foi duramente afetada pela suspensão das atividades, após o desastre da barragem de Mariana, em novembro de 2015. 

Não é apenas em Anchieta que os empresários estão esperançosos com a retomada da mineradora. Empresas prestadoras de serviço em outas cidades do estado também estão com boas expectativas de negócios. Uma delas, que faz estruturas metálicas, em Guarapari, já recebeu encomendas de peças para a usina de pelotização no município vizinho. 

De acordo com o diretor da empresa, Vinícius Del Pupo, novos funcionários foram contratados desde que a Samarco começou a preparar o retorno das atividades. “A mineradora sempre foi uma parceira muito forte da empresa. A consolidação do retorno é importante para gente”, destacou. 

Gessé Gonçalves e Luciano Burack haviam ficado desempregados após o rompimento da barragem de rejeitos de mineração, no município de Mariana, em Minas Gerais. A tragédia suspendeu as operações da mineradora e de várias prestadoras de serviços.

O sócio proprietário de uma das prestadoras, Robinson Luís, precisou demitir 80% dos quadro de funcionários. “Nós tivemos que dispensar muitos funcionários. Ficamos apenas com 20 pessoas. Tivemos que nos reinventar nesse período”, contou. 

Anchieta não foi atingida pela lama, mas sofreu um duro golpe econômico. As operações da Samarco movimentavam outras atividades na região. O dono de uma farmácia no Centro do município, Ilson Mattos, conta que viu o fluxo de clientes diminuir nos últimos anos. 

“A movimentação era muito grande, tinha diversas empreiteiras na cidade. O fluxo de pessoas era muito grande. Mas com a paralisação das atividades, esse fluxo foi diminuindo”, explicou.

A Samarco voltou a operar no dia 23 de dezembro, com produção inicial de 7 a 8 toneladas de minério de ferro por ano. Isso representa apenas 26% da capacidade, mas já é o suficiente para aquecer a economia do município capixaba. 

Os comerciantes estão otimistas com a volta da operação. Com o retorno na operação, a circulação de trabalhadores dispostos a gastar pela cidade deixa os comerciantes otimistas. 

Leia mais:  Suzano patrocina maior evento literário da América Latina
publicidade

Cidades

Jaguaré recebe primeira remessa de doses da Vacina contra COVID

Publicado

Quarta-feira, dia 20 de Janeiro de 2021, um dia histórico para a saúde pública de Jaguaré. A Secretaria Municipal de Saúde, através da Vigilância Epidemiológica, recebeu a primeira remessa contendo 113 doses da Vacina contra a Covid-19. 


Seguindo as orientações do Governo do Estado, as primeiras 113 doses recebidas do imunizante produzido pela Sinovac/Instituto Butantan, foram entregues pela Regional Norte, e serão aplicadas em alguns profissionais da saúde que estão na linha de frente do combate à Pandemia.
A Enfermeira Elaine Moreschi, da ESF Jirau, foi a primeira profissional à receber a dose do imunizante. A Vigilância Epidemiológica informou que a sequência da vacinação vai seguir alguns protocolos de distribuição.
De acordo com o Prefeito Marcos Guerra, a chegada da vacina representa a esperança de dias melhores: “o momento é de alegria, que Deus possa nos abençoar, e que em breve toda a população possa estar vacinada.”

Leia mais:  Estrangeiros e turistas de todo o Brasil aproveitam Tirolesa do Morro do Moreno
Continue lendo

Cidades

Comércio poderá funcionar normalmente no Carnaval, informa Fecomércio-ES

Publicado

A Fecomércio destaca que o empregador pode estabelecer o trabalho normal do empregador ou negociar com os funcionários a dispensa do trabalho mediante acordo de compensação.

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Espírito Santo (Fecomércio-ES), informou, por meio de nota, que o comércio poderá funcionar normalmente no Carnaval 2021. O comunicado, divulgado nesta terça-feira (19), lembra que a data é apenas tradição e não se enquadra como feriado. 

“Esclarecemos, que em alguns Estados e municípios brasileiros, a terça-feira de Carnaval e a Quarta-feira de Cinzas são reconhecidos como ‘feriados’ por determinação de lei, e por isso, estão sendo transferidos para outros dias do corrente ano, em razão das consequências geradas pela pandemia. No Estado do Espírito Santo, porém, não há norma estadual. E, quanto ao reconhecimento do Carnaval como feriado pelos Municípios do Estado do Espírito Santo, deverão ser consultadas a legislação de cada municipalidade”, diz a nota.

A Fecomércio destaca que o empregador pode estabelecer o trabalho normal do empregador ou negociar com os funcionários a dispensa do trabalho mediante acordo de compensação. Além disso, nas localidades onde a data não é considerada feriado, a segunda e a terça-feira, além da Quarta-Feira de Cinzas, podem ser ou não definidas como trabalho facultativo.

Veja o comunicado!

Leia mais:  Pesquisa ajuda a criar plano de atendimento para empreendedores em vilas de Linhares
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana