conecte-se conosco


Cidades

Rosa Bicolor: Vulcão e Paloma estão em alta no mercado, mesmo sem festas por conta da Pandemia

Publicado

A beleza das rosas raras é que garante o sustento de três famílias e quatro colaboradores no vale de Santa Joana, interior de Colatina


Um colorido que enche os olhos. Um perfume que conquista de longe. Em meio a tanta tristeza provocada pela pandemia do novo coronavírus, a família Boss, no vale de Santa Joana, em Itaimbé, interior de Colatina, pode se dizer privilegiada!

E o motivo é um roseiral com 13 mil pés de rosas raras! Super em alta no mercado, especialmente para a confecção de buquês, as rosas bicolores – vulcão e paloma – tem garantido a renda para as três famílias que vivem da agricultura familiar, além dos quatro colaboradores que se dedicam ao cultivo das flores.

“São flores ornamentais com cores mais fortes e que estão em alta no mercado. O público não quer mais as cores com tons pastéis não. O maior destaque vai para a rosa vulcão: branca e vermelha”, explicou o agricultor Edinho Boss, com 15 anos de experiência no cultivo de flores ornamentais.

A rosa alaranjada é outra cultivada pela família Boss e que tem um valor comercial mais elevado. Foi o próprio Edinho quem desenvolveu a espécie após comprar mudas em São Paulo. Junto com mais dois irmãos, as esposas e mais quatro colaboradores, o agricultor dá conta de um roseiral de 1,5 hectare com uma produção de 500 a 600 dúzias de rosas por semana.

“Isso porque a demanda caiu na pandemia, mas mesmo assim conseguimos comercializar muito e agora com a estrada pronta o escoamento é bem mais rápido, o que nos ajudou bastante mesmo”, destacou Edinho.

E a família tem visão empreendedora! Para atender o mercado, eles passaram a produz o acabamento das flores usado para montar buquês de noivas e, além das rosas raras, cultivam também outras flores ornamentais como crisântemo, tango e aster.

O cultivo de flores no Espírito Santo tem se mostrado uma atividade com grande potencial e uma alternativa de geração de renda às famílias que vivem no meio rural.

“O cultivo de rosas é muito importante para a diversificação da agricultura familiar. Temos que desenvolver programas que estimulem a diversificação da agricultura nessa região, uma vez que o café conilon predomina e, geralmente, tem apenas uma colheita ao ano, ao contrário das rosas”, destacou o secretário de Estado da Agricultura, Paulo Foletto.

No Estado, 17 municípios se destacam pela produção de flores, que ocupa uma área de 163 hectares. A atividade gera mais de oito mil empregos em toda a cadeia produtiva, movimentando mais de R$ 10 milhões por ano.

MELHORIA NO DESLOCAMENTO
A estrada a qual o agricultor Edinho se referiu é a Rodovia ES-446. A via possui 15,6 quilômetros de extensão e liga Colatina à localidade de Itaimbé.

“As condições não eram boas e a gente levava uma hora para chegar na feira de Colatina para vender nossas rosas. Agora gastamos 15 minutos e não tem mais quebradeira de carro. A pavimentação ajudou muita gente aqui!”, disse o agricultor Edinho.

O secretário de Estado da Agricultura, destacou a importância da estrada. “É uma rodovia que fortalece a regionalidade de Colatina. Além do produtor economizar no tempo do deslocamento, ele também reduz os gastos com combustível, na manutenção do veículo e ainda agrada mais o cliente com uma entrega mais rápida, o que també, permite uma melhor conservação do produto!”, explicou Paulo Foletto

Leia mais:  Ordem de serviço: nove bairros receberão obras de infraestrutura em Vila Velha
publicidade

Cidades

Banestes apresenta os novos cartões Banescard Visa

Publicado

Os novos cartões serão distribuídos a partir de novembro. A ação alcança cerca de 500 mil clientes, que não precisarão solicitar a troca.

Visualização da imagem

Um grande salto em modernização, inovação e tecnologia, com foco na satisfação dos clientes. É com essa premissa que o Banco do Estado do Espírito Santo (Banestes) apresenta ao mercado a nova marca Banescard e os layouts da nova família de credenciais Banescard Visa, desenvolvidos pela equipe de design da Visa, a partir de rodadas de briefing com as áreas de meios de pagamento, de marketing, de comunicação e da diretoria do Banestes.

O projeto de embandeiramento dos cartões Banescard foi oficializado em agosto de 2020, com a expansão da parceria entre o Banestes e a Visa. Os novos cartões Banescard Visa passarão a ser aceitos em mais de 65 milhões de estabelecimentos comerciais, tanto no Brasil quanto no exterior.

Visualização da imagem

“A modernização do Banescard é mais um grande marco na história do Banestes. Uma decisão assertiva que, com a ampliação da rede de abrangência, tanto para compras on-line quanto em estabelecimentos comerciais físicos, agrega ainda mais valor ao Banescard e promove uma experiência ainda mais completa para os clientes Banestes. O novo Banescard Visa será aceito em todo o território brasileiro e também no exterior”, destaca o diretor-presidente do Banestes, José Amarildo Casagrande.

O vice-presidente de Desenvolvimento de Negócios da Visa do Brasil, Eduardo Barreto, destacou ainda a expansão da oferta de promoções e benefícios da Visa aos capixabas, clientes do Banestes. “Essa foi uma cocriação em que ambos os times, Visa e Banestes, trabalharam juntos em uma solução que reunisse inovação e modernidade. Um exemplo disso é a tecnologia de pagamento por aproximação, que tem se popularizado e levado segurança e praticidade para os pagamentos do dia a dia, o contactless. Além disso, os portadores podem usufruir dos diversos benefícios e promoções da Visa”, contou Barreto.

Mais informações sobre todas as vantagens dos cartões Banestes Visa estão disponíveis nos links: https://vaidevisa.visa.com.br/vdv/ e https://www.visa.com.br/pague-com-visa/portal-de-beneficios.html.

Apresentação do novo Banescard Visa

A apresentação dos cartões foi realizada, inicialmente, de forma exclusiva para os colaboradores do Sistema Financeiro Banestes (SFB), durante o evento Encontro de Gigantes 2021, reunião geral realizada anualmente pelo Banestes, que, neste ano, foi promovida via transmissão on-line.  

A ação contou com a presença do governador do Estado do Espírito Santo, Renato Casagrande, que recebeu do diretor-presidente do Banestes, José Amarildo Casagrande, do diretor de Meios de Pagamentos, Marcos Vinícius Nunes Montes, e do superintendente de Meios de Pagamentos, Vicente Lopes Duarte, um totem comemorativo, com os protótipos da família de cartões Banescard Visa.

Modernização do Banescard

Os primeiros cartões Banescard Visa serão recebidos pelos colaboradores do Banestes, no período de julho até setembro deste ano. Será um período de testes finais antes do início da disponibilização aos demais clientes do banco.

A partir de novembro deste ano, terá início o processo de substituição dos cartões Banescard dos clientes para os novos cartões Banescard Visa. Este processo vai até junho de 2022. A ação alcança cerca de 500 mil clientes, que não precisarão solicitar a troca. Os novos cartões serão emitidos automaticamente e enviados aos clientes.

Além da expansão da rede de aceitação, o Banescard Visa será uma nova família de cartões Banestes, com opções de categoria Classic, Gold, Platinum e Infinite, com diferentes vantagens e atributos. 

Leia mais:  Pagamento do lucro cessante será finalizado com atendimento remoto
Continue lendo

Cidades

Lançamento da 2ª edição do Prêmio Cafés Especiais do Espírito Santo

Publicado

A segunda edição do Prêmio Cafés Especiais do Espírito Santo está confirmada em 2021 e teve o regulamento lançado. O Prêmio é realizado pelo Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) e pela Secretaria da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag). O Prêmio é dividido entre as categorias de Arábica e Conilon, com premiação de Qualidade e Sustentabilidade. As inscrições e envio das amostras de café terão início em 02 de agosto e vão até 22 de outubro deste ano.

Os valores da premiação de Qualidade para as categorias de Arábica e Conilon são, respectivamente, de R$ 30 mil, R$ 15 mil e R$ 10 mil, podendo o valor ser pago em dinheiro, equipamento, fertilizantes ou máquina agrícola. A premiação por Sustentabilidade também se dará em ambas as categorias de café para os 1º, 2º e 3º colocados, por alcançarem os critérios de boas práticas no cultivo de cafés especiais. Os cafeicultores receberão premiação extra de R$ 5 mil, R$ 3 mil e R$ 2 mil, respectivamente. Os valores das premiações somam R$ 130 mil, financiados por empresas, instituições e entidades do ramo e com apoio da Fundação de Desenvolvimento Agropecuário do Espírito Santo (Fundagres Inovar).

O café especial tem valor agregado de grande relevância para o cafeicultor. O mercado de cafés com qualidade superior apresenta um crescimento de 15% ao ano e a tendência é de que cresça ainda mais, em razão da maior apreciação em todo o mundo. O Prêmio realizado pelo Incaper e pela Seag tem os objetivos de fomentar a produção de cafés especiais no Espírito Santo e valorizar o cafeicultor capixaba pela qualidade do café e pela sustentabilidade no cultivo. 

“A primeira edição do prêmio foi um sucesso. Os cafeicultores vencedores tiveram a oportunidade de comercializar seus cafés com valor agregado acima do valor de mercado. Sem dúvida, essa segunda edição também ganhará destaque e teremos resultados importantes para a cafeicultura capixaba”, ressaltou o secretário de Estado da Agricultura, Paulo Foletto.

“O Incaper está lado a lado com o cafeicultor, instruindo o cultivo do café e levando tecnologia, que são aplicados com muita dedicação e primor. Para reconhecer e valorizar esse trabalho dos cafeicultores capixabas, estamos realizando a segunda edição do Prêmio Cafés Especiais do Espírito Santo. Os objetivos são incentivar e valorizar a produção de qualidade e com sustentabilidade. Além disso, o prêmio é uma vitrine de reconhecimento da qualidade do café para o mercado. Fazemos o convite ao produtor de arábica e conilon do Estado para inscrever o seu melhor café no prêmio”, ressaltou diretor-presidente do Incaper em exercício, Abraão Carlos Verdin.

É previsto que o evento de premiação dos vencedores aconteça entre os dias 13 e 17 de dezembro de 2021. O local da realização da premiação será definido conforme se encontrar o cenário da evolução da pandemia da Covid-19, seguindo todas as recomendações da Secretaria da Saúde (Sesa).

Mostra Anual de Cafés Especiais do Espírito Santo

Dentro da programação do Prêmio também será realizada a Mostra Anual de Cafés Especiais do Espírito Santo, que será realizada um dia antes da premiação e envolverá a participação dos 20 melhores cafés da categoria arábica e dos 20 melhores cafés da categoria conilon. O total dos 40 lotes de cafés finalistas selecionados pela equipe técnica do Prêmio serão preparados, codificados e inseridos em cupping, com os objetivos de promover as vendas dos cafés e as relações de negócios.

Acesse o regulamento e confira as informações completas sobre o Prêmio Cafés Especiais do Espírito Santo.

Leia mais:  Ensecadeira do rio Pequeno é rebaixada em Linhares
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana