conecte-se conosco


São Mateus

Ruas e avenidas de São Mateus se tornam um desafio para o motorista, pedestres e ciclistas

Publicado

Os buracos prejudicam quem usa essas vias e podem causar acidentes. Obras do Saae são executadas e deixam o asfalto irregular, o que não tira a responsabilidade da Prefeitura de fazer as devidas correções no asfalto das pistas de rodagem.

O problema não é novidade e persegue os condutores de veículos. Pedestres e ciclistas faz muito tempo. As ruas e avenidas da cidade de São Mateus apresentam um aspecto de, em muitos casos, um solo lunar. As crateras são inúmeras e como o mateense não pretende ser astronauta e nem ir à lua, solicita apenas que a Prefeitura tome providências para que, após a execução de obras nas vias da cidade, faça o reparo no asfalto de maneira que não fiquem buracos à mostra, prejudicando veículos e pedestres que transitam por esses lugares.

A Avenida Monteiro Lobato, uma das principais vias que liga o bairro Cohab ao Sernamby e centro da cidade apresenta inúmeras irregularidades como consequência das obras executadas pelo Saae, uma autarquia municipal, que após o término não tapa os buracos de maneira adequada deixando o piso da via em precárias condições para a circulação dos veículos. Essa situação, além de causar transtornos a todos que por ali trafegam, pode causar acidente grave, principalmente com os condutores de motocicletas. Existem relatos de acidentes e, pelo que alguns moradores disseram, sem gravidade. “O risco existe e antes que a situação se agrave o poder público tem que tomar providências”, disse Joelma de Lima, comerciária, que passa diariamente pela Monteiro Lobato. “A culpa maior é do Saae que abre buracos e fecha que nem a incompetência deles”, sentenciou a usuária daquela rua.

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto de São Mateus informou ao Portal Jornal do Norte “que as obras de reconstituição de calçamento, oriundos de trabalhos executados pelo Saae, desde 15 de janeiro deste ano, foi montada uma equipe de tapa buraco que realiza a reconstituição imediatamente após a realização dos trabalhos”. Quanto ao que já existe em termos de deformidade nas ruas proveniente de buracos abertos, a autarquia informou também que o serviço vem sendo feito por outra equipe coordenada pela Prefeitura.

Além das ruas dos bairros próximos ao centro da cidade, nos mais distantes a situação só melhorou no período anterior ao pleito eleitoral, quando foram executadas algumas benfeitorias. O tempo passou, a chuva chegou e o asfalto desapareceu de alguns trechos, voltando a apresentar as crateras de sempre. Na avenida Don Dalvit, que corta os bairros Santo Antônio e Bonsucesso é um exemplo de inoperância da municipalidade. Crateras e sujeira são comuns, pois o asfalto, a lama quando chove e a poeira quando vem o sol continuam.

De acordo com a Prefeitura de São Mateus, existe um pacote de obras que vai contemplar o calçamento de ruas e avenidas da cidade e está em fase final de elaboração.

Leia mais:  Câmara coordena frente pelo Centro Portuário e comissões vão ouvir secretários sobre PDM
publicidade

São Mateus

Paulo Fundão requer hospital veterinário público para São Mateus

Publicado

Com a compreensão de que a sanidade dos animais domésticos interfere diretamente no equilíbrio do meio ambiente e na saúde pública, a Câmara Municipal aprovou por unanimidade a Indicação n° 726/2021, que requer a implantação de um hospital veterinário público em São Mateus. A proposta partiu do presidente do Legislativo Municipal, vereador Paulo Fundão, e foi aprovada na sessão de terça-feira (19/10).

“A instalação de um hospital veterinário público se baseia em uma estratégia que visa compreender e re-solver os problemas contemporâneos de saúde criados pela convergência humana, animal e ambiental, conceito conhecido como ‘Saúde Única’”, argumenta Paulo Fundão.

Na justificativa da proposição, o presidente da Câmara Municipal acrescenta que os animais domésticos são tutelados pelo Estado, “e sua proteção é assegurada pelo Artigo 225 da Constituição Federal, bem como pelo Artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais (nº 9.605/1998)”.

Conforme o vereador, “a disponibilidade de serviços públicos veterinários é essencial, tendo como principal objetivo o atendimento com dignidade e respeito, de modo gratuito e universal”. Paulo Fundão frisa que atualmente os animais têm obtido cada vez mais espaço nas questões cotidianas dos cidadãos e “o respeito a eles é marca de uma sociedade ética que reflete no bem comum de todos”.

Diante de relevante interesse público na implantação desse hospital veterinário, o presidente da Câmara confia que, “chegando oficialmente ao chefe do Poder Executivo, com seu espírito sensível às necessidades do povo e desejoso por ajudar, o requerimento será atendido e a sociedade terá cada vez mais certeza de que a harmonia entre os poderes é o melhor caminho para o desenvolvimento de nosso Município”.

Leia mais:  Meleiras está abandonada pelas prefeituras de São Mateus e Conceição da Barra
Continue lendo

São Mateus

Vereadores manifestam apoio a demandas dos guardas municipais

Publicado

São Mateus – Colocar a Guarda Municipal em plena operação, equipada, capacitada e com respaldo legal completo. Com esta pauta, uma comissão de guardas municipais, escolhida em assembleia da categoria, procurou a Câmara de São Mateus. Em reunião no início da noite de terça-feira (19/10), após a sessão ordinária, os 11 vereadores ouviram as principais demandas dos profissionais e manifestaram, de imediato, apoio às questões colocadas em pauta que visam a regulamentação e a estruturação da Guarda Municipal. Contudo o presidente Paulo Fundão ponderou que, como a questão envolve servidores, os procedimentos legais devem ter origem no Poder Executivo.
Na abertura da reunião, Fabrícia Nascimento Aurélio lembrou que a Guarda Municipal de São Mateus foi reestruturada pela Lei Municipal 1.661/2018, que cria três seções: Guarda Patrimonial, Guarda Cidadã e Guarda de Trânsito. Ela observou, entretanto, que a legislação precisa de ajustes para suprimir lacunas.
De acordo com Fabrícia, a reunião teve o objetivo de angariar apoio do Legislativo, iniciando o processo de preparação para plena operação, que inclui outras demandas. Fabrícia relata que, nesse processo de estruturação, há carência de equipamentos para condições adequadas de trabalho, fardamentos completos, cursos de formação e identificação funcional dos agentes, além da instalação da Corregedoria e da Ouvidoria.
Na comissão de 11 pessoas que estiveram na Câmara, além de Fabrícia quem mais usou a palavra para sensibilização da causa foi o também advogado e recém-integrado Ronaldo Neves Esteves, que afirmou que São Mateus é o único município capixaba, entre os que têm mais de 100 mil habitantes, ainda sem guarda atuante.

AVALIAÇÃO
“Pelo olhar da comissão, a reunião foi um sucesso, com vereadores muito solícitos, realmente querendo apoiar a estruturação da Guarda Municipal, querendo que funcione, que vá para frente de acordo com a legalidade. Saímos da reunião confiantes de que a categoria vai realmente receber o apoio da Câmara” – comentou a guarda municipal Fabrícia Aurélio.
Conforme a comissão, São Mateus possui mais de 200 guardas municipais, que trabalham principalmente com proteção de bens, equipamentos e prédios públicos, sem ainda estrutura adequada e amparo para as ações mais abrangentes previstas na própria lei que a reestruturou há três anos.

VEREADORES
Em breves manifestações, os vereadores Paulo Fundão, Kacio Mendes, Ciety Cerqueira, Delermano Suim, Gilton Gomes, Lailson da Aroeira, Carlinho Simião, Isael Aguilar, Robertinho Assis, Cristiano Balanga e Adeci de Sena apontaram exemplos de ações bem-sucedidas envolvendo guardas municipais no Espírito Santo.
Os parlamentares reforçaram inclusive que, para desenvolver São Mateus, é preciso ampliar a sensação de segurança pública em todo o Município. Por isso entendem que é possível até ampliar as atribuições da Guarda Municipal com atuação na área ambiental, conforme previsto na lei que a reestruturou. A contribuição para melhoria no trânsito da Cidade também foi destacada, assim como apoio às ações das comunidades rurais.

Leia mais:  "Delermano Suim foi eleito legitimamente e seu mandado tem a chancela do povo mateense", diz presidente da Câmara
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana