conecte-se conosco


Entretenimento

Santa Jazz: talentos da Fames agitam programação do festival de Santa Teresa

Publicado

Como tradicionalmente acontece, a Faculdade de Música do Espírito Santo (Fames) é apoiadora do Festival de Jazz de Santa Teresa, o Santa Jazz. Após dois anos de ausência em função da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), o festival retorna embalado pelos talentos da Fames, que vão se revezar em apresentações com grandes nomes da música na atualidade.

Mais de 70 músicos da instituição vão se apresentar no palco Colibri, a maior vitrine do festival, com repertórios de jazz, bossa, chorinho e outros gêneros nacionais e internacionais.

Confira perfil do time Fames que desembarca em Santa Teresa, a partir desta sexta-feira (03):

Limonada Capixaba

Dia 03/06 (sexta feira)
Palco Colibri, às 22h e às 23h30

éssika Couto – voz
Rafaella Ribeiro – saxofone
Marcos Viana – contrabaixo
Luiz Felipe de Lima – bateria
Mariana Gruvira – guitarra

A banda é formada por músicos do Bacharelado popular e da licenciatura. O quinteto, que passeia pelos gêneros pop, jazz e MPB, foi criado em 2019 pelo baixista Marcos Viana, com o objetivo inicial de aplicar os conteúdos das disciplinas do curso. Eles já realizaram a gravação de três videoclipes, que estão disponíveis nos canais das redes sociais do grupo.

Canal no Youtube: https://bit.ly/3NKGzaE

Jim Set

Dia 03/06 (sexta feira)
Palco Colibri, às 20h

Jonatas Nunes – baixo elétrico
Ivan Coutinho – violão e voz
Hugo Paraizo – violão e voz
Kael Santana – guitarra e voz
Wanderson Viera – bateria
Eduardo Mariano – saxofone
Jonatas Santana – violão
Pedro Kretli – guitarra

Leia mais:  Marquezine rebate críticas sobre viagem com ex-BBBs: ‘Tranquila’

Formada por alunos do curso de Bacharelado em Música Popular, a banda tomou como referência os intervalos musicais Diminuto (Jim) e Sétima (Set) para batizar o projeto. O grupo nasceu nas jam sessions organizadas pelos próprios alunos, que acontecem todas as quartas-feiras no pátio da instituição. Com um repertório variado entre músicas cantadas e instrumentais, a banda explora influências do jazz, R&B, blues, samba e outros, mesclando composições autorais e de compositores consagrados.

Perfil no Instagram: https://www.instagram.com/jimset7


Géssica Sarmento Jazz Trio

Dia 04/06 (sábado)
Palco colibri, às 11h, às 13h e às 14h30

Géssica Sarmento – piano e voz
Tiago Perovano – contrabaixo
Victor Mendes – bateria

O trio é liderado pela cantora e pianista Géssica Sarmento, estudante do curso de Bacharelado em Música Popular pela Fames, com extensa trajetória na instituição, tendo ingressado na Musicalização Infantil, com passagem pelo Curso de Formação Musical (CFM). Victor Mendes é bacharel em Música Popular pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com habilitação em Bateria/Percussão. Completa o trio, o cantor, compositor, músico, produtor musical e arranjador Thiago Perovano. O grupo executa um repertório que passeia entre o jazz e a música brasileira e suas convergências.

Perfil no Instagram: https://www.instagram.com/gessicasarmento/


Choro Acadêmico

Dia 05/06 (Domingo)
Palco Colibri, às 11h30, às 13h e às 14h30

Prof. Nelson Pereira Filho – violão 7 cordas
Matheus – flauta transversa
Rickley Ribeiro – trombone
João Margon – violino
Julia Castilho – violoncelo
Samuel Barbosa – vocal
Gesse – pandeiro e trompete
Thiago Pedrolli – cavaco

Leia mais:  Fãs de Whindersson dão ‘deslike’ em clipe de Luisa e Vitão

Sob a coordenação do professor do curso de Bacharelado em Música com habilitação em Música Popular, Nelson Pereira Filho (foto), o grupo foi criado em 2016 para oferecer à comunidade acadêmica a oportunidade de estudar e se aprofundar no chorinho, esse gênero musical genuinamente brasileiro. Desde então, o grupo vem se apresentando em diversos eventos pelo Estado.

 


Osfa & Opoc

Dia 05/06 (Domingo)
Palco principal, às 12h

Uma reunião entre músicos eruditos e populares, respectivamente, da Orquestra Sinfônica da Fames (Osfa) e da recém-criada Orquestra Popular de Câmara da Fames (Opoc), dividindo o palco na execução de um repertório cheio de grandes sucessos da Música Popular Brasileira. Sob a regência do maestro e professor Sanny Souza, o projeto foi criado durante a retomada das atividades presenciais da Fames e se apresentou recentemente nas comemorações dos 68 anos da instituição.

Osfa:

Felipe Ribeiro
Mateus Fontes
Wagner de Souza
Jaime Orjuela
Thamiris Schuontz
João Pedro Margon
Thaisa Ellen
Kerollen Bittencourt
Ernesto Penna
Adel Abu Jamra
Ildefonso Barros
Julia Lourenço
Joyce Santos
Felipe De Luna
Prof. Michael Hochreiter
Rafael Ribeiro
Danilo Klem
Alex Micaela
Thais Schuontz
Deivison Vasconcelos
Elizeu Martins
Ildebrando Vidal
Uriel Vieira

Opoc:

Evandro Lino
Marcos Viana
Diego Silva
Jonatas Nunes
Ivan Coutinho
Mariana Gruvira
Stanley de Souza
Marcos Penitenti
Asriel Shaddai
Guilherme Sadala
Jessika Couto
Lara Cheluje
Priscila Reis
Wesley Rodrigues
Pedro Santos
Ruann Freitas
Eduardo Szajnbrum

Regência:

Professor e maestro Sanny Souza

publicidade

Entretenimento

Festa da Polenta e Serenata. Veja datas do tradicional evento italiano que acontece em Venda Nova

Publicado

Público contará com muita música, comida e danças. A Serenata Italiana acontece neste sábado (9)

Mais uma edição da Festa da Polenta foi confirmada! O evento, que acontece em Venda Nova do Imigrante, será realizado nos dias 7 a 9 e de 14 a 16 de outubro, mas antes disso, os capixabas contam com a tradicional Serenata Italiana que acontece no próximo sábado (9).

Trajadas e cheias de empolgação, o evento reúne pessoas de várias cidades. O público sai dos bairros Bananeiras, Providência, Tapera e Lavrinhas cantando músicas italianas aprendidas durante a infância com os nonnos e nonnas. 

Depois de uma caminhada de aproximadamente 3 horas, o grande encontro acontece no Centro de Eventos Padre Cleto Caliman (Polentão) onde haverá show com a banda Toni e Boni, além de comidas e bebidas típicas.

“Desde março a diretoria da Afepol está trabalhando firme para que tudo saia de forma muito organizada e segura para os participantes, assim como aconteceu nas outras edições”, enfatizou Edésio Minet Zavarize, presidente da Associação Festa da Polenta (Afepol).

Para participar do evento é preciso comprar uma pulseira no valor de R$ 20 que dá acesso ao Polentão. A quantidade é limitada e as vendas acontecem na Afepol e em pontos do comércio do município, Castelo, Pedra Azul, Conceição do Castelo, Brejetuba e Vitória, identificados com cartazes da festa. 

Leia mais:  Padre Fábio de Melo: "Eu perdi minha mãe. Cantar no ES é um renascimento"

No dia da festa, na Afepol, também haverá vendas das pulseiras de acesso, bem como de acessórios típicos como embornal, taças, suspensório, boinas e arquinhos.

“A Serenata é mais um instrumento de fortalecimento de resgate cultural e manutenção das tradições trazidas pelos imigrantes italianos. Para continuar sendo uma festa bonita e segura para as famílias participarem, a Afepol pediu reforço à Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal e ao Corpo de Bombeiros”, conta Edésio.

Regras para participação

Para a segurança do público, a Afepol confeccionou um panfleto com as regras de participação da Serenata Italiana. As normas também estão sendo divulgadas nas redes sociais da Festa da Polenta (@festadapolenta e pelo Facebook: Festa da Polenta).

– Durante a caminhada a recomendação é não levar facas e garfos de metal, bem como copos e garrafas de vidros. O participante deve levar o que for comer já cortado e fatiado, além de dar preferência para utensílios descartáveis.

– A venda de bebida alcóolica é expressamente proibida para menores de 18 anos. A entrada desse público no Polentão somente será permitida com o responsável.

Leia mais:  Ex-BBB Diego Alemão é preso após se envolver em acidente

– Os tratores e fogões à lenha móveis, que desfilam na Serenata, devem portar placa identificadora cadastrada na Afepol. Não será permitido outro tipo de veículo, muito menos a execução de músicas diversas às oficiais.

– Dentro do Polentão, somente o som do palco funcionará. Não serão permitidos vendedores ambulantes e barraqueiros. Haverá policiamento com bafômetro.

SERENATA ITALIANA

Data: sábado (9)
Horários: saída dos bairros às 19h, chegada no Polentão às 22h e término às 2h
Local: ruas de Venda Nova do Imigrante e Centro de Eventos Padre Cleto Caliman (Polentão)
Pulseiras de acesso ao Polentão LIMITADAS: R$ 20. comércio local e na Associação Festa da Polenta (Afepol).

FESTA DA POLENTA

Data: 7 a 9 e de 14 a 16 de outubro.

Continue lendo

Entretenimento

Patricia Abravanel entrega ‘vício’ de Silvio Santos: ‘Eu acho um problema’

Publicado

Patricia Abravanel revelou que Silvio Santos é viciado em trabalho. A filha do dono do SBT contou que, durante a pandemia da Covid-19, ele fez atividades que nunca havia feito antes e nem sequer falou sobre a emissora, o que para ela foi motivo de orgulho. “Eu acho um problema “, avalio. 

O assunto veio à tona no podcast O Pod É Nosso, exibido no YouTube e comandado por Carlos Alberto de Nóbrega e Renata Domingues. Na atração, ela elogiou o fato do pai, aos 91 anos, permanecer ativo. “Eu admiro muito quando eu vejo ele saindo do carro, aquela postura ereta, forte, eu acho tão legal, é uma vontade de viver, de fazer e de continuar produzindo. Ele sabe que o pessoal sente falta dele”.

Apesar dos elogios, Patricia destacou que não gosta de ver o comunicador trabalhando demais. “Meu pai é muito focado no trabalho. Vocês não aprenderam a ter outros prazeres, eu acho um problema, viu, Carlos Alberto? Vocês não aprenderam a ver felicidade em outras coisas”, analisou ela. 

Leia mais:  Ex-participante do The Voice Kids é morto a tiros

“Eu nunca deixei de fazer um programa em 35 anos”, comentou o apresentador do A Praça É Nossa. “Mas vocês não aprenderam a ver felicidade em outras coisas. No ano passado, eu achava que ele não ia voltar, ele estava curtindo outras coisas. Ele foi em aniversário de neto, ele nunca tinha ido. Fez coisas que ele nunca fazia antes”, completou Patricia.

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana