conecte-se conosco


Medicina e Saúde

SarsCoV-2 já circulava no Espírito Santo em dezembro de 2019, indica estudo

Publicado

Pesquisa também sugere que dengue e chicungunha encobriram a presença do novo coronavírus em pacientes

Um estudo com pacientes testados para arboviroses no Espírito Santo identificou anticorpos para o Sars-CoV-2 em uma pessoa que procurou o sistema de saúde com suspeita de dengue em dezembro de 2019, antes mesmo da China anunciar à OMS o primeiro caso de Covid-19. No Brasil, o primeiro caso do novo coronavírus só foi identificado oficialmente em fevereiro de 2020.

O achado faz parte do estudo “Casos ocultos de Síndrome Respiratória Aguda Grave Coronavírus 2: um obscuro mas presente perigo em regiões endêmicas para vírus da Dengue e Chikungunya”, realizado por pesquisadores do Laboratório Central de Saúde Pública do Estado do Espírito Santo (Lacen), Núcleo de Doenças Infecciosas da Universidade Federal do Espírito Santo e do Instituto de Higiene e Medicina Tropical da Universidade Nova de Lisboa (Portugal).  

O objetivo dos pesquisadores era descobrir se haveria presença simultânea do novo coronavírus com os vírus de dengue e chicungunha em regiões endêmicas do estado, considerando que alguns sintomas das infecções podem ser semelhantes, como febre, dores no corpo e dor de cabeça.

Com 7.370 amostras analisadas, de dezembro de 2019 a junho de 2020, foram detectados anticorpos para o SarsCoV-2 em 210 (2,85%) pessoas, revelando casos de Covid-19 que podem ter sido concomitantes com arboviroses ou confundidos com elas.

— A presença de arbovirose endêmica pode levar a uma conclusão errônea se não foi feita a testagem para o SarsCoV-2. Acreditamos que esse novo vírus possa ter se beneficiado da concomitância para passar despercebido, tornando a disseminação mais rápida. Se o clínico não estiver atento, ignorando que a febre e dores podem ser sintomas de Covid-19, ele pode diagnosticar arbovirose e não isolar o paciente. Isso foi uma realidade no auge da pandemia — afirma Rodrigo Ribeiro Rodrigues, diretor geral do Lacen-ES.

Os pesquisadores buscam, agora, descobrir qual o efeito na saúde do paciente caso seja infectado por uma arbovirose e pelo SarsCoV-2 ao mesmo tempo: 

— Há duas linhas de pensamento sobre isso. Uma que levaria ao abrandamento dos sintomas porque os anticorpos da dengue abrandariam a Covid-19. A outra aponta o contrário: o estado inflamatório da arbovirose poderia potencializar a inflamação pela Covid. Verificar isso é um dos próximos passos — diz Rodrigues.

Um outro dado que chamou atenção dos pesquisadores foi a prevalência da chicungunha sobre a dengue na região, diferentemente do que aconteceu nos anos anteriores. Dos 5.472 casos positivos para arboviroses, 5.244 deram positivo para chicungunha e apenas 228 para dengue. As causas para isso também precisam ser investigadas para saber se, de alguma forma, o SarsCoV-2 influenciaria nas infecções.

Primeiro Caso 

O estudo foi feito verificando a presença de anticorpo imunoglobulina G (IgG) específico para a nucleoproteína do SarsCoV-2. Foram encontrados 16 casos que sugerem a presença do vírus no estado antes do primeiro caso oficial, em 26 de fevereiro de 2020. Um deles corresponde a 18 de dezembro de 2019. Como o paciente só atinge níveis detectáveis de IgG cerca de 15 ou 20 dias após a infecção, ela poderia ter ocorrido entre o final de novembro e o começo de dezembro, anterior ao anunciado pelo governo chinês, país de origem da pandemia, no dia 31/12.

Rodrigo Rodrigues, porém, ressalta que são necessárias novas pesquisas para detectar o vírus em si, já que o anticorpo é um marcador indireto da presença do vírus.

Leia mais:  Mais 100 respiradores chegam ao Estado para enfrentamento ao novo Coronavírus
publicidade

Medicina e Saúde

5 benefícios do shot matinal e como adicioná-lo à sua rotina

Publicado

Será que o shot matinal contribui para uma rotina mais equilibrada? Para tirar todas as dúvidas e conhecer mais sobre a bebida, além de conferir receitinhas energizantes, acompanhe a matéria que preparamos para você!

O que é shot matinal?

o shot matinal é um concentrado de vitaminas, fitoquímicos e compostos digestivos. Ele é feito com a mistura de alguns ingredientes como limão, vinagre, gengibre, cúrcuma, pimenta, glutamina, canela, própolis, matchá, entre outros. Confira abaixo os seus principais benefícios!

5 benefícios do shot matinal

  1. Combate os radicais livres;
  2. Acelera o metabolismo;
  3. Tem efeito anti-inflamatório;
  4. Melhora a imunidade;
  5. Auxilia no emagrecimento.

Os shots concentram muitos nutrientes e podem ter propriedades antioxidantes, combatendo, assim, os radicais livres. Eles podem ser termogênicos, responsáveis por acelerarem o metabolismo, além dos que possuem efeito anti-inflamatório e de fortalecimento do organismo.

Dúvidas sobre shot matinal

Reunimos as principais dúvidas sobre os shots matinais, e a nutricionista nos explicou sobre cada uma delas detalhadamente. Acompanhe a seguir:

  • Precisa tomar todos os dias? Para alguns especialistas, isso depende dos seus objetivos, mas ela esclarece que a constância é muito importante para incorporar novos hábitos.
  • Como fazer um shot matinal termogênico para antes do treino? Se a sua intenção é ter o efeito termogênico, misture 30 ml de água com uma colher (sopa) de vinagre de maçã, uma colher (café) de canela em pó e uma de gengibre ralado.
  • Shot matinal emagrece? Ele pode auxiliar no emagrecimento quando aliado a uma alimentação saudável e balanceada.
  • Como o shot matinal pode ajudar na imunidade? Para que tenha esse efeito, você pode seguir a seguinte receita: suco de 1 limão + 15 gotas de própolis e 15 gramas de glutamina.
  • Há uma temperatura indicada para a água usada no shot matinal, como morna ou gelada? Não há nenhuma relação entre a temperatura da água e os benefícios.
  • Qual a melhor combinação para um shot matinal anti-inflamatório? Visando esse resultado, uma dica é usar 20 ml de água + 1 colher (sopa) de vinagre de maçã e 1 colher (café) de cúrcuma em pó.

Veja, na sequência, qual a melhor forma de consumir os shots matinais, além de outras receitas para você escolher a sua preferida!

Como consumir shots matinais

Os shots matinais podem ser consumidos em jejum ou entre alguma refeição. Aprenda a preparar opções que farão a diferença na sua rotina!

Alertas e contraindicações

Os shots não devem ser consumidos por pessoas que tenham alergia a algum componente presente na mistura. Fique sempre de olho e consulte um nutricionista para alinhar as suas necessidades com as melhores estratégias nutricionais.

Agora que você já conhece mais sobre shot matinal, que tal transformar toda a sua rotina pensando no bem-estar físico e mental? Se você ficou curiosa para saber mais, aprenda sobre meditação matinal para praticar todos os dias!

Leia mais:  Nova atualização amplia grupos prioritários na Campanha de Vacinação contra Covid-19
Continue lendo

Medicina e Saúde

Gestantes e a Covid-19: quais os fatores de risco na gravidez?

Publicado

Com pouco mais de oito meses, a gestação de Thaís Lopes já estava com os dias contados e tudo corria bem. Mas a tranquilidade foi interrompida quando a gestante, que tem apenas 26 anos, começou a relatar falta de ar, sintoma típico da Covid-19. No início de fevereiro, ela foi diagnosticada com a doença, e exames mostraram que mais de 40% dos pulmões já estavam comprometidos. Os 12 dias seguintes foram marcados por um parto às pressas e pela intubação de Thaís.

A jovem gestante se juntou à estatística de centenas de mulheres grávidas contaminadas pelo coronavírus. Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, relatou que a incidência da Covid-19 é até 70% maior em grávidas do que em mulheres da mesma faixa etária. O Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA também relatou maiores taxas de internação e intubação. Thaís Lopes, felizmente, escapou de uma terceira estatística: o Brasil ostenta uma das maiores taxas mundiais de mortalidade de gestantes pela Covid-19.

Estudos recentes apontam que a incidência da Covid-19 pode ser até 70% maior entre mulheres grávidas, e a taxa de intubação até 88% maior. 

Leia mais:  Nova atualização amplia grupos prioritários na Campanha de Vacinação contra Covid-19
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana