conecte-se conosco


Política e Governo

Seag: investimentos e entregas à agricultura capixaba marcam 2019

Publicado

Investir na agricultura familiar é levar qualidade de vida ao homem do campo. Esse foi o foco das ações da Secretaria da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag) ao longo de 2019.

O Programa Caminhos do Campo oferece às áreas com maior densidade da agricultura familiar uma melhor trafegabilidade para os veículos que realizam o escoamento da produção, redução de custos e perdas, além de facilitar a mobilidade da comunidade, especialmente a rural. Em 2019, o investimento foi mais de R$ 14 milhões em recapeamento asfáltico. Pensando na mobilidade e no bem-estar dos moradores e trabalhadores do campo, também foram investidos quase R$ 7 milhões em calçamento rural, beneficiando 82 comunidades de 26 municípios do Estado, além da entrega de três novas estradas que somam mais de R$ 14 milhões em investimento.

A instalação de pontes também está facilitando a vida dos moradores do campo, em seus deslocamentos diários e no escoamento da produção agrícola. Ao todo, 70 pontes foram instaladas em 24 municípios do Espírito Santo, no total de mais de R$ 5 milhões investidos. Além disso, a entrega de diversas máquinas e equipamentos agrícolas para uso coletivo reforça ainda mais a agricultura familiar no Espírito Santo, principalmente no interior do Estado. Em 2019, foram R$ 25 milhões investidos.

Outro marco foi a assinatura de mais de R$ 2 milhões em contratos referentes à segunda edição do Fundo Social de Apoio à Agricultura Familiar (Funsaf 2), que está apoiando financeiramente os projetos que contribuem para o desenvolvimento econômico e social dos agricultores capixabas, beneficiando associações, cooperativas, entre outros. O 3° edital do Funsaf está previsto para este ano, com um investimento de mais de R$ 4 milhões, em parceria com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Pelo programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF), foram aprovadas 121 propostas de financiamento, com investimentos na ordem de R$ 11 milhões.  

O papel da mulher na agricultura também é destaque. O Projeto “Elas no Campo e na Pesca” pretende executar ações integradas até o ano de 2022, com ações voltadas para a melhoria da qualidade de vida das mulheres que vivem no campo e que atuam em atividades pesqueiras. A expectativa é de que pelo menos 300 mulheres sejam beneficiadas com essas ações. Outro projeto semelhante que está em fase de reestruturação é o “Jovens no Campo e na Pesca”, que dará oportunidades para os jovens rurais.

Reestruturação

Em 2019, o Governo do Estado autorizou a liberação de R$ 3,2 milhões para reequipar o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), que é a maior rede de apoio ao desenvolvimento rural do Estado. Também foram adquiridos 48 veículos e mais de 200 computadores que têm por objetivo propiciar condições adequadas aos técnicos na execução das atividades. Esta melhoria possibilita a ampliação dos atendimentos aos agricultores familiares capixabas, gerando resultados positivos para o desenvolvimento socioeconômico sustentável do Estado.

“O ano de 2019 foi bastante importante para a agricultura familiar do Espírito Santo. Investimos na infraestrutura rural para dar mais condições de trabalho e renda aos nossos agricultores. Sem dúvidas, esse resultado positivo só foi possível com o apoio do Governo do Estado, que entende as demandas do agro capixaba. É importante destacar também a integração das instituições ligadas à Seag (Idaf, Ceasa e Incaper), que nos ajudaram impulsionando o desenvolvimento da nossa agricultura. Com planejamento e reforçando cada vez mais nossa parceria com as instituições público/privado, vamos continuar esse trabalho em 2020”, ressaltou o secretário de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca, Paulo Foletto.

Leia mais:  Liberação de crédito emergencial no Banestes atinge marca de R$ 179,8 milhões
publicidade

Política e Governo

Sedu recebe secretário da Educação de Mato Grosso para compartilhar boas práticas

Publicado

A Secretaria da Educação (Sedu) recebeu, na segunda-feira (18), o secretário da Educação de Mato Grosso, Alan Porto, que veio ao Estado com o objetivo de conhecer as boas práticas que levaram a Educação do Espírito Santo a alcançar, junto com Goiás, a melhor avaliação do Ensino Médio da Rede Pública do País, no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

Pela manhã, o secretário da Educação de Mato Grosso foi recebido na Sedu pelo secretário de Estado da Educação, Vitor de Angelo, para conhecer e entender como funciona as Superintendências Regionais de Educação (SRE), o serviço terceirizado da merenda escolar, a climatização das escolas, a municipalização das unidades do Ensino Fundamental, o Bônus Desempenho, entre outras ações.

No período da tarde, Vitor de Angelo levou Alan Porto para conhecer o Centro Estadual de Ensino Médio em Tempo Integral (CEEMTI) Fernando Duarte Rabello, a Escola Estadual de Ensino Médio (EEEM) Irmã Maria Horta, ambas em Vitória, e a Superintendência Regional de Educação (SRE) Carapina, no município da Serra.

“O Governo de Mato Grosso está em busca de melhores práticas para transformar a educação do nosso Estado em uma das melhores do País”, disse o secretário Alan Porto.

 

Leia mais:  100 novos leitos de UTI’s para o ES. O repasse anual chegará a R$ 14 milhões

Continue lendo

Política e Governo

Espírito Santo é o Estado que mais fez investimentos em 2021

Publicado

Governo do Espírito Santo foi o que mais realizou investimentos, de janeiro a agosto de 2021, segundo aponta o Relatório Resumido de Execução Orçamentária (RREO), divulgado pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN), do Ministério da Economia

De acordo com o relatório, de todas as despesas liquidadas pelo Governo Estadual, 10% foram utilizadas para investimentos em infraestrutura, saúde, esporte, segurança pública, entre outras áreas. Ainda segundo informações divulgadas pela Secretaria do Tesouro Nacional, os estados de Alagoas, Maranhão e Rio Grande do Sul aparecem na segunda colocação, tendo utilizado 8% dos recursos para a realização de investimentos. 

“Esses investimentos podem ser feitos, porque estamos bem organizados. O Espírito Santo mantém equilibrados os gastos com pessoal e encargos sociais, custeio e serviço da dívida, para que cresçam os investimentos em áreas relevância social”, avaliou o secretário de Estado da Fazenda, Marcelo Altoé.

“O Relatório Resumido de Execução Orçamentária, divulgado pela Secretaria do Tesouro Nacional, mostra como o Espirito Santo é beneficiado por uma gestão que cuida das contas públicas de forma responsável, com controle de gastos, o que faz com que o Estado avance em investimentos e realize políticas públicas inovadoras, que beneficiam a população capixaba”, ressaltou o secretário de Estado de Economia e Planejamento, Álvaro Duboc.

Duboc explicou que na proposta orçamentária para 2022, enviada à Assembleia Legislativa, o valor previsto para investimentos é de, aproximadamente, R$ 2,7 bilhões, representando quase 20% da receita líquida de impostos.

Marcelo Altoé também parabenizou as equipes das Secretarias da Fazenda (Sefaz) e de Economia e Planejamento (SEP), pelo trabalho técnico que vem desenvolvendo em conjunto. “Constantemente, as equipes da Sefaz e da SEP se reúnem para analisar as despesas, receitas e investimentos feitos pelo Governo Estadual. Esse acompanhamento diário dos números da gestão refletem o zelo que temos para com as contas públicas”, pontuou.

Leia mais:  Turismo: setor já chega a R$ 5 milhões em contratação em financiamentos no Bandes
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana