conecte-se conosco


Política e Governo

Sectides participa de evento on-line da Câmara Americana de Comércio sobre investimentos no Estado

Publicado

Quatro das principais agências de fomento e investimento dos Estados Unidos apresentaram as oportunidades de financiamento para empresas e projetos capixabas, durante evento on-line realizado nesta quinta-feira (21), que contou com a participação de representantes da Secretaria de Inovação e Desenvolvimento (Sectides). O encontro foi organizado pela Câmara Americana de Comércio (Amcham) e pelo Governo do Estado, por meio da Sectides.

Participaram do encontro o vice-presidente Executivo da Amcham Brasil, Abrão Neto; o secretário de Estado de Inovação e Desenvolvimento, Tyago Hoffmann; o subsecretário de Estado de Atração de Investimentos e Negócios Internacionais, Gabriel Feitosa; a cônsul para assuntos econômicos do Consulado dos Estados Unidos no Rio de Janeiro, Gabrielly Moseley; e o cônsul comercial do consulado geral dos Estados Unidos, Elmer Richardson; além de representantes de empresas no Estado, como Fortleve, Imetame e Arcelor Mittal Tubarão

Na ocasião, representantes das principais agências do governo dos Estados Unidos apresentaram as linhas de atuação e metodologia de trabalho com as empresas americanas que buscam investimentos no Brasil. São eles: U.S. Department of Commerce I U.S. Commercial Service (FCS), Elmer Richardson (E.J,), Foreign Commercial Service Officer (Cônsul Comercial); U.S. Trade and Development Agency (USTDA), Rodrigo Mota, Sr. Country Representative; U.S. International Development Finance Corporation (DFC), Sara R. Mareno, CFA, Director, Structured Finance and Insurance; Export-Import (EXIM) Bank, Miguel Peñaloza, Loan Officer, Structured & Project Finance

O secretário de Estado de Inovação e Desenvolvimento, Tyago Hoffmann, ressaltou que é uma grande conquista para o Estado o retorno do escritório da Amcham. “Vamos dar toda atenção a esta agenda para que possamos avançar e para que o escritório não saia mais daqui. Somos um dos estados mais organizados do País, com segurança jurídica, estabilidade entre as instituições, competitivo, Nota A no Tesouro Nacional, transparente nas ações, e temos algumas vocações que despontam no cenário brasileiro”, disse.

Ele destacou que, mesmo diante da necessidade de avançar em relação à educação no Brasil como um todo, o Estado recebeu a melhor nota no Ideb e, em comparação com outros estados, tem a melhor avaliação na educação. “Temos a segunda menor mortalidade infantil. Temos avançado muito na segurança pública. Estamos dando passos importantes com o Programa Estado Presente. E temos ações de qualificação, saúde e educação nas regiões de vulnerabilidade para obter bons resultados e reduzir os índices de homicídios”, acrescentou o secretário.

Hoffmann pontuou ainda que, por ter organização fiscal, o Estado tem um Fundo Soberano e lançou um plano de investimentos públicos (PIP), da ordem de R$ 12 bilhões para os próximos anos. “Para a economia capixaba, este valor é muito representativo e é o maior plano de investimento do Estado. O Espírito Santo está preparado para receber investimentos em diversas áreas e tem grande potencial de crescimento”, enfatizou.  

O subsecretário de Estado de Atração de Investimentos e Negócios Internacionais, Gabriel Feitosa, participou do evento e fez uma apresentação dos projetos estruturantes da Secretaria de Inovação e Desenvolvimento. Feitosa pontuou iniciativas no segmento portuário, como o Porto Central, o Porto da Imetame, citou o Fundo Soberano, a desestatização da ES Gás, os projetos na área de infraestrutura, como a malha ferroviária e os investimentos previstos, bem como a importância dos principais aeroportos regionais do Estado, que estão preparados para receber investimentos.

Responsável pelas relações com os estados do Espírito Santo e da Bahia, a cônsul Gabrielly Moseley frisou a importância do encontro realizado com o Governo do Estado. “Estou satisfeita com esta reunião e com a participação de palestrantes de quatro agências de negócios do governo norte-americano para falar sobre os esforços comerciais dos Estados Unidos no Brasil e potenciais oportunidades de explorar parcerias, tendo em conta as prioridades do Estado em seus investimentos e visando ao desenvolvimento apresentados pelo secretário Tyago Hoffmann e pelo subsecretário Gabriel Feitosa. Estou impressionada com o espírito empreendedor capixaba. Agradeço a oportunidade”, salientou Moseley

Eventos com a Amcham

Em junho deste ano, o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, participou de um encontro on-line, com o tema “As Perspectivas das Relações EUA-Brasil e o Estado do Espírito Santo”, que contou com a presença do embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Todd Chapman; dos diretores das principais empresas capixabas e brasileiras, além de executivos e representantes do setor privado. A reunião estratégica marcou a retomada das atividades no Estado da maior Câmara Americana de Comércio (Amcham), entre as 117 existentes fora dos Estados Unidos.

Até abril deste ano, as exportações capixabas para os EUA aumentaram 54,5%, atingindo um total de quase US$ 1 bilhão, aponta o Monitor de Comércio da Amcham Brasil. Durante o evento, os participantes analisaram as oportunidades comerciais do Estado em 2021. Os Estados Unidos é um dos principais parceiros comerciais do Espírito Santo e a reativação da Amcham no território capixaba coloca o Estado no centro de debate da relação bilateral entre Brasil e Estados Unidos.

Memorando de Entendimento

Em 22 de abril de 2021, foi assinado o Memorando de Entendimento entre o Estado do Espírito Santo e o Consulado dos EUA no Brasil, visando à cooperação técnica e à discussão de temas importantes, além da elaboração de projetos e à articulação de ações que sejam de interesse mútuo. Ao firmar a cooperação com os Estados Unidos, o Espírito Santo dá um importante passo para criar oportunidades de discussão de pautas nas áreas de educação, saúde, segurança pública, meio ambiente, mudanças climáticas, desenvolvimento econômico, desenvolvimento sustentável, apoio ao fortalecimento econômico feminino, combate à desigualdade e discriminação, inovação tecnológica, intercâmbio cultural, entre outras.

Amcham

Criada como uma clássica câmara de comércio, em 1919, a Amcham Brasil se tornou uma entidade de escopo mais amplo. A Amcham tem sua atuação baseada em dois pilares centrais: defesa da livre iniciativa privada no Brasil e das relações entre o País e os Estados Unidos. São cerca de cinco mil empresas associadas, em 14 cidades, sendo 85% delas brasileiras.

Em 2021, a Amcham anunciou que a atuação da entidade no Espírito Santo terá três objetivos principais: facilitar o intercâmbio comercial; o relacionamento executivo entre corporações de todos os portes e a troca de ações e soluções empresariais para a retomada da economia em todos os setores e regiões do País.

Leia mais:  Bandes e BID oficializam captação de US$ 30 milhões para apoiar MPME via banco capixaba
publicidade

Política e Governo

MP Eleitoral dá parecer pela cassação da Chapa de Prefeito e Vice de Itaguaçu

Publicado

A Promotoria Eleitoral ligada à 16ª Zona Eleitoral deu parecer favorável à cassação do diploma do prefeito de Itaguaçu, Uesley Corteletti, e da vice-prefeita, Ana Brigida, por “incursão em prática vedada pela lei eleitoral, com o emprego de recursos na campanha que transitaram à margem do que dispõe notadamente o artigo 22 da Lei nº 9.504/97”.

O MPE considerou que há provas de que os investigados “incorreram, sim, em práticas irregulares na campanha, quais sejam: o uso de veículos de maneira isolada, apartada de carreatas, caminhadas, passeatas, reuniões e comícios; a utilização de carro de som, sem declaração do gasto; a realização de caminhadas com o uso de carro de som cujo gasto não se declarou”.

No parecer, o promotor Antonio Carlos Horvath ainda relatou que: “Quanto à realização de comício na antevéspera da eleição, quando já se tinha proibida tal prática em decisão judicial proferida pelo juízo da 16ª Zona Eleitoral, percebe-se que houve, sim, a despeito de ausentes os demandados na ocasião, reunião pública, contando com a utilização de minitrio, nos quais se vê alguém fazendo as vezes de locutor do evento”.

A ação foi proposta pela coligação “União para o progresso de Itaguaçu” que alega que houve, por parte da campanha do prefeito, emprego de organização paramilitar, entre outras coisas. No dia 14 de novembro, véspera da eleição, a PM abordou e apreendeu em poder de Valdecir Chieppe Filho, conhecido como “Cachorrão”, dois simulacros de pistola, um cassetete, uma capa de colete balístico, um giroflex móvel, R$ 8.800,25 em espécie, envelopes de depósitos bancários e R$ 70 em notas falsas. A ação pede a cassação do diploma e novas eleições.

Segundo o parecer do MPE, ainda “apreenderam-se materiais de campanha dos demandados e uma espécie de dossiê de diversos correligionários da coligação adversária, contendo fotografias, endereços, etc. O vínculo havido entre Valdecir Chieppe Filho e o demandado Uesley Roque Corteletti Thon é confirmado por eles mesmos, mas sob a alegação de que se tratava de uma contratação para segurança particular do então candidato”.

Leia mais:  Bandes e BID oficializam captação de US$ 30 milhões para apoiar MPME via banco capixaba
Continue lendo

Política e Governo

Orçamento do Estado para 2022 deve ser votado hoje na Comissão de Finanças

Publicado

Está marcada para esta segunda-feira (06) a votação na Comissão de Finanças da Assembleia do Orçamento do Estado para 2022. A peça orçamentária, no valor de R$ 20,3 bilhões, recebeu mais de 1.300 emendas dos parlamentares.

O relator da peça é o deputado Freitas, que também preside a Comissão de Finanças. Ele chegou a pedir mais tempo para apresentar o relatório, devido ao número alto de emendas, mas o regimento interno da Casa diz que o parecer deve ser apresentado e votado até o dia 5 de dezembro (que nesse ano caiu num domingo, ontem) na comissão. Por isso, ficou para hoje.

Freitas já tinha informado (no último dia 16) que iria votar na comissão e enviar a peça orçamentária para o plenário hoje. A partir daí, o presidente da Ales, Erick Musso, define a data em que a matéria será votada, podendo inclusive ser hoje mesmo. A votação do Orçamento é condição para que os deputados saiam para o recesso parlamentar.

Esse ano houve um acordo entre o governo e os parlamentares e eles poderão indicar, cada um, R$ 1,5 milhão de emenda parlamentar (antes era R$ 1 milhão) a ser paga no ano que vem. O que atende a pedidos dos deputados em boa hora, já que ano que vem é ano eleitoral e a maioria vai tentar a reeleição.

Leia mais:  65 anos do Incaper é comemorado com festa na Assembleia Legislativa
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana