conecte-se conosco


Política e Governo

Sedes sugere às empresas medidas de prevenção ao Covid-19

Publicado

Com a disseminação do Covid-19 (Coronavírus) e a demanda pela continuidade de atividades essenciais é necessário que as empresas tenham responsabilidade e adotem medidas que auxiliem no combate à propagação do vírus. A Secretaria de Desenvolvimento (Sedes), que atua na articulação com diferentes representantes do setor produtivo, tem recebido diferentes questionamentos acerca das melhores práticas que podem ser adotadas neste momento pelas indústrias.

Desta forma, o secretário de Estado de Desenvolvimento, Marcos Kneip, ressalta a importância da prevenção para que as atividades não sejam suspensas. “Estamos atentos às demandas das empresas, e queremos orientá-las neste momento que requer muita cautela. É uma situação em que devemos privilegiar as novas tecnologias e empregá-las de modo que garantam efetividade e dinamismos às nossas rotinas. Além disso, com base nas recomendações das autoridades da área da Saúde, a Sedes adotou diversas medidas internas e queremos recomendar os mesmos protocolos aos empresários para aplicação sempre que possível.”

Seguindo as determinações do Ministério da Saúde, a Sedes incentiva os empresários a realizarem reuniões virtuais. No caso de viagens não essenciais (avaliadas pela empresa), que sejam adiadas ou canceladas e que, quando possível, realizar o trabalho de casa (home office). Adotar horários alternativos para evitar períodos de pico também é uma das medidas recomendadas.

Tanto para os serviços públicos quanto para os da iniciativa privada é importante a disponibilização de locais para que os trabalhadores lavem as mãos com frequência, com álcool em gel 70% e toalhas de papel descartáveis. Há ainda a orientação sobre o uso de máscaras e outros Equipamentos de Proteção Individual (EPI). A utilização de EPI, contudo, deve ser feita apenas por pessoas doentes, casos confirmados da doença, contatos domiciliares e profissionais de saúde.

A própria Organização Mundial da Saúde (OMS) já divulgou uma cartilha contendo diretrizes para o ambiente de trabalho. (A versão em inglês pode ser consultada aqui). Dentre as orientações estão a limpeza regular, com uso de desinfetantes, de superfícies e objetos tocados com frequência como mesas, telefones e maçanetas.

A OMS também recomenda que funcionários que apresentarem algum dos sintomas da Covid-19, como febre baixa e tosse seca, devem ficar em casa. No entanto, a decisão entre trabalho remoto ou repouso parte de cada empresa. Além disso, ao retornar de viagem a um dos países com incidência do novo Coronavírus, funcionários devem permanecer em casa por um período de 14 dias, monitorando os sintomas e medindo as próprias temperaturas duas vezes ao dia.

A coordenadora estadual de controle de infecção hospitalar, Nágila Nagib, também reforça a importância das medidas, e chama atenção para utilização dos espaços de uso comum nas empresas. “Esses locais precisam de atenção redobrada das empresas. É necessário que aumentem a frequência de limpeza dos pisos com uso de desinfetantes, além do fornecimento de álcool em gel nas salas de reuniões. Além de evitar reuniões com grande número de pessoas, claro”, explica Nágila.

Nágila Nagib lembra ainda a necessidade de apoio das equipes de medicina do trabalho. “As empresas com grande número de funcionários, normalmente, dispõem de equipes de segurança e medicina do trabalho. São profissionais fundamentais para um momento como esse e podem auxiliar quanto à verificação de sintomas gripais, com medição da temperatura dos colabores, antes do início da jornada de trabalho”, aponta.

Medidas

– Identificar fornecedores alternativos para não interromper o funcionamento da empresa;

– Monitorar a temperatura corporal dos funcionários assim que chegarem à empresa;

– Avaliação da necessidade de viagens. Sempre que possível, recomenda-se a realização de videoconferência;

– Adoção do sistema Home Office ou revezamento de equipes e flexibilização de horários;

– Superfícies como mesas e telefones devem ser higienizadas com desinfetante regularmente;

– Nas empresas em que não for possível o home Office, recomenda-se a disponibilidade de sabonete nos banheiros para que os funcionários higienizem as mãos com frequência.

– Empresas que realizam atendimento direto de clientes e pessoalmente devem seguir normas de segurança a fim de evitar a propagação do vírus. É importante ainda avaliar as políticas de cancelamento das atividades fornecidas, como eventos e viagens.

– Planejar-se com antecedência para cenários de crise que impactam a operação do negócio;

– Funcionários com febre baixa devem permanecer em casa;

– Respeitar e seguir informações técnicas oficiais, fazendo consultas aos órgãos responsáveis diante de qualquer situação atípica que requeira orientação de um profissional da área;

– Ao retornar de viagem a um dos países com incidência do novo Coronavírus, funcionários devem permanecer em casa por um período de 14 dias, monitorando os sintomas e medindo as próprias temperaturas duas vezes ao dia;

– Caso algum dos colaboradores apresente diagnóstico confirmado para a Covid-19, o empregador deve buscar as autoridades locais e seguir o protocolo adequado. As estratégias adotadas devem ser comunicadas de forma clara, em parceria com o setor de Recursos Humanos, mas sem expor o funcionário, preservando sua identidade.

Leia mais:  Empresas podem utilizar saldo credor de ICMS para projetos de investimentos até março
publicidade

Política e Governo

Governo do Estado investe R$ 2 milhões em materiais e equipamentos para unidades do Iases

Publicado

O Governo do Estado, por meio do Instituto de Atendimento Socioeducativo do Espírito Santo (Iases), investiu R$ 2 milhões na compra de materiais pedagógicos, esportivos e equipamentos a serem distribuídos em todas as 13 unidades do Instituto no Estado. A entrega oficial aconteceu nesta sexta-feira (26), na Unidade de Internação Provisória Norte (Unip Norte) e na Unidade de Internação Norte (Unis Norte), ambas em Linhares.

A solenidade contou com a presença da vice-governadora do Estado, Jacqueline Moraes, e do diretor-presidente do Iases, Fábio Modesto, demais integrantes da diretoria do Instituto e servidores.  

“A educação transforma as pessoas, sim, transformou a minha vida e vai continuar transformando a vida das pessoas. Então, a equipe do Iases está de parabéns, e eu fiz questão de estar aqui, pessoalmente, porque gosto de olhar para as pessoas, como estou olhando para esses adolescentes que aqui estão, e sentindo que é possível ter uma vida nova”, afirmou.


A vice-governadora prosseguiu: “vejo isto aqui como realização do Programa Estado Presente em Defesa da Vida, no qual o Governo cuida da segurança pública, investimento nos equipamentos de segurança, mas também, investindo no social. Portanto, cuidar das nossas crianças, cuidar dos nossos jovens, é oferecer igualdade de oportunidades, e isso faz toda a diferença para o futuro de vocês e eu espero que seja um futuro próximo e brilhante.”

O investimento total foi de R$ 2.036.720,31, em recursos do Governo do Estado destinadas ao Instituto. Desse valor, R$ 934.825,69 foram investidos nas aquisições de 80 TVs Smart 55”, que serão usadas nas salas de aula. Também foram adquiridos materiais desportivos como bolas de diversas modalidades entre elas: futebol de campo, de areia, voleibol, basquete, handebol masculino, além de chuteiras, luvas de futsal, calças de capoeira, quimonos e faixa de graduação, jogos de uniforme futebol de campo, coletes esportivos, troféus, medalhas, rede de vôlei, kits de frescobol, mesa de ping pong e de pebolin. Também foram adquiridos computadores, aparelhos de ar-condicionado, frigobar, bebedouros industriais, móveis e sistema de proteção de descarga atmosférica.

“Essa entrega é um marco na história do Iases, pois é o mais alto investimento feito até então nas nossas unidades. Ela é fruto de uma gestão comprometida em oferecer melhores condições de trabalho para nossos servidores e também oportunizar o cumprimento do nosso papel principal que é a ressocialização desses adolescentes. A atual gestão do Iases acredita que a educação e o esporte são meios e ferramentas importantes para ajudar na nossa missão constitucional”, destacou Fábio Modesto.

O diretor-presidente do Iases disse ainda que as unidades estão sendo reequipadas. “Para este ano, ainda temos previsão de compra de mais R$ 1 milhão em equipamentos”, informou.

Durante a visita, a vice-governadora conheceu de perto as instalações onde são desenvolvidas as atividades do Iases, como as salas de aula e as moradias. Ela também visitou as oficinas de pirografia e de artesanato, a horta, assistiu a uma apresentação musical e conversou com alguns dos adolescentes.

O gerente da Unis Norte, Sérgio Durão, destacou a importância dos trabalhos feitos nas unidades. “Ficamos muito felizes e honrados com a visita da vice-governadora do Estado e também de toda a diretoria do Iases. Todas as atividades que desenvolvemos aqui são pensadas em prol da ressocialização desses jovens e a reinserção deles em suas famílias e no mercado de trabalho. Prova disso é que 10 dos nossos jovens estão empregados e trabalham com carteira assinada em fazendas da região. Temos muito orgulho e prazer de ver a evolução deles durante a passagem pelo Instituto. Essa é a nossa maior gratificação”, pontuou.

No próximo dia 10 acontece a entrega nas unidades do sul do Estado.

Leia mais:  Governo assina Ordem de Serviço para construção de alambrado em campo de futebol de Afonso Cláudio
Continue lendo

Política e Governo

Seag adota ferramenta de análise estratégica

Publicado

A equipe do Escritório Local de Projetos, Processos e Inovação (ELPPI), apresentou a nova ferramenta que será utilizada para análise estratégica que vai nortear a Secretaria da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag) na tomada de decisões para o desenvolvimento da agricultura capixaba. A apresentação aconteceu na manhã de ontem (25).

A ferramenta é o BI – Business Intelligence (Inteligência de negócios) que é um processo orientado pela tecnologia para analisar dados que busca apresentar informações acionáveis. A ferramenta não gera custo de implantação.

“Estamos implementando essa ferramenta de forma inovadora na Secretaria, dando mais velocidade à tomada de decisões com mais qualidade, potencializando a eficiência dos trabalhos e otimizando os processos. Trazendo a tecnologia para nosso lado e mapeando nossas decisões em fatos e informações confiáveis, proporcionando para a agricultura do Espirito Santo uma gestão cada vez mais responsável e analítica”, disse o secretário de Estado da Agricultura, Paulo Foletto.

“A Seag está sempre evoluindo e oferecendo o melhor para seu público. O BI possibilita à Secretaria tomar decisões mais assertivas em relação aos seus projetos e ações que são desenvolvidas em todo o Estado. A decisão de implementar o BI na sua gestão veio justamente da necessidade de oferecer aos municípios do Estado os serviços e projetos essenciais para melhorar e apoiar cada vez mais a vida do homem e da mulher do campo. Foi uma honra poder participar desse projeto e apoiar essa inovação e revolução que a Seag está trazendo para a Gestão Pública do Estado do Espírito Santo”, explicou a assessora técnica, Carolina Sessa Leite.

“A ferramenta nos permite adicionar novos projetos, focar nos que estão em andamento e dar uma resposta rápida sobre o trabalho que a Seag vem desenvolvendo na agricultura capixaba. É inovação e, não tenho dúvidas, será exemplo para as outras secretarias”, afirmou o subsecretário de Estado de Infraestrutura Rural, Rodrigo Vaccari.

Leia mais:  Secretaria da Saúde divulga 41º boletim da Covid-19
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana