conecte-se conosco


Segurança

Sejus e Copas dialogam sobre iniciativas de atenção à saúde psicossocial dos profissionais

Publicado

O secretário de Estado da Justiça, Luiz Carlos Cruz, recebeu na última segunda-feira (07) representantes da Comissão Permanente de Atenção à Saúde dos Profissionais de Segurança Pública, Defesa Social e Justiça no Espirito Santo (Copas). A reunião teve como objetivo a apresentação dos projetos de pesquisa e diagnóstico realizados pela Comissão voltados à atenção psicossocial. 

Além do presidente da Copas, Pedro Luiz Ferro, e a vice-presidente Therezina Abranches, também participaram os diretores da Penitenciária Regional de Linhares, Vinicius Narcizo, e do Centro de Detenção e Ressocialização de Linhares, Nelson Merçon, entre outros.

Para a gerente de Atenção Psicossocial ao Servidor da Sejus, Fernanda Bárbara, representar a Instituição junto à Comissão na construção de projetos vai de encontro ao trabalho fim de sua gerência.

“Queremos criar condições favoráveis para a promoção da saúde, melhoria das condições e relações de trabalho, proteção da saúde física e psíquica no local de trabalho, garantindo atenção psicossocial aos servidores da Sejus. Planejar essas ações em conjunto, de forma integrada, é a valorização do servidor e proteção à sua saúde física e mental”, ressaltou a gerente de Atenção Psicossocial ao Servidor da Sejus.

O secretário Luiz Carlos Cruz parabenizou a Comissão pelo trabalho já realizado e frisou a necessidade de ações a curto prazo, que possam auxiliar em ações de prevenção e tratamento no que tange a saúde mental.

“A iniciativa da Copas irá contribuir para ampliar a oferta de atendimento multidisciplinar na área de saúde mental a todos os profissionais que atuam no Sistema Penitenciário e na área de Segurança Pública no nosso Estado. Precisamos estudar formas para viabilizar esses projetos inovadores e, enquanto isso, atuar de forma eficaz para assistir os nossos servidores”, destacou o secretário de Estado da Justiça.

Leia mais:  Familiares reclamam que não têm notícias de detentos no Estado
publicidade

Segurança

Policial militar é preso suspeito de matar a esposa na frente da filha em Vitória

Publicado

Em nota, a Polícia Civil informou que o militar foi conduzido ao Plantão Especializado da Mulher e autuado em flagrante por homicídio qualificado por motivo fútil

Um policial militar foi preso em flagrante suspeito de matar a esposa, de 49 anos, após uma briga na noite de domingo (11), no bairro Jardim da Penha, em Vitória. O crime aconteceu dentro do apartamento do casal e na frente da filha deles,  de 11 anos. 

Vizinhos contaram que ouviram gritos de socorro e, logo em seguida, houve um disparo de arma de fogo. Após isso, segundo eles, a filha do casal correu pelas escadas, pedindo ajuda para socorrer a mãe. 

Assim que a Polícia Militar chegou ao local do crime, constatou que a mulher havia sido assassinada com um tiro no rosto e já estava sem vida. 

Em nota, a Polícia Civil informou que o militar foi conduzido ao Plantão Especializado da Mulher (PEM) e autuado em flagrante por homicídio qualificado por motivo fútil, recurso que impossibilitou a defesa da vítima e em razão de ser praticado contra mulher em contexto de violência doméstica e familiar, majorado por ter sido praticado na presença da filha da vítima. 

Ele ficará preso no presídio da Polícia Militar, em Maruípe.

Leia mais:  Sesp divulga plano operacional das forças de segurança para Enem
Continue lendo

Segurança

Três pessoas são detidas após denúncia de aglomeração e som alto

Publicado

Durante a confusão, o dono da caixa de som tentou jogar uma moto contra a equipe e tentou agredir um policial

Três pessoas foram detidas após uma confusão no bairro Nova Carapina 1, na Serra. A Polícia Militar informou que recebeu uma denúncia de aglomeração e som alto na região, e assim que chegou ao local, a equipe se deparou com cerca de 20 pessoas ouvindo música em uma rua.  

Uma delas, segundo a polícia, se apresentou como dono de uma caixa de som que estava sendo usada, se exaltou e desobedeceu a ordem de desligar o aparelho. Após o ocorrido, o grupo foi para uma casa e o som, novamente, foi ligado. Desacatando os policiais, o dono do aparelho teria dito ainda que dentro da residência ninguém desligaria o som. 

A polícia deu voz de prisão e exigiu que o homem saísse da residência. Diante disso, segundo a PM, o homem pediu que os moradores agredissem os policiais para evitar a prisão. Durante a confusão, o dono da caixa de som ainda tentou jogar uma moto contra a equipe e tentou agredir um policial.

Assim que os policiais entraram na casa, dois homens tentaram jogar copos de vidro em direção à eles, além do dono da casa também ter jogado uma garrafa de vinho contra a equipe. Os policiais então fizeram disparos de arma não letal, mas o suspeito não se rendeu e pegou até um facão. 

Depois de tanta confusão, a polícia conseguiu conter o homem, que precisou ser levado para hospital por conta de ferimentos. Em seguida, ele foi encaminhado para a Delegacia Regional da Serra. Duas pessoas que se envolveram na briga também acabaram detidas. 

A Polícia Civil informou que o conduzido de 37 anos foi autuado em flagrante pelos crimes de resistência e desacato, pagou fiança estipulada pela autoridade policial e vai responder em liberdade. Os outros dois foram autuados por resistência, assinaram Termo Circunstanciado e vão responder em liberdade.

Leia mais:  Sesp divulga plano operacional das forças de segurança para Enem
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana