conecte-se conosco


Cidades

Seminário AlimentarES marca semana do Dia Mundial da Alimentação

Publicado

Com mesas-redondas e bate-papos, o Seminário AlimentarES marcou a semana do Dia Mundial da Alimentação, comemorado na última sexta-feira (16), com o alerta para a população capixaba sobre a importância de uma alimentação saudável, acessível e de qualidade, sobretudo em meio à pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). Exclusivamente on-line, o Seminário teve mais de 290 inscritos e aconteceu nos dias 14, 15 e 16 deste mês, com um rico conteúdo sobre educação alimentar e nutricional. A programação abordou ainda tendências e soluções utilizadas para uma produção saudável de alimentos que atuam na prevenção de doenças, inclusive da Covid-19.

O Seminário AlimentarES contou com a participação de diversos professores e pesquisadores de instituições de ensino renomadas de todo o  País, como a Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), Universidade Federal de Viçosa (UFV), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e o Centro Universitário Salesiano de Vitória (UniSales). 

Diversos profissionais do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) também compuseram as mesas-redondas, além de representantes da Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes), Ministério da Saúde, Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-ES), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Espírito Santo (Senar-ES), da Prefeitura de Vitória e do Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional do Espírito Santo. 

A abertura oficial aconteceu na última quarta-feira (14), com o pronunciamento do governador do Estado, Renato Casagrande, e diversas outras autoridades. Na ocasião também ocorreu a apresentação dos projetos selecionados do edital “Cestas Verdes”. A vice-governadora do Estado, Jaqueline Moraes, realizou a mediação da abertura do Seminário AlimentarES e destacou que o programa teve início na Vice-Governadoria e se tornou um programa de Governo, coordenado pelo Incaper, e voltado para a promoção de uma alimentação que pode interferir na saúde, na prevenção da Covid-19 e outras doenças.

“Por isso, trabalho pela democratização da alimentação mais saudável possível e acho muito importante levarmos essa oportunidade para todas as pessoas. Trabalhando em conjunto, pensando em mudanças nas políticas públicas, conseguiremos fazer com que ações como essa do Seminário AlimentarES chegue à mesa de mais pessoas. Unir a sociedade civil em um seminário com o propósito de abordar a importância e soluções para o desenvolvimento sustentável na produção de alimentos é muito interessante”, disse a vice-governadora Jaqueline Moraes. 

A coordenadora do Programa AlimentarES e extensionista do Incaper, Jaqueline Sanz, destacou que o Seminário AlimentarES deixou inúmeros aprendizados. “Cada dia, cada mesa e cada conversa marcaram os participantes de um modo especial, trazendo reflexões e aprendizado. De forma geral, acreditamos que foi muito positivo. O formato de trabalhar em rede, que já é do Programa AlimentarES, foi o que proporcionou o sucesso. O tema alimentação está cada vez mais forte e importante para a sociedade atual. Esperamos que este ano tenha sido o primeiro de muitos seminários”, ressaltou Jaqueline Sanz. 

Conteúdo do Seminário AlimentarES

O primeiro dia de programação contou com duas mesas, sendo a primeira com temática sobre as oportunidades e soluções apresentadas pelas instituições capixabas para o desenvolvimento agropecuário sustentável e produção de alimentos. O dia encerrou com a mesa sobre a importância do Guia Alimentar para População Brasileira.

A programação do segundo dia trouxe experiências com o uso de aplicativos e inovações para a comercialização de alimentos orgânicos e agroecológicos na primeira mesa do dia, o que mostrou a importância de se pensar novas formas e construções de mercados mais justos e solidários. Já a segunda mesa abordou a necessidade de reflexão acerca dos impactos das mudanças climáticas na segurança alimentar e nutricional e a agroecologia como caminho para enfrentamento.

No debate da terceira mesa do dia, as questões alimentares contemporâneas e os desafios que se apresentam foi o centro da conversa. A última programação do dia foi o webinar “Consumo Consciente: quais os impactos das suas escolhas alimentares?”, um debate marcado pela pluralidade de visões dentro do tema. No encerramento do Seminário AlimentarES, o último dia de programação teve a mesa-redonda com o tema “Segurança Alimentar e Nutricional em tempos de pandemia”, que trouxe uma rica discussão com diferentes especialistas.

O conteúdo completo das mesas-redondas do Seminário AlimentarES está disponível para aqueles que realizaram as inscrições na Loja Sebrae, no campo “Minhas inscrições”. Também é possível conferir o webinar do Seminário no canal do Incaper no YouTube.

Sobre o AlimentarES

O Programa AlimentarES tem por objetivo disponibilizar alimentos saudáveis na mesa de quem precisa e, ao mesmo tempo, gerar renda para os agricultores de base familiar do Espírito Santo. Uma das metas do Programa é distribuir, até o fim do ano, 5.500 cestas verdes com alimentos saudáveis produzidos por agricultores familiares capixabas. As cestas verdes são complementares aos donativos distribuídos pelo Programa ES Solidário, contribuindo para a melhoria da qualidade nutricional das cestas já ofertadas.

Estruturada de forma intersetorial, a atuação do AlimentarES vai beneficiar as famílias contempladas com as cestas de alimentos e também os agricultores que atuarão como fornecedores. Além disso, o projeto visa a conscientizar os capixabas sobre a importância do consumo de alimentos saudáveis, evidenciando os valores nutricionais dos alimentos e seus benefícios à saúde.

O Programa AlimentarES envolve a articulação de diversas secretarias e órgãos do Governo do Estado, por meio da atuação direta da Vice-Governadoria, das Secretarias de Direitos Humanos (SEDH), da Saúde (Sesa), da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag) e de Economia  e Planejamento (SEP); da Superintendência Estadual de Comunicação Social (Secom); do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper); das Centrais de Abastecimento do Espírito Santo (Ceasa); da Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação, Educação Profissional (Secti); da Secretaria de Gestão e Recursos Humanos (Seger); do Corpo de Bombeiros Militar; e da Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes), além da parceria do Centro Universitário Salesiano de Vitória (Unisales), do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).

Leia mais:  PMVV vai investir R$ 13,7 milhões em nova creche e na pavimentação de 11 ruas
publicidade

Cidades

Homem morre e sete pessoas ficam feridas em grave acidente na BR-101

Publicado

Uma das pistas precisou ser interditada e o tráfego está seguindo em sistema pare e siga

Um homem morreu e outras setes pessoas ficaram feridas após se envolverem em um grave acidente, no início da tarde deste sábado (23). A colisão envolvendo dois veículos de passeio, ocorreu na altura do km 232,3 da BR 101, em Fundão

De acordo com o Centro de Controle Operacional da Eco101, concessionária responsável pela administração da via, a vítima fatal era motorista de um dos veículos envolvidos no acidente. O homem morreu no local.  

Dentre os feridos, três pessoas foram encaminhadas para o Hospital Estadual de Urgência e Emergência, em Vitória, uma para o Hospital Infantil, também na capital, e outras três para o Hospital São Camilo, em Aracruz. 

Ambulâncias, viatura de inspeção e guincho da Eco 101, além da Polícia Rodoviária Federal, Samu, Corpo de Bombeiros, perícia da Polícia Civil e IML foram acionados para dar apoio a ocorrência. 

Ainda não há informações sobre como o acidente ocorreu. Uma das pistas precisou ser interditada e o tráfego está seguindo em sistema pare e siga.

Leia mais:  Findes apresenta sugestões ao Governo para empresas superarem a crise do coronavírus
Continue lendo

Cidades

Navio encalhado é retirado de Porto em Aracruz

Publicado

A operação aconteceu na noite de sexta-feira (22); a embarcação, carregada de celulose, seguia para Singapura

O navio mercante Saga Morus, carregado de celulose e que havia encalhado ao tentar uma manobra de saída do Porto de Barra do Riacho, em Aracruz, foi retirado do local na noite de sexta-feira (22). 

A embarcação seguia para Singapura e, segundo a Capitania dos Portos do Espírito Santo, assim que houve o anúncio do encalhe, foram deslocadas duas equipes até o local, sendo uma por terra e outra por via marítima. 

A análise da Capitania concluiu que o navio não oferece risco à navegação. Também não foram encontrados indícios de danos estruturais ou vazamento de resíduos poluentes. Os tripulantes passam bem.

Em razão do acidente, foi instaurado inquérito administrativo para apurar as causas, circunstâncias e responsabilidades do ocorrido. 

Segundo o site Marine Traffic, o navio tem bandeira de Hong Kong e atracou em Portocel na última quarta-feira (20), vindo do Porto de Vila do Condé, no Pará.

Leia mais:  Iconha: Casagrande visita obras de reconstrução da cidade
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana