conecte-se conosco


Cidades

‘Sensação de enxugar gelo’: médicos lamentam aglomerações enquanto UTI’s estão lotadas

Publicado

Os médicos Bruno Valory e Sara Soares Lima, que atuam em uma UTI para covid-19, assistiram a vídeos que flagram o desrespeito às regras de distanciamento social

Enquanto muitos estão nas ruas frequentando comércios lotados, indo à praia e a bares ou curtindo uma festa em uma casa de show, outros tantos lutam pela vida em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusiva para o tratamento de pacientes infectados pelo novo coronavírus. Se para um cidadão comum, que tem ideia do risco que esse tipo de comportamento representa, essas cenas são lamentáveis, imagine para aqueles que presenciam diariamente o drama de quem tenta sobreviver em um leito de UTI e que se sacrificam para tentar ajudar essas pessoas.

E sentimentos como tristeza, revolta e sensação de estar ‘enxugando gelo’ foram vivenciados por dois médicos que trabalham na UTI exclusiva para covid-19 do hospital Jayme dos Santos Neves, na Serra, após assistirem a vídeos de pessoas se aglomerando nas mais diversas situações — e, para piorar, sem máscara, na maioria dos casos. Os flagrantes foram feitos em praias, bares, boates, comércios lotados, terminais rodoviários, entre outros.

Enquanto assistiam às imagens, os médicos Bruno Valory e Sara Soares Lima comentavam sobre a falta de consciência de algumas pessoas, que aparentemente acreditam que o pior da pandemia já passou. Entretanto, não é o que os números apontam. 

Segundo a atualização mais recente do Painel Covid-19, da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), nesta terça-feira (22) o Espírito Santo registrou a maior quantidade de óbitos, em 24 horas, desde o dia 1º de julho: 43. Além disso, mais de 2,3 mil novos casos da doença foram contabilizados no estado entre esta segunda e terça-feira. E essa grande quantidade de novos casos registrados diariamente tem como resultado o crescimento do número de pacientes internados em hospitais de todo o estado.

“A sensação é de enxugar gelo. A gente está trabalhando e todo dia dando notícia ruim para um pai ou para um filho, e as pessoas sem ter noção do que está acontecendo ou querendo não acreditar ou negar o que está acontecendo”, lamentou Bruno.

Sara ressaltou o contraste que há entre o comportamento da pessoa que ignora os riscos de contaminação e sai para se divertir em ambientes cheios, e de quem se sacrifica diariamente para salvar justamente essas pessoas que ignoraram o distanciamento social ou algum parente.

“Nós não temos cansaço, a gente não tem ‘tô de saco cheio da pandemia’, a gente não tem ‘quero férias, preciso ir para uma festa’. Nós não temos férias, não temos feriado, não temos ano novo, não temos final de semana para ir à praia, porque nós estamos lá cuidando desses que estão aí ou dos familiares deles. A sensação é de que parece que as pessoas não têm realmente consciência do que é humanização”, afirmou.

Para quem ainda duvida da gravidade da covid-19 e acha que todo esse discurso de isolamento social possui viés político, Bruno Valory deixa um recado. “[A doença] É real, existe e é grave. Não dá para politizar uma situação tão grave. A gente vê todo dia, a gente vivencia todo dia. É muito grave. Então a gente não está aqui falando para ficar em casa por outros motivos, e sim pelo motivo que a gente vê: pacientes jovens morrendo de forma muito grave. Uma doença que castiga o paciente, castiga a família, que fica sofrendo dias, castiga os profissionais de saúde: psicólogos, enfermeiros, técnicos, todos. A gente sofre muito com isso”, ressaltou.

“Não é bonito você ver um familiar saindo de dentro de um hospital com um caixão lacrado, sem nunca mais você ver o rosto dele. Não é feliz. O recado que eu dou é: pense direitinho na hora de você achar que a festa do final do ano vai te trazer uma alegria, porque ela pode te trazer choro em 2021. Então comemore o ano, comemore que você está vivo, comemore que sua família está viva, mas de maneira consciente. De maneira justa com todo mundo”, acrescentou Sara.

Fonte: Folha Vitória

Leia mais:  Justiça impede três prefeituras de agirem contra decreto de fechamento total no ES
publicidade

Cidades

Ponte construída em Rio do Campo/Barra de São Francisco, deixa produtores agradecidos

Publicado

Uma ponte de madeira foi construída pela prefeitura de Barra de São Francisco, na localidade do Córrego do Rio do Campo, em Vila Monte Sinai (Vermelha), interior do município, nesta quinta-feira (15), por servidores da Secretaria de Interior e Transportes.

A ponte anterior não existia mais, inclusive eram os próprios moradores que sempre faziam a recuperação da mesma, mas a madeira não era de boa qualidade. Agora, na gestão atual, o prefeito Enivaldo dos Anjos (PSD), determinou e sua equipe construiu uma nova ponte com madeira mais resistente.

A ponte fica na propriedade do senhor Cemar Mesababe, que ficou muito agradecido pela obra feita na sua região, que, inclusive beneficia muita gente e era necessária para o tráfego de veículos e de toda produção agrícola daquela localidade.

“Estamos felizes, não só eu, mas toda comunidade, todos que prometeram fazer esta ponte anteriormente, nunca fizeram, então somos gratos pelo nosso prefeito Enivaldo dos Anjos, ter feito isso para nos. Tem muita produção aqui em nossa região do Rio do Campo, inclusive somos feirantes, e toda nossa produção vai para a cidade”, disse Cemar Mesababe.

A construção da ponte foi realizada pela Secretaria de Interior e Transportes, e acompanhada pelo Secretário Rodrigo Falcão e o Sub Rubens Delazari.

Veja como era antes e como ficou após conclusão do serviço:

Leia mais:  Governo do Estado renova frota de ônibus do Serviço Mão na Roda
Continue lendo

Cidades

Centro de Barra de São Francisco vai ganhar estacionamento rotativo

Publicado

A área de um terreno no centro de Barra de São Francisco, pertencente a prefeitura e em frente a rodoviária, está sendo preparada nesta quinta-feira (15), para servir de estacionamento rotativo. Todos sabem que para estacionar na cidade tem sido um sacrifício muito grande.

Então, nesta área será feito o estacionamento rotativo. Uma patrol da secretaria de Interior e Transportes esteve no local fazendo reparos e aterros para deixar a área nivelada. As placas de estacionamento rotativo já estão sendo colocadas na área para que os proprietários de veículos tomem conhecimento.

O serviço no local está sendo acompanhado pelo Secretário de Defesa Civil, Transito e Defesa Social, Valmer Simões.

De acordo com Simões, o prefeito Enivaldo dos Anjos (PSD), lhe passou todas as informações para serem colocadas em prática o mais rápido possível.

O horário de estacionamento será de segunda a sexta feira, de 08 as 18 horas, Aos sábados de 08 as 12 horas.

estacionamento rotativo é criado nos centros urbanos para melhorar o tráfego de veículos nesses locais e a disponibilidade de vagas, permitindo que as pessoas possam estacionar e realizar seus afazeres nas áreas próximas.

O objetivo do rotativo é que as pessoas parem por um período preestabelecido de tempo e permaneçam pequenos períodos nas vagas, de forma a liberá-la para que outras pessoas possam estacionar e tenha-se assim um fluxo contínuo.

Leia mais:  Linhares vai receber duas novas viaturas da Polícia Civil
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana