conecte-se conosco


Política e Governo

“Seria muito bom se Contarato não fosse candidato”, diz presidente do PSB

Publicado

O presidente do PSB capixaba, Alberto Gavini, pretende abrir novas conversas com o PT a partir da semana que vem. A retomada das reuniões vem após o PSB nacional oficializar, em evento nesta sexta-feira (08), o nome do ex-governador paulista Geraldo Alckmin para ser o vice na chapa do ex-presidente Lula. Embora a questão ainda tenha que passar por votação interna no PT, a indicação do nome socialista dá o start para os arranjos na esfera estadual.

“O PSB ficou de acertar o vice para o Lula. Fizemos nossa parte, o Alckmin foi filiado e agora vamos aguardar a decisão do PT. Mas, enquanto eles ajustam lá, nós ajustamos cá”, disse Gavini, indicando que o “ajuste” tem a ver, principalmente, com a candidatura ao governo do Estado.

O assunto já foi pauta entre os dois partidos, mas quando ainda se discutia a possibilidade de uma federação entre o PSB e o PT. Como o casamento não vingou, as duas legendas passaram a discutir uma aliança, mais light, que consistiria numa coligação nacional, mas sem uma imposição obrigatória nos estados. A parceria em cada ente da federação passaria a ser debatida, caso a caso.

Questionado se a indicação de Alckmin, para uma aliança nacional com o PT, dava sinal verde para que o PSB cobrasse apoio dos petistas em alguns estados, Gavini disse que isso está no radar. “O PSB está conversando sobre isso. Em alguns lugares não será possível, como em São Paulo e em Pernambuco. Mas, aqui, nós vamos retomar nossa conversa com os petistas na semana que vem, para ver se a gente encontra uma saída que satisfaça o PSB e o PT”.

Leia mais:  Câmara Municipal de Nova Venécia rejeita contas do ex-prefeito Lubiana Barrigueira

“Qual saída poderia satisfazer o PSB?”, questionou a coluna “De Olho no Poder”. E Gavini respondeu: “Nós não temos nenhum problema com a candidatura do Contarato, mas seria muito bom se não tivesse a candidatura dele. Mas, não quer dizer que isso seja um problema, porque nós entendemos o processo democrático, entendemos que havendo um segundo turno, estará todo mundo junto. Evidentemente que nós poderíamos reunir mais forças se ficássemos juntos”, avaliou o presidente socialista.

Gavini admite que o projeto do PSB é ganhar a eleição no primeiro turno. “Da nossa parte queremos simplificar ao máximo as coisas, ter um processo eleitoral mais rápido, reduzir custos de campanha, encerrar no primeiro turno. O PSB respeita todos os movimentos, não tem nenhum problema em ter uma candidatura do PT, mas estamos conversando para ter um caminho melhor, essa é a ideia”.

Além dos motivos elencados pelo presidente socialista, há outro em jogo. Duas candidaturas do mesmo campo ideológico têm o potencial de dividir votos e, de quebra, fortalecer uma candidatura do campo oposto. É esse cálculo político que MDB, PSDB, Cidadania e União Brasil estão fazendo nacionalmente, aparando as arestas para apresentarem um candidato único do bloco à Presidência da República.

Mas, se a avaliação é que Contarato tira votos de Casagrande e o ideal para o PSB seria que os dois estivessem juntos, o que poderia oferecer o PSB, em troca da retirada da candidatura de Contarato, para satisfazer o PT?

Majoritária no jogo?

Gavini deixou claro qual a “saída” que satisfaz o PSB. A coluna perguntou, então, o que o PT teria em troca se aceitasse retirar a candidatura de Contarato, além do apoio nacional a Lula. “A indicação de nomes na chapa majoritária estaria na mesa de negociações? O PT poderia indicar o vice ou o senador na chapa de Casagrande?”, questionou a coluna.

Leia mais:  Vice-governadora participa da abertura da Vitória Stone Fair

“Vamos iniciar essa conversa. Antes, não tinha nada resolvido nacionalmente, era um outro tipo de conversa. Agora, tivemos esse avanço nacional. É um novo momento. Acho que aqui no Espírito Santo não será problemático de resolver. Vamos chegar a um bom termo aqui”, disse Gavini.

Embora não tenha nem admitido e nem descartado ter o PT na indicação de nomes para a chapa majoritária, só a avaliação da possibilidade já deixa outros aliados de cabelo em pé. A indicação ao Senado, que é o posto mais concorrido, tem pelo menos três nomes na disputa: o deputado federal Da Vitória, pelo PP; a senadora Rose de Freitas, hoje dona da vaga em disputa, pelo MDB; e o ex-secretário da Segurança Pública Coronel Ramalho, pelo Podemos.

Ramalho chegou a ensaiar migrar para o União Brasil para poder disputar o Senado, mas o Podemos e o governador entraram em campo para segurar Ramalho no partido da base aliada. O Podemos garantiu que Ramalho terá a vaga. Já se terá o apoio do governador, são outros quinhentos.

Mesmo que sejam colocados na mesa, dificilmente quem herdará o apoio do Palácio Anchieta na disputa ao Senado Federal e o nome do vice na chapa do governo serão definidos agora. Mas, o PSB tem margem para negociar. O PT estaria disposto a abrir mão da candidatura própria ao governo do Estado?

publicidade

Política e Governo

Empresa de papel e celulose anuncia intenção de realizar novos investimentos no Estado

Publicado

O governador do Estado, Renato Casagrande, participou, nesta quinta-feira (30), de uma reunião por videoconferência com o presidente da Suzano, Walter Schalka, que anunciou a intenção da empresa em construir uma fábrica de papel tissue e conversão no município de Aracruz. O projeto, ainda sujeito à aprovação por parte do Conselho de Administração da companhia, prevê que a unidade terá capacidade para produzir 60 mil toneladas anuais de tissue, produto a ser convertido em papel higiênico e papel toalha.

Atualmente, a Suzano possui uma unidade fabril em Aracruz e outra, em Cachoeiro de Itapemirim. A nova unidade fabril, terceira da empresa, no Espírito Santo, terá investimento inicialmente estimado em cerca de R$ 600 milhões. O projeto deverá levar dois anos até ser concluído. Durante o período das obras, a previsão é de que sejam gerados 300 postos de trabalho. Após o início da produção, cerca de 200 colaboradores e colaboradoras, entre diretos e indiretos, trabalharão na unidade.

Em sua fala, Casagrande destacou a política do Governo do Estado para atração de novos investimentos. “Já estive presente nos investimentos anteriores da Suzano, que é uma empresa que consideramos como estratégica para o Espírito Santo. Temos uma política de uso de crédito de exportação que permite que a empresa faça negociações no mercado, desde que a atividade seja ampliada, gerando emprego e aumento da arrecadação. É muito importante para nós que os empreendedores tenham confiança em vir e permanecer no Espírito Santo. Nossa tarefa é gerar oportunidades aos capixabas”, disse.

Leia mais:  Vice-governadora participa da abertura da Vitória Stone Fair

“Recebemos o anúncio da empresa com satisfação, já que este será o terceiro investimento no Espírito Santo da empresa, que é uma das maiores empresas de celulose do mercado. Este resultado demonstra que o Estado é atrativo e competitivo em função de uma gestão comprometida com o crescimento da economia capixaba. A ampliação de projetos e novos investimentos têm reflexos diretos na geração de oportunidades para os capixabas e na melhoria da qualidade de vida da população”, comentou o secretário de Estado de Inovação e Desenvolvimento, Ricardo Pessanha.

De acordo com o presidente da Suzano, a intenção de construção de uma nova fábrica reforça o compromisso da empresa com o desenvolvimento do Espírito Santo. “No final de 2019, anunciamos investimento de quase R$ 1 bilhão no Estado, incluindo a construção de uma fábrica em Cachoeiro de Itapemirim. A unidade entrou em operação no início de 2021 e agora, menos de um ano e meio depois, anunciamos o plano de viabilizar mais um importante investimento no Espírito Santo”, afirmou Walter Schalka.

Leia mais:  Equipe da Seger participa de fórum nacional sobre Gestão Pública

O projeto em Aracruz está sujeito à verificação de condições precedentes e ainda será submetido à análise do Conselho de Administração da Suzano e das autoridades locais competentes.

Continue lendo

Política e Governo

Estado autoriza construção do Centro de Excelência de Esportes para Pessoas com Deficiência

Publicado

O governador do Estado, Renato Casagrande, autorizou, nesta quinta-feira (30), o início das obras de construção do Centro de Excelência de Esportes para Pessoas com Deficiência. Com investimento de mais de R$ 6 milhões, o equipamento será construído na sede da Secretaria de Esportes e Lazer (Sesport), no bairro Bento Ferreira, em Vitória. O Centro vai atender a mais de 500 pessoas com deficiência por mês.

Durante a solenidade de assinatura da Ordem de Serviço, também foram lançados os editais dos programas Bolsa Atleta e Compete Esportivo, realizadas entregas de materiais esportivos do programa Campeões do Futuro, além das entregas dos certificados para captação de recursos financeiros pela Lei de Incentivo ao Esporte Capixaba (LIEC).

“Quero cumprimentar cada atleta e cada paratleta aqui presente. Esses investimentos que estamos fazendo são para vocês, que levam o nome do Espírito Santo para todo o Brasil e para o mundo. Sempre que vocês sobem ao pódio, a bandeira do Espírito Santo sobe junto e nada paga isso. Estamos iniciando a construção desse Centro, que será o segundo no País. Além disso, temos um conjunto forte de investimento no esporte. O Espírito Santo investe mais nessa área do que um estado do tamanho de São Paulo, que é o maior do Brasil”, afirmou o governador.

Casagrande lembrou que o Governo do Estado trabalha forte em favor da inclusão, citando a criação da Gerência de Políticas para a Pessoa com Deficiência (GEPPED), no âmbito da Secretaria de Direitos Humanos (SEDH), além da Central de Intermediação em Libras (CIL-ES), um serviço de tradução simultânea de forma a viabilizar a comunicação entre pessoas surdas e ouvintes, por meio de dispositivo digital.

O Centro de Excelência de Esportes para Pessoas com Deficiência terá uma área de 1.500 metros quadrados, sendo totalmente adaptado para as práticas esportivas, atendendo, assim, as seguintes modalidades: basquete em cadeira de rodas, bocha, goalball, rugby em cadeira de rodas e voleibol sentado. Além disso, a instalação terá duas salas multiuso, vestiários, arquibancada geral com capacidade para quase 200 pessoas, além de assentos para cadeirantes. Este será o segundo espaço deste tipo a ser construído no Brasil. Até o momento, apenas São Paulo tem uma estrutura semelhante.

Leia mais:  “Não tem negociação, não abro mão da minha candidatura ao Senado”, diz Meneguelli

“É um momento único para o paradesporto no Espírito Santo. A construção desse Centro é algo pensado e sonhado por muita gente, para beneficiar milhares de pessoas com deficiência aqui no Estado. Além disso, entregamos outros investimentos e lançamos os editais de dois importantes programas da Sesport”, frisou o secretário de Estado de Esportes e Lazer, Júnior Abreu.

Estiveram presentes ainda a vice-governadora do Estado, Jacqueline Moraes; a secretária de Estado de Direitos Humanos, Nara Borgo; além de atletas, paratletas e dirigentes esportivos.

Editais Bolsa Atleta e Compete Esportivo

A Sesport também lançou o novo edital do Bolsa Atleta e do Compete Esportivo, programas que já beneficiam financeiramente atletas capixabas de todo o Estado, que atuam em diversas modalidades. Os editais serão publicados nesta sexta-feira (1°), abrindo o prazo de inscrição para os dois programas. Com um investimento de R$ 4,7 milhões neste ano, as novas edições vão contemplar mais de 500 atletas e paratletas capixabas.

O edital deste ano do Bolsa Atleta continuará sendo dividido em quatro categorias e o benefício mensal repassado aos contemplados acontecerá da seguinte forma: R$ 500 (categoria estudantil), R$ 1,5 mil (categoria nacional), R$ 2 mil (categoria internacional) e R$ 4 mil (categoria olímpico). A previsão da Sesport é ofertar 170 bolsas, recorde da história do programa, sendo 19 a mais que no último edital, um investimento avaliado em R$ 2,7 milhões.

Para o Compete Esportivo, a previsão é que sejam emitidas mais de 600 passagens para destinos nacionais e internacionais, totalizando um investimento de quase R$ 2 milhões. Além disso, também foram entregues materiais esportivos do programa Campeões de Futuro para os municípios de Iúna, Linhares e Piúma. Ao todo, mais de duas mil crianças serão beneficiadas nessas três cidades, em núcleos de futebol, futebol de campo, futsal, ginástica rítmica, judô, entre outros.

Leia mais:  Vice-Governadora Jacqueline Moraes participa da adesão de Viana ao Projeto Cidade Empreendedora

“Os atletas são referências, tanto os de alto rendimento quanto os amadores, além daqueles de fim de semana. Quem pratica esporte gosta de mostrar e incentivar os demais. Para nós, alimentar o esporte é tornar os capixabas cada vez mais protagonistas no Brasil. Somos uma referência na gestão do esporte com o Compete e o Bolsa Atleta e queremos ser cada vez mais em resultados”, afirmou o governador.

Certificados LIEC

Por fim, também foram entregues no evento os primeiros 15 certificados para empresas e instituições esportivas, autorizando cada uma delas a captar recursos para seus projetos já analisados da Lei de Incentivo ao Esporte Capixaba (LIEC).

Sancionada em abril do ano passado pelo governador Renato Casagrande, a lei será importante para promover atletas, clubes, federações, associações e competições esportivas, de forma geral, em todo o Estado, por meio de recursos captados pelos interessados com empresas instaladas no Espírito Santo que recolhem o Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS).

Com essa nova fonte de captação de recurso, a previsão é de que os benefícios para o esporte sejam inúmeros como: fomento ao esporte, de forma geral, aumento na quantidade de projetos esportivos; ampliação de eventos esportivos no Estado, abrangendo também os municípios do interior; apoio a atletas, equipes e clubes em torneios e competições; palestras e convenções ligadas ao esporte.

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana