conecte-se conosco


Mundo Cristão

Serial killer do DF tem pacto com o diabo, diz polícia

Publicado

Um dos assuntos mais comentados na web nos últimos se diz respeito à operação que tenta capturar Lázaro Barbosa, de 32 anos, um ‘serial killer’ que está causando medo na população de Goiás e do Distrito Federal. O criminoso é suspeito de matar uma família em Ceilândia, além de cometer outros crimes bárbaros. Segundo a polícia, Lázaro tem um ritual com o diabo para atacar as vítimas.

O secretário de segurança pública, Rodney Miranda, afirmou na noite desta terça-feira (15), que o serial killer possui um pacto para atacar e matar as suas vítimas. A declaração veio depois que a polícia resgatou uma família na tarde desta terça nas margem de um córrego.

“Ele leva para beira do rio, manda tirar as roupas e uns ele acaba matando. Acredito que esse seria o destino dessa família hoje”, disse o secretário.

A família foi resgatada sem ferimentos pela polícia, após uma adolescente conseguir enviar uma mensagem para um militar pedindo socorro. Ao chegar no local indicado, a PM encontrou toda a família, que havia sido levada pelo criminoso. Ainda segundo o secretário, a corporação trocou tiros com o serial killer.

“Houve um confronto e ele teve a oportunidade de ver os policiais chegando. Quando chegaram muito perto, ele atirou. Atingiu um policial no rosto e fugiu pulando um barranco. Os policiais salvaram a vida dessa família, se eles não tivessem chegado poderia ter acontecido o pior”, disse Miranda.

Leia mais:  Justiça proíbe livro cristão sobre educação infantil de Simone Quaresma

De acordo com a polícia, dois policiais foram atingidos por volta das 15h00 com tiros de raspão e foram atendidos em hospitais goianos. Um parente da família disse por meio de áudio, que a família viveu momentos de pânico enquanto era feita refém e que chegou a ser coberta com folhas por Lázaro.

“Ele falou que ia matar os três. Quando viu o helicóptero deitou eles no chão e os taparam com folhas. Quando a polícia chegou por terra, ele atirou contra a polícia. A polícia atirou, atirou, atirou, em tempo de pegar no meu irmão, na minha cunhada deitados no chão. Deus livrou a vida deles. Ficou só o trauma. Está todo mundo bem”, narrou em áudio que circula na web.

FUGA

O serial killer está em fuga há pelo menos uma semana, e durante todos esses dias, invadiu chácaras, atirou em quatro pessoas, das quais duas estão em estado grave, furtou um carro e o abandonou na BR-070. Além disso, matou a facadas 4 pessoas em uma fazenda, todos da mesma família.

Além disso, Lázaro teria cometido uma série de crimes entre 2018 e 2021, e segundo a polícia, o criminoso conhece cada detalhe da região, já que foi criado nas redondezas. “Além disso, ele é um caçador. Então, ele se esconde, dorme em cima das árvores”, disse Michello Bueno, porta-voz da PM.

Leia mais:  Idosa de 94 anos entrega sua vida a Jesus e se batiza: "Nunca é tarde demais”

A força-tarefa montada pela polícia para capturar o suspeito conta com mais de 200 militares de Goiás e do Distrito Federal.

RITUAIS SATÂNICOS

Uma das pessoas mortas, Cleonice Marques de Andrade, de 43 anos, teria sido vítima de ritual satânico por Lázaro Barbosa. A Polícia Civil encontrou mechas de cabelo cortadas e uma orelha arrancada da vítima. Seria parte de um ritual feito às margens de um córrego em Ceilândia, que culminou na morte das outras três pessoas.

Os investigadores encontraram próximo ao local objetos que foram utilizados pelo criminoso para realizar o pacto. Além disso, a polícia encontrou objetos de rituais em um imóvel em que a mãe de Lázaro morava, em uma área rural.

Ainda segundo os investigadores, o criminoso teria dito que estaria possuído por espíritos malignos. De acordo com os militares, ele também teria dito que “vai levar o tanto de gente que puder”. As declarações teriam sido dadas por ele a vítimas de assalto que ele realizou em GO.

publicidade

Mundo Cristão

Silas Malafaia critica silêncio da mídia sobre fé de Rayssa Leal e Ítalo Ferreira

Publicado

O pastor Silas Malafaia usou sua conta oficial no Twitter na segunda-feira (27) para criticar o silêncio da mídia acerca da fé cristã dos ícones olímpicos brasileiros: a skatista Rayssa Leal e o surfista Ítalo Ferreira. Para o pastor, se os dois atletas promovessem a agenda progressista haveria “ampla divulgação”.

“A imprensa cretina, parcial, que apoia o lixo moral! Se Rayssa e Ítalo falassem que apoiam a causa LGBTQI+ ou se tivessem uma relação homo, isso teria ampla divulgação. Como os fundamentos deles são cristãos, isso não interessa divulgar. Inescrupulosos!”, escreveu o líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (Advec).

Com apenas 13 anos de idade, Rayssa conquistou o Brasil e levou a medalha de prata nas Olimpíadas de Tóquio. De família cristã, a pequena faz questão de dedicar suas inúmeras vitórias a Deus. Antes de partir para o Japão, ela recebeu oração na Igreja Batista de Imperatriz, no Maranhão, que frequenta junto com os pais e irmãos. De acordo com o pastor Jefferson Dantas, a família “sempre pede oração antes das grandes competições”.

Família de Rayssa frequenta a Igreja Batista de Imperatriz Foto: Reprodução

Primeiro campeão olímpico da história do surfe, Ítalo Ferreira levou o ouro nos Jogos de Tóquio após muito treino e propósito de oração, às 3h da madrugada. De acordo com o medalhista, sua trajetória no Japão foi marcada pela frase “diz amém que o ouro vem”.

“Tá lá do lado da minha cama essa frase que eu falei no início [“diz amém que o ouro vem”]. Todo dia eu orei às 3h da manhã, pedi a Deus que ele realizasse meu sonho. E tá aí, meu nome está escrito na história do surfe […] Eu acreditei até o final, treinei muito nos últimos meses, e Deus realizou meu sonho. Só tenho agradecer a Deus, em primeiro lugar, por me dar a oportunidade de fazer o que eu amo, ajudar as pessoas, ajudar a minha família”, declarou o atleta, em entrevista ao Sport TV.

Italo Ferreira comemora ouro olímpico no surfe - Foto: Reprodução

Italo Ferreira comemora ouro olímpico no surfe – Foto: Reprodução

Em 2019, ao ganhar o título de campeão mundial da World Surf League (WSL), o surfista fez questão de, durante sua carreata da vitória, parar diante de uma igreja em Natal a fim de levar seu prêmio ao altar. Na ocasião, Ítalo se ajoelhou e orou para agradecer a Deus.

Leia mais:  ‘Deus não está no gospel’: Dayane Damasceno denuncia ‘idolatria’ e viraliza nas redes sociais
Continue lendo

Mundo Cristão

Olimpíadas de Tóquio: missionários evangelizam e oram por atletas nos bastidores

Publicado

“Achei que me tornar um campeão olímpico seria o melhor momento da minha vida, mas tive uma sensação de vazio depois de ganhar uma medalha de ouro”. Foi assim que se sentiu Jason, um atleta que conquistou o ouro no wrestling durante os Jogos Olímpicos.

Enquanto alguns lidam com a frustração de não conseguir medalhas, outros lutam com outras questões pessoais. É por isso que o movimento Atletas em Ação (um ministério da Cruzada Universitária para Cristo – CRU), está presente em Tóquio, cuidando dos atletas que representam seus países nos Jogos Olímpicos de 2021.

Além de orar e discipular os atletas olímpicos, os capelães do Atletas em Ação estão distribuindo Bíblias em quatro idiomas diferentes. A “Bíblia do Atleta Luta e Triunfo” foi projetada para ter, além das Escrituras, testemunhos e devocionais.

À medida que os atletas recebem essas Bíblias e ouvem o Evangelho, suas vidas são impactadas. Foi o que aconteceu com Jason.

“Não sabia que havia coisas melhores na vida do que ganhar medalhas de ouro”, disse Jason. “Agora sei que não há outra coisa na vida que seja mais gratificante do que um relacionamento com Jesus Cristo.”

Impacto nos bastidores

Um dos capelães que tem feito a diferença no mundo do esporte é o africano Magloire Pilabana. Desde o lançamento do Atletas em Ação no Togo, ele serviu como capelão do time de futebol do Togo na Copa do Mundo, no Campeonato Mundial de Atletismo na Alemanha e nos Jogos Olímpicos de Londres e Rio de Janeiro.

“Comecei o ministério com jogadores profissionais de futebol. Tenho visto muitos jogadores de futebol virem a Cristo e serem batizados”, conta Magloire.

Recentemente, Magloire teve a oportunidade única de se juntar à seleção nacional de futebol do Togo. O resultado de sua atuação foi incrível: um homem que estava envolvido na feitiçaria pediu a ele uma oração e se entregou a Jesus. Ele está sendo discipulado por Magloire e sua equipe de ministério.

Convidado para servir como capelão em um torneio em Camarões, Magloire também viu muitos jogadores, e até mesmo um membro da federação de futebol, aceitarem Jesus. Muitos jogadores chegaram a queimar seus amuletos para renunciar suas antigas crenças.

Além disso, Magloire distribuiu uma tradução francesa da Bíblia para todos os jogadores, técnicos e oficiais da federação. “Toda a equipe, funcionários e jornalistas receberam uma Bíblia”, afirma. “Mais de 50% dos jogadores não são crentes, mas todos eles receberam uma Bíblia.”

Leia mais:  ‘Deus não escuta oração de quem não honra sua esposa’, diz Yago Martins ao comentar caso do DJ Ivis
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana