conecte-se conosco


Camisa 10

Sesport abre votação popular para definir os homenageados 2021 da Calçada da Fama

Publicado

A partir da meia-noite desta quinta-feira (25), os apaixonados pelo esporte capixaba poderão ajudar a escolher duas personalidades, entre 15 indicadas este ano, para receber uma estrela na Calçada da Fama, da Secretaria de Esportes e Lazer (Sesport). A eleição, que é totalmente on-line e gratuita, será realizada pelo site da Secretaria até o próximo dia 09 de dezembro. Clique aqui para votar.

Ao todo, são 15 finalistas concorrendo à homenagem: Alexandra Nascimento (handebol), Baiano (futebol), Bruno Conde (karatê), Bruno Schmidt (vôlei de praia), Carlos Germano (futebol), Duda Brasil (beach soccer), Esquiva Falcão (boxe), Helio Demoner (basquete), Ivanildo Brito (natação), Janc (futebol), Loyola (vôlei de praia), Mão (beach soccer), Patrícia Pereira (natação paralímpica), Richarlison (futebol) e Zé da Bola (futebol).

O resultado final com os escolhidos será divulgado no próximo dia 10 de dezembro. Além dos dois mais votados pelo público, as três personalidades mais lembradas pela Comissão de Indicação, composta por esportistas, jornalistas, secretários municipais de Esportes e presidentes de federações, também serão homenageadas.

Como votar?

Para votar, durante todo o período em que a eleição ficará disponível, é necessário ter o Cadastro de Pessoa Física (CPF), sendo permitido um voto por dia para cada CPF.

O secretário de Estado de Esportes e Lazer, Júnior Abreu, convidou o público a participar mais uma vez da escolha dos homenageados na Calçada da Fama e ressaltou o reconhecimento de todos.

“Estamos seguindo nosso processo de democratizar a Calçada da Fama. Pelo segundo ano seguido, teremos essa votação popular e gratuita no site da Sesport, permitindo que cada um possa escolher sua personalidade preferida. Mas vale ressaltar que, independentemente do resultado, temos aqui grandes nomes do nosso esporte, com reconhecidos trabalhos e feitos em prol do desporto capixaba e que levaram o nome do Espírito Santo para o Brasil e para o mundo”, destacou Júnior Abreu.

Calçada da Fama

Localizada na sede da Sesport, em Bento Ferreira, a Calçada da Fama tem o objetivo de eternizar os nomes de atletas, paratletas, técnicos e profissionais que contribuíram e contribuem positivamente com o esporte capixaba, elevando o nome do Estado no cenário nacional e internacional.

Construída no entorno do Ginásio Poliesportivo Paulo Valiatte Pimenta, na Sesport, a Calçada rendeu na primeira e na segunda edições, homenagens a 15 personalidades esportivas.

Veja quem são e um pouco da história dos 15 nomes que vão participar da votação on-line:

Alexandra Nascimento (handebol) – Eleita em 2012 como a melhor jogadora do mundo, Alexandra Nascimento foi campeã mundial de handebol em 2013 pela seleção brasileira da modalidade. Além disso, conquistou quatro medalhas de ouro em Jogos Pan-Americanos (2003, 2007, 2011 e 2014) e disputou cinco Olimpíadas (2004, 2008, 2012, 2016 e 2020).

Baiano (futebol) – Natural de Colatina, Valmecyr José Margon, o Baiano, começou a carreira no Rio Branco. Do futebol capixaba, foi parar em Pernambuco, onde jogou no Santa Cruz e no Náutico, clube no qual se tornou ídolo, conquistando o bicampeão pernambucano (1984/1985). Ganhou duas vezes o troféu “Chuteira de Ouro” como o maior artilheiro do País, em 1982 (com 43 gols, pelo Santa Cruz), superando Zico e Casagrande, e em 1983 (52 gols, já no Náutico). É o maior artilheiro da história do Campeonato Pernambucano, com 206 gols. Jogou também no Fluminense e no Sport.

Bruno Conde (karatê) – Mais novos entre os indicados, com apenas 22 anos, o carateca Bruno Conde já coleciona uma série de títulos. Entre os destaques estão os campeonatos sul-americano e pan-americano de base de 2016 e os campeonatos brasileiros de 2012, 2014 e 2015 e 2018. Além disso, desde 2012, de forma consecutiva, Bruno faz parte da Seleção Brasileira de Karatê.

Bruno Schmidt (vôlei de praia) – Nascido em Brasília, mas radicado em Vila Velha, Bruno Schmidt conquistou a medalha de ouro do vôlei de praia masculino da Olimpíada do Rio, em 2016, ao lado do capixaba Alison Cerutti. Além disso, venceu em 2015 o Campeonato Mundial, o Circuito Mundial e o World Tour Finals (também em 2016). Foi também campeão Sul-Americano (2014) e dos Jogos Mundiais Militares (2019).

Carlos Germano (futebol) – Campeão da Copa América com a seleção brasileira, em 1997, e vice-campeão da Copa do Mundo da França, em 1998, o ex-goleiro conquistou seus principais títulos com a camisa do Vasco da Gama: campeão brasileiro (1997), da Libertadores e tricampeão carioca (1992/1993/1994). Foi o segundo jogador que mais vestiu a camisa do Vasco (632 jogos), só ficando atrás de Roberto Dinamite. Também passou por outros grandes clubes, como Botafogo e Santos.

Duda Brasil (beach soccer) – Hexacampeão mundial de beach soccer com a seleção brasileira (2002, 2003, 2004, 2006, 2007 e 2008) e tricampeão brasileiro com a seleção do Espírito Santo (2000, 2001 e 2010), Duda Brasil é um dos maiores jogadores da história do beach soccer capixaba e brasileiro. Entre outras conquistas importantes, destaques para o tricampeonato da Copa Latina (2002, 2003 e 2004) e para o pentacampeonato do Mundialito (2002, 2004, 2005, 2006 e 2007).

Esquiva Falcão (boxe) – Filho do lendário boxeador Touro Moreno, Esquiva Falcão conquistou a medalha de prata na Olimpíada de Londres, em 2012, a primeira do Brasil na modalidade desde 1968. Outras conquistas relevantes nos ringues são a medalha de bronze nos Jogos Sul-Americanos, em 2010, e no Campeonato Mundial Amador, em 2011.

Helio Demoner – in memoriam (basquete) – Um dos grandes nomes do basquete capixaba, Hélio Demoner é um dos principais incentivadores da modalidade no Espírito Santo. Tricampeão estadual de basquete, Demoner foi o criador dos Jogos Abertos Jerônimo Monteiro (Jajem), competição que revelou diversos talentos durante seus anos de disputa. Demoner faleceu em dezembro de 2020, vítima da Covid-19.

Ivanildo Brito – in memoriam (natação) – Presidente por cerca de duas décadas da Federação Aquática Capixaba (FAC), Ivanildo Brito Maciel era um pernambucano de alma capixaba que lutou por anos pelo crescimento da natação no Estado. Trouxe para o Espírito Santo uma série de grandes eventos durante a gestão dele na FAC, incentivando o intercâmbio com atletas de outros estados. “Seu Ivanildo”, como também era chamado, faleceu em 2020, vítima de um câncer.

Janc (futebol) – José Antônio Nunes do Couto, o Janc, foi o criador da Copa A Gazetinha, em 1976. Hoje, umas das maiores competições do País de futebol infantojuvenil, tendo revelado diversos craques capixabas para o Brasil e o mundo, como Carlos Germano, Geovani e Maxwell. Jornalista e chargista, Janc trabalhou no jornal A Gazeta, entre as décadas de 1960 e 1990, e é um dos grandes nomes da história recente da imprensa capixaba. 

Loiola (vôlei de praia) – Ícone e precursor do vôlei de praia capixaba, Loiola foi o primeiro estrangeiro a conquistar o título de Rei da Praia nos Estados Unidos, em 1997. Repetiu a dose no Brasil em 2001, quando se tornou novamente o Rei da Praia, no Rio de Janeiro. Outras conquistas de destaque foram o Campeonato Mundial, em 1999, e os Jogos da Amizade, em 2001. Disputou uma Olimpíada, a de 2000, em Sydney.

Mão (beach soccer) – Goleiro da seleção brasileira de beach soccer, Jenilson Brito Rodrigues, o Mão, é pentacampeão mundial pelo Brasil (2006, 2007, 2008, 2009 e 2017). É o atleta que mais vestiu a camisa da seleção brasileira da modalidade e que mais disputou partidas de copas do Mundo. Foi também bicampeão da Copa Intercontinental (2014 e 2016) e tricampeão da Copa América (2012, 2013 e 2016).

Patricia Pereira (natação paralímpica) – Tetraplégica, a nadadora Patrícia Pereira dos Santos já conquistou duas medalhas em Jogos Paralímpicos. A primeira foi a de prata, no Rio, em 2016, na prova dos 4x50m livre, integrando o grupo com duas lendas da natação paralímpica brasileira: Clodoaldo Silva e Daniel Dias. Em Tóquio, este ano, a capixaba faturou o bronze na prova do revezamento 4x50m livre (20 pontos), novamente ao lado de Daniel Dias.

Richarlison (futebol) – Atacante, Richarlison surgiu no Real Noroeste e, após passagens por América-MG e Fluminense, chegou ao futebol europeu. Atualmente atua no Everton, da Inglaterra. É o capixaba de maior destaque da história da Premier League, além de ser presença constantes nas convocações da seleção brasileira. Pelo Brasil, conquistou a Copa América, em 2019, disputada no País, e a medalha de ouro na Olimpíada de Tóquio, em agosto deste ano. 

Zé da Bola – in memoriam (futebol) – Um dos primeiros capixabas convocados para a seleção brasileira, Moisés Ferreira Alves, também conhecido como Zezinho, começou a carreira no Vitória e depois passou pelo Rio Branco. De lá, se transferiu para o Botafogo, clube em que permaneceu entre os anos de 1948 e 1954 e marcou 113 gols. Também jogou por Flamengo, Corinthians, Santos e São Paulo, onde se tornou o artilheiro do Campeonato Paulista de 1956, com 18 gols. Após se aposentar, retornou ao Espírito Santo para atuar como cronista esportivo, até seu falecimento em 1980.

Leia mais:  Marta se torna a única jogadora a fazer gols em cinco olimpíadas
publicidade

Camisa 10

Forte Rio Bananal chega atrasado, perde por W.O., e Aster Brasil é o campeão capixaba sub-20

Publicado

Time do interior do Espírito Santo ficou preso no trânsito e chegou apenas 1h20 após o horário marcado para a partida, no Kleber Andrade, perdendo inclusive o prazo de tolerância

Mais uma vez o futebol capixaba é marcado negativamente pela incompetência dos seus dirigentes. A decisão do Campeonato Capixaba sub-20 2021, que estava marcada para este último sábado a tarde, simplesmente não aconteceu.

O fato é que um dos finalistas, o Forte Rio Bananal, não chegou no horário marcado (15h) e inclusive só compareceu ao Estádio Kleber Andrade após o fim do prazo de tolerância (30 minutos prorrogáveis por mais 30), e acabou perdendo por W.O..

Com isso, o outro finalista, o Aster Brasil, foi declarado vencedor da partida por 3 a 0 (fato ainda será homologado pela Federação de Futebol do Espírito Santo {FES} nesta segunda-feira) e se sagrou campeão capixaba sub-20. A equipe novata no futebol do ES também garantiu vagas na Copa São Paulo de Futebol Jr e na Copa do Brasil sub-20 do ano que vem (esta última destinada apenas ao campeão estadual).

Em nota oficial emitida em suas redes sociais, a diretoria do Forte Rio Bananal justificou o atraso para chegar ao local da decisão por conta de problemas de logística. A equipe chegou 1 hora e 20 minutos após o horário marcado. A equipe do interior do Espírito Santo também está classificada para a Copa São Paulo de Futebol Jr.

Leia mais:  Flamengo ultrapassa Palmeiras e é o líder do ranking dos clubes da CBF
Continue lendo

Camisa 10

Lateral do Flamengo atropela ciclista; homem morreu a caminho do hospital

Publicado

Jogador de 20 anos prestou socorro e chamou assistência médica

Ramon, lateral-esquerdo do Flamengo, se envolveu em um acidente de carro no sábado (4) na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. O atleta conduzia o veículo quando atropelou um ciclista. 

Jonatas Davi dos Santos, de 30 anos, foi socorrido mas morreu a caminho do hospital Lourenço Jorge. Ele era entregador de aplicativo.

Bombeiros e policiais militares foram chamados para o local. Informações preliminares indicam que o jogador de 20 anos prestou socorro e chamou assistência médica. Ramon depõe na 16ª Delegacia de Polícia, que fica no bairro onde ocorreu o acidente.

Investigações sobre o atropelamento ainda indicarão como aconteceu o acidente. Relatos iniciais não esclarecem se o ciclista cruzou a pista com semáforo aberto ou fechado.

Imagens do veículo mostram o para-brisa quebrado no lado do passageiro. Toda a lateral direita do carro também ficou danificadas, incluindo o retrovisor, que foi arrancado com o choque. A polícia pretende contar com imagens de câmeras de segurança do local, além da coleta de depoimentos para as apurações.

Ramon passou a ser mais utilizado na equipe principal do Flamengo nesta reta final de temporada. O atleta foi titular em sete dos últimos 11 jogos da equipe rubro-negra no Campeonato Brasileiro. O lateral também participou de alguns jogos da Copa do Brasil e da Libertadores.

Reeleito presidente do Flamengo no sábado, Rodolfo Landim comentou sobre o acidente. 

“Eu estava no meio da contagem dos votos quando alguém me contou. A gente fica triste. Ele é um atleta exemplar. Óbvio que vamos prestar apoio a ele”.

Leia mais:  Marta se torna a única jogadora a fazer gols em cinco olimpíadas
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana