conecte-se conosco


Cidades

Setor de oncologia do Hospital Infantil de Vitória em novo espaço

Publicado

A nova Unidade de Tratamento de Alta Complexidade em Onco-Hematologia (Unacon) pediátrica do Hospital Estadual Infantil Nossa Senhora da Glória (HINSG), em Vitória, foi inaugurada nesta sexta-feira (24) pelo governador Renato Casagrande. O setor, até então alocado na área do hospital que funciona em Santa Lúcia, passa a funcionar junto às instalações do Pronto-Socorro Dra. Milena Gottardi, anexo ao Hospital da Polícia Militar (HPM), em Bento Ferreira.


Habilitado pelo Ministério da Saúde, a Unacon tem por objetivo permitir o cuidado integral ao paciente pediátrico que chega de todo o Espírito Santo e também do leste de Minas Gerais e sul da Bahia, atuando no diagnóstico, estadiamento, tratamento e seguimento do câncer infantil, garantindo a qualidade da assistência oncológica e a segurança dos pequenos pacientes.


A partir de agora, a oncologia vai disponibilizar 26 leitos de internação (sete a mais do que no espaço anterior), 19 leitos hospital-dia (antes eram dez leitos desse tipo, voltado para a internação parcial), 14 consultórios multidisciplinares (seis a mais) e duas cabines para quimioterapia (uma nova). Também foram implantados um espaço família e uma farmácia de dispensação de medicamentos.

A Secretaria da Saúde (Sesa) investiu o valor de R$ 3.197.641,43 para a nova Unacon pediátrica do Hospital Estadual Infantil Nossa Senhora da Glória. A construção teve ainda recursos oriundos de doações que somaram R$ 607.470,00.

Na inauguração, o governador Renato Casagrande falou sobre a importância do investimento em infraestrutura para a geração de resultado. “Você consegue fazer um bom acolhimento em qualquer lugar, mas quando você tem uma estrutura adequada, moderna, clara e limpa, o acolhimento é ainda melhor. Mas é lógico que o trabalho do servidor é tudo. É mais do que a estrutura física. Ela ajuda muito nesse trabalho de acolhimento e na qualidade do atendimento”, afirmou o governador.

De acordo com o diretor geral do HINSG, Nélio Almeida dos Santos, o novo espaço vai substituir uma infraestrutura pequena, que já não comportava mais a demanda existente, melhorando a assistência às crianças que precisam de atendimento oncológico. “Atualmente a área do HINSG não comporta toda a demanda assistencial da onco-hematologia. Infelizmente há um aumento de casos de câncer infantojuvenil todos os anos, e é preciso oferecer humanização, segurança e qualidade da assistência com eficiência, eficácia e efetividade”, disse.

Casagrande também relembrou os graves problemas encontrados no Hospital Infantil no início do ano passado, quando o Corpo de Bombeiros precisou deslocar uma viatura para ficar 24 horas na unidade. “Infelizmente, recebemos um hospital inteiramente destruído e hoje já saímos daquele risco que tínhamos. Inaugurar uma estrutura dessa para a oncologia pediátrica é um passo em termos de humanidade com crianças tendo um ambiente adequado para serem acolhidas com as suas famílias”, destacou o governador.

Leia mais:  Governo do Estado divulga datas para pagamento do IPVA 2022

Para o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, a inauguração da onco-hematologia do Hospital Infantil de Vitória é um grande salto de qualidade e uma expansão importante na capacidade da oferta de serviços no atendimento, e marca a história da oncologia pediátrica no Espírito Santo.

“Essa entrega é reflexo de uma maturidade institucional muito grande que há no Espírito Santo, com entidades sociais, que têm um protagonismo gigantesco com a Associação Capixaba Contra o Câncer Infantil (Accacci), e consegue envolver o Instituto Ronald McDonald, as universidades. Também há grande protagonismo dos próprios trabalhadores da Saúde. Quando tudo isso encontra um Governo arrojado, avançado e que tem pressa, consegue, como hoje, anunciar uma expansão nova e linda como essa e que impacta, de forma positiva e acolhedora, o paciente e a sua família”, apontou o secretário.

Ainda segundo Nésio Fernandes, a transferência da Unacon pediátrica de Santa Lúcia para Bento Ferreira vai possibilitar o aumento da oferta de atendimentos oncológicos, além de tornar o ambiente onde o serviço é prestado mais funcional e mais acolhedor para pacientes e profissionais.

Com o deslocamento e ampliação do Serviço de Oncologia Pediátrica do HINSG, o Hospital Dia contará com uma área específica para transfusões ambulatoriais de urgência e eletivas, administração de antineoplásicos (medicamentos utilizados para destruir células malignas e evitar ou inibir o crescimento e a disseminação de tumores) e medicações de suporte, coleta de exames específicos, atendimento de urgência e emergência em decorrência de reações graves durante a infusão de quimioterapias.

Além disso, a mudança também garante o serviço de fisioterapia no acompanhamento horizontal do tratamento oncológico, e acessibilidade compatível com as necessidades dos usuários.

Investimentos

No local, foram executados os serviços de reformas em telhado, esgotamento sanitário, instalações elétricas, revisão de pintura, forro, reforma de todas as salas cirúrgicas, construção de abrigo de resíduos para a unidade hospitalar, adequações físicas, aquisição de mobiliário e equipamentos.

Além do valor investido pelo Estado, a obra recebeu recursos oriundos da Universidade de Vila Velha (UVV) e da Accacci, proveniente campanha “MC Dia Feliz” – ação nacional coordenada pelo Instituto Ronald MC Donald’s. Foram destinados mais de R$ 600 mil para a ampliação da Unidade, sendo R$ 230.000,00 provenientes da UVV e R$ 377.470,00 do Instituto.

Novos leitos em Santa Lúcia

Com a desocupação da área da oncologia no Hospital Infantil de Vitória em Santa Lúcia, o espaço irá abrigar um ambulatório para atendimento a crianças com lábio leporino e fenda de palatina (fissura labial), que são más-formações congênitas que ocorrem durante o desenvolvimento do embrião, provocando uma abertura que começa na lateral do lábio superior e o divide.

Leia mais:  Iniciada obra de pavimentação e drenagem do bairro Padre Gianni, em Nova Venécia

O tratamento requer uma abordagem multidisciplinar, isto é, a participação de especialistas de áreas como cirurgia plástica, otorrinolaringologia, odontologia, fonoaudiologia, entre outros.

Brinquedoteca com móveis produzidos por reeducandos do sistema prisional

Móveis de brinquedos, produzidos por internos que cumprem pena na Penitenciária Estadual de Vila Velha III (PEVV III), no Xuri, farão parte da nova Unidade de Tratamento de Alta Complexidade em Onco-Hematologia (Unacon) pediátrica do Hospital Infantil de Vitória.

Os materiais, entre eles, uma cozinha montada com geladeira, fogão, pia com armário embutido, mesa com cadeiras e berços para bonecas, feitos em MDF e pintados à mão, irão compor a brinquedoteca do setor de oncologia do hospital. Os brinquedos têm o tamanho proporcional ao de crianças entre 3 e 5 anos de idade.

Ao todo, são 16 peças produzidas por internos da Marcenaria Jequitibá que funciona dentro da unidade prisional. A ideia de produzir os materiais para o hospital partiu da missionária capelã, Marta Alves Pereira Passos e da assistente social do Hospital Infantil, Tania Mara Lopes Bitti Bortolini, em parceria com a Advocacia Geral da União (AGU).

“Vimos a necessidade de quebrar o preconceito em relação à pessoa privada de liberdade. É possível ver a expressão de amor, esperança e recomeço em cada peça produzida pelos internos da Marcenaria”, enfatiza Marta.

O diretor da PEVV III, Franzailson Ribeiro Barbosa, lembra que a iniciativa da doação dos brinquedos fomenta a solidariedade e a empatia entre os internos que participam do projeto além de contribuir com a vida das crianças que são submetidas ao tratamento do câncer, minimizando os sofrimentos durante sua realização.

Criada em 2017, a marcenaria conta, atualmente, com o trabalho de nove internos da unidade. O trabalho passou a ser desenvolvido após uma parceria da Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) com o empresário do setor que contribuiu com o maquinário, a estrutura montada no local e capacitação dos detentos.

Além disso, empresas de transporte e logística contribuem com a doação de pallets, principal matéria-prima usada na marcenaria. O trabalho dos internos inclui a fase de estudo e projeto dos materiais a serem fabricados.

Todos os internos que trabalham na marcenaria têm direito ao benefício da remição da pena, previsto na Lei de Execução Penal. Isso significa que a cada três dias de trabalho, é possível reduzir um dia da pena.

publicidade

Cidades

Jaguaré atrai empresa agroindustrial

Publicado

Bom momento vivido pelo município é atrativo para empresa multinacional; grande produção de café conilon e perfil logístico também são fatores positivos para Jaguaré

Na manhã da última segunda-feira (16), o prefeito Marcos Guerra recebeu a visita dos representantes da empresa multinacional Eisa – Empresa Interagrícola SA. A empresa atua em atividades de armazenagem, industrialização e rebeneficiamento de café cru em grão e vai instalar uma unidade de produção na região norte do Estado. Os diretores apresentaram ao prefeito Marcos Guerra uma Carta de Intenções para a execução da empreitada.

Na oportunidade, participaram da visita o diretor comercial Carlos Santana, o diretor financeiro, Eudélio Oliveira, o gerente comercial em Vitória, Rodrigo Ernani, o presidente da Descamex, empresa de descafeinização do México, Demétrius Mogueira e Alejandro. Também participaram da reunião, o secretário municipal de Finanças João Marcos Preato Deolindo, o secretário de Desenvolvimento Econômico Cayo Casagrande e o controlador municipal interino Sorieldo Engelhardt.

O prefeito Marcos Guerra ressaltou que o município está aberto e que não há obstáculo nenhum para a instalação de novas empresas em Jaguaré e que, o objetivo é a geração de emprego e renda.

“Estamos trabalhando arduamente para atrair o desenvolvimento com geração de emprego e renda para Jaguaré, em especial para a área do Polo Industrial, tornando realidade esse sonho da população do município. Nós precisamos cuidar e manter o que nós temos. Mas, também, precisamos ampliar as possibilidades e, uma empresa como o Eisa, nos permitirá isso. Estamos preparados para o desenvolvimento em parceria saudável com a Câmara de Vereadores e com o Governo do Estado. Os nossos interesses são sempre transparentes e são para o município, tanto que convidamos a imprensa para fazer parte deste momento”, afirmou o prefeito referindo-se à presença de profissionais de imprensa na reunião.

Leia mais:  Governo do Estado divulga datas para pagamento do IPVA 2022

O investimento

O investimento total para implantação do projeto é de aproximadamente cento e oitenta milhões de reais. Esse valor contempla a construção do armazém, infraestrutura, compra e instalação de maquinas e equipamentos. A Eisa estima a criação de 120 empregos diretos com a implantação do empreendimento e início das operações, com média salarial bruta estimada em R$1,800,00. Estudos mostram que, nesses casos, um emprego direto gera pelo menos 3 empregos indiretos podendo, nesse caso alcançar a geração de mais 360 empregos para prestadores de serviços de oficinas, de siderúrgica, mecânica, entre outros.

O diretor comercial da Eisa, Carlos Santana, destacou que Jaguaré apresenta condições excepcionais para a implantação da empresa. Entre elas o bom ambiente político vivido no momento, com boas relações com o Governo do Estado e a Câmara Municipal.

“Encontramos um ambiente muito sadio com alinhamento entre o Executivo e o Legislativo para a instalação de um investimento de cerca de 30 milhões de dólares na primeira fase. Trata-se do processamento do café conilon com a descafeinização do grão. E Jaguaré é o maior produtor de café conilon do Estado do Espírito Santo, que também produz cafés lavados, os arábicas das regiões serranas, e um bom café natural, além do conilon, ou seja, os três ingredientes que compõem o blend, o Estado produz. Vamos trabalhar com o comércio exterior com venda para vários países, além da venda da cafeína natural para a indústria de cosméticos. E vamos fazer isso com um critério de sustentabilidade muito forte”, destacou.

Leia mais:  Iniciada obra de pavimentação e drenagem do bairro Padre Gianni, em Nova Venécia

Estrutura

No projeto de instalação da unidade da multinacional, a Eisa planeja instalar um armazém para recebimento, armazenagem e rebeneficiamento de café cru em grãos e uma unidade para processos industriais no segmento de café verde. A capacidade inicial seria para armazenagem de 700 mil sacas de café cru em grãos. O rebeneficiamento será efetuado com máquinas de pré-limpeza, catadoras de resíduos, densimétricas, classificadoras e selecionadoras eletrônicas de grãos. Na área industrial serão utilizados tanques extratores, secadores e decantadores.

A Eisa é parte de uma multinacional, a Ecom, uma empresa agroindustrial de 180 anos, que atua no comércio de commodities e gestão de cadeia de suprimentos sustentável. Opera em 35 países produtores em todo o mundo e concentra a produção principalmente em café, algodão e cacau, além de participar de outros mercados de produtos agrícolas selecionados. A empresa figura entre os maiores comerciantes de café, está entre os quatro maiores comerciantes de cacau e os 5 maiores comerciantes internacionais de algodão.

Continue lendo

Cidades

Detran adequa sistema de Habilitação para emissão do novo modelo de CNH

Publicado

O Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran|ES) informa que, devido à necessidade de parametrizar o sistema para expedição do novo modelo da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), o sistema de Habilitação ficará paralisado temporariamente para o serviço de triagem de processo de Habilitação e não haverá emissão de Carteira Nacional de Habilitação (CNH) entre os dias 26 e 31 de maio em todo o Estado.  

A parada temporária é necessária para a adequação do sistema do órgão com a gráfica que emite o documento no Estado e realização de testes para a adoção do novo modelo da CNH a partir no dia 1º de junho de 2022, conforme estabelecido pela Resolução Nº 886, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). 

A medida não afeta a abertura de novos processos de Habilitação e a aplicação de exames teóricos e práticos, que serão feitos normalmente no período de parada programada. 

Os condutores que abrirem processos de Habilitação entre os dias 26 e 31 de maio terão a CNH emitida já no novo modelo a partir do dia 1º de junho de 2022, assim como poderão baixar a Carteira Nacional de Habilitação Eletrônica (CNH-e) no mesmo formato no aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT) a partir dessa data. 

Leia mais:  Fundação Renova: Orientações e cuidados no período chuvoso

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana