conecte-se conosco


Entretenimento

Superman do ES: autônomo de 59 anos faz sucesso ao levantar botijão de gás com um braço

Publicado

Valdeci Antônio, autônomo de 59 anos, estava fazendo a brincadeira no depósito onde trabalha, em São Mateus, quando colegas o gravaram e publicaram no Tik Tok

Um vídeo onde um homem levanta um botijão de gás com apenas um braço está atraindo a atenção de pessoas de todo o Brasil.

Valdeci Antônio, autônomo de 59 anos, estava fazendo a brincadeira no depósito onde trabalha, em São Mateus, quando colegas o gravaram e publicaram o registro na rede social Tik Tok.

O vídeo já conta com 1,1 milhão de visualizações e mais de 41 mil curtidas na plataforma chinesa e foi compartilhado por uma página de entretenimento de Juazeiro (CE) no Instagram.

Na gravação, é possível ver o morador de São Mateus levantando o botijão lentamente e simulando um “levantamento de peso” com o objeto. 

Em seguida, ele levanta o objeto com os dois braços, joga o botijão para o alto e o pega novamente, como se estivesse brincando com uma bola de futebol.

“O botijão é de verdade. Fiz a brincadeira no depósito da empresa onde trabalho e não achei que o vídeo ganharia essa proporção, foi uma surpresa”, contou Valdeci.

A página do Instagram “explode_cariri” compartilhou o vídeo publicado no Tik Tok por amigos de Valdeci com a legenda “A força do cabeça branca”.

Algumas pessoas desacreditaram da façanha e afirmaram que o botijão é de plástico, outras entraram na brincadeira e parabenizaram o trabalhador.

Valdeci nasceu em Barra de São Francisco, município do Noroeste do Espírito Santo, mas se mudou para São Mateus há 22 anos, e atualmente mora no bairro Porto São Mateus com a esposa e duas filhas.

Lucas Barcellos, genro de Valdeci, contou que o sogro não tem costume de navegar pela internet e que criou um Instagram para Valdeci na noite deste domingo (21), após a repercussão da brincadeira.

“Eu criei um perfil para ele devido à repercussão do vídeo e, quando mostro a fama na nova rede social, ele fica todo bobo. Meu sogro é muito extrovertido e trabalhador, somos bem próximos”, afirmou.

 

Leia mais:  Alimentos que melhoram a memória

publicidade

Entretenimento

10 filmes otimistas na Netflix que vão te provar que o mundo não gira, ele capota

Publicado

A Revista Bula traz uma seleção de filmes que provam que os dias de glória existem. Afinal, se eles já aconteceram para algumas pessoas, podem ocorrer para você também! Enquanto você decide o lookinho que vai usar quando o dia finalmente chegar, fique de olho nessas produções otimistas em que o carma finalmente recompensa as pessoas. Assista essas histórias, pois algumas são inspiradas em fatos reais, e não se esqueça de ir preparando seu discurso. Se emocione, se inspire e vibre com quem comeu o pão que o diabo amassou, mas deu a volta por cima e recebeu os louros. Entre as obras, “Retrato de um Campeão”, de 2021, de Chi-Man Wan; “Um Match Surpresa”, de 2021, de Hernan Jimenez; e “A Incrível História da Ilha das Rosas”, de Sydney Sibilia. Os títulos estão organizados de acordo com o ano de lançamento e não seguem critérios classificatórios.

Retrato de um Campeão (2021), Chi-Man Wan

O filme conta a inspiradora história do atleta paralímpico So Wa-wai. Nascido com icterícia, ele teve sua audição e equilíbrio afetados permanentemente. Apesar disso, seu corpo revelou um talento especial para a corrida. Incentivado por sua mãe trabalhadora, Wa-wai se junta a uma equipe de pessoas com deficiência física e acaba fazendo história nos Jogos Paralímpicos. O longa retrata a árdua jornada da família até a glória no atletismo. Ainda revela os obstáculos enfrentados por atletas profissionais de Hong Kong, entre os quais muitos são forçados a abandonar suas carreiras para trabalhar em empregos comuns.

Um Match Surpresa (2021), Hernan Jimenez

Natalie Bauer é uma jornalista em Los Angeles que escreve uma coluna de sucesso em que conta sobre seus encontros fracassados com caras de um aplicativo de namoro. Até que um dia ela engata um romance virtual com um homem aparentemente perfeito de outro estado. Ela impulsivamente viaja até a cidade do crush, durante as festividades de Natal, para surpreendê-lo. Ao chegar no lugar, descobre que a pessoa por trás do perfil não é o mesmo da foto.

A Incrível História da Ilha das Rosas (2020), Sydney Sibilia

Com ajuda de um amigo, um homem idealista constrói uma ilha fora do território marítimo italiano. Após declarar que o local é uma nação independente, chama atenção de turistas, inclusive pessoas que chegam para pedir cidadania. Conforme o local se torna cada vez mais popular e ele solicita reconhecimento da ONU, outros países se sentem desconfortáveis, especialmente a Itália, que passa a considerá-lo inimigo.

Pódio para Todos (2020), Ian Bonhôte e Peter Ettedgui

O documentário foca em contar as histórias humanas por trás dos jogos paralímpicos, o segundo maior evento esportivo do mundo. Longe das armadilhas cerimoniais, este relato íntimo mostra como funciona o poder físico e emocional dos competidores, que exibem não apenas proezas atléticas, mas resistência mental.

O Menino que Descobriu o Vento (2019), Chiwetel Ejiofor

No vilarejo de Wimbe, no Malawi, no início do século, um garoto de 13 anos, William, é extremamente inteligente e tem dom para ciência. Após as plantações da comunidade em que vive serem destruídas por inundações, sucedidas por uma seca devastadora, o adolescente tem a ideia de construir um moinho de vento. Com o mecanismo, uma bomba de água seria alimentada com intuito de irrigar os campos secos de sua aldeia extremamente empobrecida.

Antonia: Uma Sinfonia (2018), Maria Peters

Ambientado em Nova York, em 1926, Antonia Brico sonha em ser regente de orquestra, mas encontra inúmeros obstáculos, apesar de seu inegável talento e determinação. A profissão, na época, é praticamente dominada por homens e a entrada de uma mulher é bastante limitada. Fica ainda mais difícil quando ela tem de escolher entre o amor de sua vida e a música.

Somos Todos Iguais (2018), Michael Carney

Ansioso em reparar os danos de uma traição recente, Ron Hall concorda em acompanhar sua esposa, Debbie, em um abrigo onde ela realiza trabalhos voluntários. Lá, Ron desenvolve uma amizade improvável com um morador de rua supostamente violento, Denver. No abrigo, ele supera a hostilidade inicial de Denver e aprende os detalhes de sua comovente história pessoal.

Pegando Fogo (2015), John Wells

Adam Jones era um premiado chef de um restaurante em Paris, mas perdeu tudo depois de passar um duro período de dependência alcoólica. Após se recuperar, ele volta para os Estados Unidos, onde trabalha de descascar ostras. Um dia, Adam decide retomar sua vida de prestígio e convence o filho de um antigo mentor a investir em seu retorno. Adam terá o duro trabalho de mostrar que realmente superou os fantasmas de seu passado.

Louie Zamperini superou uma infância delinquente para se tornar uma estrela em ascensão no atletismo. Após um desempenho admirável nas Olimpíadas de 1936, Louie se juntou à aeronáutica dos Estados Unidos na Segunda Guerra Mundial. Durante uma missão, o avião de Louie cai no Oceano Pacífico. Ele e um colega sobrevivem, mas ficam mais de um mês à deriva no mar. Capturado por tropas japonesas e enviado para campos de prisioneiros, Louie suportou torturas físicas e psicológicas nas mãos de seus captores.

Erin Brockovich, uma Mulher de Talento (2000), Steven Soderbergh

Erin Brockovich é mãe de três filhos e divorciada. Enquanto trabalha como arquivista em um pequeno escritório de advocacia, se depara com o caso de uma empresa que contamina a água consumida por moradores de uma pequena cidade. No local, as pessoas têm sido afetadas por doenças devastadoras. Erin convence seu chefe a deixá-la apurar o caso. Embora os cidadãos locais fiquem receosos com a investigação, logo Erin ganha a confiança da população com seu jeito claro e franco. Mais de 600 testemunhas surgem contra a empresa que tem tornado a água da cidade tóxica.

Leia mais:  11ª edição do Circuito Banestes de Teatro acontece em formato on-line
Continue lendo

Entretenimento

Conta Café é a grande vencedora do Espírito Startups, primeiro reality show de inovação da TV capixaba

Publicado

A plataforma para lojistas e compradores de café́ com todo o processo de gestão, compra e venda originado em barter levou R$ 400 mil em prêmios

O Conta Café venceu o Espírito Startups, primeiro reality show de negócios do Espírito Santo. A final da concorrida competição foi realizada sábado, 27, com transmissão pelo YouTube e, além do reconhecimento como a mais competitiva e bem estruturadas a empresa, ganhou R$ 400 mil, sendo R$ 300 mil em investimentos e R$ 100 mil em mídia.

Os jurados da competição foram os empresários Marcus Buaiz, Simone Chieppe, Rogério Salume, Tayana Dantas e Antonio Luiz Toledo. A partir do foco em inovação e tecnologia, em especial, o grupo escolheu o Conta Café, após avaliação de dezenas de concorrentes e duas etapas eliminatórias.

Os diretores do Conta Café Flávio Gianordoli e Eduardo Bortolini, defenderam a empresa no programa e agora, junto com os demais sócios, esperam usar o prêmio para investir na expansão do negócio. “Esta foi uma surpresa muito boa. Vocês terem acreditado na gente, no nosso potencial, no nosso sonho foi o maior prêmio que recebemos. Essa participação no reality Espírito Startup, a mentoria do grupo vai contribuir muito para nosso negócio”, afirmou Flávio Gianordoli.

Segundo Eduardo Bortolini, a partir desta conquista, o grupo vai incrementar o desenvolvimento da oferta de soluções, ponta a ponta, para maximizar o volume de negociações do Conta Café.

Conta Café

Plataforma desenvolvida pelos empresários capixabas Eduardo Bortolini, Flávio Gianordoli e sócios para lojistas do agro e compradores exportadores, o Conta Café conta com processo digital simplificado. A startup opera com o barter, modalidade comercial similar ao escambo, em que produtores de cafés podem trocar sua produção por insumos.

Com funcionamento simples, intuitivo e seguro, atua com o café conilon e assegura preços online atualizados diretamente dos trades compradores. Todo o processo de negociação conta com forte documental, contrato jurídico e Cédula de Produtos Rural (CPR).

Segundo Eduardo Bortolini, sócio-diretor do Conta Café, a robusta relação de parcerias da startup potencializou, de forma segura, a oferta de insumos agrícolas a todos os produtores capixabas.

Leia mais:  Anitta discute com deputado Felipe Carreras sobre direitos autorais
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana