conecte-se conosco


Entretenimento

Tempo e atitude do piloto levaram à morte de Gabriel Diniz, diz relatório

Publicado

Investigação do Cenipa revela que instabilidade atmosférica, formações meteorológicas e atitude do piloto determinaram a queda de aeronave

Um relatório do Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) finalizado na quinta-feira (29) e divulgado nesta sexta-feira (30), apontou que instabilidade atmosférica, formações meteorológicas e a atitude do piloto levaram à queda da aeronave que transportava o cantor Gabriel Diniz, de 28 anos, em maio de 2019, em Sergipe.

O relatório investigou as causas que levaram ao acidente com a aeronave PT-KLO, modelo PA-28-180, ocorrido no dia 27 de maio de 2019. Segundo o órgão, durante o voo, “sob condições meteorológicas adversas, houve desprendimento de componentes da aeronave em voo, seguindo-se da queda da aeronave.”

No acidente, o piloto e os passageiros sofreram lesões fatais. A aeronave ficou destruída. De acordo com o relatório, a atitude de não considerar os procedimentos previstos para se manter em condições de voo levou à exposição da aeronave a um elevado risco de acidente.

A presença de fenômenos meteorológicos também contribuiu para a queda da aeronave. Foram identificadas camadas de nuvens baixas e precipitações de intensidade moderada a forte, com instabilidade atmosférica. Segundo o relatório, esses fatores climáticos interferiram de forma determinantes no acidente. 

Outro fator citado pelo Cenipa é a indisciplina do voo. “Ao ingressar em área com instabilidade atmosférica e formações meteorológicas, o piloto deixou de observar a ICA 100-12/2016 Regras do Ar, que estabelecia os mínimos de visibilidade e distância de nuvens em Condições Meteorológicas de Voo Visual (VMC).”

O relatório considera ainda que não houve uma avaliação adequada dos parâmetros relacionados à operação da aeronave em relação aos limites operacionais para efeito de decisão. Além disso, a aeronave não estava certificada para o tipo de voo em uma rota que se caracterizava pela presença de nuvens baixas e com precipitações fortes e moderadas.

Assim, o relatório concluiu que houve inadequação nos trabalhos de preparação realizados pelo piloto para aquele tipo de operação. “A decisão de manter o voo para Maceió, em condições incompatíveis com o voo visual, demonstraram fragilidades na avaliação da situação, cujos prováveis impactos na segurança do voo não foram adequadamente considerados”, afirmou o órgão. 

Além disso, o relatório concluiu ainda que “o fato de transportar um artista que possuía compromissos familiares no destino tornou-se um dado relevante para a tomada de decisão, em detrimento a relevantes aspectos relativos à manutenção da segurança da operação.”

Leia mais:  Cantor sertanejo é preso em flagrante por suspeita de tráfico de drogas
publicidade

Entretenimento

Marcius Melhem anuncia medidas judiciais contra Dani Calabresa e advogada

Publicado

O ator e diretor Marcius Melhem anunciou nesta sexta-feira (04) que entrou com uma ação na Justiça contra a advogada Mayra Cotta, que representa seis mulheres que o acusam de assédio sexual, para que ela prove as denúncias. Em entrevista exclusiva ao UOL, Melhem também informou que fará uma interpelação judicial a Dani Calabresa, pedindo que ela confirme ou desminta relatos de assédio que teria sofrido, como mostrou reportagem da revista Piauí publicada hoje. A íntegra da entrevista com Melhem, realizada no final da tarde desta sexta-feira (04) por mim e por Dolores Orosco, editora-chefe do Universa, será publicada neste sábado (05).

A primeira acusação a Melhem remonta a dezembro de 2019. A Globo fez duas investigações sobre o caso no início deste ano, que não resultaram em nenhuma condenação formal ao comediante. Melhem tirou licença em abril, para acompanhar o tratamento médico de uma filha, e deixou a Globo em agosto. Foram 17 anos de trabalho. Em nota, na ocasião, a emissora o elogiou, dizendo que “deu importante contribuição para a renovação do humor nas diversas plataformas da empresa”.

Em outubro, a jornalista Mônica Bergamo trouxe na Folha uma entrevista com a advogada Mayra Cotta, representante de 12 mulheres (seis vítimas de assédio sexual e seis testemunhas) que acusam Melhem. Nesta sexta, o repórter João Batista Jr., na Piauí, informa que conversou “com duas vítimas de assédio sexual, sete vítimas de assédio moral e três vítimas dos dois tipos de assédio, o sexual e o moral”.

As acusações atingem, além de Melhem, diferentes instâncias da Globo que lidaram com o caso, aparentemente, sem o rigor necessário. Melhem chefiou a área de humor da Globo nos últimos anos, sendo responsável pela criação de programas como “Zorra”, “Tá no Ar” e “Fora de Hora”, além do quadro “Isso a Globo Não Mostra”, exibido no Fantástico. Mais recentemente, também era responsável pela “Escolinha do Professor Raimundo”. Nenhum destes programas vai permanecer na grade da emissora.

Leia mais:  Entrevista - Maciel de Aguiar: ‘Este livro é um presente para Roberto Carlos’
Continue lendo

Entretenimento

Cantor sertanejo é preso em flagrante por suspeita de tráfico de drogas

Publicado

Danilo Oliveira Lellis, mais conhecido pelo nome de Dan Lellis, foi preso por suspeita de tráfico de drogas, na última terça-feira. O artista de 23 anos dirigia um veículo próximo ao pedágio no município de Alexânia, no estado de Goiás, quando foi abordado por agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Na ação, os policiais encontraram material entorpecente em sua posse e o levaram para a delegacia da cidade, onde foi preso em flagrante. A informação foi confirmada pela distrital em Alexânia, que acrescentou que o suspeito fora levado para uma unidade prisional da região.

Agentes da delegacia local não detalharam a quantidade de material entorpecente que estava com Danilo. Informações preliiminares, no entanto, dão conta que, em posse do artista, havia porcões de skank, e cerca de dez comprimidos de ecstasy, além de um caderno de anotações, com os dizeres “clientes”.

Dan Lellis

A abordagam aconteceu na BR-060, depois que os agentes da PRF que atuavam no local suspeitaram do condutor do veículo. A reportagem tentou contato com a equipe do cantor, através do contato disponibilizado em sua conta nas redes sociais, mas não obteve resposta.

Nas redes sociais, Danilo, que é conhecido pelo estilo “trapnejo” ( uma espécie de mistura entre hip-hop e sertanejo), possui mais de um milhão de seguidores. Em sua página no Instagram, sua última publicação foi há quatro dias.

O artista já se apresentou com nomes consagrados, como Lucas Lucco. Também compôs canções interpretadas por outros artistas do mundo sertanejo, como Gusttavo Lima.

Leia mais:  Fóssil revela tartaruga pré-histórica do tamanho de um carro que viveu na Amazônia
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana