conecte-se conosco


Camisa 10

Tensa com coronavírus, Fifa pode liberar futebol só em junho

Publicado

A realidade da pandemia na Europa assusta o presidente da Fifa. Ele não tem pressa. Ao contrário da Conmebol que deseja retorno em 6 de maio

“Vejo alguns que pensam que se pode jogar em algumas semanas. Não. Não devemos arriscar. Saúde em primeiro lugar. Depois vamos jogar, retomar os campeonatos, concluir o que faltou.”

“Mas um jogo de futebol não vale a vida de uma pessoa.”

“Não é justo com os que sofrem nesse momento.”

“Temos que reconhecer que, para nós apaixonados por futebol, o futebol não é a prioridade número um.”

“É triste, mas é a realidade.”

Gianni Infantino, ontem…

“Vamos seguir avaliando a evolução do vírus e como isso transcorre durante o tempo. Mas entendemos também que, pelas previsões em um cenário ideal, a situação vai estar sob controle no mês de maio.”

“Então, nós vemos isso como uma possibilidade de reiniciar a Libertadores no dia 6 de maio.”

Alejandro Domínguez, há seis dias.

A postura do presidente da Fifa nunca foi tão firme. O comandante da entidade, encravada na Suíça, coração da Europa, acompanha diariamente o terror que o coronavírus espalhou pelo continente.

Sua nacionalidade é ítala/suíça. 

O vírus, que infectou 1,5 milhão de pessoas no mundo, com 70 mil mortes. Mais de 50 mil foram na Europa.

Na América do Sul, até agora, são cerca de 1.300 vítimas fatais.

São quatro bilhões de pessoas em isolamento.

Os clubes estão desesperados com a paralisação pela pandemia.

A perda de dinheiro é tão imensa quanto inesperada.

O poder de pressão sobre a Conmebol é muito maior. 

Pela mortalidade muito menor, apesar de infectologistas concordarem que a possibilidade de a pandemia crescer é imensa, deste lado do mundo.

Como foi com a Europa.

Por isso, tantos leitos de hospitais sendo improvisados às pressas, em estádios e ginásios.

O Brasil, país de mais casos no continente sul-americano, chegou à terrível marca de 800 mortes e 16 mil infectados ontem. A Argentina tem 1.700 infectatos e 60 vítimas fatais. O Uruguai, 424 casos, sete mortes.

Paraguai, país de Domínguez, 119 casos, cinco mortes.

A América do Sul não chega a 25 mil infectados.

Mas o que prevalecerá para a Fifa, na volta do futebol, será o decorrer da pandemia na Europa, continente que especialistas garantem estar vivendo seu ‘pico’ de números de infectados.

A cidade de Wuhan, na China, apontada como o primeiro foco da pandemia, comemorou ontem o final do confinamento.

Durou 76 dias.

O futebol no Brasil foi paralisado no dia 20 de março.

Há exatos 20 dias.

A Uefa paralisou a Champions no dia 13 de março.

Há 27 dias.

A Conmebol parou a Libertadores no dia 12 de março.

Há 28 dias.

Eurocopa, Copa América e Olimpíada, adiadas para 2021.

As autoridades ainda não fazem previsão sobre o final do confinamento.

Há inúmeras discussões sobre remédios, prevenções.

Infantino deixou bem claro.

A volta do futebol, só com total segurança.

A ideia de Domínguez de apressar o retorno, com portões fechados, tem oposição de sindicatos de jogadores, e de infectologistas, pela exposição dos atletas.

Quando Infantino fala que não há possibilidade de volta nas próximas semanas, o sonho de retorno do futebol, pela imprensa europeia, deve acontecer, com otimismo, no final de maio.

Ou até junho.

Infantino segue o tom da Uefa. Muito menos apressada que a Conmebol

Os grandes clubes brasileiros deram férias até o dia 20 de abril. 

O sonho é dez dias de intertemporada.

E volta aos campos no domingo, dia 3 de maio.

Daqui 24 dias.

Infectologistas não respaldam esse desejo.

Infantino foi claro na sua postura ontem.

Ao contrário de Domínguez.

Não colocará vidas em risco.

Nem se for apenas dos jogadores.

Chance quase zero de Libertadores no dia 6 de maio.

Até porque, além da pandemia, há as fronteiras fechadas de todos os países envolvidos na competição na América do Sul.

Por isso, clubes e televisões que se preparem.

A indefinição da volta do futebol prevalece.

A Fifa descobriu que a vida merece respeito.

Diante dessa postura firme, a Conmebol quer uma compensação.

Respeitando a sua tradição dinheirista, quer ajuda financeira às federações de futebol da América do Sul.

A bilionária CBF espera sua parte…

Leia mais:  Vídeo: Bolsonaro marca um gol em jogo beneficente na Vila Belmiro
publicidade

Camisa 10

Italo Ferreira brinca ao surfar onda gigante: ‘Sem seguro de vida’

Publicado

Brasileiro campeão olímpico em Tóquio registrou sua breve passagem por Nazaré, em Portugal, local com ondas de até 20 m

“Sem seguro de vida, mas cheio de vontade de viver”. É assim que Italo Ferreira descreve a emoção de surfar as ondas gigantes de Nazaré, em Portugal.

O campeão olímpico registrou em seu Instagram a rápida sessão de ondas, em que teve a companhia dos brasileiros Pedro Scooby e Lucas Chumbo: “Tivemos apenas algumas horas pra fazer uma sessão em Nazaré antes de embarcar pra África… mas valeu muito a pena.”

Após um 2021 bastante intenso, com direito à inédita medalha de ouro olímpica e o 3º lugar no Mundial de Surfe, Italo curte agora as suas férias. Na última semana, ele registrou um encontro com Neymar, feito após a vitória do PSG para cima do RB Leipzig, na Champions League.

Leia mais:  Vídeo: Bolsonaro marca um gol em jogo beneficente na Vila Belmiro
Continue lendo

Camisa 10

Estadual de canoa havaiana na Lagoa Nova movimenta a cadeia do turismo de Linhares

Publicado

A primeira etapa do Campeonato Estadual de Canoa Havaiana realizada no último final de semana na Lagoa Nova, em Linhares, movimentou a cadeia do turismo e apresentou aos capixabas as belezas do complexo lacustre do Município. Mais de 350 atletas entraram na água para a disputa da competição.

Visualização da imagem

O campeonato foi disputado na modalidade Sprint, com distâncias de 500m, 1000m e 1500m, em canoas OC6, V1, OC1, OC2, V3 e V12, nas categorias masculino, feminino, mista, amador, júnior 19, open, master 40+, master 50+ e master 60+.

Visualização da imagem

Para o atleta Carlos Segundo Aires que conquistou o primeiro lugar das categorias Master 500m e 1000m com a equipe do Vitória Va’a Clube, foi sensacional participatr da competição. “Linhares é uma cidade a nível internacional para receber este tipo de competição. Foi espetacular disputar com vários atletas do Estado. Fico feliz pela oportunidade e por incentivar os que estão começando na modalidade”, disse o atleta de 44 anos.

Visualização da imagem

David Engel Júnior, de 52 anos, que integra a equipe do Independente Lagoa Nova, ficou satisfeito com o segundo lugar da categoria Catamarã. Ele destacou a importância de Linhares sediar um evento deste nível.

“É algo extraordinário receber um evento como este na cidade, uma vez que a canoa vem crescendo de forma gigantesca em todo país. Por isso, o campeonato vem para fortalecer e mostrar que Linhares tem grande potencial para receber competições aquáticas que vão do nível estadual até o internacional. Acredito que a partir deste evento o município vai entrar de vez na rota dos calendários esportivos mais importantes do Brasil. Eu e minha equipe estamos muitos felizes com o resultado. O evento foi muito bem organizado”, disse.

Para um dos organizadores do evento, Ramiro Helmer, a prova tem uma característica única no Espírito Santo e coloca Linhares no mapa de competições dessa modalidade. “Entregamos um evento pensando no atleta, mas sem esquecer do público. A recompensa veio com casa cheia, gente feliz e competição na água. Agradecemos a todos que confiaram e acreditaram em nosso trabalho”.

Visualização da imagem

Para o prefeito de Linhares Guerino Zanon é uma honra poder incentivar a prática esportiva na cidade, e ver as lagoas do Município sendo potencializadas com um esporte que está crescendo cada vez mais em todo o Espírito Santo e no Brasil.

Ele pontua que o desenvolvimento de uma prática turística que tenha o esporte por base pode resultar em benefícios adicionais, com a possibilidade da expansão de eventos e atividades de lazer e turismo de bem-estar.

“Explorar o potencial de Linhares com consciência sustentável e cultural é uma grande oportunidade, que se desdobra para outros setores como o turismo, prática dos esportes aquáticos e promoção de eventos. A realização de etapa do estadual de canoa havaiana na Lagoa Nova é extremamente importante, principalmente para o desenvolvimento econômico, em um momento em que o município está se recupera dos impactos de uma pandemia”.

O prefeito destacou a atuação dos jovens empreendedores do Município, Ramiro Helmer e Eduardo Rocha pelo pioneirismo do esporte, a iniciativa junto à Federação Capixaba da modalidade e os servidores da secretaria municipal de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer pela atuação durante a etapa do estadual.

“Vamos continuar trabalhando para termos ainda mais competições em todas as nossas lagoas e avançando com muito trabalho e força de vontade destes jovens empreendedores e nossas equipes de servidores para transformar Linhares na capital dos esportes náuticos do Estado”, finalizou o prefeito.

Visualização da imagem

“O evento vai em direção do que queremos fomentar como política pública de turismo. Além disso, a competição valoriza nossa característica de belas lagoas e também traz efetivamente pessoas de outras cidades para a nossa cidade. Não tem melhor forma de promoção do turismo”, destacou o diretor de Cultura e Turismo da Prefeitura de Linhares, José Augusto Muleta.

Muleta enfatizou que o evento proporcionou ao visitante conhecer como Linhares é bem estruturada e bela. “Nada melhor que conhecer de perto a cidade para divulgar bem aos amigos e familiares e assim fazer com que mais pessoas visitem nossa cidade. Dessa forma, a gente vem cumprindo com a nossa proposta de política pública de fomento de fluxo turístico”, ressaltou.

A segunda etapa do campeonato está programada para acontecer no próximo dia 21 de novembro em Vitória.

Leia mais:  Fred inicia percurso de bicicleta até o Rio, para se apresentar no Flu
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana