conecte-se conosco


Camisa 10

Tite está ‘queimando’ Gabigol. Como queimou Bruno Henrique

Publicado

Atacante do Flamengo, artilheiro do Brasil, tocou nove vezes na bola ontem. Esquema tático da seleção está ‘matando’ seu futebol

Nove toques na bola.

E substituição no intervalo.

Sair como jogador com a pior atuação contra a fraca seleção peruana.

A Copa América está sendo exatamente o contrário do que sonhava Gabigol.

Em vez de ser um caminho seguro para a Copa do Mundo, está deixando claro que o artilheiro do Flamengo não serve para a seleção.

Por que será que seu desempenho é tão ruim?

Por uma situação muito simples. O esquema tático de Tite ‘queima’ o atacante do Flamengo.

No bicampeão brasileiro, ele pode flutuar por onde quiser. Pela direita, pela esquerda e, muitas vezes, volta para buscar a bola no meio de campo.

Com Tite, não.

Ele encaixota Gabigol entre os zagueiros e volantes adversários. O atacante tem espaço limitadíssimo. A direita pertence a Gabriel Jesus ou Richarlison. A esquerda é toda de Neymar ou, eventualmente, Everton Cebolinha.

Tite foi perguntando especificamente sobre o fraco desempenho de Gabigol. E fugiu da resposta.

“Calma, o futebol é feito de calma. A gente cria expectativa excessiva. Assim como Everton Ribeiro. A gente mexeu a equipe toda, com seis modificações. A mecânica… O futebol é uma engrenagem, demora a se ajustar. No segundo tempo, a gente trouxe como estratégia [as substituições], porque entendia que o jogo pedia isso. A entrada do Everton Ribeiro trouxe uma situação melhor. Talvez se tivesse o Everton com Neymar e Gabigol poderia ser melhor, o Cebolinha podia ser melhor. A gente tem que ter calma para fazer engrenagem e ajuste.”

Como o jornalista que pergunta não tem direito a ressaltar que sua indagação não foi respondida, ficou superficial, sem resposta. 

Mas o que acontece com Gabigol não é novo.

Bruno Henrique, jogador que vivia fase fabulosa no Flamengo, não rendeu nas mãos de Tite.

Pelo simples motivo que o técnico o escalou como centroavante. E chegou a colocá-lo na ponta direita. Quando Bruno Henrique é um jogador de velocidade, de profundidade, especialista pelo lado esquerdo.

Jogando em posição que não é sua, Bruno Henrique acabou ‘queimado’ na seleção.

Se Tite pretende atuar com três atacantes fixos e apostar em Gabigol preso entre os zagueiros e o volante adversário, ele está perdendo tempo. Do atacante flamenguista e da própria seleção brasileira.

Gabigol não é este jogador de presença de área, de cotovelos abertos, pronto para fazer o pivô, atuar de costas para o gol. 

Tite precisa dar liberdade para o maior artilheiro do futebol brasileiro.

Ou esquecê-lo. 

Chega a ser cruel ver Gabigol na Copa América.

Frustrado, irritado, tenso. Sabe que precisa ser obediente a Tite. Mas acaba sabotando seu futebol.

Bruno Henrique foi subserviente a Tite. E acabou esquecido, sem defensores pedindo sua convocação.

Gabigol caminha na mesma direção.

Nove toques na bola em 45 minutos de jogo.

Roberto Firmino deixou de ser titular por atuar encaixotado.

Nesta geração de atacantes brasileiros, não há um centroavante típico. Pelo esquema de Tite, Lewandowski seria o jogador que procura.

Gabigol tem duas saídas.

Ou conversar com Tite e buscar mais liberdade, coordenar um revezamento com Neymar e Gabriel Jesus ou Richarlison. 

Ou se submeter e se ‘queimar’ na seleção.

Não há outra saída.

Qualquer dúvida, ele que pergunte a Bruno Henrique…

Leia mais:  Governo confirma vacinação de 1,8 mil atletas a partir desta quarta
publicidade

Camisa 10

Paulo André Camilo fica em 3º na eliminatória e avança às semifinais dos 100m rasos

Publicado

Paulista radicado no Espírito Santo segue em busca do sonho de uma medalha para o Brasil no atletismo

“Capixaba de coração”, o paulista Paulo André Camilo se classificou para as semifinais dos 100 metros rasos ao ficar em 3º lugar na sexta eliminatória das Olimpíadas de Tóquio. A prova aconteceu na manhã deste sábado, e o brasileiro ficou com o tempo de 10:17.

Paulo André correu na raia de número seis, e a prova teve que ser adiada em duas vezes, por conta de queimadas de largada. O fato culminou com a eliminação do togolês Fabrice Dabla, que recebeu o cartão vermelho e ficou de fora.

As semifinais dos 100 metros rasos acontecem neste domingo, com os 24 melhores velocistas seguindo na briga pelas medalhas de ouro, prata e bronze.

Leia mais:  Ex-jogador do Parma morre durante partida em memória do irmão falecido
Continue lendo

Camisa 10

Atividades e eventos esportivos estão liberados a partir de segunda-feira (2)

Publicado

Com o intuito de facilitar o entendimento dos municípios sobre as medidas sanitárias relacionadas à pandemia do novo Coronavírus (Covid-19) e graças ao avanço da vacinação no Espírito Santo e a redução no número de internações pela doença no Estado, a Secretaria de Esportes e Lazer (Sesport) publicou uma portaria que trata da prática e dos eventos esportivos no Estado.

Publicada na edição do Diário Oficial do Estado, desta quarta-feira (28), a nova legislação passa a permitir atividades físicas e a realização de eventos ligados ao esporte em municípios classificados no risco baixo e moderado, de acordo com o Mapa de Risco do Governo do Estado, divulgado semanalmente. Para acessar a portaria, clique aqui.

Todas as medidas tratadas na portaria passam a ter validade na próxima segunda-feira (02) e foram divulgadas durante o evento “Mais Campeões”, realizado nessa terça-feira (27), no Palácio Anchieta, em Vitória. O secretário de Estado de Esportes e Lazer, Júnior Abreu, celebrou a liberação e ressaltou a importância do ato.

“A decisão de retomar as atividades esportivas foi um ponto acertado com o governador Renato Casagrande e traz um pouco de luz para a população esportiva nesse momento tão difícil. Dessa forma, os municípios se sentirão mais seguros para retornar com as suas atividades, principalmente as que eram feitas junto com jovens, como o projeto Campeões de Futuro, tocado pelas prefeituras em parceria com a Sesport”, contou Júnior Abreu.

O secretário fez questão de salientar também o avanço da imunização em todo território capixaba. “Nós temos plena consciência de que essas liberações só foram conquistadas pelo avanço da vacinação no Estado. O Espírito Santo vem sendo um dos destaques positivos na imunização em nível nacional”, completou.

Eventos esportivos

A realização de eventos esportivos, assim como a entrada de público nos locais de competição, deverão seguir as orientações descritas na Portaria n° 013-R, da Secretaria        da Saúde (Sesa), publicada no dia 23 de janeiro de 2021.

Com esta liberação, a Sesport confirma também a realização dos Jogos Escolares do Espírito Santo (JEES), a partir de setembro. Principal competição estudantil do Estado, os JEES serão realizados no Sesc de Guarapari, no formato bolha, para assegurar a segurança de todos os presentes. Mais detalhes sobre a competição, como formato de disputa e prazo para inscrição, será divulgado posteriormente, em momento oportuno.

Leia mais:  Professor de Vila Pavão corre 36 quilômetros para comemorar aniversário
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana