conecte-se conosco


Camisa 10

McGregor revela dor inédita por chutes de Poirier na panturrilha

Publicado

“Nunca senti algo assim na vida”, disse o irlandês que reconhece superioridade do rival, diz que precisa se reagrupar e cita trilogias contra o próprio Poirier ou Nate Diaz como as suas mais prováveis próximas lutas

O novo Conor McGregor vem surpreendendo a todos. Menos agressivo, mais tranquilo e respeitoso com seus rivais, o irlandês vem mostrando uma postura completamente diferente das que os fãs se acostumaram a ver ao longo de sua carreira no UFC. Na coletiva de imprensa após o UFC 257, no último sábado, o lutador reconheceu a superioridade de Dustin Poirier na luta, e atribuiu o seu nocaute à estratégia do americano de aplicar chutes na panturrilha da sua perna de apoio, o que comprometeu não só o local, como toda a sua luta.

Clima amistoso entre Poirier e McGregor — Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC

– É muito triste e difícil de aceitar. O topo é muito alto, e o fundo do poço é muito fundo nesse esporte. Minha perna está completamente morta. Mesmo que eu sentisse que estava defendendo os chutes, os golpes estavam entrando com vontade e ela está muito comprometida. Sinto como se tivesse uma bola de futebol dentro dela agora. É uma lesão no músculo, não é nada ósseo ou nos ligamentos. Dustin fez uma tremenda luta, executou tudo o que deveria fazer. Eu tinha na minha cabeça que eu o nocautearia, porque estava melhor que ele no clinche. Mas não deu tempo. A perna estava comprometida e eu não consegui ajustar o meu jogo. Foi isso. Parabéns para Dustin, estou feliz por ele e por eu conseguir lutar em tempos como os que estamos vivendo, e voltar para fazer a minha 11ª luta principal no UFC. Dustin mostrou muita experiência nessa luta. Ele esteve aqui mais que o dobro das vezes que eu estive. Mas estou feliz e orgulhoso por dividir o octógono com ele.

Conor McGregor reconheceu a superioridade de Dustin Poirier durante a coletiva do UFC 257 — Foto: Getty Images

McGregor revelou que já esperava que Dustin Poirier fosse usar os chutes nas pernas, porque viu o brasileiro Thiago “Pitbull” Alves, um especialista no golpe, entre os seus córneres.

– Eu já esperava que ele viesse com os chutes nas pernas, porque ele treina com Thiago Pitbull, que é um especialista nesse golpe. Quando ele acertou um dos chutes, Thiago gritou: “É isso, esse foi bom!”, e eu pensei: “Filho da p***. Foi bom mesmo.” Mas eu não vou ficar me lamentando. Aceitei a derrota como um homem, dei tudo de mim lá dentro e vou me reagrupar com certeza. Cada adversário tem um estilo diferente.

O irlandês admitiu que a dor que sentiu ao ter a perna chutada na altura da panturrilha foi algo que ele jamais havia sentido na vida.

– Eu aguentei o quanto pude. Foi algo que eu nunca vivi. Normalmente eu defenderia os chutes e ergueria a perna o máximo que pudesse. Mas em algum momento o impacto acertou alguma região na parte da frente e comprometeu muito a perna. E Dustin mostrou uma defesa muito sólida, que não me permitiu pressioná-lo. Não tenho o que dizer. Os chutes na panturrilha não foram brincadeira. Nunca senti algo assim na vida. Eu lembro de estar golpeando-o junto à grade, e também conseguia travar a sua perna quando ele chutava na linha de cintura. Meu erro foi não conseguir me ajustar ao ter a perna machucada.

Perguntado sobre quais seriam seus próximos passos, McGregor citou as possíveis trilogias contra Nate Diaz ou Dustin Poirier como as suas lutas mais prováveis, mas deixou claro que seus planos agora são descansar um pouco com a família e se recuperar antes de pensar em retornar ao octógono.

– Não tenho desculpas. Foi uma performance fenomenal de Dustin. Não sei mais o que dizer. Agora vou voltar para casa e tentar digerir essa derrota, mas não está sendo fácil. O que eu preciso fazer é me reagrupar. Catar os meus pedaços do chão e me reconstruir. Estilos fazem lutas, e há grandes estilos de lutas disponíveis. Dustin é um deles, Nate (Diaz) é outro. Nate é a escolha mais fácil, mas eu e Dustin também estamos empatados em 1 a 1. Os dois são canhotos, o que é interessante. Vamos ver o que acontece. Não é que eu não tenha as ferramentas para me ajustar. Tenho muitas armas que não usei, mas não era a minha noite. Tiro o meu chapéu para ele. Mal posso esperar para voltar para os meus filhos e curtir um pouco eles. Esse esporte é muito duro. Para ser sincero, não sei em que ponto estou agora. Estou feliz, com certeza. Desapontado, mas feliz. Vim até o Oriente Médio dar um show para as pessoas e fiz o meu melhor. As coisas não acontecem como você quer às vezes, mas tenho muitas coisas boas acontecendo comigo. Vou manter a cabeça erguida e seguir em frente.

Leia mais:  Piloto capixaba sobe ao pódio na ‘Império Endurance Brasil’
publicidade

Camisa 10

Presidente do COB realiza palestra na Sesport sobre o desempenho do Brasil em Tóquio 2020

Publicado

A Secretaria de Esportes e Lazer (Sesport) vai receber, nesta segunda-feira (20), o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Paulo Wanderley, para um bate-papo sobre a participação do Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio e o início da preparação para o ciclo olímpico para Paris 2024.

A ação faz parte do evento “Mais Campeões”, que ainda contará com homenagens às paratletas capixabas medalhistas nas Paralimpíadas, além de informações sobre os programas esportivos da Secretaria. O evento será realizado na sede da Sesport, em Bento Ferreira, Vitória, a partir das 9h30, e conta com o apoio da Associação dos Profissionais da Imprensa Esportiva Capixaba (ACEC).

Apesar de ter nascido em Caicó (RN), Paulo Wanderley é capixaba de coração, afinal ele e sua família mudaram para Vitória quando o dirigente tinha poucos anos de idade. Graduado em Educação Física pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), Wanderley tem sua carreira toda ligada ao judô, modalidade da qual foi atleta, técnico da Seleção Brasileira e presidente das federações Espíritosantense e Brasileira da modalidade.

“Vai ser uma honra muito grande participar desse evento em Vitória. É um Estado que está sempre em meu coração. Vitória é a cidade que eu me criei, criei meus filhos e fiz toda a minha carreira acadêmica e profissional”, disse o presidente do COB, eleito em outubro passado para um mandato de quatro anos.

Paratletas

Durante o evento, a Sesport também receberá as três atletas que medalharam nos Jogos Paralímpicos de Tóquio representando o Espírito Santo para uma homenagem. Natural de Cariacica, Patrícia Pereira é a mais experiente das três. Contemplada pelo Bolsa Atleta, a nadadora conquistou em Tóquio sua segunda medalha paralímpica, na prova do revezamento 4x50m livre. No Rio de Janeiro, em 2016, na mesma prova do revezamento 4x50m, ela faturou a prata.

Nascida em Venda Nova do imigrante, Luiza Fiorese também conquistou medalha de bronze, no vôlei sentado, após o Brasil vencer o Canadá por 3 sets a 1. A atleta, que joga pelo ADAP, de Goiânia, chegou a disputar os Jogos Escolares do Espírito Santo (JEES), mas praticando handebol, antes de amputar uma perna.

Carioca de nascimento, Mariana Gesteira é a terceira atleta da lista das medalhistas que serão homenageadas. Morando em Vitória há um ano, a nadadora compete pela Associação Capixaba de Pessoas com Deficiência (ACPD)/Álvares Cabral e treina na academia de alto rendimento da Sesport, onde realiza os treinamentos físicos.

Programas Esportivos

Além das homenagens, o “Mais Campeões” servirá também para que a Sesport repasse informações sobre os seus principais programas para os atletas e presidentes de federações esportivas.

Na oportunidade, os presentes terão informações sobre a compra de passagens aéreas do Compete Esportivo, o pagamento das primeiras parcelas do benefício do Bolsa Atleta, além da abertura do edital do Chamamento Público para eventos, com orçamento estimado em R$ 2,5 milhões para os próximos dois anos.

O secretário de Estado de Esportes e Lazer, Júnior Abreu, fez questão de salientar a importância do evento e aproveitou para convidar as pessoas ligadas ao esporte capixaba para marcarem presença.

“O Mais Campeões vai ser um compilado de boas ações e exemplos a serem seguidos por todos, sejam atletas, dirigentes e amantes do esporte. Temos nos empenhado em fazer um trabalho sério à frente da Secretaria e a presença do Paulo Wanderley aqui reforça isso. Contamos com a presença de todos aqui na segunda-feira”, contou Abreu.

Serviço – Mais Campeões

Data: segunda-feira, dia 20

Horário: 9h30

Local: Sesport, Rua Coronel Schawb Filho, s/n, Bento Ferreira, Vitória-ES

Leia mais:  Flamengo: titulares têm tarde livre e vão ver o Liverpool nas arquibancadas
Continue lendo

Camisa 10

Campeonato vai reunir feras do surfe nacional a partir desta sexta-feira (17) em Regência

Publicado

A partir desta sexta-feira (17) até o dia 27 de setembro, várias feras do surfe nacional estarão reunidas na Vila de Regência brigando pelo título da primeira edição do Campeonato “Regência Super Tubos”. A competição é promovida pela Associação dos Surfistas de Linhares (ASL), em parceria com a Prefeitura de Linhares, por meio da secretaria municipal de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer.

Visualização da imagem

De acordo com os organizadores, o campeonato terá uma janela de espera de 10 dias. No local do evento, haverá um grupo de especialistas para definir os três melhores dias de onda para os surfistas disputarem o torneio. Até que fique definido, os surfistas estarão treinando no mar de Regência.

Grandes personalidades do mundo do surfe, entre eles, Lucas Chumbo, Phil Rajzanan, Marcelo Trekinho, Paulo Moura, Pedro Calado, Lucas Medeiros, Kristian Kimerson e Ian Cosenza, estarão reunidas na Vila de Regência durante o evento. Em 2017, Regência foi eleita a 6ª melhor praia do Brasil para surfar.

A competição também contará com a participação dos melhores surfistas do ranking da Federação Capixaba de Surf (Fesurf) e da Associação dos Surfistas de Linhares (ASL). O campeonato será transmitido ao vivo pelo Youtube oficial da Prefeitura de Linhares: youtube.com/prefeituralinhares

Visualização da imagem

Quem já se encontra no balneário se preparando para a competição é o surfista capixaba Kristian Kimerson. “Já estou me preparando para competir contra vários campeões do surfe brasileiro. Estou com a expectativa muito boa de pegar altas ondas aqui em Regência e subir ao pódio do campeonato”, disse o atual campeão do Circuito Estadual de Surfe. 

Para o diretor de Cultura e Turismo de Linhares, José Augusto Muleta, o evento já é um sucesso. “O Campeonato Regência Super Tubos já é um sucesso, pois vários surfistas já se encontram na Vila para surfar numa das ondas mais perfeitas do país. Além de fomentar a modalidade, queremos mostrar que Linhares também é uma cidade dos esportes radicais”, destacou o diretor.

Leia mais:  Flamengo renova com Jorge Jesus até junho de 2021 por 4 milhões de euros
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana