conecte-se conosco


Entretenimento

Últimos dias da exposição “Descolonizar o imaginário”, em Vitória

Publicado

Ainda dá tempo de conferir a exposição, “Descolonizar o imaginário”, do artista Fernando Nicolau. As oito obras que representam uma retomada dos seus últimos dez anos de trabalho em arte da cena e visual, podem ser conferidas gratuitamente até 18 de julho, domingo, em A OCA – bistrô e ateliê (Rua do Rosário, 114, Centro de Vitória).

A exposição é a primeira na trajetória profissional do artista capixaba, que dirigiu, iluminou, cenografou e criou o projeto gráfico dos espetáculos: “Capivara na luz trava” (2012), “Se eu fosse Iracema” (2016) e “Mundo Afora: Meada” (2018). Ele retorna ao Espírito Santo após 15 anos de estudo e trabalho no Rio de Janeiro.

Visualização da imagem

O fotógrafo Fernando Nicolau.

Com extensa bagagem nos palcos pelo país, Nicolau é formado pela Escola de Teatro e Dança FAFI (2005), desenhou a luz para a cerimônia do Prêmio APTR de Teatro (2018 a 2020) e, de março a dezembro de 2019, participou como diretor e iluminador da 22ª edição do Palco Giratório (SESC), com o espetáculo “Se eu fosse Iracema”.

Serviço

Exposição “Descolonizar o imaginário”

Local: A OCA – bistrô e ateliê (Rua do Rosário, 114, Centro, Vitória/ES).

Horário de funcionamento:

• Terça e quarta-feira das 11 às 15 horas (almoço), sem reserva;

• Quinta-feira das 11 às 15 horas (almoço) e das 18 às 23 horas (jantar), sem reserva;

• Sexta-feira das 11 às 15 horas (almoço), sem reserva, e das 18 às 23 horas (jantar), com reserva;

• Sábado das 12 às 16 horas (almoço) e das 18 às 23 horas (jantar), ambos com reserva;

• Domingo de 12 às 16 horas (almoço), com reserva.

Capacidade: 60 pessoas (distribuídas entre quintal, salão principal, saloca e salões anexos).

Entrada: Gratuita.

Classificação indicativa: Livre.

Acessibilidade por meio de audiodescrição em QR Code: pessoas com deficiência visual, intelectual, dislexia e idosos com seus próprios celulares.

Encerramento: dia 18 de julho.

Leia mais:  Aos 63 anos, musa fitness conta como conseguir chegar na 3ª idade com qualidade de vida
publicidade

Entretenimento

Band planeja substituir ‘Show da Fé’ de RR Soares por Fausto Silva

Publicado

Fausto Silva deixou a Globo antes do fim do contrato e já se acertou com a Band. Agora, a emissora quer escalar o apresentador em um programa no horário do Show da Fé, e tenta convencer o missionário R. R. Soares a aceitar um espaço na madrugada.

Band planeja colocar no ar um programa diário de Fausto Silva, no horário nobre, para lutar contra suas concorrentes pela audiência de maneira mais firme. Reformas nos estúdios na sede da emissora, no Morumbi, já foram iniciadas com esse propósito.

Para isso, precisa convencer o fundador da Igreja Internacional da Graça de Deus a abrir mão do espaço atualmente ocupado.

Show da Fé é exibido na Band há 18 anos, sempre numa faixa de destaque na programação. O contrato milionário rende um valor significativo, e a direção da emissora não pretende abrir mão dessa fonte de receita.

Para isso, mesmo que tenha que reduzir o valor cobrado, tenta convencer R. R. Soares a ocupar o horário entre 01h30 e 03h45, para que Faustão possa entrar no ar depois do Jornal da Band, às 20h30, esticando o futuro programa até 22h00.

De acordo com informações do Uol, o horário da madrugada vem sendo ocupado por reprises jornalísticas. Até 2019, a Igreja Universal do Reino de Deus alugava essa faixa e desde então concentra o investimento na Rede 21, que pertence ao Grupo Bandeirantes.

“R.R. Soares tem boa relação com a direção da Band e sempre foi um pagador em dia. Em alguns anos mais apertados, o dinheiro vindo da Igreja Internacional da Graça de Deus, da qual Soares é líder, sempre ajudou a Band a fechar as contas”, informaram os jornalistas Daniel Castro e Gabriel Vaquer.

Se o missionário aceitar a oferta da Band, a Igreja Internacional da Graça ocupará a madrugada em duas emissoras, já que desde 2009 ele aluga essa faixa de horário na RedeTV!, além de tocar sua própria emissora, a Rede Internacional de Televisão (RIT TV).

Leia mais:  Apresentadora Maisa deixa SBT após 13 anos
Continue lendo

Entretenimento

Justiça não aceita ação da mãe de Gabriel Medina contra nora

Publicado

A Justiça julgou como improcedente o processo aberto por Simone Medina, mãe de Gabriel Medina, contra Bruna – sua nora e esposa de Felipe, seu outro filho -, nesta semana.

De acordo com o colunista Leo Dias, o magistrado avaliou a ação como um conflito familiar, não um caso para ser avaliado pelo judiciário

“Pela análise das provas produzidas, evidencia-se que não houve lesão aos direitos da personalidade da autora, uma vez que não foram proferidas ofensas em seu desfavor pela requerida, sendo que sequer o nome da autora fora mencionado, circunscrevendo-se a sua fala em típica manifestação do pensamento livre em sociedade democrática, inexistindo danos morais capazes de ensejar uma condenação, não tendo o descontentamento manifestado pela requerida na rede social ultrapassado os parâmetros da razoabilidade”, definiu o juiz.

E destacou: “De igual modo, no que tange ao pedido de retratação, uma vez que as publicações já foram excluídas e datam de meses atrás, é certo que eventual retratação só reavivaria e daria maior, tardia e inoportuna publicidade às postagens debatidas nesta ação, razões pelas quais também deixo de acolher tal pedido”.

A matriarca havia procurado a Justiça para que Bruna fosse obrigada a se retratar publicamente por ter dito que foi expulsa da casa em que morava – que pertence a Simone -, além de exigir uma indenização da nora. Ambas as solicitações foram negadas.

Além da animosidade com o filho Felipe e Bruna, Simone Medina também está com relações cortadas com Gabriel Medina e Yasmin Brunet, esposa do herdeiro.

Leia mais:  Ana Maria diz que sempre vai se lembrar de Tom Veiga, o Louro José
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana