conecte-se conosco


Segurança

Unidades produzem máscaras de pano para prevenção ao novo Coronavírus

Publicado

Unidades do Instituto de Atendimento Socioeducativo do Espírito Santo (Iases) estão produzindo máscaras de pano para prevenção ao novo Coronavírus (Covid-19). A produção acontece nas Regionais Norte do Estado, em Linhares, e na Unidade Feminina de Internação (UFI), em Cariacica.

As máscaras produzidas serão doadas aos servidores. A previsão é que mais de mil unidades possam ser destinadas aos profissionais da socioeducação, com o objetivo de atender à orientação do Ministério da Saúde (MS) de priorizar as máscaras cirúrgicas para o uso dos profissionais de saúde.

Na Regional Norte, os insumos para a produção, como elásticos e tecidos, foram doados por servidores e fábricas de roupa da região. As máscaras contam com duas camadas e estão sendo confeccionadas com Tecido Não Tecido (TNT), Oxford e outros tipos de panos oriundos das doações.

A produção acontece com a participação dos servidores e adolescentes das unidades socioeducativas. O gerente da Unidade de Internação Norte (Unis Norte), Sérgio Antônio Durão de Almeida, destacou a satisfação dos envolvidos em contribuir no combate à doença. “A dedicação dos profissionais e dos adolescentes em participar deste movimento em prol da proteção de todos é nossa grande motivação. Se cada um fizer a sua parte, conseguiremos vencer esta pandemia”, destacou.

O gerente ainda ressaltou que a máscara é uma proteção a mais dentre as outras medidas que já vem sendo adotadas pelo Iases para evitar a contaminação no sistema socioeducativo. Dentre elas, a assepsia correta das mãos, o distanciamento social, a higienização dos calçados na portaria das unidades socioeducativas, além da suspensão das visitas familiares e a proibição de entrada nas unidades socioeducativas de qualquer pessoa que apresente sintomas de síndrome gripal.

A subgerente de Saúde do Iases, Graziele Rodrigues da Silva Duda, destacou que a máscara de pano é um equipamento simples, que não exige grande complexidade em sua produção, mas uma grande aliada no combate à propagação do vírus.

“O uso das máscaras caseiras é mais uma proteção junto às demais orientações do Ministério da Saúde, como o distanciamento social, a etiqueta respiratória e higienização das mãos. Essas medidas, quando adotadas em conjunto, potencializam os efeitos da proteção contra o vírus e por isso são tão importantes de serem adotadas por toda a população”, disse.

Orientações para uso da máscara caseira

Para ser eficiente como uma barreira física, a máscara caseira precisa seguir algumas especificações de produção e higiene: a máscara deve ter pelo menos duas camadas de pano e o seu uso deve ser individual, devendo ser produzida em medidas adequadas para que fique ajustada no rosto e cubra totalmente nariz e boca. A orientação é que a máscara deve ser trocada a cada a cada duas horas ou, antes disso, caso fique úmida ou apresente sinais de sujidade.

Para a higienização, o MS orienta que as máscaras sejam deixadas de molho em água sanitária por cerca de 20 minutos e, após, lavadas com água e sabão.

Enquanto estiver sendo utilizada, a máscara não deverá ser tocada com as mãos. Após seu uso, a máscara deverá ser removida pegando pelo laço ou nó da parte traseira, evitando tocar na parte da frente.

Leia mais:  Dez novos rabecões são entregues para Polícia Civil
publicidade

Segurança

Mototaxista de 43 anos é morto á tiros em São Gabriel da Palha

Publicado

O crime aconteceu no final da noite detsa quarta-feira (5), próximo a quadra de esportes do bairro Boa Vista, em São Gabriel da Palha, segundo informações da Polícia Militar, o CCO foi acionado por volta das 23h20min com a informação que havia um motoqueiro baleado no local.

Ao chegar no local os policiais constataram que se tratava de um mototaxista e já estava sem vida, segundo a PM, o mototaxista foi identificado por Marcelo Pelegrini, 43 anos, ele estava caído com sua moto sobre o corpo e foi atingido por disparos de arma de fogo. Durante o trabalho da perícia foi encontrado em seu bolso 2 papelotes de cocaína e um envólucro com 59 pedras de crack.

A PM recebeu uma denúncia anônima informando que o mototaxista estava parado próximo a quadro de esportes falando no telefone quando um indivíduo em uma moto se aproximou e efetuou cerca de quatro disparos, em seguida fugiu em direção ao bairro Santa Helena. O local do crime, segundo a PM tem uma atuação intensa do tráfico de drogas.

Investigadores da Polícia Civil estiveram no local em busca de informações que auxilie na investigação. Qualquer informação pode ser passada de forma anônima pelo 181 ou 3727-3770.

Leia mais:  Casagrande anuncia aumento de vagas em concursos da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros
Continue lendo

Segurança

Corpo de jovem é encontrado parcialmente carbonizado em lavoura de café

Publicado

A vítima foi até a cidade de Mantenópolis na companhia de um amigo para resolver algumas pendências. A motivação do crime ainda é desconhecida

O corpo de um homem foi encontrado nesta quarta-feira (03), parcialmente carbonizado em uma lavoura de café, em Mantenópolis, no noroeste do Espírito Santo. A vítima foi identificada como João Pedro Vargas, de 25 anos. 

De acordo com a Polícia Militar, uma pessoa encontrou o corpo e acionou a equipe. A polícia informou que, após o corpo ser encontrado, o amigo da vítima foi até o local e reconheceu o rapaz pelas roupas. 

A Polícia Civil foi questionada sobre a investigação do caso, mas até a publicação desta reportagem, não foi dado um retorno. Assim que informações forem enviadas, o conteúdo será atualizado. 

Leia mais:  Casagrande anuncia aumento de vagas em concursos da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana