conecte-se conosco


Brasil

Universal diz que Globo tenta manipular opinião pública; Crivella fala sobre as acusações

Publicado

A Igreja Universal emitiu uma nota oficial (leia no final da matéria) sobre sobre as acusações veiculadas na imprensa neste final de semana de que o Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro (MP-RJ) teria encontrado indícios de “bilionárias movimentações atípicas” da Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd).

O MP disse ainda que a entidade religiosa está sendo “utilizada como instrumento para lavagem de dinheiro fruto da endêmica corrupção instalada na alta cúpula da administração municipal” do Rio.

Na nota a Igreja Universal do Reino de Deus diz que “é vítima de um ataque combinado entre a TV Globo e autoridades que atuam de modo abusivo”.

A igreja negou “veementemente todas as absurdas acusações sobre lavagem de dinheiro, movimentações financeiras e qualquer outro ato ilícito”.

A Universal afirmou ainda que “não há nenhuma relação financeira entre Marcelo Crivella, suas campanhas políticas e a Igreja”.

Crivella fala sobre as acusações

Durante o programa Entrelinhas deste domingo, dia 13 de setembro, o Bispo Renato Cardoso, ao lado do Bispo Adilson Silva, responsável pela Universal no estado de São Paulo, conversou ao vivo com o prefeito Crivella sobre as acusações.

“É período eleitoral e a Rede Globo faz campanha para o ex-prefeito”, explicou Crivella.

Marcelo Crivella falou sobre o orçamento da Prefeitura e disse que não existe o dinheiro citado nas acusações.

“No processo que corre contra nós (e eu tive acesso), não há absolutamente nenhuma menção à Igreja Universal e nada que se descreva como sendo ilícito da minha parte. Eu pedi para que fosse quebrado o sigilo, pois todos vão poder ver que não há nada que me comprometa”, contou o prefeito.

Crivella, ainda, fez todas as explicações cabíveis para o momento. Inclusive, sobre os impostos que a Globo está devendo para a Prefeitura do Rio de Janeiro.

Décadas de perseguição

Na oportunidade, o Bispo Renato ressaltou o fato de não ser a primeira vez que o que ele chamou de “perseguição” acontece. “Ao longo da existência da Igreja Universal, nós sempre fomos perseguidos e caluniados pela Rede Globo e por outros órgãos que produzem fake news (“notícia falsa”, em inglês) a nosso respeito”, completou ele.

Ainda durante o programa, o Bispo Jadson Santos, responsável pela Universal no Rio de Janeiro, também falou sobre o tema: “A prefeitura nunca deu nada. Aqui, nós temos todo o cuidado. Nunca entrou um centavo”, enfatizou.

Além dele, a advogada responsável pela a área jurídica da Universal no Brasil, Adriana Guerra, explicou sobre o vazamento das informações do processo que correm em segredo de justiça e também com relação à abertura dos dados bancários da Igreja (fatos que configuram crime por parte da acusação). A advogada ainda falou sobre a idoneidade da Universal de declarar absolutamente tudo.

Márcio Chaer, diretor do site “Consultor Jurídico”, também abordou sobre o assunto durante o Entrelinhas: “O principal problema é divulgar mentiras e passar para a população. Isso que é danoso”, ressaltou. Igualmente, Chaer acrescentou que a desinformação se tornou uma moeda de troca.

Leia a íntegra da nota da Igreja Universal:

Mais uma vez, a Igreja Universal do Reino de Deus é vítima de um ataque combinado entre a TV Globo e autoridades que atuam de modo abusivo.

A respeito das notícias espalhadas pelo Grupo Globo na noite deste sábado (12), envolvendo de modo irresponsável a Universal, a Igreja informa que não sabe da investigação e da existência desse tal “documento” e das “denúncias” que supostamente traz. Assim, não há como comentar sobre o seu teor — a não ser lamentar a relação espúria entre a Globo e autoridades que vazam, ilegalmente, informações judiciais sem que a parte envolvida saiba de tal investigação.

Contudo, a Universal nega veementemente todas as absurdas acusações sobre lavagem de dinheiro, movimentações financeiras e qualquer outro ato ilícito. Podemos assegurar que toda a movimentação financeira da Universal é completamente lícita e declarada aos órgãos competentes.

Sobre o prefeito Marcelo Crivella, a Universal repete que qualquer bispo ou pastor que decide ingressar na carreira política, licencia-se de suas funções na Igreja, passando a se ocupar exclusivamente da atividade pública.

Não há nenhuma relação financeira entre Marcelo Crivella, suas campanhas políticas e a Igreja.

Nos últimos trinta anos, nenhuma instituição religiosa brasileira foi tão perseguida, atacada, fiscalizada e julgada como a Universal, em nosso país. Em todos, absolutamente todos os procedimentos, a Igreja e seus oficiais foram inocentados.

Tanto os autores quanto quem reproduzir esta nova infâmia contra a Universal, seus bispos, pastores e contra os 7 milhões de fiéis e simpatizantes no Brasil, responderão no Judiciário pelo preconceito contra os cristãos e pelas falsas acusações que caluniam, injuriam e difamam a Igreja.

Leia mais:  Governo divulga calendário de antecipação de 13º do INSS
publicidade

Brasil

Acompanhado de apoiadores, Bolsonaro sai em motociata em São Paulo

Publicado

Ao sair para a motociata, acompanhado de um apoiador na garupa, Bolsonaro agradeceu o convite dos manifestantes e disse “acelera para Cristo”

O presidente Jair Bolsonaro está em passeata pela cidade de São Paulo, em manifestação organizada por integrantes de clubes de tiro e de motociclismo do interior de São Paulo e região. O ato começou na Zona Norte de São Paulo e deve seguir pela Marginal do Tietê até a Rodovia dos Bandeirantes, onde o grupo deve continuar até o quilômetro 62, próximo a Jundiaí, interior do Estado, e de lá deve retornar para a capital.

Ao sair para a motociata, acompanhado de um apoiador na garupa, Bolsonaro agradeceu o convite dos manifestantes e disse “acelera para Cristo”.

O número de manifestantes não foi confirmado pela PM. No entanto, o que se sabe é que a polícia teve de disponibilizar mais de 6 mil PMs para mitigar os impactos do ato no trânsito, uma vez que havia preocupação de a manifestação prejudicar o comércio neste 12 de junho, Dia dos Namorados, quarta data comercial mais importante do ano.

A Polícia Militar vai reforçar a vigília de pontes e viadutos por onde a motociata deve passar, para evitar que objetos sejam arremessados nos manifestantes. O ato foi divulgado por parlamentares da base aliada ao presidente e grupos que, em São Paulo, vinham organizando protestos contra o governador João Doria (PSDB) ao longo da semana.

No fim do ato, marcado para o Ibirapuera, um dos grandes símbolos da capital paulista, dois drones devem ser usados pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin) para acompanhar a manifestação.

Leia mais:  FGTS: pagamento do saque emergencial começa nesta segunda-feira
Continue lendo

Brasil

Michelle Bolsonaro ganha casaca, panela de barro e come moqueca em visita ao ES

Publicado

Primeira-dama participou de evento organizado pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), que estimula inclusão de pessoas com deficiência no mercado

Enquanto o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi participar de entrega de casas populares em São Mateus, no Norte do Estado, a primeira-dama Michelle Bolsonaro cumpriu agenda em Vitória nesta sexta-feira (11).  

Ea se reuniu com a vice-governadora do Espírito Santo, Jacqueline Moraes, e com a presidente da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes), Cris Samorini. O encontro aconteceu na sede do Ministério Público do Trabalho no Espírito Santo (MPT-ES), em Vitória.

De acordo com a vice-governadora, Michelle foi presenteada com produtos artesanais do Espírito Santo: uma casaca (instrumento tradicional do congo), panela de barro (feito pelas paneleiras de Goiabeiras), colares feitos de escamas de peixe (feitos pelas artesãs de Anchieta).  

“As lembranças foram todas confeccionadas e feitas pelas nossas mulheres artesãs, que participam de programas de apoio feitos pela Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes)”, descreveu.

Jacqueline explicou que o encontro com a primeira-dama foi um convite vindo do MPT-ES. A Presidência da República não abriu nenhuma agenda com representantes do governo Casagrande. 

Projeto “Reconecta”

Na reunião, foram tratados detalhes e atualizações sobre o programa “Reconecta”,  do próprio MPT, que prevê a inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho. O evento é feito todos os anos e investe na divulgação de vagas de trabalho para este público.

Segundo a vice-governadora, Michelle Bolsonaro foi conhecer um projeto pioneiro feito pelo ministério no Espírito Santo que transpôs todo o conteúdo da Constituição Brasileira para o formato de vídeo, sendo narrado em libras. 

“Ela disse que ela estava ali por causa das pessoas com deficiência e que não estava preocupada com política ou com pautas ideológicas”, relatou.

Jacqueline Moraes aproveitou a ocasião e apresentou à primeira-dama políticas públicas do governo estadual para as pessoas com deficiência, entre elas a criação de uma central de libras.

Moqueca e camarão na Enseada do Suá

A primeira-dama almoçou no restaurante Papaguth, na Enseada do Suá, em Vitória. A comitiva com nove pessoas pediu moqueca capixaba e bobó de camarão.

Leia mais:  Menino de 2 anos morre ao se engasgar com jujuba

Clientes que estavam no local abordaram Michelle e fizeram selfies. Ela atendeu a todos, ficando uma hora e meia no local.

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana