conecte-se conosco


São Mateus

VEJA A COLETIVA: Tio confessa que tinha relações com menina de 10 anos desde 2019

Publicado

Num vídeo que circula nas redes sociais o homem afirma que outras pessoas da família da criança também teriam praticado abusos, mas a polícia trabalha com a informação de que ele foi o único abusador

A Polícia Civil do Estado do Espirito Santo (PCES) realizou coletiva de imprensa nesta terça-feira (18) para falar sobre a prisão do homem acusado de estuprar e engravidar uma criança de 10 anos em São Mateus. O caso chegou ao conhecimento da polícia no dia 08, após a criança dar entrada no Hospital Roberto Silvares com suspeita de gravidez. O suspeito confessou que tinha relações com a menina desde 2019.

A prisão do acusado, de 33 anos,  foi realizada por uma equipe da Polícia Civil de São Mateus na madrugada desta terça-feira, na região Metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais.

Participaram da coletiva o secretário de Estado da Segurança Pública, coronel Alexandre Ramalho, o delegado-geral da Polícia Civil, José Darcy Arruda, o superintendente de Polícia Regional Norte, delegado Ícaro Ruginsk e o chefe da 18ª DR de São Mateus e responsável pelas investigações, delegado Leonardo Malacarne.

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, também esteve presente e parabenizou o trabalho da polícia na atuação do caso.

De acordo com o coronel Alexandre Ramalho, secretário de segurança do Estado, a mãe da menina é falecida e o pai está preso. A criança é criada pela a avó, com histórico de muita dificuldade social.

“Toda equipe de governo está mobilizada neste caso, dando o amparo que essa criança merece e precisa, bem como a segurança, cumprindo sua missão principal que é colocar esse monstro atrás das jaulas. Cometido esse crime, é um monstro que não merece viver no seio da sociedade”, disse o secretário.

Ramalho esclareceu ainda que o suspeito preso hoje, já tem passagens pela polícia por tráfico de drogas, associação ao tráfico e posse ilegal de armas. 

“Esperamos que ele tenha a pena máxima. A nossa função é tirar do convívio social essas pessoas que não tem condições de viver em sociedade. A menina tem apenas 10 anos de idade. Ele disse que tinha um relacionamento com ela, mas isso não justifica. Ela não tem a menor capacidade de entender o que está acontecendo”, ressaltou o delegado-geral da Polícia Civil, José Darcy Arruda.

Segundo Arruda, uma equipe multidisciplinar vai acompanhar o cuidado com a criança e que as pessoas que cometeram crimes, divulgando dados sigilosos sobre a identidade da menina, serão investigadas.

Detalhes sobre a prisão

Durante todo final de semana a polícia realizou buscas no Espírito Santo, na divisa com a Bahia, e em Minas Gerais, nas cidades de Nanuque e na região metropolitana de Belo Horizonte, onde ele foi localizado nesta terça-feira (18).

Segundo a polícia, desde que a notícia que a menina estava grávida se espalhou, o homem fugiu de São Mateus. O suspeito foi encontrado escondido na casa de parentes.

Ainda de acordo com as investigações, ele sabia que o cerco estava sendo fechado e ele entrou em contato com um policial de São Mateus dizendo onde estava e que iria se entregar. “Ele já temia pela integridade física dele, tinha medo de morrer e resolveu se entregar”, contou superintendente de Polícia Regional Norte, delegado Ícaro Ruginsk.

Alegações do suspeito

Num vídeo que circula nas redes sociais e aplicativos de mensagens, o homem afirma que outras pessoas da família da menina também teriam praticado abusos contra ela. Porém, segundo os investigadores, a polícia trabalha com a informação de que o crime foi cometido apenas por ele. Todos os detalhes ainda estão sendo apurados.

Ainda de acordo com a polícia, o suspeito alegou que ele e a criança teriam um relacionamento e que os atos sexuais eram consentidos. Porém, por se tratar de uma menor de idade, o caso é considerado estupro de vulnerável. A pena máxima pode ser de 8 a 15 anos e ainda poderá ser aumentada por conta de agravantes relacionados ao caso.

Acompanhe a coletiva completa:

Leia mais:  Governo estadual volta à pauta de asfaltar ligação do bairro Aviação ao Hospital Roberto Silvares
publicidade

São Mateus

Prefeitura não paga o aluguel social e moradores ficam ao Deus dará

Publicado

São Mateus – A Prefeitura de São Mateus suspendeu o pagamento do aluguel social das pessoas que tiveram suas casas demolidas devido a situação de risco de desabarem. Como se isso não bastasse, o repasse para a empresa que constrói as novas casas também ficou sem receber e as obras foram paralisadas.

Diante dessa situação, os moradores do bairro Vitória, que estão nesse programa social, podem ser despejados, uma vez que, sem o repasse, o aluguel social não vem sendo pago.

As casas dessas pessoas foram demolidas e a Prefeitura, em contrapartida, assumiu o compromisso de construir novas casas para essas famílias. Como a municipalidade não vem fazendo o repasse para pagar a empresa construtora das casas, as obras foram paralisadas. O repasse, segundo fontes ouvidas pelo JN, para o pagamento do aluguel social dessas famílias também foram suspensos pelo prefeito Ailton Cafeu e esses moradores podem ficar desamparados porque correm o risco de serem despejados por falta de pagamento desses aluguéis.

Uma moradora, que faz parte do grupo do bairro Vitória que recebe o Auxílio Moradia, disse que o repasse está atrasado há dois meses e os proprietários das casas alugadas sem receber pelo aluguel podem despejar os moradores. “Estamos tirando dinheiro de onde não temos para cobrir o aluguel, mas vai chegar uma hora em que não vamos conseguir pagar e o dono dos imóveis podem nos colocar para fora da casa”, relata a moradora.

Famílias vêm recebendo a visita de assistentes sociais da municipalidade dizendo que nova análise está sendo feita para elaboração de uma nova relação para recebimento do aluguel social.

Procurada para se posicionar sobre essa questão, a Prefeitura de São Mateus não se pronunciou. Enquanto isso os moradores que estão nessa situação, seguem na incerteza e correndo o risco de ficarem ao “Deus dará”.

Leia mais:  Prefeitura de São Mateus toma medidas cautelares contra pandemia do Coronavirus
Continue lendo

São Mateus

Nesta sexta-feira (26) tem vacinação contra Covid-19 no bairro Boa Vista, Nestor Gomes e KM 23

Publicado

São Mateus – Nesta sexta-feira (26) as equipes de vacinação seguem com a aplicação da 1ª dose (D1) contra Covid para maiores de 12 anos e a imunização da 2ª dose (D2) com as vacinas Coronavac e Pfizer. Também tem a 3ª dose (D3 – dose de reforço) para trabalhadores da Saúde, pessoas imunossuprimidas e maiores de 18 anos. A imunização domiciliar para os acamados também segue no cronograma.

ASTRAZENECA

O Município recebeu algumas doses da vacina AstraZeneca, as pessoas que tomaram a 1ª dose (D1) do imunizante e não tomaram a D2 da vacina Pfizer, por não querer fazer a intercambialidade das vacinas, basta procurar a quadra de esportes do 13º Batalhão de Polícia Militar (BPM), localizado na Avenida João XXIII, nº 1544, Bairro Boa Vista. A entrada para a vacinação deve ser feita pelo portão lateral do 13º BPM. O local fica aberto de segunda à sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 15h. Para ser imunizado, basta levar um documento com foto, Cartão de Vacinação, Cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) ou CPF.

CRONOGRAMA: SEXTA-FEIRA – 26/11

Localidade: Bairro Boa Vista

Horário: 8h às 12h / 13h às 15h

Local: 13º Batalhão de Polícia Militar (BPM)

Público-alvo:

*D1 para maiores de 12 anos

*D2 Coronavac 

*D2 Pfizer (incluindo quem tomou a D1 da AstraZeneca. Prazo: 56 dias após a D1)

*D3 para maiores de 18 anos (prazo: 5 meses após a D2 no cartão)

*D3 para idosos acima de 60 anos (prazo: 3 meses após a D2 no cartão)

*D3 para imunossuprimidos (prazo: 28 dias após a D2 no cartão) 

*D3 para trabalhadores da saúde (prazo: 5 meses após a D2 no cartão)

Localidade: KM 23

Horário: 8h às 11h30

Local: Unidade Básica de Saúde (UBS)

Público-alvo:

*D1 para maiores de 12 anos

*D2 Coronavac 

*D2 Pfizer (incluindo quem tomou a D1 da AstraZeneca. Prazo: 56 dias após a D1)

*D3 para maiores de 18 anos (prazo: 5 meses após a D2 no cartão)

*D3 para idosos acima de 60 anos (prazo: 3 meses após a D2 no cartão)

Localidade: Nestor Gomes (KM 41)

Horário: 9h às 14h

Local: Unidade Básica de Saúde (UBS)

Público-alvo:

*D1 para maiores de 12 anos

*D2 Pfizer (incluindo quem tomou a D1 da AstraZeneca. Prazo: 56 dias após a D1)

*D3 para maiores de 18 anos (prazo: 5 meses após a D2 no cartão)

*D3 para idosos acima de 60 anos (prazo: 3 meses após a D2 no cartão)

VACINA EM CASA

Equipes vão vacinar os idosos em suas residências com a dose de reforço para idosos acima de 60 anos (prazo de 3 meses após a D2 no cartão).

Leia mais:  Bolsonaro carrega criança no colo ao chegar em São Mateus
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana