conecte-se conosco


Cidades

Viana receberá estudo para efetividade de vacina contra a Covid-19 em população de 18 a 49 anos

Publicado

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, anunciou, nesta sexta-feira (04), o início de um estudo científico que irá avaliar a efetividade da vacina Astrazeneca Oxford/Fiocruz no município de Viana. A população de 18 a 49 anos poderá ser vacinada em massa contra a Covid-19 no próximo dia 13 de junho, das 8h às 17h. A iniciativa denominada “Efetividade, Segurança e Imunogenicidade da Meia Dose da Vacina ChAdOx1 nCoV-19 (AZD1222) para Covid-19” combina vacinação com meia dose no público definido, além de acompanhamento da resposta imune e sequenciamento genético do novo Coronavírus (Covid-19).

O anúncio foi feito em coletiva de imprensa realizada no Palácio Anchieta, que contou com as presenças do secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, e de  representantes dos órgãos envolvidos no estudo pioneiro no País.

“É uma confirmação dos estudos feitos pela Astrazeneca, comprovando que a meia dose gera imunidade em quem recebe essa quantidade da vacina. No caso específico de Viana, podemos levar essa imunidade para toda a cidade, salvando a vida da população do município. Nesse trabalho de pesquisa, vamos otimizar os recursos ao utilizar a metade da dose padrão, podendo ter mais vacinas disponíveis para a imunização. Viana é um município de porte médio, com capacidade de vacinar toda a população definida em um só dia, além de fazer parte da Grande Vitória, tendo uma boa logística para o monitoramento de toda a pesquisa”, afirmou o governador.

Casagrande destacou que, como se trata de um trabalho de pesquisa, após a aplicação da segunda dose – doze semanas após a primeira dose – será feito um processo de amostragem para a comprovação da imunidade ao vírus. “Caso não tenham adquirido essa imunidade, os participantes receberão dose de reforço e ficarão imunizados. Ou seja, participar da pesquisa será benéfica porque ficarão imunizados de toda forma”, reforçou.

A coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde, Francieli Fantinato, parabenizou o Estado e o município pela iniciativa e garantiu que o projeto é um diferencial mundial.

“É uma satisfação, enquanto PNI, poder apoiar esse estudo. Mesmo com a aprovação das agências reguladoras, é importante que, após o licenciamento, tenhamos avaliações dessas vacinas. No cenário de escassez de vacina é essencial também que tenhamos essas iniciativas para a avaliação do resultado de segurança. Parabenizo o Estado e a cidade de Viana, será um grande diferencial, com resultados importantes não somente para o Brasil, mas em nível mundial. O PNI é um parceiro e tem apoiado diversas outras iniciativas para dar qualidade em relação à vacinação”, ressaltou Francieli Fantinato.

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, o estudo vai levantar informações importantes para toda a comunidade científica:

“É um momento histórico para o Espírito Santo, onde o cidadão vianense pode dar uma contribuição importante para a ciência e que pode impactar todo o País. Lançamos hoje um projeto muito importante que nasceu de uma iniciativa do Governo do Estado e profissionais do Hucam, numa articulação do ICEPi, que poderá ter relevância internacional, na medida em que pode impactar na estratégia de vacinação dos brasileiros e até mesmo de pessoas de outros países. É uma solução importante dentro de um contexto de crise de escassez de vacinas, que requer coragem, inovação e segurança científica como o que apresentamos hoje. O Projeto Viana está aprovado pelo Comitê de Ética do Hucam-Ufes e Conep e esperamos resultados equivalentes ao estudo da Fase 3 da AstraZeneca, que apontou eficácia da meia dose da vacina”, pontuou Nésio Fernandes.

Leia mais:  Banestes anuncia gratuidade para todos os clientes nas transações via Pix

O evento contou com a presença da vice-governadora do Estado, Jacqueline Moraes; do subsecretário de Estado de Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin; do prefeito de Viana, Wanderson Bueno; da secretária municipal de Saúde, Jaqueline Jubini; da coordenadora do projeto, Valéria Valim; e do representante do Hospital Universitário Cassiano Antônio Moraes (HUCAM), José Geraldo. 

Participaram de forma online, o diretor geral do Instituto Capixaba de Ensino, Pesquisa e Inovação em Saúde (ICEPi), Fabiano Ribeiro; os representantes da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), Socorro Gross Galiano, Lely Gúzman e Jhader Percio; o vice-presidente da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Rodrigo Correa; o representante da Fiocruz, Olindo Assis Martins Filho; e o representante da Escola Superior de Ciências da Santa Casa de Misericórdia de Vitória (Emescam), Lauro Pinto.

Coordenação do estudo

O estudo é coordenado por equipes de pesquisadores do Hospital Universitário Cassiano Antônio Moraes da Universidade Federal do Espírito Santo (HUCAM-UFES/EBSERH) e da Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ). O projeto foi aprovado no Comitê de Ética do HUCAM-UFES e pela Comissão Nacional de Ensino e Pesquisa (CONEP) e será executado por meio de uma parceria entre o Ministério da Saúde (MS), Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), a FIOCRUZ, HUCAM-UFES, Secretaria da Saúde (SESA), por meio do Instituto Capixaba de Ensino, Pesquisa e Inovação em Saúde (ICEPi), e Prefeitura Municipal de Viana.

A projeção da população-alvo é composta por, aproximadamente,  35 mil pessoas que, conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), são: 7.154 pessoas entre 18-29 anos; 10.863 pessoas entre 30-39 anos; 8.287 pessoas entre 40-49 anos, totalizando 34.867. Considerando a população selecionada, a meta dos pesquisadores é alcançar 85% de cobertura vacinal – 29.637 pessoas, sendo, aproximadamente, 47% do sexo feminino e 53% do masculino. Serão utilizados dados dos eleitores que votaram na última eleição, fornecidos pelo Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo (TRE-ES).

Para o estudo, serão utilizadas 35 mil doses da vacina Astrazeneca Oxford/Fiocruz, doadas pelo Programa Nacional de Imunizações. A vacinação de todos os adultos de 18 a 49 anos que não fazem parte de grupos prioritários leva em consideração o aumento na proporção de casos da Covid-19 em adultos jovens, já que não tem sido possível obter vacina em doses suficientes para alcançar cobertura vacinal com duas doses em um grupo etário tão numeroso. As doses utilizadas no estudo não afetarão o quantitativo de doses que fazem parte do PNI.

De acordo com a coordenadora do projeto científico, a médica Valéria Valim, os moradores que ainda não tenham recebido nenhuma dose de vacina para Covid-19 receberão duas doses, com intervalo de 12 semanas entre elas, de metade da dose padrão (0,25mL).

“A população será acompanhada por um ano para observar a efetividade da vacina produzida pela Fiocruz. Queremos observar, por exemplo, a redução de casos e de mortes por Covid-19 após a imunização. Baseado em estudos preliminares, esperamos que vacina em dose ajustada, ou seja, metade da dose padrão, seja suficiente para produzir anticorpos e células de defesa e reduzir 60% da incidência de Covid-19, ao longo de seis meses após a vacinação”, explicou Valéria Valim.

Ainda segundo a coordenadora, será observada a efetividade vacinal por redução do número de casos, número de mortes, número de internações hospitalares e do número de internações em unidades de terapia intensiva. Também será estudada a resposta imune com duas meias doses contra variantes do vírus, bem como a segurança por monitoramento dos eventos adversos pós-vacinação.

Leia mais:  Em quatro dias, força-tarefa registra 2 mil atendimentos no sul do Estado

A participação no estudo é voluntária e o cidadão vianense que quiser participar deverá assinar um Termo de Consentimento antes de receber a primeira dose da vacina.

Mais sobre o projeto

Na última segunda-feira (10), o Instituto Capixaba de Ensino, Pesquisa e Inovação em Saúde (ICEPi) publicou a Portaria n° 010-R, instituindo os projetos “Efetividade, Segurança e Imunogenicidade da Meia Dose da Vacina ChAdOx1 nCoV-19 (AZD1222) para Covid-19” e “Eficácia e Segurança da Vacinação Anti-Covid-19”, com os objetivos de avaliar a efetividade, segurança e a resposta da imunidade da vacinação com meia dose da vacina contra a doença em grupos especiais.

Para a execução dos projetos, serão realizadas algumas ações, entre elas a seleção e apresentação do estudo aos voluntários potenciais; verificação da ocorrência e frequência de eventos adversos; análise estatística dos dados e elaboração de relatório técnicos.

Os projetos serão coordenados e acompanhados pelo iLab-Covid do ICEPi, criado para desenvolver pesquisas e acordos técnicos, além de inovações e novas tecnologias que fortaleçam o sistema de saúde capixaba em relação ao COVID-19.

O município de Viana foi escolhido por reunir as condições que atendem aos objetivos do projeto, como ser próxima e integrada à Grande Vitória, oferecendo facilidade logística. Também pela grande mobilidade urbana, pois fica às margens da rodovia que dá acesso à Capital do Espírito Santo e aos estados de Minas Gerais e Rio de Janeiro – fator que contribui para a situação epidemiológica de maior risco. O município tem uma rede de atenção à saúde bem estruturada com número adequado de postos de saúde e logística de vacinação organizada.

O prefeito de Viana, Wanderson Bueno, destacou que o projeto está bem organizado e que o município se preparou e está pronto para aplicar a vacina em todo público-alvo em apenas um dia.

“Gostaria de externar a minha gratidão em participar deste estudo e em saber que termos a oportunidade de imunizar toda população. A cidade se organizou, são mais de 15 dias conversando e estudando todas as possibilidades e logística para vacinar mais de 35 mil pessoas em um único dia. Viana abre as portas como uma cidade solidária ao avanço científico e tenho certeza que daremos grande contribuição”, disse.

Ainda segundo o prefeito, o sistema de agendamento será por meio da plataforma www.vianavacinada.saude.es.gov.br que será apresentado no próximo domingo (06). Mais informações serão divulgadas posteriormente em coletiva de imprensa.

A campanha de vacinação na cidade será realizada durante o domingo (13) concentrada em 35 pontos de vacinação exclusivos para o estudo, diferentemente dos locais que estarão aplicando dose padrão. A Secretaria da Saúde (Sesa) cederá cerca de 200 servidores para apoiar o Dia D de vacinação.

Durante o estudo, serão disponibilizados testes RT-PCR para avaliar todos os casos suspeitos de Covid-19. Os participantes vacinados serão monitorados, orientados e atendidos para avaliação de eventos adversos. Aqueles que apresentarem evento adverso ou infecção por Covid-19 serão atendidos na rede de saúde, seguindo os fluxos estabelecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Clique aqui e confira a apresentação do evento

Clique aqui e conheça mais sobre o município de Viana

Clique aqui e verifique “Perguntas e Respostas” sobre a campanha Viana Vacina

publicidade

Cidades

Agerh declara Estado de Atenção sobre situação hídrica no Espírito Santo

Publicado

A Agência Estadual de Recursos Hídricos (Agerh) declarou Estado de Atenção sobre a situação hídrica no Espírito Santo. A Resolução 001/2021, com a declaração e recomendações de uso racional da água, foi publicada no Diário Oficial do Estado, nesta sexta-feira (24).

O Cenário de Atenção foi declarado devido ao risco de aumento do déficit hídrico em rios e demais cursos d’água de domínio do Espírito Santo. De acordo com o diretor-presidente da Agência Estadual de Recursos Hídricos, Fábio Ahnert, a queda nas vazões dos mananciais e a possibilidade de não ocorrência de chuvas em volumes suficientes demandam maior atenção do poder público, das companhias de abastecimento e dos usuários de água. 

“Diferentemente das regiões banhadas pela bacia hidrográfica do rio Paraná, que sofrem com a falta d’água desde o primeiro semestre, o Espírito Santo ainda está conseguindo ofertar água em quantidade e qualidade para todos, mesmo em um dos meses mais críticos do período seco. No entanto, chegamos a um momento, no qual os volumes dos rios seguem em queda, o que requer atenção e esforços de economia para evitarmos a escassez hídrica”, explicou Ahnert.

Recomendações

A Resolução que declara o Estado de Atenção para a situação hídrica no Espírito Santo recomenda uma série de medidas voltadas ao uso racional da água em vários segmentos. 

Companhias Públicas e Privadas de Saneamento e Serviços Autônomos Municipais de Água e Esgoto

Às empresas e organizações responsáveis pelo abastecimento urbano de água, a Agerh recomenda medidas de incentivo à economia do consumo diário de água pela população, intervenções para redução do índice de perdas do sistema de distribuição, e a agilidade no atendimento às solicitações de reparos de vazamentos em suas redes.

Prefeituras municipais

Às prefeituras dos 78 municípios do Espírito Santo são recomendadas ações que reduzam e responsabilizem atividades promotoras do desperdício de água, como lavagem de calçadas, fachadas, muros e veículos com o uso de mangueiras; a rega de gramados, jardins, vias públicas com água que não seja de reuso. 

Indústrias

Medidas de reuso, reaproveitamento e reciclagem de água em suas unidades são as recomendações da Agerh para a redução do consumo em empreendimentos industriais.

Agricultura

Aos usuários e empreendedores agrícolas, o Estado de Atenção demanda a adoção do período noturno para a irrigação de lavouras, a ampliação do uso racional e de captação de águas de chuva.

Órgãos Licenciadores

A Agerh recomenda aos órgãos responsáveis pelo licenciamento de atividades poluidoras, potencialmente poluidoras, degradadoras ou potencialmente degradadoras, que imponham aos empreendimentos a adoção de medidas para a ampliação do uso racional, do reuso e aproveitamento de águas residuais tratadas, da captação de águas de chuva e de ações de reflorestamento e conservação de água e solo. Recomenda ainda a desburocratização do licenciamento de atividades e intervenções emergenciais destinadas ao aumento da oferta hídrica.

Acesse a Resolução 001/2021 na íntegra. 

“Em paralelo, a Agerh vai reforçar ainda mais o monitoramento dos rios e da chuva, em parceria com os órgãos estaduais e federais, e ampliar as ações de fiscalização nos locais mais sensíveis à estiagem”, complementou o diretor-presidente da Agência.  

Fábio Ahnert enfatizou ainda a importância do comprometimento de todos. “É muito importante que todos os capixabas se unam em prol de um uso mais consciente da água, para que continuemos atravessando esse período seco com tranquilidade e sem prejuízo, até o retorno das chuvas”, recomendou.

Leia mais:  Atingidos de Colatina começam a receber pelo Sistema Indenizatório Simplificado
Continue lendo

Cidades

Governador inaugura espaço multiesportivo e anuncia novos investimentos em Jaguaré

Publicado

O governador do Estado, Renato Casagrande, esteve, na noite dessa sexta-feira (24), no município de Jaguaré, na microrregião Nordeste, para a inauguração do Espaço Multiesportivo Nicolau Falchetto, no Centro do município. Casagrande também anunciou novos investimentos em diversas áreas. A agenda oficial incluiu ainda visitas a obras e a participação no encontro do consórcio público PRODNORTE (Programa de Desenvolvimento Regional Sustentável do Extremo Norte Capixaba).

Uma das principais entregas do Governo do Estado é o espaço multiesportivo de Jaguaré, localizado na Avenida Nove de Agosto, uma das principais vias do município. Foram investidos R$ 2,9 milhões na construção do espaço que conta com campo de futebol soçaite, duas quadras de tênis, quadra poliesportiva, pista de skate, vestiários, estacionamento, além de um campo de areia e pista de caminhada. Essa é uma das principais obras do da Secretaria de Esportes e Lazer (Sesport) nos últimos anos.

A expectativa é de que cerca de três mil pessoas sejam beneficiadas com o novo equipamento, entre elas, crianças e jovens que participam do projeto Campeões de Futuro, realizado pela Sesport. No local devem acontecer atividades dos núcleos futebol, futsal, karatê e vôlei.

“O esporte é um instrumento de integração, de enfrentamento à violência e de união entre as pessoas. Esse novo espaço vai embelezar a cidade. Estamos inaugurando a parte esportiva da praça e vamos terminar o restante em breve. Mesmo durante a pandemia, nós não paramos o trabalho no Estado, seja com obras como essa ou com convênios com os municípios. Fizemos muito e vamos fazer muito mais”, afirmou o governador Casagrande.

O prefeito de Jaguaré, Marcos Guerra, agradeceu o Governo do Estado pela parceria com os municípios. “O governador Renato Casagrande é o segundo prefeito dos 78 municípios do Estado, seja pelo cuidado ou com investimentos que faz nas cidades. Esse complexo é importantíssimo e que já está sendo utilizado pela população. Queria agradecer pela atenção com Jaguaré e com os demais municípios”, declarou.

Além desse espaço, o evento contou também com a assinatura da Ordem de Serviço para a construção de uma quadra poliesportiva coberta com arquibancada, no bairro Novo Tempo. A quadra ficará situada no terreno entre a Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) e o Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Novo Tempo, beneficiando toda a comunidade e os 360 alunos das duas unidades que ainda não tinham nenhum equipamento para prática esportiva. A previsão de conclusão da obra é para o primeiro semestre de 2022.

“A conclusão desse espaço multiesportivo mostra o quanto o esporte é importante para esta administração. O espaço ficou muito bonito e vai fomentar, ainda mais, o esporte em Jaguaré. Quanto à construção da quadra em Novo Tempo, essa era uma demanda antiga das duas escolas e que, felizmente, vamos conseguir atender”, frisou o secretário de Estado de Esportes e Lazer, Júnior Abreu.

Prefeito de Jaguaré, Marcos Guerra.

Mais investimentos

Leia mais:  Portal amplia acesso às informações sobre as condições da bacia do rio Doce

Durante a solenidade, o governador também anunciou novos investimentos para o município em diversas áreas. “Nós gostamos de realizar, de entregar, de dar mais qualidade de vida à população. São investimentos em assistência social, uma área que precisamos dar muita atenção por conta do aumento da pobreza causada pela pandemia, investimentos em uma nova unidade da Polícia Militar, além da quadra de Novo Tempo que vai levar o esporte para as comunidades. Vamos seguir trabalhando e pisando no acelerador, investindo em 2022 muito mais do que neste ano”, disse Casagrande.

Na área de assistência social, foram assinados os termos para construção do Centro de Referência em Assistência Social (Cras) e para reforma e ampliação do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) de Jaguaré. As obras possibilitarão a ampliação e a melhoria da rede socioassistencial do município e representam um investimento total de R$ 1,3 milhão, integralmente oriundos do Tesouro Estadual.

Com o fortalecimento dos serviços básicos ofertados pelo Cras e dos serviços especializados oferecidos pelo Creas, os cidadãos de Jaguaré terão acesso a atendimentos que buscam garantir direitos básicos, além de acolhimento, prevenção e acionamento da rede de proteção social mediante ameaça desses direitos.

Também foi anunciada a transferência de recursos para o Programa Compra Direta de Alimentos (CDA), que visa oferecer comida de qualidade e produzida por agricultores do próprio município às famílias e indivíduos em vulnerabilidade social. A fórmula do programa estabelece que a produção dos agricultores seja adquirida pelas Prefeituras Municipais, com recursos repassados pelo Estado.

Em Jaguaré, serão repassados R$ 162,5 mil, beneficiando 25 agricultores familiares com valor de R$ 6,5 mil cada. Os alimentos adquiridos serão destinados para indivíduos e famílias que são atendidos pela rede de proteção social e para instituições socioassistenciais parceiras. Ao todo, serão quatro unidades receptoras (entidades).

Já na área de infraestrutura urbana, o Governo do Estado assinou um convênio com o Município de Jaguaré para a realização das obras de drenagem e pavimentação da implantação do acesso à área industrial no Trevo de Palmito, em um investimento de R$ 462,4 mil. A intervenção contempla 1.140 metros de pavimentação asfáltica, 319 metros de meio fio e 136 metros de sinalização horizontal, proporcionando aos moradores do município mais mobilidade, economia e qualidade de vida.

“A drenagem e pavimentação do acesso à área industrial do município de Jaguaré vai garantir à população o acesso a novas oportunidades no mercado de trabalho, gerando emprego e renda, contribuindo assim para o desenvolvimento da economia local. Um acesso seguro e bem sinalizado que muito contribuirá para a melhoria do trânsito local, tanto para os pedestres, quanto para os veículos”, comentou o secretário de Estado de Saneamento, Habitação e Desenvolvimento Urbano, Marcus Vicente.

Na área da segurança pública, Jaguaré vai receber uma Companhia Independente da Polícia Militar. A unidade faz parte do pacote de ações anunciado pelo governador Casagrande no mês passado de reestruturação das Forças de Segurança no Espírito Santo. Ao todo, o Governo do Estado autorizou a abertura de quatro novas Companhias Independentes. No interior, além de Jaguaré, o município de Pinheiros vai receber uma nova unidade. Na Grande Vitória, serão abertas unidades em Nova Rosa da Penha (Cariacica) e São Torquato (Vila Velha).

“Com a reestruturação da Polícia Militar, autorizada e aprovada pelo governador Renato Casagrande, entendemos a necessidade de implantar a Companhia Independente em Jaguaré, o que vai trazer maior efetividade às ações policiais na região e dar autonomia ao comandante de área para pensar nas ações. É mais uma amostra do quanto essa gestão pensa na evolução da Segurança Pública em prol da população de todas as regiões do Espírito Santo. Agora, com a primeira turma de soldados se formando e a autorização de abertura de novas vagas, esperamos aumentar o efetivo e a capacidade de resposta da Corporação na Região Norte”, destacou o secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, coronel Alexandre Ramalho.

Também estiveram presentes no evento a vice-governadora Jacqueline Moraes; os secretários de Estado, Gilson Daniel (Governo), Cyntia Grillo (Assistência Social), Paulo Foletto (Agricultura) e Coronel Aguiar (Casa Militar); os prefeitos Arnóbio Pinheiro (Pinheiros), Fernanda Milanese (Boa Esperança), Daniel Santana (São Mateus), André Sampaio (Montanha), André Fagundes (Nova Venécia) e Uélikson Boone (Vila Pavão); o deputado federal Josias Da Vitória; os deputados estaduais Raquel Lessa, Fabricio Gandini, Freitas, Luiz Durão, Marcos Garcia, Hudson Leal e Marcelo Santos; além de secretários municipais, vereadores e lideranças da região.

Leia mais:  Suzano doa oxigênio hospitalar para reforçar estoque da rede de saúde de Aracruz
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana