conecte-se conosco


Mundo Cristão

Vila conhecida por ter rejeitado a Jesus fica inundada e surpreende arqueólogos

Publicado

Arqueólogos que estavam fazendo escavações na antiga cidade de Betsaida, conhecida como a cidade que rejeitou Jesus no passado, foram obrigados a pararem os trabalhos por casa de uma forte chuva que causou inundação no local.

Moti Aviam, professor do Kinneret College e líder das escavações, ficou estarrecido com a situação inusitada, visto que a região ficou completamente debaixo d’água, segundo informações do Haaretz Breaking Israeli.

“Obviamente, eu sabia que o Kinneret [Mar da Galiléia] havia subido, mas não sabia como esse aumento afetaria a escavação”, disse Aviam ao jornal israelense, explicando a origem da inundação e o fato das águas não descerem como de costume.

“Não me lembro de algo assim nos últimos 30 anos”, disse ele, “apesar de não deixar de checar. Mesmo que chova forte em abril e maio, em julho ou agosto, o local sempre seca.”

A vila de El-Araj, segundo pesquisadores, é mencionada no Novo Testamento como a cidade de nascimento dos três discípulos de Jesus, Pedro, André e Felipe, razão pela qual possui grande valor para a história do cristianismo e arqueologia bíblica.

Leia mais:  Entidades cristãs enviam carta ao STF pedindo retomada de cultos; AGU e PGR apoiam iniciativa

A Bíblia registra no livro de Lucas 10:13-15 o momento no qual a vila foi citada como um lugar onde não houve o arrependimento.

“Ai de você, Corazim! Ai de você, Betsaida! Porque se os milagres que foram realizados entre vocês o fossem em Tiro e Sidom, há muito tempo elas se teriam arrependido, vestindo roupas de saco e cobrindo-se de cinzas. Mas no juízo haverá menor rigor para Tiro e Sidom do que para vocês”, diz o texto.

De acordo com Aviam, acredita-se que o que devia ser a Igreja dos Apóstolos está debaixo da água, pois foram encontrados restos de uma estrutura bizantina referente ao período dos primeiros pais da Igreja.

“No momento, a água está 80 centímetros acima do mosaico da igreja bizantina, que foi construída 500 anos após o tempo de Jesus”, disse Aviam. Ele também explicou que possivelmente a igreja foi construída em cima da casa dos discípulos Pedro e André, que eram irmãos.

“A água do lago sobe e desce ao longo dos tempos, e nenhum dano foi causado”, disse Aviam. “Conservamos o piso de mosaico da igreja e a água que está nela não vai prejudicá-lo. Mas mesmo que o nível da água diminua até julho, não poderemos continuar os trabalhos de escavação por causa da lama”, destacou.

Leia mais:  Cultura do cancelamento foi profetizada por Jesus no Sermão da Montanha, diz pastor

publicidade

Mundo Cristão

Após ser atacada, Bruna Karla fala a multidão: “Não abra mão de viver o Evangelho”

Publicado

A cantara gospel Bruna Karla virou alvo dos holofotes da grande mídia nas últimas semanas, após declarar em uma entrevista que se recusou a cantar em um “casamento homossexual” a convite de um amigo. Como resultado, diversos famosos atacaram a artista, com parte da imprensa lhe chamando de “homobófica”.

Bruna Karla, contudo, não se mostrou abalada pela intolerância religiosa contra a sua fé. Em vez disso, ela reafirmou para uma multidão de pessoas que foram prestigiar o evento  Louvorsão 93, realizado na Praça da Apoteose no sábado do dia 2, os seus princípios cristãos.

“Como é bom e maravilhoso a Igreja estar reunida adorando Aquele que vive e reina para todo o sempre. E esse amor que a gente sente um pelo outro, que transborda, vem de Deus. É esse amor que nos sustenta, que nos mantêm de pé”, disse a cantora.

Ao ouvir a multidão de pessoas lhe manifestando apoio, com dizeres como “Bruna, eu te amo”, a cantora gospel se emocionou e brincou com o público. “Vocês vão me fazer chorar aqui?”, disse ela.

Leia mais:  Joe Biden pode “punir” médicos cristãos que não realizam cirurgia transgênero, nos EUA

Bruna Karla fez o encerramento do evento, que contou com a presença de personalidades do mundo político, como o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro. A cantora argumentou que os cristãos não devem abrir mão na defesa dos seus princípios e valores.

“Este é o tempo em que a Igreja se coloca de pé. Este é o tempo em que a Igreja não depende do que estão falando aí fora. A Igreja depende do Deus vivo. Não abra mão de viver o Evangelho. Não abra mão de ser quem Deus te chamou para ser”, disse Bruna.

O presidente da República, por sua vez, falou sobre a defesa moral que o seu governo faz da família e agradeceu o apoio dos evangélicos. “Agradeço a Deus pela minha segunda vida, a ele também a missão de estar na frente do Executivo Federal”, disse ele.

“E se essa for a vontade dele continuaremos juntos por muito tempo, modificando o nosso Brasil. A todos vocês meu muito obrigado, agradeço o apoio de cada um e termino com aquela [a frase] projetada lá atrás por Silas Malafaia, que com toda certeza será eternizada: ‘Brasil acima de tudo, Deus acima de todos’”, concluiu o presidente.

Leia mais:  Aluna é expulsa de escola e chamada de ‘herege’ por discordar de ‘ideologia trans’

Continue lendo

Mundo Cristão

Renomado cientista admite que a ciência não preenche “o vazio em nosso coração”

Publicado

Para quem se dedica a conhecer um pouco do mundo científico atual, não é mais novidade o fato de que a ciência, por si mesma, não traz respostas aos maiores dilemas da vida humana. Essa realidade também foi constatada pelo renomado cientista aeroespacial romeno, Dragos Bratasanu.

O “Dr. Dragos”, como é mais conhecido, já foi nomeado para o prêmio MIT Innovators Under 35 como uma das “mentes mais brilhantes da Europa”. O seu sucesso no mundo científico, contudo, não foi suficiente para preencher “o vazio” em sua vida.

Mesmo sendo um destaque na National Geografic por sua pesquisa junto à NASA (Administração Nacional da Aeronáutica e Espaço), o cientista se viu mergulhado em uma depressão que lhe fez rever todos os seus conceitos sobre o sentido da vida.

“A dor era tão intensa que peguei meu travesseiro e clamei a Deus do fundo do meu coração: Se você é real, eu preciso de você agora”, disse ele em uma entrevista à CBN News.

Leia mais:  Joe Biden pode “punir” médicos cristãos que não realizam cirurgia transgênero, nos EUA

Busca por sentido

A necessidade de sentido em sua vida, fez com que o Dr. Dragos buscasse respostas em várias crenças religiosas. Ele ainda não tinha noção de que a fé em Jesus Cristo não é mais “uma” entre muitas, mas sim a revelação da própria verdade acerca de Deus.

Entre idas e vindas em religiões asiáticas e espíritas, ele só veio a ter os primeiros contatos com algo mais sólido do cristianismo quando leu um livro de Katheryn Kuhlman, uma pregadora cristã dos Estados Unidos, a qual faz uma série de relatos de milagres em sua obra.

“Você simplesmente não pode negar as evidências. Eu li que as piores e mais horríveis doenças foram curadas. E entendo que o papel da ciência não é definir o que é possível e o que não é possível, ou dizer o que podemos ou não fazer. O papel da ciência nada mais é do que observar, explicar e entender. É isso”, disse o cientista.

O Dr. Dragos, então, posteriormente foi chamado a entregar a sua vida para Cristo. Como um cientista acostumado a lidar com evidências, ele uniu o seu conhecimento empírico aos fatos ligados à fé, e acabou se convertendo ao Evangelho.

Leia mais:  Jejum nacional neste domingo em favor do Brasil

Com isso, a sua conclusão agora é de que “a ciência e a tecnologia transformaram nosso mundo de maneiras belas e surpreendentes, mas não são suficientes para preencher o vazio em nosso coração.”

“Precisamos sentir o fluir do Espírito de Deus dentro de nós para termos uma vida significativa e com propósito”, diz ele. “Quando você vai até Jesus com o coração aberto, não à igreja, não à religião, mas para uma dimensão mais profunda, sentindo o amor e o poder de Deus, então o céu se abre.”

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana