conecte-se conosco


Cidades

Vila Velha – Cramvive já acolheu 748 mulheres vítimas de violência doméstica

Publicado

Vila Velha – O Centro de Referência no Atendimento Especializado à Mulher em Situação de Violência Doméstica de Vila Velha (Cramvive) acompanha em média 485 mulheres. De abril de 2017 até o último levantamento, realizado em dezembro de 2020, foram realizados 748 atendimentos. Desse total, grande parte das mulheres conseguiu romper o ciclo de violência.

As mulheres são acolhidas por meio de demanda espontânea, quando procuram o Cramvive, quando são encaminhadas pela rede de atendimento do município, pela Defensoria Pública ou pela Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher.

Importante ressaltar que existem vários tipos de violência doméstica. Muitas delas começam pela psicológica, com o abalo da autoestima, proibições e afastamento da vida social, até o momento das agressões. A discussão da violência sexual também tem ganhado força, visto que pode ocorrer pelo próprio companheiro da vítima.

As vítimas assistidas pelo Cramvive são encaminhadas ao abrigo, para garantir sua integridade física. Elas podem voltar para a rotina após o recebimento da medida protetiva ou serem levadas para outros Estados, quando existirem familiares para acolhe-las.

Serviços oferecidos pelo Cramvive:

•    Atendimento e acompanhamento com psicólogos e assistente social no acolhimento e em grupos/coletivos;
•    Orientação jurídica;
•    Defensoria Pública;
•    Garantir e proteger os direitos das mulheres em situação de violência, considerando as questões étnicas, raciais, geracionais, de orientação sexual, de deficiência e de inserção social, econômica e regional;
•     Implantar ações de Pacto de Enfrentamento à Violência contra a Mulher;
•    Proporcionar às mulheres em situação de violência um atendimento humanizado, integral e de qualidade nos serviços especializados e na rede de atendimento;
•    Garantir a implementação e aplicabilidade da Lei nº 11.340/ 2009 – Lei Maria da Penha;
•    Proporcionar autonomia das mulheres e ampliação de seus direitos;
•    Contribuir na redução dos índices de todas as violências contra as mulheres;
•    Enfrentamento ao feminicídio;
•    Favorecer a participação das mulheres em grupos de reflexão com vistas à recuperação e/ou elevação de sua autoestima;
•    Estimular atividades de geração de renda;
•    Promover atividades socioeducativas para as mulheres, como passeios culturais, reuniões socioculturais, etc;
•    Seminários;
•    Grupo de Mulheres;
•    Ciclo de Palestras – trabalhar a prevenção.

Atendimento:

•    Cramvive: Centro de Referência no Atendimento Especializado à Mulher em Situação de Violência Doméstica de Vila Velha
–    Endereço: Av. Champagnat, 792, Centro – Vila Velha
–    Segunda à sexta: 8h às 18h
–    Sábados: 12h às 23h
–    Domingos e feriados: 9h às 12h
–    Contato: (27) 3299-4224 / (27) 3388-4158
–    Plantão: 9 9873-6346

Leia mais:  Dia Nacional do Imigrante Italiano: Evair de Melo parabeniza comunidade capixaba
publicidade

Cidades

Produtores do Espírito Santo comercializam 61 toneladas de alimentos com apoio da Suzano

Publicado

Em 2020, o projeto “A Feira Vai Até Você” comercializou mais de 6 mil cestas de produtos da agricultura familiar e gerou receita bruta de quase R$ 265 mil

Diante das mudanças provocadas pela pandemia do coronavírus, a Suzano lançou, em abril do ano passado, a iniciativa “A Feira Vai Até Você”, que tem o objetivo de auxiliar as vendas de pequenos produtores familiares por meio do sistema de delivery (entrega). O programa impulsionou a comercialização de mais de 61 toneladas de alimentos em 2020, no Espírito Santo. Com grande adesão dos consumidores, alcançou a marca de 6.748 cestas entregues, gerando receita bruta de mais de R$ 402 mil no ano passado, resultado que ajudou a reduzir os impactos econômicos da pandemia na agricultura familiar da região.

“Os agricultores rurais continuaram produzindo alimentos, mas, com o fechamento das feiras no início da pandemia e o isolamento social, o escoamento da produção foi muito afetado. A iniciativa da Suzano surgiu como forma de mitigar esse impacto, conectando produtores rurais ao consumidor final por meio da entrega domiciliar. A experiência deu tão certo que mesmo depois da flexibilização do isolamento social os agricultores mantiveram o projeto, fidelizando consumidores”, ressalta Douglas Peixoto, coordenador de Desenvolvimento Social da Suzano.

A Suzano fornece aos agricultores toda a assistência técnica necessária, desde a montagem das cestas com os produtos, operacionalização da logística, até a comunicação. São 54 famílias de produtores beneficiadas pelo projeto nos municípios de Aracruz, Conceição da Barra e São Mateus, que fazem parte do PDRT (Programa de Desenvolvimento Rural e Territorial).

Visualização da imagem

Uma das famílias apoiadas pelo programa é a da agricultora e presidente da Cooperativa de Agricultores Familiares de Aracruz (CAF Aracruz), Taciana Sperandio Barone. Com a pandemia, ela enxergou no programa “A Feira Vai Até você” uma oportunidade para potencializar a comercialização não só dos seus produtos, mas os alimentos produzidos por toda sua comunidade.

“A pandemia da Covid-19 tem causado muitos impactos, especialmente para os agricultores familiares. A ideia de potencializar a venda por meio de delivery foi excelente, pois complementou a renda dos produtores, impediu que os produtos ficassem parados ou fossem desperdiçados e ainda contribuiu com a economia local”, conta.

A ação também é realizada em outros estados com atuação da Suzano: Bahia, Minas Gerais, Maranhão, Mato Grosso do Sul e São Paulo. Em 2020, ao todo, foram 300 toneladas de produtos agroecológicos diversos entregues em todos os estados. Com a tecnologia como aliada, os agricultores que participaram da iniciativa entregaram mais de 37.530 cestas, gerando uma receita bruta que ultrapassa os R$ 1,14 milhão em todo o Brasil.

PDRT

O Programa de Desenvolvimento Rural e Territorial (PDRT) visa promover o fortalecimento das comunidades rurais vizinhas às unidades da Suzano, gerando renda e melhorando a qualidade de vida dos pequenos produtores. O PDRT atua em três eixos: gestão, produção e comercialização das associações e cooperativas participantes, permitindo que essas comunidades, capacitadas, conquistem sua independência financeira.

Na Bahia, o programa atua junto às comunidades rurais desde 2011. Atualmente, são 1.511 famílias beneficiadas de 50 associações e uma cooperativa das comunidades rurais do Território do Extremo Sul da Bahia. No Brasil, mais de 5 mil famílias, em nove estados e mais de 118 localidades já foram beneficiadas pelo programa.

Sobre a Suzano

A Suzano, empresa resultante da fusão entre a Suzano Papel e Celulose e a Fibria, tem o compromisso de ser referência global no uso sustentável de recursos naturais. Líder mundial na fabricação de celulose de eucalipto e uma das maiores fabricantes de papéis da América Latina, a companhia exporta para mais de 80 países e, a partir de seus produtos, está presente na vida de mais de 2 bilhões de pessoas. Com operações de dez fábricas, além da joint operation Veracel, possui capacidade instalada de 11 milhões de toneladas de celulose de mercado e 1,4 milhão de toneladas de papéis por ano. A Suzano tem aproximadamente 37 mil colaboradores diretos e indiretos e investe há mais de 90 anos em soluções inovadoras a partir do plantio de eucalipto, as quais permitam a substituição de matérias-primas de origem fóssil por fontes de origem renovável. A companhia possui os mais elevados níveis de Governança Corporativa da B3, no Brasil, e da New York Stock Exchange (NYSE), nos Estados Unidos, mercados onde suas ações são negociadas.

Leia mais:  Banestes oferece crédito imobiliário com a menor taxa praticada na história do banco
Continue lendo

Cidades

Inscrições para o Pré-Enem Digital terminam nesta quinta-feira (25)

Publicado

Os alunos que desejam participar do processo seletivo para o Pré-Enem Digital têm até esta quinta-feira (25) para fazer a inscrição por meio deste link: https://forms.gle/3hGprJwX9DRidRuc6. Podem se inscrever os estudantes da 3ª série do Ensino Médio, matriculados no Ensino Regular; no Integrado à Educação Profissional (EMI); nas 2ª e 3ª etapas da Educação de Jovens e Adultos (EJA); nos Centros e Núcleos Estaduais da Educação de Jovens e Adultos (CEEJA/NEEJA), no ano de 2021; e os concludentes da 3ª etapa da EJA do ano de 2020.

O curso estará disponível em formato on-line, por meio do programa EscoLAR, com aulas transmitidas ao vivo de forma síncrona, permitindo a interação entre alunos e professores. Os estudantes poderão optar por assistir às aulas presencialmente na escola, ou em suas casas na modalidade on-line. 

Para a classificação do candidato serão considerados os seguintes critérios: ter cursado os anos finais do Ensino Fundamental (6º ao 9º ano), ou equivalente, em escola pública; ter cursado todo o Ensino Médio, ou equivalente, em escola pública; ter inscrição no Cadastro Único para Programas Sociais (CADúnico); e residir em região atendida pelo Programa Estado Presente em Defesa da Vida.

Também será considerada a reserva de vagas que obedecerá à distribuição de 30% para pretos, pardos e indígenas (PPI), 10% para pessoas com deficiência (PcD) e 10% para concludentes da EJA Ensino Médio 2020.

O resultado será divulgado após as 17 horas do dia 05 de março, no site da Secretaria da Educação (Sedu).

Confira o Edital nº 04/2021

Dúvidas: entrar em contato com a Gerência de Ensino Médio, pelo telefone (27) 3636-7850.

Leia mais:  Inaugurado Contorno de Apiacá e ponte sobre Córrego Santa Bárbara
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana