conecte-se conosco


Cidades

Vila Velha é a primeira Cidade Empreendedora do Espírito Santo

Publicado

13 de maio de 2021. Uma data marcante para o setor produtivo e toda a população de Vila Velha. A cidade saiu na frente com o lançamento do Programa Cidade Empreendedora e se torna a primeira do Espírito Santo a assinar o termo de Adesão ao Programa, implantado pelo Sebrae em todos os municípios do estado. A Prefeitura, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, recebeu representantes de entidades empresariais para formalização do projeto.

Com o objetivo de acelerar a capacidade de empreendedorismo e estimular as entidades produtivas a investirem na geração de emprego e renda, a Prefeitura passou por todas as etapas exigidas, sendo também a primeira a fechar o diagnóstico feito pelo Sebrae. Nesta etapa do diagnóstico, foram identificadas as lacunas que precisam ser resolvidas para que novos negócios sejam instalados na cidade. 

O passo seguinte foi dado nesta quinta-feira (13/05), durante evento de formalização da adesão, no auditório da Prefeitura, com a presença de representantes do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/ES); da Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas (Aderes); da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes); da Associação de Empresários de Vila Velha (Assevila); do Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon); da Câmara de Dirigentes Lojistas de Vila Velha (CDL); do Sindicato das Indústrias de Panificação (Sindpaes); dos Polos Comerciais da Glória e  Novo México, entre outras organizações.   

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Everaldo Colodetti, considerou a data marcante para o setor produtivo: “Cidade Empreendedora é uma injeção na veia para melhorar o ambiente de negócios no município. Estamos assinando um plano de desenvolvimento propício a todas as empresas e, consequentemente, para o cidadão canela-verde”, afirmou. 

O plano de ações elaborado pelo Sebrae, com base no diagnóstico realizado, contempla vários eixos de atuação. O diretor-superintendente do Sebrae, Pedro Rigo, citou alguns e afirmou que toda mobilização é fundamental para a concretização desse projeto de desenvolvimento. 

“Estamos convencidos de que precisamos entregar resultados. É a administração municipal que vai transformar a cidade, porque o poder público é o indutor dessa mudança com práticas inovadoras. Nós, do Sebrae, vamos atuar na desburocratização e, para isso, nossos consultores estão identificando os gargalos nas áreas de implantação e regularização de novas empresas. Queremos simplificar e encurtar o caminho para quem quer empreender em Vila Velha. Vamos oferecer capacitação para empresários e servidores municipais, fazer o mapeamento das compras governamentais e implantar a educação empreendedora para jovens. Afinal, o empreendedorismo move e transforma a cidade”, pontuou Pedro Rigo. 

Desta forma, os serviços do município direcionados ao segmento empresarial serão desburocratizados, ou seja, o empreendedor que quiser abrir ou manter seu negócio em Vila Velha terá como incentivo a simplificação e a oferta de crédito.

Durante o encontro, o prefeito Arnaldinho Borgo fez um convite à população vilavelhense: “Quem ama Vila Velha está convidado a administrar, a planejar juntos nossa cidade, para transformá-la no melhor lugar para se empreender de forma sustentável”. O prefeito afirmou que, desde que assumiu a gestão municipal, tem trabalhado para unir forças: “Vila Velha é a melhor cidade para se morar, mas quero que seja a melhor também para se instalar negócios. Para isso, precisamos do envolvimento de todos os setores e cidadãos”.   

O apoio do Sebrae focado nos servidores será de treinamento e qualificação para todos os temas de interesse do município, inclusive nos processos licitatórios.

O diretor regional da Findes, Vladimir Rossi, elogiou o perfil desenvolvimentista e dinâmico do prefeito como sendo garantia para o sucesso do projeto. Em seguida, sinalizou duas frentes que precisam da atenção da gestão: “A insegurança jurídica do município precisa ser trabalhada e temos os bolsões de pobreza que dependem da geração de emprego para ter uma oportunidade”.

Empresários

Os empresários conheceram o Plano de Ações, com capacitações e consultorias personalizadas, de acordo com a realidade da cidade. O setor produtivo teve acesso ao cronograma de ações para alcançar o objetivo proposto. 

A presidente da Associação dos Comerciantes da Glória (Uniglória), Glenda Amaral, está otimista com a Cidade Empreendedora: “Gostei da iniciativa do Sebrae e da parceria com a prefeitura. Temos total interesse no desenvolvimento de Vila Velha. Chegou a hora de agregar o turismo aos serviços e ao comércio da nossa cidade. O cenário de inovação é animador. Minha família tem 10 negócios no município, entre lojas e indústrias e esse programa é muito valioso para nós empreendedores. Queremos contribuir. Contem conosco para fazer a diferença em Vila Velha”, disse. 

O engenheiro civil Albano Trigo Lopes, presidente do Polo de Novo México, destaca que, finalmente, Vila Velha vai deixar de ser cidade dormitório e de passagem para ser uma cidade empreendedora. Temos requisitos para gerar riqueza, temos porto, turismo, cidade bonita e bem localizada no centro da Grande Vitória e um povo bom. Agora é trabalhar em parceria para que isso aconteça”, finaliza.

Leia mais:  Suzano abre inscrições para o Programa de Estágio 2021
publicidade

Cidades

Serra garante retorno presencial seguro a todos os estudantes da rede municipal

Publicado

Crianças do Grupo I e alunos com comorbidade continuarão com aulas remotas

Está tudo pronto para o retorno de 100% dos estudantes da Serra às salas de aula, no próximo dia 02 de agosto. A volta será no formato híbrido, com revezamento semanal, organizado com 50% dos alunos, nas unidades de Ensino Fundamental e nos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs). 

A Secretaria de Educação da Serra (Sedu) ressalta a obrigatoriedade do ensino presencial a partir desta data, com registro das faltas também passando a ser obrigatório. “Não é mais facultativo aos pais e responsáveis decidir se o estudante irá ou não para a sala de aula. Estamos seguindo a Portaria Conjunta SEDU/SESA Nº 06-R, de 21 de Julho de 2021 que suspende as restrições sanitárias que subsidiavam a decisão de não obrigatoriedade do ensino presencial e dispõe sobre a frequência presencial dos estudantes em instituições de ensino no âmbito do Estado do Espírito Santo”, declarou o secretário de Educação da Serra, Alessandro Bermudes. 

Casos especiais

As crianças matriculadas no Grupo I da Educação Infantil permanecerão no formato não presencial. O retorno presencial é facultativo para alunos com comorbidades ou que tenham em seu convívio familiar, pessoa integrante do grupo de risco. Esses estudantes poderão optar pela continuidade das atividades não presenciais por meio de suas famílias/responsável legal ou pessoalmente no caso de serem maiores de idade, bastando se manifestar por meio de instrumento próprio, disponibilizado pelas Unidades de Ensino.

Retorno presencial seguro

A Sedu destaca que considerou diversos fatores para a definição e publicação da Portaria 030/2021, publicada na última quarta-feira (28), como: 

– A cobertura vacinal contra a COVID-19 superior a 69% da população adulta no Estado do Espírito Santo;
– A plena cobertura vacinal dos trabalhadores da educação pública e privada no Estado do Espírito Santo;
–  A taxa de transmissão abaixo de 1 em todo Estado, caracterizando contexto epidemiológico de baixa transmissão do vírus;
–  A classificação de 72 municípios capixabas no risco baixo, 6 no risco moderado e a ausência de município do Estado no risco alto;
–  A classificação do município da Serra no risco baixo, sustentada há 05 semanas consecutivas.

Leia mais:  Confira quais os documentos você vai precisar na hora de alugar um imóvel em Vitória
Continue lendo

Cidades

Biblioteca Municipal de Vitória completa 80 anos e receberá melhorias

Publicado

A Biblioteca Pública Municipal Adelpho Poli Monjardim celebrou na quinta-feira (29) seu jubileu de carvalho. São 80 anos disponibilizando saber à população, por meio de 20 mil livros físicos e mais de 19 mil obras em formato digital.

A data rendeu presente especial para a nova octogenária da cidade. Nesta manhã, o prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini, juntamente com o secretário municipal de Cultura, Luciano Gagno, assinou uma ordem de serviço para reforma do espaço.

Ao todo, serão investidos R$ 31.645,07 para pintura do muro da fachada, pintura interna e externa da construção anexa à biblioteca, instalação de refletores no pátio, revisão do telhado, substituição de lâmpadas de LED, instalação de vidros de básculas e limpeza das caixas d’água.

Ordem de Serviço Reforma da Biblioteca Adelpho Poli Monjardim

“Estamos felizes com os rumos da Cultura em Vitória. Nesta semana, estivemos no Museu Capixaba do Negro (Mucane) entregando outra importante reforma. Nossos equipamentos estão em pleno funcionamento, com importantes atividades de teatro, dança, música, exposições e outras formações culturais. Sabemos da importância da literatura. Ela liberta, forma senso crítico, traz humanidade e constrói cidadãos conscientes do seu papel na sociedade. Esse belíssimo equipamento público é carregado de história, com um amplo acervo, e merece todo o nosso cuidado. As pessoas que aqui chegarem precisam se sentir representadas e acolhidas. Nosso compromisso é com a história de Vitória, com a valorização desse legado que iremos deixar para as futuras gerações”, afirmou o prefeito.

“Estamos muito honrados com a atenção que a Cultura vem recebendo da atual gestão. O Casarão Cerqueira Lima, que hoje é a sede da Biblioteca Municipal, já viveu muitos episódios históricos, bons, ruins e curiosos. A partir de agora, vamos garantir para que sejam sempre positivos. A vida é como um livro em branco, escrevemos um novo capítulo a cada dia e, hoje, estamos escrevendo uma nova história para esse lugar”, completou o secretário de Cultura.

Viagem pela Literatura

A bibliotecária Elizete Caser fez questão de lembrar os projetos desenvolvidos pela Biblioteca Municipal, como o “Viagem pela Literatura”, que possui 27 anos de existência.

“A Biblioteca Municipal tem cumprido fielmente a sua missão ao longo de todos os seus anos de forma gratuita e livre para todos. O ‘Viagem pela Literatura’ já se tornou uma referência. Nele, incentivamos a prática da leitura por meio de atividades desenvolvidas por atores, escritores, e contadores de histórias, abordando diferentes linguagens”, afirmou Elizete.

Sarau Literário

Logo mais, às 19 horas, será realizado o sarau literário “O Espírito Santo na história, na Lenda e no Folclore”, em homenagem ao escritor que dá nome à biblioteca, Adelpho Poli Monjardim, com o grupo teatral Gota, Pó e Poeira, que será realizado na sede da instituição.

Misturando contação de história, teatro e música, o sarau irá falar de lendas e crendices do Espírito Santo, dentro da obra de Adelpho. Por meio de personagens sobrenaturais e assombrações, a história fala da busca de tesouros esquecidos dentro do território capixaba que povoam o imaginário da população.

Vinganças, crimes, aparições, histórias de amor e religiosidade permearão toda a história.

Para participar da atividade presencial, é necessário fazer reserva prévia, por meio do telefone (27) 3381-6926. O número de vagas será limitado. No local, tanto o uso de máscaras quanto a utilização de álcool em gel são obrigatórios. Os participantes terão a temperatura aferida na entrada do evento.

Leia mais:  Iconha receberá R$ 4,9 milhões para reconstrução após chuvas de janeiro
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana