conecte-se conosco


Segurança

Visitas sociais serão retomadas nos presídios do Estado no dia 10 de agosto

Publicado

A Secretaria da Justiça (Sejus) anunciou a retomada das visitas sociais nas 35 unidades prisionais do Estado a partir do dia 10 de agosto. A medida foi tomada diante da estabilização do número de casos ativos do novo Coronavírus (Covid-19) no Espírito Santo. As visitas poderão ocorrer uma vez ao mês para apenas um familiar adulto. As atividades religiosas também voltam a funcionar nas unidades.

Como medida de segurança a fim de evitar a propagação do vírus, o familiar passará por barreira sanitária. Servidores penitenciários farão a medição da temperatura do visitante autorizado, bem como a higienização das mãos com álcool etílico. Um questionário de saúde deverá ser respondido antes da entrada. O uso de máscara será obrigatório. Caso haja suspeita ou sintomas gripais a visita será reagendada.

As visitas serão realizadas no parlatório, onde interno e visitante não terão contato físico, comunicando-se pelo telefone e separados por uma parede de vidro. O agendamento das visitas com as famílias será feito pela unidade prisional onde o interno está custodiado. As visitas nas unidades estavam suspensas desde o dia 1º de abril em decorrência da pandemia.

O subsecretário de Estado para Assuntos do Sistema Penal, Alessandro Ferreira de Souza, destaca que o aumento do número de visitantes nos presídios será analisado de forma gradual. “Neste início, vamos padronizar uma visita mensal por preso. Apenas uma pessoa adulta estará autorizada a entrar. Orientamos também que este familiar não pertença ao grupo de risco, bem como não vá à unidade acompanhada de recém-nascido, criança ou adolescente. Vamos observar também como a pandemia se comportará nesse período até que possamos retomar gradativamente à normalidade”, disse.

Medidas de segurança foram adotadas em todo o sistema prisional do Estado para prevenir e conter o contágio da doença na massa carcerária, bem como preservar todos os servidores que atuam no sistema penitenciário. Os procedimentos adotados, alinhados às recomendações da Secretaria da Saúde (Sesa), possibilitaram a queda no registro de casos no sistema prisional. Atualmente, apenas 11 internos fazem tratamento da doença e são acompanhados pelas equipes de saúde das unidades. Desde o início da pandemia no Estado, 220 presos foram acometidos pela Covid-19 e já encontram-se curados.

A Sejus também realiza estudos para retorno do trabalho externo de presos e planeja, em conjunto com a Secretaria da Educação (Sedu), o retorno das ações de educação nas unidades prisionais do Estado.

Atividades religiosas

As atividades religiosas também voltam a funcionar em todo o sistema prisional, seguindo as recomendações estabelecidas pela Secretaria da Saúde. A atividade está prevista na Lei de Execução Penal (LEP). Na Sejus, o Grupo de Trabalho Interconfessional do Sistema Penal (Ginter) assessora as questões teológicas e pastorais nas unidades prisionais do Estado, garantindo o respeito à diversidade religiosa.

Os voluntários religiosos poderão retornar com medidas sanitárias, fazendo uso de máscaras de proteção, luvas e protetor facial, em dias e horários estabelecidos pelas unidades prisionais a fim de evitar aglomerações.

Leia mais:  Arma é apreendida pela PM em Jaguaré
publicidade

Segurança

Programa Estado Presente é um dos três melhores projetos corporativos do País no Prêmio 2021 da Revista Mundo PM

Publicado

O Programa Estado Presente em Defesa da Vida, do Governo do Espírito Santo, é um dos três melhores projetos corporativos do país. Ele disputou nesse sábado (27), com duas empresas privadas, a final do Prêmio Projeto & PMO 2021, promovido pela Revista Mundo PM, que valoriza organizações e profissionais que buscam resultados em negócios e ações sociais, via gestão de projetos, programas, portfólios e abordagens ágeis.

Com foco especialmente em crimes letais intencionais – homicídio, feminicídio, latrocínio e lesão corporal seguida de morte -, o programa é responsável pela redução dos registros de violência e criminalidade, desde a sua criação, em 2011.

Durante o processo de escolha dos projetos no Prêmio Projeto & PMO 2021, foi o secretário de Estado de Economia e Planejamento, Álvaro Duboc, quem fez as defesas técnicas do Estado Presente para a banca avaliadora. O programa do Governo capixaba disputou a final do prêmio com as empresas John Deere Brasil – Divisão de Construção, que obteve a primeira colocação, e a Neoenergia – Projeto Internalização.

“É uma conquista da sociedade capixaba, que se beneficia de um programa criado na primeira gestão do governador Renato Casagrande, com uma estratégia que conseguiu interromper o processo de violência letal no Espírito Santo”, disse o secretário Álvaro Duboc, sobre a classificação.

Segundo Duboc, muitas vidas salvas em decorrência das ações realizadas no âmbito do programa. “Saímos de 2.034 homicídios, em 2009, para menos de mil em 2019. Nos últimos três anos, estamos tendo o melhor período de toda a série histórica de homicídios no Espírito Santo, com uma política de Segurança Pública que é um dos eixos do Planejamento Estratégico do Governo e que tem total respaldo da alta gestão”, afirmou o secretário.

Coordenador-executivo do Programa Estado Presente em Defesa da Vida, o Duboc ressaltou o trabalho das equipes da Subsecretaria de Planejamento e Projetos da SEP, e das Secretarias da Segurança Pública e Defesa Social (Sesp) e de Direitos Humanos (SEDH), além das Polícias Civil do Espírito Santo (PCES) e Militar (PMES), do Corpo de Bombeiros Militar (CBMES) e do Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN).

A subsecretária de Estado de Planejamento e Projetos, Joseane Zoghbi, também destacou a importância da classificação numa disputa com projetos privados. “A Revista Mundo PM é a melhor de gerenciamento de projetos do Brasil e destaca as grandes referências do nosso país. Ser finalista, acompanhados de duas empresas da iniciativa privada, tem um enorme significado. Nós, do setor público, sabemos dos desafios que precisamos vencer diariamente”, pontuou a subsecretária.

Para o secretário de Estado da Segurança e Defesa Social, Coronel Alexandre Ramalho, a indicação do programa Estado Presente em Defesa da Vida à final de uma premiação nacional “já mostra um reconhecimento a uma política de Segurança Pública de qualidade e que enxerga todos os contextos de combate à criminalidade, desde a prevenção primária até o trabalho policial”. Ramalho salientou o fato de o Estado “ter os melhores índices de redução de violência dos últimos 25 anos e, sob coordenação do governador Renato Casagrande, seguiremos em busca de trazer, cada vez mais, qualidade de vida à sociedade capixaba.”

Secretária de Estado de Direitos Humanos, Nara Borgo, expressou a alegria e o orgulho pelo Estado Presente estar entre os três melhores projetos corporativos, justamente num mês em que o programa comemora 10 anos de existência. “É uma honra estar à frente desse projeto pelo eixo social, que tem ações em 17 órgãos do Estado, tendo sempre como base o diálogo com a sociedade”, frisou.

Ela disse também que o Governo pensa a prevenção de violência não somente com o foco policial, mas também com políticas sociais, tendo em vista que as principais vítimas são os jovens negros. “A principal ação do eixo social são os Centros de Referência das Juventudes. Já temos um inaugurado e em pleno funcionamento em Terra Vermelha, Vila Velha, e, em breve, serão 14 distribuídos nos dez municípios do Estado Presente”, lembrou a secretária.

Eixos

Com uma visão transversal da política de segurança pública, o Programa Estado Presente em Defesa da Vida está estruturado em dois eixos: controle da criminalidade e prevenção à violência. No primeiro eixo, são realizadas ações de policiamento para levar segurança à população e prevenir a violência, especialmente a letal. Já no eixo social, o Governo leva oportunidades para jovens em situação de vulnerabilidade social, em ações de prevenção da violência e construção de uma cultura de paz.

Essa atuação se dá em 43 territórios que envolvem 140 bairros de municípios que, entre 2015 e 2018, registraram 74% dos homicídios no Espírito Santo. Os municípios são Vitória, Serra, Vila Velha, Cariacica, Guarapari, São Mateus, Linhares, Colatina, Aracruz e Cachoeiro de Itapemirim.

No eixo de proteção policial, coordenado pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Sesp), o programa atua em todos os municípios do Estado, nas chamadas Regiões Integradas de Segurança Pública (Risp) e nas Áreas Integradas de Segurança Pública (Aisp), aprimorando processos de policiamento e investigação criminal.

Já o eixo de proteção social, sob a coordenação da SEDH, prioriza a implementação de ações e projetos voltados para a prevenção à violência, a partir da ampliação do acesso aos serviços básicos e promoção da cidadania em regiões caracterizadas por altos índices de vulnerabilidade social. Ao todo, são 40 projetos, que se desdobram em 159 entregas feitas por 17 órgãos do Estado.

Com Coordenação Executiva da Secretaria de Economia e Planejamento, Coordenação Operacional da Sesp e Coordenação de Proteção Social da SEDH, o programa, já classificado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) como um dos mais completos e eficazes na prevenção e enfrentamento à criminalidade, tem liderança e acompanhamento direto do governador Renato Casagrande, que em reuniões mensais acompanha e avalia indicadores estratégicos e resultados operacionais.

Leia mais:  Arma é apreendida pela PM em Jaguaré
Continue lendo

Segurança

Idoso morre cinco dias após ser agredido pelo filho por causa de galinha

Publicado

O suspeito foi detido, mas acabou sendo liberado porque, segundo a polícia, já havia passado o período de flagrante

Um idoso de 66 anos morreu dias após ser agredido pelo filho durante uma briga por conta de uma galinha, no quintal de casa, em Bela Vista, Cariacica.

Após as agressões, que aconteceram há uma semana, ele ficou dias de cama, e quando resolveu ir ao hospital, acabou morrendo. 

Imagens registraram o momento em que o filho de 42 anos foi detido em casa, por policiais do Departamento Especializado de Homicídios e Proteção à Pessoa. Ele acabou liberado pois já havia passado o período de flagrante.

Segundo a polícia, a confusão toda começou porque o pai teria acusado o filho de furtar algumas galinhas que ele criava no quintal. Com isso, eles começaram a brigar, entraram em luta corporal e o pai acabou sendo agredido com socos e pauladas.

Depois disso, ele ainda saiu, bebeu e quando voltou estava com dores. Ele ficou cinco dias de cama e só no sábado (27), quando uma filha dele chegou no local, foi socorrido para um hospital, mas acabou morrendo no domingo (28).

O filho, de acordo com a família, é usuário de drogas e vive sozinho em uma casa na parte debaixo do quintal onde ficam as galinhas. Há algum tempo, ele passou a levar outros usuários e moradores de rua para casa. O fato irritou ainda mais o pai, que durante a briga, quebrou as paredes da residência.

Na manhã desta segunda-feira (29), havia uma pessoa dormindo na casa do filho, mas ele não estava no local. 

Familiares contaram à equipe de reportagem da TV Vitória/Record TV, que após a morte do pai, o homem acabou sendo agredido por populares e está bastante machucado.

A polícia registrou o caso, que será investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa de Cariacica.

Leia mais:  Suspeitos invadem escola estadual e furtam notebooks no interior do ES
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana