conecte-se conosco


Cidades

Vitória + Verde: maior investimento na estruturação de Unidades de conservação

Publicado

Estamos entregando o que há de mais robusto no Espírito Santo na questão ambiental”, disse o prefeito Lorenzo Pazolini

Uma área que, somada, corresponde a 40% do território de Vitória. Um patrimônio com toda a riqueza de diversidade biológica e recursos naturais. As Unidades de Conservação de Vitória, que garantem o equilíbrio ecológico da cidade, vão receber o maior investimento de estruturação de sua história. O lançamento do Programa “Vitória + Verde” foi realizado neste sábado (02), na Ilha do Frade, e teve a presença do prefeito Lorenzo Pazolini.

O Programa prevê um investimento de R$ 12 milhões do Fundo Municipal de Meio Ambiente (Fundambiental), com recursos próprios e de compensações ambientais. O “Vitória + Verde” vai garantir o aprimoramento das políticas ambientais, especificamente no que diz respeito à implantação e estruturação de Unidades, dentro do que é estabelecido no Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC), instituído pela Lei Federal nº 9.985/2000.

“O Programa Vitória+Verde não representa apenas um programa, representa um compromisso entre gerações que nós assumimos com as nossas crianças, com os idosos, com as famílias, com todos aqueles que continuarão vivendo no nosso município, quase 400 mil pessoas. Estamos entregando o que há de mais robusto no Espírito Santo na questão ambiental. Estamos cuidando das nascentes, estamos plantando uma árvore para cada morador, somos duros e incisivos na aplicação da lei, mas sem jamais fechar as postas para o diálogo institucional”, disse o prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini.

Leia mais:  Corpos de vítimas de acidente envolvendo ônibus em MG chegam ao ES nesta terça-feira

Entre os objetivos do Programa, estão: contribuir para a manutenção da diversidade biológica, dos recursos genéticos no território nacional e nas águas jurisdicionais; proteger espécies ameaçadas de extinção; contribuir para a preservação e a restauração da diversidade de ecossistemas naturais; promover o desenvolvimento sustentável; proteger e recuperar recursos hídricos e edáficos; recuperar ou restaurar ecossistemas degradados; favorecer condições e promover a educação e a interpretação ambiental, a recreação em contato com a natureza e o turismo ecológico.

Programa se soma aos investimentos que a gestão do prefeito Lorenzo Pazolini já vem realizando para proteger nosso meio ambiente”, disse secretário Tarcísio Foeger.

“O Programa Vitória + Verde se soma aos investimentos que a gestão do prefeito Lorenzo Pazolini já vem realizando para proteger nosso meio ambiente e fazer com que cidade conheça mais todo esse patrimônio. Entregamos, por exemplo, as obras do Parque Vale do Mulembá e os novos mirantes do Fonte Grande, no ano passado. Lançamos, ainda, o VixFlora, que prevê o plantio de 370 mil árvores, uma por habitante da cidade, e o Programa Fonte Viva, que vai recuperar nascentes e construir fontes de água públicas”, disse o secretário de Meio Ambiente de Vitória, Tarcísio Foeger.

Leia mais:  Fundação Renova indeniza mais 1.700 pessoas pelo Sistema Indenizatório Simplificado

Investimento e proteção ao Meio Ambiente

Algumas ações já foram realizadas na gestão do prefeito Lorenzo Pazolini, entre elas: o lançamento dos editais para elaboração do Plano de Manejo de três Unidades de Conservação (Parque Natural Municipal Vale do Mulembá, Parque Estadual da Fonte Grande e da Estação Ecológica Municipal Ilha do Lameirão); a elaboração e publicação dos Regimentos Internos dos Parques Naturais Municipais Von Schilgen, Tabuazeiro, Gruta da Onça e do Refúgio de Vida Silvestre (Revis) Mata Peludosa (antiga Fazendinha). Além disso, foram entregues as estruturas físicas do Parque Vale do Mulembá e a entrega de três mirantes no Fonte Grande.

O Programa Vitória + Verde prevê ações voltadas às seguintes Unidades de Conservação: Parque Estadual da Fonte Grande, Estação Ecológica Municipal Ilha do Lameirão, Refúgio de Vida Silvestre (Revis) Mata Paludosa, Reserca Ecológica Municipal Restinga de Camburi, Parque Natural Municipal Vale do Mulembá, Área de Proteção Ambiental (APA) do Maciço Central, Área de Proteção Ambiental Baía das Tartarugas, Parque Natural Municipal Von Schilgen, Refúgio de Vida Silvestre de Fradinhos, Reserva Ecológica Municipal Morro do Itapenambi, Reserva Ecológica Municipal Ilhas Oceânicas de Trindade e Arquipélago Martins Vaz e Reserva Ecológica Mata de Goiabeiras.

publicidade

Cidades

Banestes lança laboratório próprio de inovação com foco no mercado capixaba

Publicado

Na tarde dessa quarta-feira (29), foi oficialmente lançado o hub de inovação do Banestes, chamado de Baneshub. O laboratório terá uma sede física, com instalações na Enseada do Sua, em Vitória, com capacidade para cerca de 90 pessoas trabalharem em diferentes projetos de inovação e também com espaço para realização de eventos, treinamentos, pílulas de inovação, dinâmicas, dentre outras atividades.

Recentemente, a área passou a integrar a diretoria de Tecnologia da instituição, vinculada à gerência de dados e de inovação, sob o comando do diretor Tasso Lugon. Desde então, o projeto de concretizar a existência de um laboratório de inovação próprio do Banestes pôde se concretizar.

O diretor-presidente do Banestes, Amarildo Casagrande, reforçou que esse é mais um importante marco na história de 85 anos do Banestes. “Pela primeira vez, o banco dos capixabas passa não só a integrar o ecossistema de inovação como também a ser uma referência, com a existência do seu próprio hub e desenvolvimento de atividades próprias que irão proporcionar a expansão dos negócios, novas parcerias com startups e fintechs, amplitude aos processos de digitalização, entre outras oportunidades. Nós temos trabalhado internamente em prol do fortalecimento da cultura de inovação, e o lançamento do Baneshub é fruto do trabalho de diversas pessoas e equipes que se conectaram, desde 2019, ao desafio proposto. Uma grande vitória para todo o time Banestes”, ressaltou.

Leia mais:  Fundação Renova indeniza mais 1.700 pessoas pelo Sistema Indenizatório Simplificado

O lançamento aconteceu com a realização de um evento de apresentação, na sede do hub de inovação de engenharia e construção capixaba, o Base27, que tem parceria firmada com o Banestes. Participaram do evento a diretoria do Sistema Financeiro Banestes, convidados e lideranças de áreas diversas do banco.

Durante a apresentação da nova iniciativa do banco, o diretor de Tecnologia, Tasso Lugon, destacou ainda que o objetivo não é exclusivo à digitalização, e sim, ao movimento de transformação digital com foco na melhoria da experiência do cliente. “A área de inovação, apesar de vinculada à diretoria de tecnologia do Banestes, não visa somente à transformação digital. Os meios digitais, com o avanço tecnológico, permitem que o Baneshub seja um ambiente que vai fomentar a inovação para toda a estrutura do banco, cooperando com o desenvolvimento e evolução de novos serviços e também com frentes de análise de dados, que irão garantir uma experiência ainda melhor aos clientes, que visam suas necessidades reais. A transformação digital faz parte desse processo, mas o centro da inovação permeia também o contato humano, as necessidades primordiais dos clientes, as facilidades e benefícios que podemos agregar ao dia a dia dos capixabas”, disse Lugon.

Leia mais:  Fonte Viva: Vitória vai recuperar nascentes e construir 15 fontes públicas

Também realizaram apresentações a gerente de Dados e Inovação do Banestes, Camila Zacche, e Francisco Carvalho, um dos criadores do Base 27. Camila Zacche apresentou detalhes dos projetos e principais iniciativas que serão desenvolvidas com o início das atividades. “É importante olharmos para dentro, para incentivarmos a cultura de inovação, mas também é importante reforçarmos o nosso olhar para fora, para as necessidades dos clientes, com foco na transformação inovadora vinculada ao digital. A utilização de dados propicia tomadas de decisão que geram valor e, portanto, aperfeiçoamento do relacionamento com o cliente. Com isso, vamos desenvolver projetos como digitalização de documentos, desburocratização, faq inteligente, novos canais de comunicação interna com foco em inovação, e outros. Estamos inseridos no ecossistema de inovação e temos excelentes parceiros para o desenvolvimento das iniciativas”, enfatizou a gerente.

Continue lendo

Cidades

Banestes realiza nova edição do Feirão Acordo Fácil

Publicado

Começa nesta sexta-feira (1º) mais uma edição do Feirão Acordo Fácil Banestes. Os clientes terão acesso a descontos de até 100% em juros, correção e multa, além do parcelamento da dívida em até 120 meses. É a melhor condição para renegociação de dívidas da história da instituição.

A ação vai ocorrer com atendimento presencial nas agências e de forma on-line, pelo site Banestes. O cliente deve acessar o menu “Créditos” e escolher a opção “Renegociação de Dívidas”, ou clicar direto no link www.banestes.com.br/feiraoacordofacil. Após preencher o formulário, o usuário receberá retorno pelo telefone ou endereço de e-mail informado para negociação.

Podem solicitar a renegociação clientes pessoa física ou jurídica, com dívidas judicializadas ou não. O Banco se disponibiliza a avaliar a concessão de até 100% de desconto em todos os juros, correção e multa, além de definir um novo prazo de parcelamento da dívida, que pode chegar a 120 meses. É importante lembrar que os descontos são sempre maiores para quem decide pagar à vista.  

Leia mais:  Suzano doa oxigênio hospitalar para reforçar estoque da rede de saúde de Aracruz

Podem ser renegociados todos os produtos oferecidos pelo Banestes. Por exemplo, contratos de antecipação de Imposto de Renda, crédito pessoal, microcrédito, antecipação do 13º salário, cheque especial e cartão de crédito.

É necessário que a dívida não ultrapasse o valor de até R$ 500 mil para clientes pessoa física (PF) e R$ 1 milhão para clientes pessoa jurídica (PJ). Em ambos os casos, o atraso precisa ser superior a 60 dias. O Feirão Acordo Fácil vai até 30 de setembro.

Serviço:

Feirão Acordo Fácil Banestes

  • Período: de 1º de julho a 30 de setembro.
  • Públicos-alvo: pessoas físicas ou jurídicas, com dívidas judicializadas ou não, com valor de até R$ 500 mil para clientes PF e de até R$ 1 milhão para clientes PJ, e com atraso superior a 60 dias.
  • Benefício: condições diferenciadas de negociação, como até 100% de desconto em todos os juros, correção e multa, além de opções de parcelamento em até 120 meses.
  • Link para renegociação: www.banestes.com.br/feiraoacordofacil

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana